coaching

Coaching executivo é uma função prática e cada vez mais útil para o mercado de trabalho de grandes empresas. Na prática, ter um profissional orientando os cargos de liderança ajuda a fazer uma construção segura da estrutura gerencial da empresa. Como é de se esperar, com bases sólidas, é mais fácil manter o crescimento sustentável da empresa. Levando a novas conquistas.

Ou seja, um coaching executivo é um profissional indispensável para empresas focadas na sua estrutura. E mais do que isso, para os próprios profissionais que esperam adquirir novas aptidões. Mantendo sua relevância profissional e principalmente, encontrando diferentes ferramentas para se demonstrar interessante para outras empresas, valorizando seu passe e criando maiores possibilidades de crescimento financeiro e na estrutura da empresa.

Mais do que isso, todo profissional tem o objetivo de ser relevante dentro de uma empresa. Dessa forma, manter sua melhor versão e demonstrar a cada dia sua evolução ajuda nesse crescimento. Com um coaching executivo, um profissional consegue uma visão externa dos seus potenciais. Além de enxergar os pontos que precisam de melhorias, motivando um desenvolvimento e ajudando a construir um plano de carreira sadio, que manterá a motivação, o foco e o interesse em continuar progredindo, e não se acomodar em sua posição, sendo ela de liderança ou não.

Por que contratar um coaching executivo para minha empresa?

Como empresário, muitas vezes temos uma visão parcial do negócio em que atuamos. Ou melhor, sobre a forma como o gerenciamos. Justamente por isso, ter uma visão de alguém especialista em gerenciamento de recursos humanos, mas que não esteja ligado à empresa pode abrir uma nova visão, mudando nossa forma de enxergar o trabalho realizado e inclusive a forma de executá-lo. Justamente aqui é que se mostra a importância de um coaching executivo.

Um exemplo a se seguir

Para se ter uma ideia de como um coaching executivo é importante, durante anos grupos de comunicação utilizavam um profissional semelhante em suas estruturas, o Ombudsman.

Esse profissional tinha uma função simples: criticar os grupos. Mas é claro que não era reclamações infundadas, tais como vemos em qualquer portal de notícias hoje em dia. Eram críticas construtivas. Funcionavam mais como dicas para os veículos melhorarem suas estruturas, os jornalistas melhorarem suas escritas e, principalmente, o trabalho se manter sempre imparcial.

Atualmente, poucas empresas ainda utilizam esse profissional. Mas não é porque seu trabalho tenha se tornado obsoleto, mas é que a descentralização da comunicação levou a reduções de custos, o que por consequência levou à tentativa de absorver essa função por outras pessoas, como chefes de redação e assim por diante. Quais as consequências?

Os textos dos veículos de comunicação estão cada vez mais mal escritos, parciais e menos argumentativos. A queda da qualidade tem sido inclusive objeto de estudo. Embora existam alguns outros motivos para isso, o abandono do ombudsman como vigia da qualidade também está entre os motivos.

Voltando ao coaching executivo. É preciso mensurar resultados

Empresa não é ONG, então, ela sempre visa o lucro. Por isso, ao contratar um coaching executivo, é claro que o objetivo é melhorar resultados. Dessa forma, trabalhar com metas é uma das formas mais efetivas de mensurar os resultados obtidos com um coaching. Mas aqui, surge outro problema: como estabelecer metas para um trabalho de orientação?

Embora a resposta não seja tão simples, a verdade é que um coach que prestará serviço para uma empresa terá nos resultados anteriores sua principal ferramenta de trabalho. Então, pode-se trabalhar tentando primeiro identificar quais os pontos a se melhorar. Seja em uma área específica ou em um profissional, de acordo com sua importância na empresa.

A partir desse momento, é mais fácil encontrar os caminhos para buscar a melhora. Na maioria das vezes, essas mudanças podem ser objeto de motivação também. Criando as ferramentas necessárias para desenvolver a evolução necessária.

Ebook Crescimento Empresarial

Faça do investimento em coaching executivo algo necessário

Porém, há uma grande barreira enfrentada diariamente por coachs durante a orientação de empresas e profissionais: a ideia de que o seu trabalho não é necessário.

Isso acontece na maioria das vezes com pessoas que não estão conseguindo ver a necessidade de melhora. Quem está acomodado em seu cargo ou desanimado com sua função. A barreira criada nesse tipo de situação pode ser a mais difícil de vencer, afinal, o profissional que recebe a orientação não está querendo essa orientação.

Esse tipo de problema acontece muito em empresas onde o coaching é obrigatório, e os profissionais não conseguem perceber isso como uma oportunidade de melhora, mas como uma tentativa da empresa de controlar ainda mais seu padrão de trabalho e colocá-lo em rédeas mais curtas.

Para evitar esse tipo de problema, o ideal é que aja um diálogo aberto entre a liderança e as pessoas que receberão a orientação do coach. Quanto mais a pessoa percebe que essa é uma atitude aberta e com o objetivo de melhorar o seu desempenho pessoal, mais fácil será levá-la a um desenvolvimento pleno. O que será capaz de trazer melhorias efetivas e estruturais para a empresa e para o profissional em questão.

Coaching executivo para todos: quando o profissional é quem busca orientação

Originalmente, o serviço de coaching executivo foi voltado para os interesses que uma empresa tem para com seus funcionários. Porém, o que percebemos é que cada vez mais pessoas estão interessadas em procurar a orientação de um coach por conta própria. Pois entende que sua carreira só tem a melhorar com a visão de um especialista para administrá-la melhor. Dessa forma, muitas pessoas têm contratado os serviços de coaching executivo em busca de crescimento.

Nesses casos, é preciso primeiro traçar um plano de ação como profissional. Pense: onde quero estar daqui a 5 ou 10 anos? Para alguns, a ideia pode ser se manter na empresa em que já trabalha, mas em cargos de liderança. Para outros, o objetivo pode ser estar em outra empresa, maior ou mesmo em um cargo de maiores responsabilidades. Existe ainda a possibilidade de buscar uma carreira como empresário, abrindo seu próprio negócio em um curto, médio ou longo prazo.

Para cada uma dessas situações, os serviços de coaching executivo pode orientar de formas diferentes. Porém, é preciso entender que as habilidades desenvolvidas em cada caso serão as mesmas, apenas sendo direcionadas para situações mais específicas, com o objetivo de facilitar o caminho pretendido.

Para entender melhor esse conceito, pense em alguém que acaba de entrar na faculdade. Essa pessoa pode ter objetivos acadêmicos, o que significa que seus estudos serão focados em pesquisas, mestrado e talvez se tornar um professor. Ou, ela também pode querer entrar em uma empresa, o que significa que ela tentará desenvolver as aptidões necessárias no mercado de trabalho. Também pode acontecer de ela querer abrir um negócio, o que significa um desenvolvimento de aptidões administrativas e gerenciais.

Nos três casos, a faculdade é a mesma, o que muda é o objetivo do aluno. O mesmo acontece com um coaching executivo contratado por um profissional. Ele já tem uma visão do seu próprio trabalho, porém, há possibilidades de ele crescer mais, indo para caminhos diferentes ou seguindo por onde ele já está.

Encontrar novos caminhos também é possível

Também, em alguns casos, a pessoa pode simplesmente estar sentindo-se perdida em sua vida profissional. Quem nunca teve a impressão de estar em um trabalho sem objetivo que atire a primeira pedra. Nesses casos, especialistas recomendam de forma recorrente a mudança na rotina, adquirindo contato com novas pessoas. E o coach executivo pode ser essa pessoa.

Ao conviver com uma pessoa com experiência na orientação de outras pessoas, provavelmente você aprenderá com essa experiência. Isso vai fazer com que você desenvolva uma visão diferente de sua carreira e possivelmente encontrando novos caminhos. Não é errado sentir-se perdido de vez em quando, e dependendo da situação, isso pode até ser necessário antes de se encontrar.

Uma injeção de autoconfiança: por que utilizar um coaching executivo?

Não raro, acontecem algumas crises existenciais em que nos perguntamos se o que fazemos está de fato certo, se estamos no caminho correto e se não haveriam alternativas melhores para nossa vida. É comum sofrer com esse tipo de dúvidas, o problema é quando as dúvidas viram insegurança e, por consequência, atitudes descabidas.

Para essas situações, o coaching executivo pode se tornar uma verdadeira injeção de ânimo e autoconfiança. Na verdade, esses momentos de dúvidas são excelentes oportunidades de reforçar nossos caminhos como profissional, e o coaching executivo pode ser aquele empurrãozinho que faltava para tocar projetos pessoais ou para ter coragem de chegar ao chefe e ter uma conversa franca em busca de crescimento, estruturação ou mesmo um aumento.

O medo trava o desenvolvimento de qualquer profissional. Dessa forma, é preciso abandoná-lo antes de agir efetivamente em busca de alguma oportunidade de desenvolvimento. Ter medo de errar é prejudicial, porém, quando entendemos que está tudo bem errar as vezes, conseguimos pavimentar um caminho de crescimento muito maior e efetivo.

Exemplos não faltam de como o sucesso muitas vezes é feito de erro: Thomas Edison patenteou 700 invenções, mas tornou-se famoso por apenas uma, a lâmpada elétrica. Claro que depois vieram outras invenções, porém, ele precisou errar muito antes de chegar até ela.

Já no mundo corporativo, mesmo pessoas com uma mente única e visionária precisaram tentar muito antes de errar. Steve Jobs e Bill Gates saíram do mesmo grupo de pessoas. Ambos tentaram desenvolver softwares diferentes em busca da automatização de informações. Foram 15 anos de tentativas antes de chegar a algum resultado. Ele demorou para vir, mas chegou com um sucesso totalmente recompensador.

Mas é claro que não é necessário esperar 15 anos para conseguir realizar seus sonhos profissionais. Na maioria das vezes, com muito menos chegamos lá. E um coach executivo pode ser a pessoa que estava faltando para servir de pontapé para gerar mudanças em sua vida.

O coaching executivo como um mentor de carreiras

Em anos de literatura e cinema, nos acostumamos a acreditar que um belo dia podemos conhecer alguém que veja nosso talento e sirva como um mentor para desenvolver nossas aptidões e podermos crescer. Infelizmente, muitos passam a vida inteira esperando e nada acontece. Pense em quantos talentos não surgiram apenas pela falta de um mentor. Por outro lado, quantos talentos medianos se tornaram maiores apenas por conta desse mesmo mentor.

Agora pense que o coaching executivo pode ser o seu mentor. Ou seja, se bem utilizados os seus serviços, um coach executivo pode ser a diferença entre ter uma carreira mediana e potencializar todo o seu sucesso, tornando-se um profissional maior, melhor e desejado pelo mercado.

Não pense no coaching como um gasto. Encare como um investimento no seu futuro, no seu desenvolvimento e como a diferença entre mudar ou não o seu padrão de vida. O serviço de coaching executivo é um caminho de autoconhecimento e descobertas. Mesmo que seja para se manter no mesmo caminho, pelo menos ele servirá como um reforço para ter certeza de que você está no caminho certo.

Gerencie o seu futuro. Faça coaching executivo

É preciso entender que um profissional que oferece o coaching executivo não é um guru, um mago ou um guia, ele é um profissional  focado em resultados. Ele fará o que for preciso para que você também se torne uma pessoa ainda mais profissional. Portanto, é um pensamento ilusório e simplista acreditar que ele vai passar a mão em sua cabeça e dirá que tudo o que você fez está certo.

Claro que depende do perfil de cada profissional. Porém, se verdades duras forem necessárias, um coach executivo não deixará de falar o que é necessário. Isso é importante, pois muitas vezes acabamos desperdiçando anos de carreira apenas acreditando que fazemos o certo. Quando na verdade poderíamos ser melhores com uma orientação sincera e correta.

Ainda há a questão de acatar ou não as orientações do coach. Isso é algo pessoal. Porém, mesmo que não empregadas, as informações transmitidas por um profissional focado no desenvolvimento de carreira servirão para mudar a forma como você enxerga o seu trabalho. E provavelmente, como você continuará fazendo ele.

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br