Reduzir as despesas, diminuir os custos e realizar novos investimentos costumam ser tarefas difíceis de diferenciar durante uma crise econômica como esta pela qual estamos passando. É importante entender as diferenças entre despesa, custo e investimento. Veja quais devem ser mantidos, quais podem ser cortados, quais devem receber um reforço mesmo durante a crise e quais não podem ser evitados para manter a viabilidade do seu negócio. Confira!

Despesa: o que é e o que não é despesa para a sua empresa

Despesas são gastos que não visam o retorno financeiro, mas são necessários para que a sua empresa obtenha a receita no final do mês. Portanto, as despesas, apesar de não gerarem retorno financeiro, propiciam o “conforto” e a funcionalidade para a empresa.

Alguns exemplos de despesa são as contas de energia elétrica, de água e de telefone, os impostos, o aluguel, o gasto com publicidade e a folha de pagamento de seus funcionários. No entanto, os gastos com matéria-prima, com insumos e com serviços para obter algum produto não são considerados despesas.

As despesas da sua empresa ainda podem ser consideradas fixas ou variáveis. Despesas fixas são aquelas que não variam, mesmo que o faturamento da empresa varie. Já as despesas variáveis são aquelas que variam de acordo com o faturamento da empresa, como as comissões sobre as vendas, os fretes sobre as vendas e os impostos sobre as vendas, por exemplo.

Planilha de controle de estoque gratuita para download

Custo: o que é e o que não é custo para a sua empresa

O custo é mais um tipo de gasto, porém, diferentemente das despesas, esse se trata do valor que é utilizado com bens e serviços para que a sua empresa possa produzir outros bens e serviços. De uma maneira bem simples, o custo é tudo aquilo que é utilizado para produzir ou fabricar e que, de certa forma, está agregado nele. Alguns exemplos de custo são a matéria-prima, os insumos, a energia que é utilizada na produção e os encargos e salários da mão de obra, ou seja, do pessoal do setor produtivo.

Os custos podem ainda ser considerados diretos ou indiretos. Custo direto é aquele que vemos ser utilizado na fabricação dos produtos, como a matéria-prima, por exemplo. Já o custo indireto é aquele que não podemos ver no produto final, mas sabemos que foi utilizado em sua fabricação, como a energia elétrica ou os lubrificantes de máquinas industriais. No entanto, gastos com transporte de pessoas, com a compra de novos equipamentos e com a manutenção da área fabril não são considerados custos.

Diferenciar despesas e custos pode ser meio complicado, às vezes. Para diferenciar os custos das despesas com mais facilidade, pergunte-se: “se eu eliminar esse gasto, a produção será afetada diretamente?”. Se a resposta for sim, o gasto trata-se de um custo.

Investimento: o que é e o que não é um investimento para a sua empresa

O investimento é outro tipo de gasto, porém é como uma aplicação de recursos, na qual há a expectativa de retorno financeiro futuramente. No ramo da indústria, a aquisição de novos equipamentos, de novas máquinas, de novos veículos, de ferramentas, é classificada como um investimento para a empresa. Investimentos se aplicam tanto à compra de novos bens para aumentar a produção da sua empresa como também se adequa à aplicação em produtos financeiros que aumentam a riqueza da empresa.

Em alguns casos, é fácil acabar confundindo investimentos com despesas. Se você for fazer a reforma de um prédio, por exemplo: nesse caso, se você for apenas reformar e manter o que já existia anteriormente, o gasto se tratará de uma despesa com manutenção. Mas caso a reforma seja para aumentar a área útil ou o patrimônio da empresa, esse gasto é na verdade um investimento.

Para diferenciar o investimento da despesa com mais facilidade, basta se perguntar: “esse gasto irá agregar valor para a empresa?”. Se a resposta for sim, trata-se de um investimento.

Veja um vídeo sobre Despesa, custo ou investimento

E então, agora você já compreende as principais diferenças entre despesa, custo ou investimento? Comente e deixe suas dúvidas!

EGestor - Software online de gestão empresarial para pequenas empresas

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em http://www.egestor.com.br