advogado

Quando um recém-bacharel consegue sua carteira da OAB, o que mais deseja é começar logo a trabalhar como advogado. Montar um escritório só seu pode não ser um sonho tão difícil de realizar quanto parece.

A ideia de ser seu próprio chefe e prosperar na profissão escolhida é a maior motivação para o novo advogado ter seu escritório. Mas é preciso ficar atento aos números, já que hoje no Brasil há mais de 20 mil escritórios de advocacia e a previsão é de que até 2019 esse número triplique, segundo a OAB.

Há espaço para todos, mas o sucesso dependerá de uma série de fatores, que inclui não só a capacitação profissional, como também aspectos como localização do negócio, gerenciamento, prospecção e planejamento.

Princípios Básicos Para um Escritório de Advocacia

O sucesso do escritório de advocacia está atrelado apenas a capacitação do advogado titular. Se formar e ter conhecimento teórico não são suficientes para lidar com as inúmeras situações que aparecerão. É preciso ter experiência, mesmo que através de estágios e programas de trainees, a convivência com profissionais experientes e de casos reais, são muito importantes.

O bom advogado é também um negociador, porque utiliza todo seu conhecimento da lei para defender seu cliente, seja pessoa física ou jurídica. Durante a faculdade, costuma definir sua área preferida de atuação que, em geral, são sete: direito trabalhista e previdenciário, direito civil, direito penal, direito tributário, direito empresarial, direito eleitoral e direito ambiental. O direito do consumidor vem conquistando espaço e faz parte do direito civil.

Mas não basta ser um ótimo advogado na especialização escolhida e conhecer bem as leis para gerir com qualidade a empresa. O escritório de advocacia é um negócio, que visa lucros e precisa ser gerido de forma ampla e organizada. Portanto, é preciso desenvolver habilidades de gestão, prospecção de clientes e relacionamento, para alavancar o empreendimento.

Planeje, antes de qualquer coisa, suas estratégias operacionais e projetos financeiros, para determinar a dimensão do negócio que pretende abrir. Perguntas como localização, colaboradores, público-alvo, área de atuação, possíveis estratégias de divulgação e concorrência, precisam ser respondidas antes de fazer o escritório de advocacia acontecer.

A próxima etapa é definir o investimento. Com o planejamento preenchido, faça a escolha da estrutura mais adequada ao que foi definido e ao dinheiro que possui. Comprar ou alugar uma sala são as opções mais comuns, mas há também a possibilidade de usar os coworkings, onde pode usufruir de um espaço sem precisar investir em sua infraestrutura. Outra opção é o aluguel compartilhado com outros advogados autônomos.

Caso não tenha um capital acumulado para montar a estrutura do negócio, agilizar a documentação e ter um capital de giro, os bancos dispõem de financiamentos com juros baixos para microempresas e profissionais liberais.

Ebook Crescimento Empresarial

Hora de Concretizar o Sonho

Para abrir um escritório de advocacia, o titular deve estar regularizado na OAB, na lei nº 6.839/1980, que determina que o registro da empresa e os funcionários legalmente habilitados, estejam por ela vinculados.

Em seguida, faça uma consulta no INPI para identificar se há nomes iguais ao que intenciona dar ao seu escritório. Depois, vá a junta comercial para se registrar como empresário individual e enquadrar a empresa conforme seu perfil.

Crie um CNPJ na Secretaria da Receita Federal e peça um alvará de funcionamento na Prefeitura. Ainda há o cadastramento da empresa e dos funcionários junto a previdência social, o registro da empresa na Secretaria Estadual da Fazenda, cadastro no sistema Conectividade Social na Caixa Econômica, pedir autorização no corpo de bombeiros para funcionamento e, por fim, registrar o contrato social na OAB.

A escolha da sala é estratégica. Independente de contrato (aluguel, compra, coworking), ela precisa estar bem localizada, próxima a áreas comerciais, para atendimentos e reuniões com os clientes. A proximidade com o fórum também ajuda no tempo gasto com a locomoção e ida ao escritório.

O escritório de advocacia ideal tem uma secretária para deixar tudo organizado, mas caso o negócio precise ser mais enxuto, ter um estagiário ou assistente ajudará a manter os processos organizados. Eles também podem fazer o atendimento inicial de futuros clientes.

É muito comum abrir um escritório de advocacia com outro advogado como sócio, o que aumenta a oferta de serviços, a prospecção e ajuda a amortecer as contas. Há ainda a possibilidade de convidar um sócio de outra área, que agregue ao negócio como administração e comercial.

Outra questão importante é denominar a empresa como “advogados associados”, para que possa existir profissionais que não são sócios nem empregados, para exercerem suas funções sem os pesados encargos trabalhistas. Os parceiros de trabalho não possuem direitos de CLT, mas tem maior autonomia, devidamente registradas em contrato para a segurança das partes, com todos os detalhes.

Fora os detalhes burocráticos, para o escritório funcionar precisa de recursos semelhantes a qualquer outro negócio, como estratégia de atuação, plano de marketing, captação de clientes com imediata estrutura de relacionamento com eles.

Como gerir o negócio

Com toda a estrutura montada e organizada, hora de cuidar de uma parte delicada da empresa e de suma importância para o seu funcionamento: a gestão administrativa. Pode parecer simples, mas lidar com números, impostos, logística e folha de pagamento pode ser estressante. Um erro e a empresa entra no prejuízo.

Para facilitar a vida dos empresários, o software eGestor possui todas as ferramentas para controlar e organizar todas as tarefas administrativas e financeiras do negócio.

Fácil de usar e muito seguro, ele possui seu sistema on-line, que salva as informações em nuvem para mantê-las seguras de vírus, invasões e danos em equipamentos. Basta abrir um dos seus relatórios e se manter a par de toda a dinâmica da empresa.

Gostou do texto? Deixe um comentário!

Ebook manual de como abrir uma empresa

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br