Cuidar do seu próprio negócio não é fácil: é preciso gerenciar uma equipe, ficar de olho na concorrência, atrair clientes… e cuidar das finanças, claro! Infelizmente, muitos empreendedores consideram a análise do fluxo de caixa da sua empresa uma tarefa burocrática, maçante, e só querem saber se, afinal, a empresa deu lucro ou prejuízo no mês corrente.

Ora, essa é uma preocupação bastante aceitável, mas não é suficiente caso você queira saber se o seu negócio anda saudável, se ele conseguirá se manter por muito tempo ou se está com sérios problemas que precisam ser resolvidos o mais rapidamente possível.

É justamente para ajudar nessas tarefas que existe a chamada análise de desempenho financeiro. Quer saber como essa ferramenta funciona? Então acompanhe o nosso post!

Como descobrir meu desempenho financeiro?

O desempenho financeiro é um indicador simples que irá se apoiar, basicamente, em 2 dados: receita mensal e despesa mensal. Com essas duas informações juntas, você obterá o resultado financeiro do mês corrente da sua empresa, valendo aquela regra básica: se a receita foi maior que a despesa, seu negócio teve lucro, caso contrário, teve prejuízo.

No entanto, mais que conseguir levantar o dado de cada mês isoladamente, é preciso colocá-los em conjunto. Ou seja, fazer um controle do avanço das suas despesas e receitas (e lucro) ao longo de vários meses. Dessa forma, você será capaz de entender se o seu lucro está crescendo e em que ritmo ou, na pior das hipóteses, se a sua empresa está se tornando muito deficitária.

O que consigo detectar na análise de desempenho financeiro?

Como falamos no item anterior, mais do que saber a lucratividade de um único mês, com a análise financeira você conseguirá detectar a evolução do seu negócio e detectar eventos que foram importantes para sua empresa. Vamos dar um exemplo.

Em maio, uma empresa teve um aumento enorme de despesas. O motivo? Uma modernização dos equipamentos de TI. Analisando o desempenho financeiro, percebe-se que o lucro, que naquele mês ficou abaixo da média, volta a crescer de maneira consistente nos meses seguintes, ficando acima da média anterior.

Ou seja, apoiando-se nos dados de desempenho financeiro, pode-se afirmar com alguma segurança que o investimento na modernização da infraestrutura de TI, que corroeu o seu lucro em determinado mês, teve um impacto positivo em médio e longo prazo. Logo, foi um investimento acertado.

Qual a melhor ferramenta para se fazer o cálculo do desempenho financeiro?

O cálculo do desempenho financeiro é feito de maneira bem simples e, por vezes, uma planilha do Excel pode te ajudar a organizar as receitas e despesas do seu negócio. No entanto, para que esses dados ganhem mais consistência e possam ser relacionados com outros indicadores de desempenho, convém contar com um software de gestão integrada.

O eGestor, por exemplo, agrega diversos processos da gestão, que vão do controle de estoque até o controle financeiro. Tudo isso em uma plataforma simples, ágil e totalmente on-line: você pode acessá-la diretamente do seu navegador.

Para cuidar bem do seu negócio, você deve conhecê-lo a fundo! A análise do desempenho financeiro é uma boa maneira de fazer isso, mas nunca deve ser a única. Lembre-se de se basear em vários indicadores de desempenho para tomar suas decisões de gestão!

Ficou com alguma dúvida sobre a análise de desempenho financeiro? Faça sua pergunta na nossa caixa de comentários!

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em http://www.egestor.com.br