logo logotipo

Se você já tem sua empresa montada (ou está pensando em começar uma), é sempre necessário um processo de marketing. O que poucos empresário novos e até antigos não sabem é que para ele ser bem sucedido algumas partes são imprescindíveis. As principais são a criação do nome e a criação do logo ou logotipo da sua empresa.

O nome será como sua empresa será reconhecida e lembrada. Mas essa forma também pode ser a de um logotipo. Afinal, uma imagem pode ser mais fácil de ser lembrada. Sendo assim, nesse post te explicaremos as diferenças de logos e como montar um.

Logotipo

Se fizermos um estudo, descobriremos a origem etimológica dessa palavra. Sendo “logos” uma palavra grega que tem como significado “conceito”, “palavra”, “fundamento”. Já tipo, vem do grego “typus”, que significa hoje, “marca”, “figura” ou “símbolo”. Sendo assim, temos a definição da palavra logotipo. Que de forma mais literal, seria a imagem de um conceito.

Apesar de possuir esse significado, o logotipo normalmente está associado mais especificamente ao nome da marca escrito de forma mais estilizada. Um dos maiores exemplos de logotipo que podemos citar é a Coca-Cola. A empresa não possui apenas uma imagem que nos faz lembrar dela, mas sim uma imagem com seu nome escrito de forma evidenciada.

Existem alguns motivos pelo qual a criação do logo é importante. Como citado anteriormente, ele será de grande importância para o processo de marketing. Isso é explicado pelo simples fato de sermos seres visuais. Dessa forma, faremos a associação de uma imagem a uma marca mais rapidamente do que a de um nome a uma marca. 

Ele também pode ser utilizado na sua fachada, nos folders ou flyers. Também no marketing de forma digital. Sendo colocado nas suas redes sociais, sites, blogs, o que for definido no seu planejamento de comunicação.

E a logomarca

A logomarca em realidade é um conceito completamente inventado. Se pode dizer que ela não existe, já que ela seria um conceito mais amplo na área de marketing. Mas não existe porque?

“Marca” é visto de uma maneira específica pela comunicação. Simbolizando uma empresa. Sendo uma espécie de referência a um negócio. Sendo assim, o logotipo, é um dos componentes de criação de uma marca. Assim como o slogan.

Classes de logotipo

Logotipo

Estranho que uma das classes de logotipo seja o próprio logotipo. Mas esse seria o resumo clássico do logotipo, ou seja palavra+tipo=logo. Esse tipo é quando o nome da empresa vira seu próprio logo. São um modo criativo de utilizar o nome da empresa. 

Normalmente são utilizados quando a empresa tem um nome próprio como nome. É um exemplo desses dois conceitos, a loja Zara., que utiliza apenas o nome de forma estilizada.

Imagotipo

O imagotipo é a combinação do nome, sendo logotipo, com uma imagem criada que seja relacionada. Serão mais versáteis, pois podem ser utilizados apenas com o logotipo ou somente com a imagem. 

Isologo

O isologo é quando o nome da empresa e a imagem são uma coisa só. Um não existe sem o outro. O logo da Ford é um exemplo. 

Isotipo ou símbolo

Essa classe é caracterizada apenas pela imagem representando a marca. Um dos exemplos de isotipo ou símbolo, é a Apple, um dos mais clássicos. Afinal, todo mundo relaciona a maçã mordida com a empresa. Ainda assim, dentro desta classe, existem algumas outras que caracterizam um isotipo. São elas:

  • Monograma: o monograma é a sobreposição das letras que identificam a marca. Sendo a empresa LG, um exemplo.;
  • Anagrama: é a união de palavras que formam uma imagem. Como o FedEx por exemplo. Onde há uma seta na união da letra E com a letra X;
  • Sigla: aqui é onde se usa as inicias do nome da empresa para formar um logo. Como por exemplo a CNN, que significa Cable News Network, e transforma essa sigla em um logo desenhando as letras em vermelho e branco;
  • Inicial: a marca Motorola é um exemplo. Seu logo é apenas uma imagem em forma de esfera na cor preta com a letra M na cor branco. Assim como o McDonalds. Cuja cor exterior é vermelha e o M é amarelo;
  • Firma: essas são voltadas para empresas que possuem nome próprio. Fazendo com que seu logo seja uma assinatura, por assim dizer. Como a famosa fonte da companhia The Walt Disney.
  • Pictograma:
    • Figurativo: são imagens que possuem alguma relação com o nome da marca. Como o símbolo do posto Shell. Que retrata a concha de vieira, de forma mais estilizada e nas cores da marca. (Shell, na tradução para o português significa concha)
    • Abstrato: aqui, o logo tem um significado abstrato e intrínseco. Não necessariamente tem alguma representação da marca. Mas nos faz lembrar dela. Normalmente são utilizadas formas geométricas. Como no caso da Renault e seu losango. Ou ainda, da Pepsi e sua esfera com duas cores. 

Como criar um logotipo

Aqui, te mostraremos algumas partes do processo de criação de um logo. Sendo práticas ou de pesquisa e análise.

Teórica:

Pesquisa

Obviamente você não fará um logo igual ou parecido ao outro. Mas é possível buscar inspiração neles. Procure empresas que tenham logos que lhe agrade e que chamem a atenção. Faça um estudo das cores e formas.

Simplicidade

Busque um logo simplificado e que seja fácil de lembrar. Um logo muito rebuscado pode até chamar atenção, mas pode não causar um impacto tão bom. Isso porque pode ser difícil interpretar e entender.

Atenção, pois logos com muitas informações podem causar impressão de desorganização. Evite usar muitas fontes e muitas imagens que não combinam ou não tem relação entre si.

Persona ou público alvo

Assim como na escolha no nome, é importante conhecer seu público alvo e sua persona. Isso pois será possível fazer relação sobre o que irá agradar mais.

Faça uma análise sobre qual é sua persona e como ela pode se identificar com ele.

Conceito

Seu logo deve estar relacionado ao conceito da sua empresa. Se você vende móveis e seu logo é um avião, não fará sentido algum. 

Tente fazer com que o cliente lembre do seu produto ao ver seu logo. 

Prática:

Esboço

A primeira parte prática da criação do logo é a criação do esboço. Que nada mais é do que desenhar em um papel o que você imagina como logotipo da sua empresa.

Tipografia

A tipografia é a parte de escolha da fonte do logotipo. É preciso um estudo aprofundado, por mais que pareça simples.

As fontes passam certas ideias, uma fonte mais descontraída não pode ser usada por um escritório de advocacia, por exemplo. Evite também fontes muito rebuscadas. Isso porque elas podem dificultar a leitura e o entendimento. 

Para encontrar uma fonte o processo não é tão difícil. Isso porque basta você abrir um editor de texto, escrever o nome da sua empresa e ir testando. Claro, seguindo o que sua empresa representa e a imagem que você quer passar.

Ela também pode ser escolhida após a definição do logo. Escolhendo a fonte que combina com ele, facilitando essa escolha.

Símbolo

Após a criação de um desenho ou esboço para seu logotipo, passe para o computador. Essa parte pode ser difícil se você não tiver conhecimento de softwares de edição de imagens. Mas existem cursos e vídeos gratuitos ensinando a usá-los.

Alinhamento

Essa parte serve para o alinhamento do seu logotipo. Medidas iguais em lados iguais ou símbolos iguais, tamanhos de letras e imagens. Isso tudo está ligado ao alinhamento.

O uso de softwares de edição de imagens ajuda nessa parte. Afinal, fazer um logo a mão, em um papel, com lápis ou caneta pode causar erros. Fazendo seu logo ficar torto, e não queremos isso.

Cores

Das coisas mais importantes da escolha das cores de um logo é como ele ficará em preto e branco. Isso pois ele pode ser representado dessa forma várias vezes.

Junto com a tipografia, a escolha das cores é de suma importância. Existe dentro da psicologia uma área voltada totalmente ao estudo das cores e o que ela representa.

Pense em restaurantes, principalmente os de fast food. A grande maioria possui em seu logo as cores: vermelho, amarelo e verde. Isso porque essas cores remetem a imediatismo e consumismo. 

Use novamente o planejamento da sua empresa, do que ela quer passar e dos seus produtos.

Aplicações

É hora de verificar como seu logotipo se encaixa melhor. Para isso é necessário uma análise de tamanho, posição, seja vertical ou horizontal e as cores de fundo.

Veja qual o tamanho se adéqua melhor. Se quiser algo pequeno, veja qual o tamanho que será possível identificar o que é seu logotipo. Se quiser algo grande, procure um tamanho onde as imagens não fiquem distorcidas.

Seu logo funciona na posição vertical e horizontal? O ideal é que sejam definidos os dois. E analise também quais cores se adaptam ao fundo do logotipo.

Manual da marca

Após a criação de todo esse processo e que você tenha seu logo pronto, crie um manual da marca. Ele serve não só para o seu logo. Nele pode conter sua visão, missão e valores. Juntamente a estratégia e o posicionamento da marca.

Informe no manual como a marca deve ser aplicada, quais as cores, quais suas versões. Também a paleta de cores e a tipografia. 

Tendências de logo

Como quase tudo, existem algumas tendências na criação do logo, que farão ou fazem sucesso durante determinado momento. É importante procurar dentre elas, algumas que poderão ser modificadas e usadas por mais tempo sem perderem a beleza e a atenção.

Dentre estas, encontramos alguns logos monocromáticos, logos com as letras do nome empilhadas, logos em degradê e logos cinéticos, que podem mudar de acordo com o momento ou área que são ou estão voltados.

Considerações finais

Ainda assim, apesar de tudo que foi explicado no texto, você achar que é um processo muito trabalhoso, há a alternativa de contratar uma agência de publicidade especializada no assunto. Para isso, é preciso dispor de um valor em caixa para desembolsar. Vale lembrar que uma agência que cobra abaixo do valor de mercado não fará um serviço tão bom. Procure fazer uma análise de custo benefício.

Se seu logo for: simples, versátil, atemporal, alinhado e único, temos certeza que ele trará muito sucesso para sua empresa. Sabemos que não será um processo rápido nem fácil. Mas também sabemos que vale a pena fazer algo que virá a ser a cara da sua empresa. E também trará diversos benefícios. 

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br