como abrir empresa

Você sabe o que é preciso para abrir uma pequena empresa? Muitas pessoas têm o sonho de colocar uma ideia inovadora para frente e fazer aquilo virar um negócio. Mas quase sempre emperram em um problema: por onde se deve começar? A burocracia parece enorme, e hoje em dia todo o processo de abrir uma empresa, mesmo que de pequeno porte, pode demorar mais de quatro meses. Mas nada disso é impossível, e seguindo os passos a seguir você conseguirá ter uma boa noção sobre o que precisa fazer para abrir um pequeno negócio.

A primeira coisa a se fazer é pesquisar entre os tipos de sociedade empresária permitidos pela legislação civil e escolher aquele que mais se enquadra na atividade que se pretende começar. Nesse caso, por exemplo, podem ser citados: o empresário individual, que é o indivíduo que trabalha no setor de comércio ou serviços, desde que não intelectuais, cujo registro é feito na Junta Comercial; a Sociedade Empresária Limitada, que possui dois ou mais sócios e opera no comércio ou com serviços não intelectuais; e a Sociedade Simples Limitada, que igualmente possui dois ou mais sócios, mas trabalha com atividades intelectuais (de natureza científica, literária ou artística).

Faça consultas prévias

Escolhido o tipo empresarial com o qual se vai operar, você deve consultar a situação legal dos eventuais sócios, pesquisar o nome da futura empresa nos órgãos de registro, e cumprir todas as providências para funcionar no local eleito para ser o domicílio legal da empresa, o que inclui consultar as respectivas licenças e alvarás nos órgãos públicos apropriados (Secretaria de Saúde, Corpo de Bombeiros, Vigilância Sanitária, entre outros).

Ebook Crescimento Empresarial

Registre o contrato social ou o requerimento de empresário

No caso das sociedades, a constituição da micro ou pequena empresa é formalizada pelo registro do contrato social, onde vêm estipuladas as responsabilidades, os direitos e deveres dos sócios e de terceiros. Se for Sociedade Empresária, o registro será na Junta Comercial do Estado; se for Sociedade Simples, será no Cartório de Pessoas Jurídicas. Já o requerimento de empresário, que é o documento mais simplificado para quem vai trabalhar individualmente no ramo comercial ou com serviços, também é realizado na Junta Comercial.

Inscreva a empresa no CNPJ

A empresa é pessoa jurídica e, por isso, é obrigada a se inscrever no CNPJ, que é um registro expedido pela Receita Federal. Não se inscrevendo no CNPJ, a empresa fica impedida de abrir conta bancária e de realizar atividades básicas para o seu funcionamento, como realizar compras de fornecedores, emitir nota fiscal para os clientes, participar de licitações, e muito mais.

Demais inscrições e registros

O final do processo de legalização da empresa exige a sua inscrição estadual, a ser expedida pela Secretaria Estadual da Fazenda, o que é indispensável para algumas atividades, como comércio e transportes interestaduais e intermunicipais, por exemplo. Todo esse aparato será muito mais facilitado com o auxílio de um contador. Finalmente, deve-se solicitar e obter o Alvará de Funcionamento na Prefeitura do seu Município, além de buscar o registro no sindicato que representa a categoria econômica ou atividade exercida pela empresa.

Independentemente da área de atuação da sua pequena empresa, é importante que, além de cuidar da abertura legal do negócio, você coloque no papel e planeje os gastos e investimentos que terá para o sucesso do empreendimento. E se você quiser facilitar a gestão financeira da empresa, diminuindo as suas preocupações com isso, pode contar com os benefícios do eGestor. Tem alguma dúvida? Deixe aqui que iremos esclarecê-la!

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br