O sucesso é para elas: 6 mulheres de sucesso para se inspirar!

O espírito empreendedor tem despertado em um número cada vez maior de pessoas. E isso não seria diferente nas mulheres: são 7,3 milhões de empreendedoras no Brasil, cerca de 31% do total de 23,5 milhões de empreendedores que empregam em nosso país, segundo estudo do SEBRAE em 2015. Entre 2003 e 2013, esse número subiu 16%, proporcionalmente com a busca feminina por qualificação técnica.

Esses dados só confirmam a pesquisa da Endeavor sobre o perfil da mulher empreendedora no Brasil, em 2012. As brasileiras são as mais inovadoras, seguidas pelas mulheres da Suíça, Suécia, Uganda, Jordão e Estados Unidos. Esse mesmo estudo afirma que as mulheres se tornaram inovadoras através de cursos, leituras e especializações, além de se espelharem em exemplos de sucesso daqui. Além disso, tiveram coragem e assumiram o protagonismo de suas próprias vidas: isso é empreender.

Reunimos ótimos exemplos para você se inspirar e acreditar em si mesma. Você capaz de transformar sua vida e o mundo!

Ebook Crescimento Empresarial

Leila Velez e Zica Assis – Beleza Natural

Persistência. Essa é uma das palavras que mais define a história do instituto Beleza Natural, o primeiro especializado em cabelos crespos e ondulados do Brasil. Tudo começou com anúncios colados no vidro atrás do motorista de ônibus urbanos, com a frase “Se seus cabelos são um problema, nós temos a solução”. Os cartazes eram arrancados à noite pelos supervisores. Mas, no outro dia pela manhã, ele era colado novamente. Mas, antes da divulgação do serviço, que começou em uma salinha apertada de 30m², foram inúmeros testes. A busca pela fórmula que traria balanço aos cachos mais rebeldes surgiu a partir da mistura de diversas matérias-primas por Zica Assis – que, por vezes deixou até as familiares carecas –  teve sucesso.

Assim surgiu o Beleza Natural, tocado por quatro sócios (os mesmos que pegavam o ônibus cedo para colar os cartazes) e com imensas filas na porta. Leila Velez, co-fundadora diz que eles acreditavam muito, e  tudo que eles tinham era um sonho. Que, graças ao esforço e inovação, foi realizado.

Luiza Helena Trajano – Magazine Luiza

Nascida e criada no interior de São Paulo, Luiza reuniu os aprendizados que teve ao longo da vida com sua família e conseguiu transformar a loja fundada pelos tios em um dos maiores varejistas do país: o Magazine Luiza. O empreendedorismo e o espírito de vendedora aprendeu com a tia, também Luiza, e os valores como honestidade, generosidade, vontade de aprender e sonhar grande foram fundamentais passa seu sucesso.

Luiza começou a trabalhar no varejo aos 12 anos, e orgulha-se muito de ter sido vendedora. “Eu não tenho vergonha de dizer isso. Comecei a trabalhar no varejo aos 12 anos porque queria comprar presentes de Natal para as pessoas que eu gostava. Com o dinheiro das comissões, eu consegui. Todo mundo que trabalha vende algo para alguém”, disse em entrevista à Endeavor.

Sônia Hess – Dudalina

Numa época em que comprar não era tão acessível quanto hoje, o erro de um comprador tornou-se a chave para a mudança e o sucesso de um negócio. Seu Duda acabou adquirindo muito mais tecido do que deveria para reabastecer o estoque da vendinha que tinham. Dona Lina viu ali uma oportunidade: descosturou uma camisa que tinha na venda para entender como era feita, contratou duas auxiliares e, com o tecido comprado, fizeram três unidades da camisa que venderam no mesmo dia.

A partir dessa oportunidade surgiu a Dudalina, em 1957. A filha do casal, Sônia Hess, herdou a sensibilidade para negócios da mãe e hoje assumiu a presidência da camisaria fundada pelos pais – e transformou-a na maior exportadora de camisas do país. Mesmo com 11 irmãos homens, ela tomou as rédeas do negócio e afirma para a Endeavor que ser mulher não atrapalha: “o que importa é o espírito empreendedor”.

Regina Tchelly – Favela Orgânica

As “sobras” de alguns são inspiração para outros. Regina Tchelly viu nas sobras de alimentos, como talos e cascas, uma oportunidade para criar suas receitas e ter um negócio próprio – um bufê que serve cafés da manhã e coffee breaks para eventos corporativos.

O início do projeto de Regina foi como um projeto social, em que ministrava aulas de gastronomia alternativa para os moradores da sua comunidade, o morro da Babilônia. Ela ensinava a reaproveitar as sobras de alimento ou utilizá-las como adubo em pequenas hortas. O projeto cresceu, ganhou visibilidade e empresas começaram a solicitar palestras sobre o melhor aproveitamento dos alimentos e pedir o serviço de bufê para eventos. Ela teve a ajuda do SEBRAE, com o serviço de apoio à micro e pequena empresa, para formalizar seu negócio e emitir nota para seus clientes.

Hoje, entre as empresas atendidas pelo Favela Orgânica estão a Philips, o Tribunal de Contas do RJ e  UFRJ. Tchelly foi reconhecida, no ano passado,  com o prêmio de Mulher Empreendedora, pela Aliança Empreendedora – uma organização de apoio a microempresas, e esteve presente na Rio+20, encontro das Nações Unidas para discutir práticas sustentáveis.

Agda Oliver – Meu Mecânico

Ao sentir-se enganada pelo mecânico que cobrou um alto valor por peças que não existiam no veículo e serviços desnecessários, Agda Oliver estudou o básico de mecânica de automóveis e despertou para uma oportunidade de empreender. Foram dois anos entre a ideia e a inauguração da oficina, por questões de preparação para administrar e também financeiras. Em 2010 abriu a Meu Mecânico, uma oficina voltada para mulheres em Brasília e em 2012 foi vencedora do prêmio Sebrae Nacional Mulher de Negócios.

Com paredes cor de rosa, atendimento especial e mimos para as clientes, a oficina faz com que as mulheres se sintam à vontade no ambiente, sendo 65% dos clientes atendidos. “Explicamos quais são os problemas do carro, mostramos as peças, comparamos com outros porque sabemos que elas não têm muito conhecimento do assunto”. Agda também investe no projeto “TPM – Terça Para Mulheres”, em que as clientes que levam seus veículos para manutenção ganham serviços de beleza que são prestados na própria oficina.

A principal inspiração que temos é: enfrentem o medo e tenham coragem para tirar seu negócio do papel. Acredite em você, trabalhe, estude, invista seu tempo na ideia e seja diferente!

Fontes:

EGestor - Software online de gestão empresarial para pequenas empresas

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br