Em tempos em que a atividade econômica do país não é das melhores, é pertinente ressaltar a importância do empreendedorismo. Dar vida a ideias de negócio, capazes de transformar a realidade das pessoas, é algo importante.

Por isso, a atitude empreendedora deve ser incentivada, até mesmo para que a sociedade tenha acesso a soluções para gerar empregos e movimentar a economia.

Você se identifica com a mentalidade empreendedora, mas ainda tem dificuldade em encontrar uma atividade, que mesmo em tempos de crise, rendam frutos? Então confira no post de hoje 7 ideias de negócio para você se inspirar e alcançar resultados positivos!

1. Economia compartilhada

Você já parou para pensar o que serviços como Uber, Airbnb e Netflix têm em comum, além das polêmicas? Eles são serviços de economia compartilhada, ou seja, são modelos de negócio que oferecem uma nova maneira de consumir, por meio de compartilhamento.

Nesse formato, o foco do consumidor não está mais na posse de bens, mas no acesso a eles, satisfazendo suas necessidades. Assim, a consequência é a divisão, o aluguel, enfim, a partilha de produtos e serviços entre as pessoas.

Essa prática tem gerado polêmica, pois desfaz aquela antiga relação entre clientes e empresas, gerando novas oportunidades de renda, impulsionadas pela tecnologia. Basta a criação de um site ou aplicativo para que a ideia comece a ganhar vida.

A economia compartilhada é certamente a grande tendência do momento. Devido à crise financeira do país, as pessoas estão cada vez mais em busca de soluções mais baratas para serviços do dia a dia, o que abre espaço para ideias de compartilhamento.

2. Franquias

Trabalhar com franquias sempre é uma boa sugestão para quem procura empreender, mas não tem experiência profissional. Ao adquirir uma franquia, o franqueado obtém todo o know-how (conhecimento) da empresa contratada, podendo pular etapas iniciais ao adotar a metodologia já aplicada pelo franqueador.

É importante destacar que, em tempos de crise, abrir um negócio pode representar um risco, principalmente se você não tiver uma reserva financeira mínima.

Os primeiros meses costumam ser muito difíceis, pois sua empresa precisará conquistar os clientes, e isso leva tempo. Somente com a experiência de mercado, um bom feedback (retorno) dos clientes e o devido entendimento das oportunidades, você conseguirá crescer.

Sendo assim, quando você adquire uma franquia, você adquire conhecimentos para facilitar seu trabalho e reduzir os riscos, o que garante maior estabilidade, principalmente no início do projeto.

Ebook Crescimento Empresarial

3. Marketplace

O ambiente virtual tem oferecido soluções cada vez mais úteis para o consumidor. O Marketplace é uma delas. Com ele é possível usar uma plataforma digital para vender seus produtos, garantindo visibilidade e economia.

Se você pensa em vender alguma coisa, mas quer evitar os gastos ao máximo (com a abertura de um e-commerce, por exemplo), essa é a melhor solução, mesmo porque todo o trabalho pode ser via home office.

Mesmo considerando as taxas de comissão que você terá que pagar ao site para divulgar seus produtos, o negócio vale a pena, já que é possível obter um lucro maior na fase inicial do projeto.

Você pode começar a estruturar seu negócio construindo uma boa reputação em Marketplaces, e somente depois montar sua própria loja virtual.

Dois exemplos de serviços dessa natureza são o Mercado Livre e o eBay.

4. Serviços voltados ao pequeno empreendedor

Com o surgimento da categoria de microempreendedor individual (MEI), surgiram também oportunidades para quem apresenta soluções específicas para esse segmento. No ramo da contabilidade, por exemplo, diversos escritórios passaram a se concentrar no trabalho com esse público, oferecendo a ele condições de crescimento em menos tempo.

Independentemente do seu ramo, você pode investir em serviços voltados para o pequeno empreendedor.

Outro exemplo de oportunidade é em relação à divulgação. Como novos negócios costumam surgir sem que seja dada a devida atenção ao marketing de conteúdo, oportunidades para profissionais de comunicação podem surgir nesse mercado.

5. Ideias de negócio envolvendo consertos

Se você se especializar no reparo de algum produto essencial para a vida das pessoas, não haverá crise que possa prejudicar o seu negócio. Organizando bem esse serviço, você poderá ter resultados surpreendentes.

Pense bem: uma pessoa que, por algum motivo, estraga uma peça de roupa cara, tende a procurar por soluções econômicas para não ter que gastar dinheiro comprando outra peça (em tempos de crise, esse é o raciocínio lógico). Assim, ela irá atrás de quem pode fazer os reparos precisos para resolver seu problema.

Por isso, considere criar soluções que resolvam os problemas das pessoas, como uma assistência técnica para smartphones, por exemplo. Oferecendo alternativas baratas e rápidas, você pode conquistar uma clientela na própria região em que mora.

6. Treinamento de vendas

Um bom relacionamento com o cliente é o diferencial para o sucesso de qualquer empreendimento. Sendo assim, por que não pensar em um serviço capaz de ensinar vendedores a lidar melhor com os consumidores? Treinamentos voltados à excelência no atendimento são bastante solicitados por empresas em tempos de crise econômica, em que as organizações procuram por soluções para fidelizar clientes.

Esta dica é para quem domina a arte da negociação comercial, não necessariamente profissionais diplomados, mas pessoas que se sentem capazes de usar seu poder de persuasão para influenciar outras pessoas.

Criando um negócio voltado ao ensino e treinamento de vendas, você poderá oferecer cursos e palestras, e com isso obter uma importante fonte de renda.

7. Food Truck

O Uber não é a única alternativa para quem pretende empreender sobre rodas. O chamado Food Truck, ou carro de comida, em português, é uma opção simples e barata para quem quer investir no segmento da alimentação.

Essa tendência, na verdade, é a releitura de algo que sempre existiu – o uso de veículos para a venda de comida – e ganhou um aspecto mais moderno com o uso de caminhões.

Isso porque, diante da crise econômica de 2008, que levou boa parte dos chefs americanos a fecharem as portas de seus restaurantes luxuosos, o uso de veículos mais estilosos foi a solução encontrada para manter seus negócios e reduzir os custos.

O Food Truck nada mais é que uma cozinha móvel que vende alimentos de maneira itinerante, e que tanto nos Estados Unidos quanto no Brasil tem sido um diferencial para quem pretende trabalhar com gastronomia de qualidade sem ter os gastos de um restaurante.

Gostou das dicas sobre ideias de negócio? Então compartilhe este artigo nas redes sociais. Assim você também pode ajudar seus amigos a contornar a crise e obter resultados positivos!

EGestor - Software online de gestão empresarial para pequenas empresas

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em http://www.egestor.com.br