giro de estoque

No meio corporativo, saber o que é e para que servem alguns tipos de cálculo é fator determinante do sucesso do negócio. O giro de estoque é uma dessas ferramentas que merecem atenção e muito entendimento.

Imprescindível para quem trabalha com mercadorias, o estoque é importante por armazenar tudo aquilo de que a empresa precisa para manter seu ritmo de atividades.

Seja em uma indústria, em que são necessárias matérias-primas para suprir a linha de produção, ou em comércios, cujas mercadorias devem estar disponíveis para o cliente, administrar estrategicamente este departamento possibilita maiores lucros.

O que é Giro de estoque?

O Giro de Estoque é, portanto, um indicador, uma ferramenta responsável pela avaliação e demonstração da saúde financeira do estoque do empreendimento, departamento que pode, e deve, trabalhar de forma estratégica junto as demais áreas.

Quando se utiliza o cálculo de giro de estoque, é possível observar a atual situação dos recursos que estão disponíveis para a empresa. A partir deste estudo, identificam-se, por exemplo, quais são as principais ameaças e empecilhos do estoque colaborar mais com o lucro do negócio.

Entre as aplicações deste indicativo destaca-se, portanto, a apuração da qualidade do estoque do empreendimento bem como seu mix de variedade de produtos.

Como calcular o Giro de estoque?

O cálculo do giro de estoque é muito simples, porém envolve outras variáveis que precisam estar corretas para que o valor encontrado corresponda a realidade.

GIRO DE ESTOQUE = TOTAL DE VENDAS / VOLUME MÉDIO DE ESTOQUE

Veja o passo a passo do cálculo:

  • Defina o período do cálculo;
  • Encontre o número total de produtos que foram vendidos neste período;
  • Estabeleça o volume médio no estoque neste período também.

Vamos exemplificar para ficar mais fácil a compreensão:

Imagine que você é dono de uma produtora de feijão que vende 1.800 sacas por ano. Você sabe que o estoque médio costuma ser de 200 sacas. Agora aplique a fórmula e terá:

GIRO DE ESTOQUE = 1.800 / 200 = 9 giros por ano

Também é possível fazer o cálculo por valor.

Imagine que o valor do estoque médio seja de R$ 30 mil e o volume de vendas anual de R$ 450 mil. Considerando estes valores, é possível conferir os seguintes resultados:

GIRO DE ESTOQUE = R$ 450.000 / R$ 30.000 = 15 giros anuais

5 dicas para melhorar e aumentar o giro de estoque da sua empresa

Agora que você já sabe o que é como calcular o giro de estoque, aproveite para conhecer 5 dicas que vão lhe ajudar a aumentar a velocidade com que os produtos entram e saem deste da sua empresa. Confira:

1. Tome decisões de compras baseadas nas vendas

Trabalhar com estoque requer muita atenção, dinamismo e controle para tomar decisões certas e não perder dinheiro.

Essencial para a grande parte dos negócios, o estoque pode ser aliado ou inimigo do empreendedor e quem decide é justamente ele mesmo!

A primeira dica é ir contra os achismos. Portanto, nada de montar sua lista de compra junto ao fornecedor sem ter dados reais e concretos em que se basear no momento da decisão.

Veja o andamento dos últimos meses, pesquise tendências e considere o máximo de informações possíveis antes de fechar qualquer compra para o seu estoque, pois assim a saúde financeira do seu negócio agradecerá!

2. Trabalhe com o estabelecimento mínimo do estoque

Nada pior para um cliente do que ir até uma empresa e não encontrar o que precisa disponível.

E não adianta falar que na próxima tem! Quando o cliente sai da sua casa e vai até o seu empreendimento ele quer, precisa daquilo que está procurando naquele exato momento. Caso contrário, não teria ido até lá!

Ao sair da sua loja, por exemplo, pode ter certeza de que irá até o seu concorrente para comprar aquilo que você não tinha!

Para fugir deste tipo de situação, é imprescindível trabalhar com estoques mínimos. Ao atingir a marca você já toma consciência de que é chegada a hora de fazer um novo pedido.

3. Aumente a rotatividade dos produtos quando necessário

Seu estoque está cheio, mas o seu caixa está vazio? Infelizmente, este tipo de situação pode ocorrer com frequência e está relacionado a inúmeros outros fatores.

Neste momento, é importante avaliar, por exemplo, a possibilidade de fazer uma campanha estratégica como promoções que oferecem descontos diferenciados e etc.

Considerando outros importantes indicados, como a rentabilidade de cada produto, é possível mandar embora as mercadorias que estão criando teias no estoque, melhorar as finanças do empreendimento e ainda planejar uma próxima compra mais assertiva.

4. Leve sempre em consideração datas especiais ao longo do ano

Dica importantíssima, na hora de planejar o seu estoque é fundamental considerar as datas do ano em que seu negócio costuma ter mais procura.

Nos casos de comércio, por exemplo, é sabido que os meses de maio e dezembro possuem uma rotatividade de estoque muito maior graças ao dia das mães e o natal, respectivamente.

Nestas épocas, ter um bom estoque é sinônimo de ter bons lucros, visto que são os melhores meses do ano nestes empreendimentos!

Mas, como cada caso é um caso, levar em conta as características específicas da sua empresa lhe dará um norte muito mais certo na hora de compor o estoque, não deixando que nessas datas faltem produtos e mercadorias, por exemplo.

5. Use um sistema informatizado para maior controle

Cuidar do estoque não é um bicho de sete cabeças, ainda assim, dependendo do tamanho do negócio e quantidade de funcionários, pode ser bastante dificultoso manter tudo em dia sem se atrapalhar.

Sendo assim, a última e mais importante dica, tratando-se de melhorar o giro de estoque, é sem dúvida recorrer a implantação de um sistema informatizado que colabore com o controle de tudo que entra e sai no empreendimento.

Além disso, através destes softwares é possível avaliar rapidamente o desempenho do estoque, quais peças e produtos estão disponíveis, o valor pago ao fornecedor e o valor repassado para o consumidor final. O eGestor é um ótimo meio para realizar este controle.

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em http://www.egestor.com.br