Fato mais que consumado, público e notório é que toda empresa precisa de um planejamento, não é mesmo? Seja porque a companhia ainda está engatinhando no mundo dos negócios, porque precisa ser reestruturada ou por estar em fase de obtenção de investimentos, o famoso plano de negócio simplesmente precisa estar presente. É preciso fazer um planejamento eficaz e seguro, com a garantia de que todos os aspectos do negócio em questão realmente serão considerados. Mas, afinal, o que é um plano de negócios e como desenvolvê-lo? Pois é sobre isso que vamos falar hoje. Então confira já nosso post:

plano de negócio: o que é e como fazer?

O que é um plano de negócio?

O plano de negócio é uma ferramenta estratégica para atingir resultados mais eficazes em uma empresa. Consiste em um documento que descreve tanto o presente como o futuro da organização. É por meio desse documento que o empreendedor efetivamente coloca sua empresa no papel, planejando desde a análise da ideia inicial até a descrição dos recursos necessários para fazer com que ela funcione perfeitamente no futuro. O plano de negócios deve conter uma visão mais a longo prazo para a empresa, contemplando objetivos estratégicos, como, por exemplo, expansões e novos investimentos para daqui a 1, 5 ou até 10 anos.

Embora seja muito comumente associado a empresas que ainda estão surgindo, o plano de negócios é extremamente importante para toda a vida das companhias, sendo absolutamente essencial que seja constantemente revisto para passar por quaisquer adequações em relação aos caminhos tomados pela empresa. Esse cuidado faz com que o empreendimento se torne realmente o que foi almejado desde o princípio.

Como fazer esse plano?

Por mais que existam diversas maneiras de se fazer um plano de negócios, o mais importante ao se elaborar esse documento é conseguir, a partir dele, vislumbrar a trajetória da empresa. Então confira, a seguir, o passo a passo para se construir um modelo tradicional de plano de negócios:

Guia de Gestão Estratégia

Identificação da oportunidade

Em primeiro lugar, o empreendedor deve descrever a ideia que o levou a querer abrir uma empresa, ou seja, explicar o problema ou a necessidade detectada e a solução que planeja fornecer ao mercado.

Análise do mercado e do público

Analisar o mercado significa buscar informações que confirmem a necessidade para o produto ou serviço que será oferecido pela empresa, além de identificar se essa ideia realmente pode ser aproveitada. Para isso, é necessário realizar pesquisas quantitativas e qualitativas, a fim de determinar se no mercado há mesmo uma boa abertura para o novo negócio.

Além de se fazer uma análise do mercado, é fundamental saber com que tipo de público será preciso lidar na empresa, para, assim, determinar se esse esforço vale ou não a pena. Quanto o público para o qual se pretende vender produtos ou serviços pagaria por eles? Essa clientela reconhece valor no que você tem a oferecer? Note que, nessa fase, as pesquisas qualitativas e quantitativas também são essenciais para determinar quem será o público-alvo da empresa.

Diagnóstico da concorrência

Conhecer os concorrentes é de crucial importância para que o empreendedor entenda os pontos fortes e fracos das demais empresas que se apresentam com a mesma finalidade que a sua, identificando, assim, oportunidades de se destacar em meio a elas.

Construção do modelo de negócio

Para isso, é preciso construir um modelo de negócio, ou seja, um guia que trate de como se pretende gerar um produto de valor para seus clientes. Como o produto ou serviço de uma empresa se destaca no mercado? Que benefícios ele tem a oferecer aos clientes? Que produtos de outras empresas ainda não vendem?

Plano financeiro

A elaboração de um plano financeiro é de suma importância para que se possa conhecer os custos do negócio e também para identificar a necessidade real de capital para dar início efetivo às atividades da empresa.

Planilha de controle Financeiro gratuita

Parecer de viabilidade

Finalmente, com todas essas informações em mãos, é possível analisar se o negócio é mesmo viável a longo prazo, se terá condições de se manter financeiramente sem ser preciso recorrer a empréstimos. É recomendável, durante a análise de viabilidade, determinar o ponto de equilíbrio das contas, momento em que as vendas passam a cobrir todas as despesas, e a empresa começa a lucrar.

Vídeo do Sebrae sobre Como elaborar um plano de negócios


Agora que você já sabe o que é e como elaborar um plano de negócios, comente aqui e nos conte se ainda ficou alguma dúvida! Conhece outra maneira de fazer um plano de negócios? Compartilhe suas ideias conosco e enriqueça nosso post!

Conheça o eGestor, um software online de gestão de micro e pequenas empresas.

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br