Contratar freelancer: saiba as vantagens e os riscos!

A arte da negociação está inserida em várias situações do dia a dia de uma empresa. Enquanto algumas decisões são tomadas quase que instintivamente, outras exigem uma atenção maior e uma avaliação mais criteriosa de suas consequências.

Ultrapassar um carro, decidir quem vai entrar primeiro pela porta do metrô ou do elevador, combinar o horário do retorno do filho de uma festa. Em todos esses casos há uma negociação. A decisão é feita após um consenso ocorrido entre as partes.

As negociações dentro de uma companhia envolvem pessoas dentro de um mesmo setor, de departamentos distintos, de empresas diversas e de órgãos governamentais ou de fiscalização.

E ambos os lados devem sair satisfeitos com o resultado, afinal, o que é combinado não sai caro, não é mesmo?

Quer saber mais sobre negociação? Neste post você encontrará 10 dicas para que você domine essa arte tão necessária. Confira!

1. Negociação é relacionamento, não é uma guerra

O primeiro ponto é ter a consciência de que uma negociação não deve ser tratada como uma guerra. Não haverá vencedor nem vencido.

Não é uma batalha e sim um relacionamento entre cidadãos, cada um representando um lado e tendo a sua própria responsabilidade.

Os confrontos surgem, os argumentos são expostos, as comparações são feitas, mas sempre devemos procurar um desfecho conciliatório.

2. Escolha reunião presencial

As ferramentas de comunicação que estão disponíveis para interlocução, como as videoconferências, os chats ou mesmo os aplicativos para smartphones facilitam o contato entre as pessoas.

Porém, dependendo da negociação, o ideal é realizá-la pessoalmente.

Quando se está frente a frente pode-se notar algumas mudanças de atitude ou mesmo algumas reações nervosas. É um diferencial usar a percepção do comportamento em proveito próprio. Na maioria das vezes, o olho no olho é mais favorável.

3. Utilize seu local de trabalho

Realizar a reunião de negociação em seu habitat é outro ponto positivo. Conhecer o local e estar familiarizado com o ambiente é essencial para lhe transmitir mais serenidade.

Sempre que possível tente realizar em seu próprio escritório, mas se for inviável, tente um local alternativo que você conheça bem.

4. Vá preparado para a reunião

Procure se informar sobre todos os pontos que serão discutidos. Aprofunde na avaliação, buscando sempre dados consistentes. Encontre os pontos fortes e fracos de ambos os lados e não deixe de discutir com sua equipe de trabalho, fazendo uma simulação de conflito.

Saiba até onde pode ir e o quanto pode ceder, tenha todos os dados em mãos e procure responder os questionamentos com firmeza e convicção. Não deixe também de elaborar perguntas bem embasadas, isso favorece o desenrolar da conversação.

5. Mantenha a calma

É de extrema importância manter a calma e o autocontrole para se sair bem no final. Para isso é interessante utilizar algumas técnicas de meditação e de respiração como, por exemplo, respirar fundo três vezes pausadamente, soltando o ar lentamente.

Isso pode ser feito dentro de um elevador ou mesmo na sala de reunião, sem que ninguém perceba. Essa atividade oxigena o cérebro e traz tranquilidade. Aprender técnicas de meditação pode te ajudar bastante na hora H.

6. Sempre inicie as conversações

Iniciar a conversa é importante para que você tenha controle do processo que está se iniciando. Ao fazer isso, exponha seus objetivos de maneira clara e argumente com firmeza.

Tenha sempre o controle da discussão e mantenha sob sua gestão os temas que estão sendo debatidos.

7. Não esteja sozinho

Sempre que viável, não esteja sozinho na reunião. Defina quem o acompanhará. Acerte com ele o seu papel e sua responsabilidade e combine também os momentos em que ele interferirá.

Nas discussões que envolvam a parte técnica de determinado assunto é fundamental que o especialista da área também seja envolvido. Delimite a sua participação e o convoque em todos os momentos que forem necessários.

Explique ao seu acompanhante todos os detalhes que serão abordados para que ele esteja em sintonia com você.

É importante que seu parceiro tenha em mente também aquela máxima que diz: muito ajuda quem não atrapalha. As intervenções dele deverão ser feitas, exclusivamente, sob a sua coordenação.

8. Registre por escrito

Tenha sempre o costume de documentar e registrar tudo que foi definido e jamais deixe para fazer isso ao término da negociação. Utilize ferramentas de edição de texto para facilitar essa tarefa, registrando um documento durante a discussão.

Assim, haverá uma economia de tempo, evitando que se volte a pontos já discutidos e acertados.

Uma alternativa é utilizar um flip chart ou um quadro branco e anote os tópicos que já levaram a um consenso. Ao término, tire uma foto e envia-a para todos os envolvidos.

É uma maneira de documentar tudo de forma simples, utilizando as facilidades tecnológicas disponíveis.

9. Não manifeste sentimentos

Nunca denuncie ao seu oponente seus reais sentimentos. Evite transparecer tristeza, arrependimento, alegria ou euforia. A emoção pode trazer prejuízos na negociação.

Em conversas financeiras, um gesto ou um impulso podem retratar que valores poderiam ser acrescidos ou abatidos e isso pode trazer novas dificuldades para se chegar ao acordo.

Comportar-se de maneira irônica também é extremamente negativo e prejudicial. O clima possivelmente ficará muito tenso. Não é interessante elevar a ansiedade em nenhuma situação.

10.Tome uma água ou um café

Caso o clima da discussão fique sobrecarregado, o momento é oportuno para uma parada. Tomar uma água ou um café, de preferência em outro local, é excelente para acalmar os ânimos.

No intervalo, é interessante desviar o assunto abordado para temas mais amenos. Evite questões políticas, por exemplo, que tem um grande potencial de serem muito acaloradas e podem piorar um cenário que já estava nervoso.

Busque abrandar a atmosfera e não agravá-la.Agora você já tem uma série de dicas para dominar a sua arte da negociação! Portanto, não deixe de utilizá-las como um diferencial para as suas próximas reuniões.

Exercite as técnicas sugeridas, melhore o seu desempenho e alcance sucesso no seu negócio.

Para aperfeiçoar seu negócio ainda mais, não deixe de baixar a nossa planilha de controle financeiro totalmente gratuita:

Planilha de controle Financeiro gratuita

 

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br