A transformação digital está presente nos mais diferentes aspectos das vidas das pessoas. Se antes a convivência em sociedade era marcada por hábitos e costumes que levavam décadas para serem estabelecidos, hoje, muitos deles estão sendo transformados simplesmente com a presença do smartphone na rotina.

Exemplos não faltam. Eles vão desde o envio de uma mensagem rápida no WhatsApp, que substitui as tradicionais cartas e ligações telefônicas, até tarefas mais complexas, que agora podem ser feitas no Google Apps for Work, por exemplo, eliminando a necessidade de encontros presenciais.

É nesse sentido que é preciso pensar na transformação digital para PME. A tendência é que ela prossiga e fique cada vez mais forte, forçando as organizações a se adaptarem. Saiba mais na sequência e garanta seu espaço no futuro.

Quais são os impactos da transformação digital para PMEs?

Independentemente do porte da companhia, é preciso ter atenção às novidades que podem dar protagonismo a ela ou fazer com que uma empresa concorrente se diferencie aos olhos do público.

É nessa lógica que a transformação digital precisa ser entendida. É ela quem apresenta o potencial para trazer inovações no mercado nos próximos anos e funciona como elemento transformador da realidade das organizações. A transformação digital está criando exigências no mercado que fazem com que o empreendimento não adaptado a elas fique ultrapassado de diferentes formas.

Para o cliente, uma empresa que demora para apresentar soluções, seja por conta da falta de recursos, seja devido à infraestrutura que exige uma demanda maior de trabalho, pode ser perfeitamente substituída por outra mais bem preparada.

A questão aqui tem a ver com produtividade e desempenho, que precisam ser potencializados para que o espaço da companhia no mercado seja devidamente ocupado, evitando que o avanço das soluções digitais representem o surgimento de ameaças.

Vivemos em uma época em que, mais do que aceitar as inovações, é preciso fazer uso delas de maneira estratégica. O detalhe é que muitas dessas soluções são acessíveis mesmo para pequenas empresas, característica de um tempo em que é mais interessante popularizar recursos para um grande público do que concentrar as ferramentas nas mãos de poucas organizações, como acontecia no passado.

É bom lembrar que, até um passado não muito distante, os recursos mais avançados eram exclusividade das grandes empresas. Sendo assim, era preciso investir pesado para se diferenciar. Hoje, com o aumento de negócios menores e a viabilidade de criar soluções para um grande público, tem sido cada vez mais comum ver o surgimento de ferramentas focadas no desenvolvimento de pequenas e médias empresas. Nos próximos anos, isso deve ser ainda mais presente.

O que o futuro reserva?

Diante do volume de inovações, a tendência é que, num futuro bem próximo, aconteça uma mudança ainda mais significativa na maneira como os processos são realizados, fazendo com que as práticas tradicionais deem lugar para ferramentas modernas capazes de melhorar a performance das empresas nos mais diferentes aspectos.

Isso diz respeito à diminuição de custos e à consequente maior lucratividade, mas não somente em relação a isso: modernizando os processos, é possível também reduzir os espaços dentro da companhia, substituindo documentos físicos por sua versão virtual. O atendimento ao cliente também pode ser aperfeiçoado por conta de ferramentas que permitem simplificar o trabalho com a informação e criar diferenciais competitivos de mercado.

É bom lembrar que, a cada dia que passa, os consumidores estão mais envolvidos com a transformação digital, o que significa que, ainda que soluções tradicionais possam ser úteis, fato é que o que eles esperam é modernidade.

Mas quais seriam essas ferramentas? A Cloud Computing já é uma realidade nas empresas mais avançadas. É ela quem abre espaço para soluções como serviços de home office, por exemplo. Já o Big Data é um recurso que tem feito com que empresas aperfeiçoem o trabalho com dados e, assim, apresentem uma atuação mais estratégica.

É preciso considerar também recursos como a Internet das Coisas, um conceito que, simplificadamente, significa dar conectividade a objetos físicos, bem como às famosas e já estabelecidas mídias sociais, á realidade virtual, à inteligência emocional, entre outras tecnologias. Isso para ficar apenas nas soluções que hoje já se fazem presentes no dia a dia do empreendedor e apresentam potencial para crescer ainda mais no futuro.

Outras novidades tendem a surgir nos próximos anos, dando à transformação digital o protagonismo necessário para que seja ela o elemento capaz de diferenciar empresas adaptadas ao novo tempo daquelas que ficarão pelo caminho, qualificando o mercado.

Como preparar-se?

Em meio a esse cenário, é preciso que o empreendedor esteja atento às soluções possíveis para o seu empreendimento, visando a estar sempre acompanhando a modernidade para obter benefícios maiores.

Alternativas como a Cloud Computing, responsável por eliminar a necessidade de a organização dedicar grandes espaços para a infraestrutura de TI local, e o Big Data, que permite que as ações sejam mais criteriosas e estratégicas, têm se apresentado como algumas das mais viáveis para PMEs que buscam se modernizar.

É preciso considerar o uso de sistemas capazes de simplificar as suas ações, principalmente no que diz respeito a questões mais burocráticas, como o controle de estoque, a emissão de relatórios e o fluxo de caixa.

Assim, é preciso definir objetivos. Os recursos somente serão realmente efetivos se houver um alinhamento estratégico e um projeto interessante o suficiente para aumentar a capacidade de performance da sua empresa. É dessa forma que será possível entender como atuar nos processos considerando etapas que precisam ser aperfeiçoadas.

A tecnologia deve ser um ganho de qualidade e eficiência para a sua empresa, não somente uma ferramenta a mais a ser usada sem critério, por isso, sua inserção no ambiente corporativo deve ser pontual, estratégica, de acordo com os interesses e necessidades da companhia.

Para crescer e ter destaque num mercado em que a presença de soluções digitais tende a se popularizar, mesmo pensando em empreendimentos menores, é válido se concentrar nos seguintes aspectos:

  • oferecimento de alternativas inovadoras para os clientes;

  • ganho de eficiência nos diferentes processos empresariais;

  • modernização na maneira de realizar os processos;

  • divulgação adequada dos diferenciais da companhia.

Com foco nesses elementos e capacidade de acompanhar as evoluções que se apresentam, sua empresa consegue estar em dia com as exigências do mercado.

Em resumo, a tendência é que, nos próximos anos, a transformação digital se acentue, exigindo a devida adaptação por parte dos responsáveis pelas organizações. Ainda assim, com a popularização dos recursos sofisticados, o pequeno empreendedor pode usar a tecnologia como um diferencial para o seu negócio. Esteja de olho na evolução da tecnologia e procure investir naquilo que pode tornar o seu trabalho mais qualificado.

Agora que você sabe mais sobre a transformação digital para PME e seus impactos no mercado, não deixe de nos seguir no Facebook para novas informações.

Escrito por eGestor

O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas.
Teste gratuitamente em http://www.egestor.com.br