emitir nota fiscal eletrônica

Quando um empreendedor se programa para abrir uma empresa de pequeno ou médio porte (PMEs), ele precisa decidir muitos aspectos com antecedência. Como, por exemplo: Adquirir seu ponto de venda, os vários processos que envolvem sua atividade, planos de investimento, entre outras questões. E uma das coisas que às vezes fica para cima da hora é aprender a como emitir notas fiscais.

Você sabe como fazer isso? Neste post falaremos sobre os diferentes tipos de notas fiscais eletrônicas que são utilizadas pelas empresas, como é o processo para emissão e quais os benefícios que a nota fiscal eletrônica pode trazer em relação a nota fiscal emitida em papel. Siga com a gente!

Os principais tipos de notas fiscais usados pelas pequenas e micro-empresas

Existem muitas notas fiscais que uma pequena e micro empresa poderá utilizar. A sua empresa poderá emitir uma Nota Fiscal Avulsa naquelas operações comerciais de venda ou revenda de mercadorias diversas, despachos e circulação de itens e produtos de sua empresa. Entre outras situações.

Existe ainda a Nota Fiscal de Venda a Consumidor, que é aproveitada na venda direta de produtos ao cliente. Além da Nota Fiscal de Prestação de Serviços, a ser passada para as pessoas jurídicas para as quais oferecer os seus trabalhos. Todas estas notas fiscais dependem de uma Autorização para impressão de Documentos Fiscais (AIDF) na Secretaria de Fazenda do Estado onde a empresa atua. A fim de posteriormente produzir os impressos em uma gráfica. Satisfazendo-se assim as regras pertinentes ao caso.

Mas, pensando na comodidade, na redução de custos e em muito mais benefícios para todos os envolvidos em uma transação comercial, o governo criou a nota fiscal eletrônica que consiste em um documento emitido por meio de processamento de dados. Substituindo as notas fiscais avulsas impressas. Mas é importante lembrar que estas notas não se encontram disponíveis em todos os estados brasileiros.

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) nada mais é do que um documento digital com o intuito de documentar, para fins fiscais, qualquer operação de circulação de mercadorias ou uma prestação de serviços entre contribuinte e comprador ou tomador de serviços. Com a finalidade de substituir as outras notas impressas.

Como emitir as Notas Fiscais Eletrônicas

O processo de emissão da Nota Fiscal Eletrônica é seguro e validado juridicamente pelo uso de uma assinatura digital. Essa identificação existe exatamente para garantir a autenticidade do arquivo eletrônico da nota fiscal. O que serve de comprovação de que foi a sua empresa que fez o envio da NF-e para o portal da Fazenda.

Para se credenciar como emissor de NF-e, deve-se, em primeiro lugar, adquirir a certificação digital junto à uma instituição certificadora. Você poderá conferir quais são as instituições que estão credenciadas pelo ICP-Brasil (Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira) e escolher aquela que mais atenda às suas exigências. Para fazer isso basta consultar o site do Instituto Nacional de Tecnologia da Informação – ITI.

Já com o certificado digital em mãos, é necessário fazer o credenciamento junto à Secretaria da Fazenda (SEFAZ) do seu estado ou DF. Posteriormente, deve-se instalar um sistema gestor e emissor de notas fiscais eletrônicas. Esses tipos de sistema podem ser facilmente encontrados no mercado.

Ebook Nota Fiscal Eletrônica

Quais as vantagens de emitir nota fiscal eletrônica

Com a emissão de documentos fiscais eletrônicos, a sua empresa vai diminuir a papelada. Além de melhorar a sua organização, o controle fiscal será mais ágil, rápido e extremamente protegido. Os erros de escrituração serão drasticamente reduzidos, a sonegação fiscal tenderá a diminuir e o governo conseguirá aumentar a sua arrecadação de forma que não aumente a carga tributária. Por isso, o investimento que o empresário irá fazer para se adequar ao novo processo retorna muito rapidamente para o seu bolso.

Tendo pleno conhecimento de como a emissão das Notas Fiscais Eletrônicas pode ajudar em seu empreendimento, você já pode começar a tomar as providências necessárias para emiti-las adequadamente. Tanto para os seus clientes, quanto para os seus  consumidores.

Conclusão

Portanto a nota fiscal eletrônica, presente na legislação brasileira desde 2005, que incentiva o uso da tecnologia nas relações comerciais, trouxe inúmeros benefícios para as empresas: A diminuição da burocracia, além de facilitar a organização e otimizar o processo de controle fiscal.

Outro benefício trazido pela emissão eletrônica de nota fiscal foi a drástica redução nos custos de impressão. Sem contar ainda que a nota fiscal eletrônica apresenta uma possibilidade de erros muito menor na sua escrituração se comparada a um processo de emissão de notas avulsas impressas, por exemplo.

Para realizar a emissão de nota fiscal eletrônica é indispensável possuir um certificado digital. O certificado digital nada mais é do que  uma assinatura de validade jurídica que garante a segurança dos processos de transação eletrônica via internet, como a emissão de nota fiscal eletrônica. Este certificado pode ser obtido através de uma instituição certificadora presente em sua cidade. A partir de então, você deve credenciar o seu certificado junto a SEFAZ (Secretaria da Fazenda) de seu estado e solicitar a nota fiscal eletrônica.

Feito este processo, basta se cadastrar em um sistema gestor e emissor de notas fiscais eletrônicas, como o eGestor, que é um sistema em nuvem, não necessitando de um servidor próprio para o acesso, podendo assim ser acessado a partir de qualquer local, através de um computador ou dispositivo móvel. 

eGestor

O eGestor é um sistema online de gestão empresarial que é emissor de nota fiscal eletrônica, além de exercer diversas outras funções que podem ser muito úteis para o gerenciamento de sua micro ou pequena empresa. O software automatiza as funções de controle financeiro, controle de estoque, cadastro de clientes e fornecedores, geração de relatórios detalhados de compras e vendas, ordens de serviços, emissão de boletos bancários, dentre outras funções.

Você pode realizar os testes gratuitamente de todas as funcionalidades do sistema durante um período de 15 dias antes de optar por um dos planos profissionais oferecidos!

Se você ainda tem outras dúvidas em relação à emissão de NF-e, quem sabe não poderemos ajudá-lo? Deixe um comentário abaixo e descubra como melhorar o seu controle fiscal e a gestão de suas tarefas e finanças.

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em http://www.egestor.com.br