Operar vendido: Como investir em ações em queda

Quem opera no mercado financeiro, especialmente na Bolsa de Valores, precisa se acostumar com alguns termos específicos desse tipo de operação. Um deles é o conceito de operar vendido, também chamado de operação short ou vender a descoberto.

Essa prática está ligada ao day trade, que é a busca de lucro por operações realizadas em um único dia, e é uma estratégia para lucrar com a baixa de uma ação.

Neste artigo, você vai entender melhor o que é operar vendido, como essa estratégia funciona e quais as suas vantagens. Você também vai como pode usar essa estratégia e algumas dicas para você ter sucesso ao fazê-lo.

O que é operar vendido?

Operar vendido é uma estratégia do day trade que tem como objetivo lucrar com a desvalorização dos ativos. Para isso, a ação é vendida no começo do dia e comprada por um valor menor ao final das operações.

Essa operação baseia-se em uma análise dos fluxos de mercado e nas apostas de queda. Ela é o exato oposto de operar comprado, que é a operação mais tradicional, onde você compra uma ação e espera a sua valorização para vendê-la novamente.

Um exemplo muito pontual dessa prática é apresentado no filme “A Grande Aposta”, de 2016. O enredo é baseado em um grupo real de acionistas americanos que previrem o crash da economia em 2008. Com isso, eles apostaram contra as instituições financeiras, e acabaram lucrando bilhões com a crise que atingiu o mercado em seguida.

A operação short envolve muitos detalhes importantes, e não deixa de ser uma operação de risco. Isso porque, caso a previsão de queda não se concretize, quem vendeu a ação terá prejuízo se quiser comprá-la novamente.

Portanto, é essencial ter um bom conhecimento da Bolsa de Valores e saber prever com relativa certeza as movimentações diárias do mercado.

Como funciona essa estratégia?

Como já dito, a estratégia de operar vendido funciona basicamente através da análise do mercado financeiro e da interpretação das oscilações dos ativos na Bolsa. Ao prever a queda de uma ação, você realiza a venda. Ao final do dia, você a compra de novo e, se a queda se concretizar, você terá o lucro. Quer entender melhor? Daremos um exemplo a seguir.

Digamos que você possua um lote de 50 ações de uma empresa, totalizando R$ 1.000. Ao analisar os gráficos e fluxos da Bolsa, você percebe que até o fim do dia essa empresa experimentará queda em seu valor de mercado.

Assim, você vende as ações por esse valor e ocorre uma queda de 10%. Consequentemente, você compra as ações de volta por um total de R$ 900, com um lucro de R$ 100.

Vale lembrar que a estratégia não precisa necessariamente ser aplicada apenas a ações que você possua em carteira, especialmente se a operação for concluída no mesmo dia. Nesse caso, você deve oferecer outras ações ou o saldo financeiro da conta como garantia.

Caso a operação se estenda, é preciso verificar a disponibilidade da ação para aluguel e pagar as taxas correspondentes.

É preciso lembrar que operar vendido não é uma estratégia sem riscos. Mesmo que as tendências de mercado sejam observadas a fundo, ainda é possível que ocorram oscilações inesperadas.

Caso isso aconteça e a ação subir ao invés de cair, por exemplo, o prejuízo financeiro pode ser grande, pois você precisará comprar a ação de qualquer forma ao fim do dia.

Quais as vantagens de operar vendido?

Mesmo oferecendo alguns riscos, a operação short possui algumas vantagens em relação à operação long, como também é conhecida a tática de operar comprado. Confira a seguir, quais os principais benefícios dessa estratégia:

1. Prazo de rendimentos

Como operar comprado consiste em esperar que a ação se valorize para vendê-la novamente, pode ser uma operação demorada. Operar vendido, embora possa ser levemente mais arriscado, é uma operação muito mais voltada ao day trade.

Portanto, os rendimentos são praticamente imediatos.

2. Lucrar em cenários desfavoráveis

Uma das principais vantagens de operar vendido é que você não precisa esperar que o mercado esteja em um bom momento para seguir com suas negociações. De fato, esse tipo de operação permite que você obtenha lucro em momentos de crise e desvalorização, pois se baseia justamente nesses fatores para gerar lucro.

Vale lembrar que essas vantagens são mais bem observadas nas operações de curto ou curtíssimo prazo. Se o seu objetivo é o lucro a longo prazo, vale mais a pena operar comprado.

Como fazer para operar vendido?

Para operar vendido, você precisa contar com um bom home broker, que são as plataformas para negociar online na Bolsa de Valores.

Além disso, é importante contar com um valor expressivo em sua conta financeira, que é o dinheiro que você possui disponível para negociar. Por isso, o ideal é que você já tenha certa experiência e uma carteira de ativos equilibrada antes de começar a agir no day trade.

Outra coisa importante a se fazer se você pretende operar vendido é o seu manejo de risco.

Basicamente, esse é o cálculo que determina quanto você deseja lucrar, ou seja, margem de lucro, e o quanto está disposto a perder se o cenário não corresponder às suas previsões, o limite de perda.

No caso da operação short, esses valores devem ser calculados com base no preço de venda de ações.

O seu objetivo de lucro não deve ser maior que o valor total de venda da ação. Da mesma forma, o seu limite de perda deve ser maior do que o preço de venda da ação. Assim, você tem um valor no qual basear as suas expectativas durante o dia.

Dicas para ter sucesso ao operar vendido

Essas são as coisas básicas a ser feita se você deseja operar vendido. Porém, você pode seguir algumas dicas para garantir que o seu sucesso na operação seja ainda maior. Confira-as a seguir:

1. Seja ágil

A palavra-chave da operação vendida é agilidade. Você precisa aproveitar os momentos exatos durante o pregão para fazer sua venda e sua compra.

Por isso, domine muito bem a plataforma do seu home broker, para não correr o risco de perder tempo e, com isso, dinheiro durante a operação.

2. Não comece com operações de alto risco

Operar vendido é uma ação arriscada por si só. Portanto, especialmente se você está começando, vá com calma.

Não realize operações que comprometam uma quantia muito alta de sua carteira, ou seus ativos principais. Teste o mercado aos poucos, estude o que funciona ou não e acumule experiência antes de agir agressivamente.

Entendeu como funciona a estratégia de operar vendido? Esperamos que esse artigo tenha tirado suas dúvidas e ajudado nas suas atividades dentro do mercado financeiro!

eGestor - Software online de gestão empresarial para pequenas empresas - operar vendido

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br