Conheça 8 formas de solucionar os problemas no fluxo de caixa da sua empresa

O fluxo de caixa é o movimento que, a partir de registros precisos, mostra ao empresário as entradas e saídas do caixa da empresa. Os grandes negócios, em especial, podem se deparar com problemas no fluxo de caixa e, para isso, é válido conhecer formas de solucioná-los. Confira 8 delas.

1 e 2 – Aumente os seus preços e negocie com os fornecedores

Para alguns empresários, pode parecer “cruel” ou “radical” aumentar os preços dos seus produtos com o passar do tempo. De fato, é algo arriscado se for feito sem analisar o momento certo, sendo preciso fazer o aumento tomando cuidado para não perder clientes.

E qual seria esse momento certo? É algo que tende a variar de empresa para empresa e também a partir dos produtos que estão sendo vendidos. A ideia é fazer o cliente, mesmo percebendo a diferença, acreditar que o valor que está pagando é justo.

Há alguns anos, a Netflix aumentou o preço de seus produtos e foi, também, criticada. Entretanto, a tática da empresa foi aumentar as mensalidades em um momento em que novos programas seriam lançados de forma exclusiva pela plataforma.

Mesmo fazendo isso, não é garantia de que a medida será o suficiente para reverter o fluxo de caixa para o positivo, podendo ser necessário agir também de outras formas. Outra medida que pode ser tomada é, ao realizar as compras de novos produtos, negociar com os fornecedores.

Para isso, é necessário convencer os fornecedores que através do seu esforço é possível trazer não só lucro para a sua empresa, mas também para quem lhe vende os produtos. Assim, há a chance de, mesmo que haja aumento de produtos, você lidar positivamente com isso.

Planilha de Fluxo de Caixa

3 e 4 – Reduza o custo da folha de pagamento e considere a fusão de empresas

As empresas são acometidas por seus altos e baixos, e, quando estão em um momento ruim, pode ser necessário reduzir o custo da folha de pagamento. A forma mais comum de fazer isso é demitir funcionários, priorizando aqueles com melhores capacidades de contribuição na empresa.

Pode ser algo difícil para alguns patrões, visto que em muitos casos se cria um vínculo até amigável com o funcionário, mas infelizmente é algo que em determinadas situações precisa ser feito. Mas, se mesmo assim você não quer demitir ninguém, ainda há formas de reduzir os custos.

Diminuir dias de trabalho, reduzir salários e fazer com que um trabalhador em tempo integral trabalhe apenas meio período são algumas das formas praticáveis para reduzir os custos. Além disso, ainda é possível cortar gratificações e decretar permissão para faltas.

Também pense nisso: para aumentar o fluxo de caixa, pode ser necessário considerar a fusão com uma outra empresa. É uma medida que tem vantagens porque pode aumentar a receita e ainda reduzir os custos gerais.

Nisso, será necessário fazer demissões, o que pode concentrar na empresa unificada um conjunto dos profissionais mais qualificados — o que por sua vez pode melhorar a produção e até a qualidade do serviço.

Com esses benefícios, é possível que em um futuro próximo haja maior rentabilidade valorização da empresa, tornando possível inclusive atingir novos locais geográficos e novos mercados. Para algumas pessoas, fundir empresas pode soar arriscado, mas vale a pena procurar uma com a qual a sua tem afinidade.

5 e 6 – Venda os bens e desative divisões que causam prejuízo

Empresas que passam por uma reestruturação de identidade ou fazem fusões ou aquisições podem acabar percebendo que muitos dos itens que possuem não têm mais sentido para a empresa, o que faz com que surja a necessidade de vender esses itens.

É uma medida que certamente aumenta o fluxo de caixa, mas não implica necessariamente em melhorar a condição futura da empresa. Afinal de contas, a parcela de bens vendida não retorna ao empresário. Pense com cautela sobre o que poderia ser vendido no seu caso.

Uma empresa grande e que tem algumas ou muitas divisões pode sentir que uma ou mais dessas células está gerando prejuízo. Em alguns casos, reestruturar as divisões pode ser benéfico, mas em outras situações o melhor que pode ser feito é vender as partes da marca que trazem prejuízo.

Planilha de Controle de Estoque

7 – Refinancie ou contraia dívidas

Empresários que estão passando por apertos no fluxo de caixa podem ficar sem saber como fazer para pagar dívidas usando menos dinheiro. Uma excelente forma de fazer isso é refinanciar dívidas para pagá-las com uma taxa de juros menor.

E, para fazer o pagamento, muitos empresários ainda recorrem à emissão de ações para que seja mais fácil a quitação.

Ainda que não seja essa a necessidade da sua empresa, pode acontecer de ser preciso contrair novas dívidas para gerar lucro futuramente.

Em determinadas empresas, os líderes decidem adquirir dívidas, ou seja, ficar com o fluxo de caixa negativo, na compra de itens ou bens que, em um futuro, permitirão que eles consigam saldo positivo. É o caso da Netflix, que expandiu o seu repertório para atrair a atenção de mais clientes em todo o mundo.

Isso, por sua vez, mostra que nem sempre estar com o fluxo de caixa negativo é um problema. Trata-se de uma estratégia para investir em recursos que, embora algumas pessoas achem que aumentam o endividamento, a longo prazo podem fazer a empresa sair da situação e alcançar um maior número de clientes.

8 – Acabe com o excesso de estoque

O excesso de estoque pode ser um problema porque as mercadorias ali representam dinheiro parado. Conforme os produtos de estoque envelhecem, perdem aos poucos o seu valor e pode ser ainda mais difícil realizar as vendas.

Nisso, uma boa ideia é conversar com o fornecedor para que ele conceda um desconto na devolução do dinheiro ou até mesmo um reembolso. No caso de estoque em matérias-primas, dá para usá-lo em outras linhas ou fábricas, e até mesmo compartilhar estoques entre sua empresa e a do concorrente.

Por meio dessas dicas, é possível driblar o problema do fluxo de caixa negativo, mas uma dica extra para diagnosticar um problema de fluxo de caixa que está começando a surgir é utilizar dos recibos de compra e venda e fazer constantes análises.

Considerações Finais

O controle de fluxo de caixa é um processo essencial dentro de um negócio. Assim, não da pra ficar cometendo erros. Manter a atenção e gerenciar essa área da empresa é imprescindível. 

E, a melhor forma de controlar o fluxo de caixa de uma empresa é com um sistema de gestão. Um dos principais motivos, é que ele faz o controlo integrado com outros setores da empresa, facilitando muito mais a gestão geral. E o sistema para fazer isso é o eGestor!

Teste grátis o eGestor por 15 dias!

Banner eGestor - Sistema de Gestão Empresarial

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br