Loja de Jóias e Semi-Jóias

O mercado de joias e semi-jóias nunca sai de moda. Não importa quanto tempo passe, presentear alguém ou a si mesmo com este tipo de acessório é sempre uma boa pedida. Por isso, apostar neste tipo de negócio também pode ser uma excelente oportunidade para quem deseja empreender sem correr grandes riscos.

Pode ser extremamente vantajoso investir neste tipo de empreitada. Primeiro porque há uma grande diversidade de joias e semi-jóias: pulseiras, anéis, brincos, colares, tornozeleiras, relógios, cordões e muito mais, e o público também pode variar bastante. Tudo depende do tipo de produto que for vender, do estilo das peças e claro, do preço.

Segundo porque o valor agregado a este tipo de produto pode ser bastante alto e isso representa também uma ótima lucratividade para o empreendedor. Ficou interessado? Então veja a seguir algumas dicas para você que deseja saber como montar uma loja de joias e semi-jóias. Vamos lá!

EGestor - Software online de gestão empresarial para pequenas empresas

1. Estude o mercado

Nenhum empreendimento deve ser aberto sem este passo primordial. Dedique um tempo, e um bom tempo, para fazer uma análise bastante séria do mercado de joia e semi-joia da região onde deseja atuar. Verifique quais são as lojas que existem, como se apresentam para os clientes, que tipo de produtos vendem e o preço que praticam.

Anote tudo em um papel de tal forma a garantir uma comparação fácil, garantindo uma boa visão de como tudo funciona nesta área.

Em seguida, descubra como as jóias e semi-jóias são fabricadas e desenvolvidas, quais são os materiais mais utilizados, quais são as técnicas aplicadas e as novidades que mais chamam a atenção dos clientes. Para isso, visitar feiras e eventos especializados na área pode ser uma excelente pedida.

Não deixe de visitar lojas do tipo, conversar com as pessoas e aproveitar da internet para descobrir tudo que puder a respeito do universo dos produtos que deseja vender.

2. Avalie os fornecedores

Um dos maiores segredos dos negócios é acertar na escolha dos fornecedores. Não poderia ser diferente em um mercado tão focado na beleza e na qualidade como este. Portanto, pesquise profundamente quais são as suas possibilidades dentro do mercado de joias e semi-jóias.

É importante que faça isso antes de definir o público-alvo para que possa ter um bom panorama de suas possibilidades no futuro. Dentro do mercado de joias e semi-jóias, você pode optar por comprar direto de um fabricante – principalmente quando se trata de semi-jóias – ou ainda contratar um ourives, um designer e uma equipe focada para fazer sua produção própria.

É claro que a segunda opção é mais complexa e exige do empreendedor um vasto conhecimento em tudo. Por isso que falamos a respeito do estudo do mercado no primeiro passo. Coloque os custos todos em um papel, e somente a partir daí siga para o próximo passo.

Ebook manual de como abrir uma empresa

3. Escolha o público-alvo

O público de joias e semi-jóias não é sempre igual. Você pode focar em diferentes nichos para garantir uma infinidade de possibilidades. Pode ter uma loja, por exemplo, focada em um público de alto poder aquisitivo, com produtos de alto valor agregado, design diferenciado e exclusividade.

Ou ainda pode focar em um público mais popular, com produtos que sejam bem variados, com preços competitivos e formas facilitadas de pagamento. Quem decide é você, baseado nas pesquisas que realizou em sua cidade, no mercado de sua região e também na avaliação dos fornecedores.

É importante lembrar que a escolha do público-alvo vai afetar diretamente a quantidade de verba que vai precisar investir, tanto na qualidade dos produtos, quanto na preparação da própria loja e de toda a comunicação visual.

Por isso, este é uma das decisões mais importantes e que vai influenciar diretamente todas as etapas de sua operação e até a lucratividade que vai conquistar com a venda de cada uma das peças.

Uma boa dica para acertar é tentar atender um público que ainda não está sendo abrangido pelas lojas de sua região. Se todas as lojas de joia e semi-jóias de sua cidade estão focando em um público de alto poder aquisitivo, talvez aja um excelente mercado em aberto em outras fatias do mercado e vice versa.

4. Escolha um bom ponto de vendas

Com todas as informações a seguir e com a escolha do público, é chegada a hora de decidir o local onde sua loja ficará alocada. Lembre-se que joias e semi-jóias são produtos de alto valor, mesmo que com preços mais competitivos. Por isso, segurança é algo primordial para a decisão do ponto de venda.

Avalie os shoppings que atendem seu público, ruas e o espaço dos locais disponíveis. Lembre-se também que vai precisar garantir praticidade aos seus clientes, como fácil localização, estacionamento e visibilidade. Uma boa loja de joias e semi-jóias também precisa contar com uma boa vitrine, espaço suficiente para estoque e bastante conforto para que os clientes possam escolher os produtos que desejam.

5. Invista em arquitetura e comunicação visual

Antes de abrir a loja, lembre-se que se trata de um mercado especial. Portanto, você vai precisar investir em uma loja bonita e agradável. Para isso, contrate profissionais especializados em arquitetura de loja e comunicação visual. Este investimento vai valer a pena.

Não se esqueça de investir também em branding, embalagens e tudo que permita uma compra completa. Quando sai de uma loja de joias e semi-jóias o cliente deseja levar o produto para casa com carinho.

6. Contrate uma equipe afiada

A venda de joias e semi-jóias é diferenciada de outros produtos. Por isso, procure contratar uma equipe de vendas especializada ou os treine para que fiquem sempre afiados para garantir um aumento de vendas real.

Os vendedores precisam compreender os clientes e oferecer os produtos de acordo com seus desejos. É preciso que sejam pessoas atentas, altamente educadas e que proporcionem uma experiência de compra diferenciada.

7. Aprenda tudo sobre gestão

Se você nunca empreendeu na vida e não está acostumado com os processos que envolvem ser o dono de seu próprio negócio pode ter dificuldades. Portanto, busque fazer cursos para aprender sobre como controlar as compras, vendas, estoque, negociação com parceiros, contratação de pessoas e, claro, a precificação.

Um gestor precisa ainda conhecer tudo a respeito de tributos, controle, gerenciamento de riscos e ainda aprender como olhar para o mercado hoje e planejar os próximos passos. Este é o verdadeiro segredo de um empreendimento que da certo ou não dá, a gestão e a qualidade com que o empreendedor cuida de seu próprio negócio.

8. Conte com um bom sistema de gestão

Cuidar de um negócio não é uma tarefa simples. Um bom gestor precisa estar por dentro de tudo que acontece em tempo real, avaliar o movimento do mercado, valores monetários e comparar resultados a fim de planejar os próximos passos.

Por isso, contar com um bom sistema de gestão é primordial para o sucesso. O eGestor é a opção ideal para conseguir este objetivo. Com uma interface simples e fácil de entender, garante um olhar atento ao fluxo de caixa, controle de vendas, estoques e ainda ajuda na operação, já que proporciona a emissão de notas fiscais, emissão de boletos e relatórios em tempo real.

Quer saber mais sobre todas as vantagens que seu negócio de joias e semi-jóias pode conquistar ao investir no eGestor? Começe a realizar os testes gratuitamente no sistemac durante um período de 15 dias! Basta acessar o site!

Ebook Crescimento Empresarial

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br