fbpx

Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo

Passo a passo para fazer o controle financeiro da sua empresa

  1. Faça o controle do fluxo de caixa
  2. Separe custos e receitas
  3. Planejamento de recebimentos e pagamentos
  4. Registre todas as operações financeiras
  5. Tenha um orçamento bem estruturado
  6. Crie um fundo de reserva para a sua empresa
  7. Separe as finanças corporativas das pessoais
  8. Acompanhamento de resultados

O controle financeiro empresarial é, sem dúvidas, um dos pontos mais importantes de qualquer empresa, seja ela de pequeno, médio ou grande porte. Afinal de contas, de que adianta dominar todos os setores e não saber ao certo o quanto de dinheiro que entra e o quanto sai?

Aliás, quando o gestor não domina as finanças corporativas, dificilmente as outras áreas da empresa estarão bem. Então, se você ainda tem dúvidas em relação a essa afirmação, continue lendo e saiba por que não deve relaxar quando o assunto é gestão financeira de empresas.

O que é controle financeiro empresarial?

O controle financeiro empresarial é a administração do dinheiro, tanto de organização quanto pessoal, ou até familiar. O controle financeiro está relacionado tanto às receitas quanto as despesas. Ou seja, é a organização e compreensão das finanças corporativas. Essas finanças englobam tudo que tem relação ao dinheiro, seja rendimento de investimentos, preço de venda, preço de compra e impostos, por exemplo.

O controle financeiro empresarial deve ser feito com todo cuidado e atenção, uma vez que é ele que mantém a empresa funcionando. Não, não é uma tarefa fácil. Mas, é um compromisso necessário e essencial para a evolução da organização.

Assim, a partir do controle financeiro, se consegue manter as contas equilibradas, evitar despesas desnecessárias, visualizar melhor a necessidade de investimento, e permite traçar estratégias mais completas.

Como fazer o controle financeiro de uma empresa – Passo a passo

Quem está abrindo uma empresa ou ainda não faz o controle financeiro pode ter algumas dúvidas de como começar ou como fazer. Por isso, trouxemos o passo a passo para um controle financeiro empresarial eficiente.

Faça o controle do fluxo de caixa

O fluxo de caixa é o primeiro ponto para começar a fazer o controle financeiro. Ele é o acompanhamento de todas as entradas e saídas de dinheiro da empresa. Ou seja, é necessário registrar toda movimentação que envolve algum valor financeiro.

O fluxo de caixa permite um planejamento financeiro empresarial maior, seja a curto ou longo prazo. Afinal, se a empresa tem alguma despesa alta em um momento específico do mês, com o planejamento que o fluxo de caixa permite, ela terá o valor disponível.

Assim, o que garante os valores necessários disponíveis na data correta é o fluxo de caixa. 

Além de facilitar o entendimento da saúde financeira do negócio, o fluxo de caixa também consegue mostrar o desempenho dos colaboradores.

Você deve fazer esse controle diariamente para evitar o acúmulo de trabalho e reduzir erros.

exemplo sistema de gestão com fluxo de caixa

📍Saiba mais sobre Fluxo de Caixa

Separe custos e receitas

Dividimos os custos em fixos e variáveis:

Os custos fixos são aqueles que estão diretamente relacionados com a atividade fim da empresa, sejam os custos de produção ou de venda. Isso não quer dizer que eles serão sempre do mesmo valor, mas sim que eles sempre existirão.

Já os custos variáveis não tem um valor mensal e são tem impacto diretamente na atividade fim do negócio.

Essa divisão faz com que seja mais fácil entender quais valores podem ser enxugados, quando uma economia se fizer necessária, por exemplo.

Planejamento de recebimentos e pagamentos

Os recebimentos são todos os valores que você tem a receber relativos a suas vendas. Enquanto isso, os pagamentos são aqueles valores que você deve pagar para seus colaboradores e fornecedores, por exemplo.

Assim como você espera que seus clientes honrem o compromisso de pagamento das suas compras, os colaboradores, fornecedores e bancos, também contam com o pagamento que a empresa deve fazer.

Uma das melhores formas de garantir que se tenha dinheiro em caixa para fazer o pagamento é ter certeza que o fluxo de caixa esteja atualizado.

Registre todas as operações financeiras

Todas as transações, tudo que envolve o dinheiro da empresa deve ser registrado, preferencialmente no momento que acontecer. Assim, desde o café até a venda de um produto, você deve cadastrar tudo na ferramenta de controle financeiro empresarial.

Isso deve ser feito para que saibamos para onde vai e de onde vem o dinheiro. Dessa forma, as contas são pagas em dia, qualquer cobrança que precise ser feita a clientes pode ser feita com antecedência, evitando atrasos. Ainda, alguns documentos financeiros fiscais, se não emitidos ou pagos na data correta, podem gerar multas ou outras punições.

Tenha um orçamento bem estruturado

O orçamento empresarial é uma ferramenta também considerada essencial. Afinal, é com base nele que o gestor poderá realizar as projeções e planejar cenários novos para a empresa, além de verificar no presente todas as reais condições do negócio.

O orçamento é utilizado para planejar e mensurar os gastos futuros, servindo como um norte e limitador de despesas, por exemplo. Pode ser uma ferramenta para uso mensal, semestral ou anual, de acordo com as preferências e o domínio sobre o negócio.

Capital de giro

O capital de giro é o valor em dinheiro necessário para que a empresa siga funcionando. Ou seja, soma-se os valores do dinheiro em caixa, estoque, contas a receber, aplicações financeiras ou qualquer ativo que a empresa tenha, e se subtrai os valores de despesas, como fornecedores, salários e impostos. A fórmula para calcular o capital de giro é:

Capital de giro = Ativo circulante – Passivo circulante

O capital de giro indica que seu estoque e outros bens sejam maiores que os seus custos, assim, é possível garantir a liquidez da empresa.

📍Saiba mais sobre Capital de Giro

Crie um fundo de reserva para a sua empresa

A reserva de emergência, como o nome diz, deve ser usada para situações críticas pelas quais todo negócio está propenso a passar. Assim, ela funciona como um amortecedor para aqueles momentos em que o lucro estagnou, a crise econômica atrapalhou a evolução do negócio, uma máquina exigiu conserto ou substituição, etc. 

A reserva é direcionada para aqueles gastos inesperados, com os quais o gestor não contava. É muito importante manter esse valor separado para que os gastos intempestivos não atrapalhem o orçamento já definido da empresa.

Separe as finanças corporativas das pessoais

Essa dica é básica e muito indicada para quem está começando a empreender, é fundamental para todas as fases da empresa, mas que nem sempre recebe a atenção que merece: jamais misture o seu dinheiro pessoal com o dinheiro da empresa.

Esse péssimo hábito pode se tornar muito perigoso, chegando a causar danos no orçamento difíceis de reparar. Então, para evitar essa prática, defina um salário para si mesmo, chamado de pró-labore, e use esse valor para suas despesas pessoais.

exemplo sistema de gestão controle financeiro

Acompanhamento de resultados

Quando se faz o controle financeiro empresarial bem feito, você terá muitos resultados para analisar. Esses resultados são os números que garantem que a empresa tenha uma boa saúde financeira, e que as tomadas de decisões sejam mais acertadas.

Também, ao saber quais são os resultados, é possível determinar metas para a empresa. Assim, a empresa e seus colaboradores conseguem focar em um objetivo em comum.

Principais ferramentas para controle financeiro das empresas

Existem três maneiras principais de fazer o controle financeiro empresarial: cadernos, planilhas ou sistemas automatizados.

📒 Caderno

O controle financeiro de um negócio pode ser feito através de um caderno, entretanto, essa não é a maneira mais indicada. Os cadernos podem trazer informações equivocadas, e além disso, não geram relatórios completos, não se pode ordenar ou filtrar dados importantes. Isso tudo torna mais difícil de analisar os resultados da empresa.

📉 Planilha

As planilhas de controle financeiro são uma evolução do caderno, mas isso não quer dizer que elas são a melhor forma de fazer o controle financeiro de uma empresa. Elas são um avanço do caderno, uma vez que se pode ordenar dados e se tem uma visão um pouco mais clara.

eGestoreGestor

Um sistema de controle financeiro online é a melhor forma de fazer o controle de uma empresa. Afinal, ele possui integração com os outros setores da empresa, como vendas e estoque, evitando o retrabalho. Ainda, é possível a emissão de relatórios e notas fiscais a partir de uma venda.

A importância de fazer o controle financeiro da empresa

A razão para fazer um controle financeiro empresarial é simples: sem ele há uma grande chance de a sua empresa fechar as portas em poucos anos. Até porque falta de planejamento e de gestão financeira de empresas são os motivos mais comuns para a morte desses negócios.

Portanto, um bom gestor sabe que ficar de olho e monitorar diariamente todas as finanças corporativas é crucial para permanecer ativo no mercado. Do contrário, o negócio está, praticamente, fadado ao fracasso.

Quando existe o controle financeiro, o gestor tem mais segurança para tomar decisões, pois sabe com clareza onde está indo, sem se preocupar ou se assustar com intercorrências futuras. Além disso, existem outras vantagens:

  • Melhor definição de estratégias, com base nas informações seguras obtidas;
  • Identificação mais precisa de pontos de melhoria;
  • Identificação de oportunidades;
  • Investimentos mais seguros;
  • Redução de despesas e outros gastos desnecessários;
  • Melhor direcionamento dos recursos;
  • Gerenciamento amplo e completo dos demais setores da empresa, como estoque, vendas e outros;
  • Conhecimento claro e preciso da realidade financeira da empresa;
  • Definição de um orçamento condizente com as necessidades do negócio.

Afinal, se nenhuma empresa se sustenta e nem se mantém saudável com a vida financeira em desordem, não é difícil concluir que o seu desenvolvimento e evolução necessitam de estabilidade financeira. É uma afirmação óbvia, mas que muitos gestores ainda ignoram.

Controle financeiro é ter dinheiro sobrando no caixa da empresa?

Não, as duas coisas não são iguais. O controle financeiro empresarial garante que a empresa tenha todas as informações sobre o dinheiro da empresa, o que não garante que sobre dinheiro em caixa.

Entretanto, realizar um controle financeiro pode fazer com que se tenha mais lucro. Isso porque, com ele, se consegue visualizar melhor as informações e reduzir os custos.

Outro ponto importante do controle financeiro que está diretamente relacionado a ter dinheiro sobrando é a precificação. É muito comum que esse cálculo não seja feito corretamente, e o controle financeiro traz essa segurança.

É possível uma empresa ter lucro e não ser rentável?

Uma empresa pode ter lucro e não ser rentável assim como também pode ser rentável e não ter lucro. Isso acontece porque a lucratividade da empresa está relacionada ao lucro final e o faturamento; enquanto isso, a rentabilidade é a relação do lucro final com os investimentos que foram realizados.

Assim, uma empresa pode ter lucro e não ser rentável porque o lucro mostra o quanto a empresa teve de dinheiro entrando, mas não leva em consideração os custos, que podem não se pagar.

Por que a DRE é importante para o controle financeiro?

O DRE (Demonstração do Resultado do Exercício) é um dos indicadores mais importantes do negócio, uma vez que ele indica se a empresa teve lucro ou prejuízo. Mas, mais que isso, com o DRE se pode ter as informações que são mais relevantes para o negócio. Por exemplo, o DRE deve apresentar os dados de:

  • Receita, bruta e líquida
  • Despesas, com vendas, administrativas, financeiras e extra operacionais
  • Deduções
  • Custo de mercadoria vendida (CMV)
  • Provisão de Imposto de Renda (IRPJ) e Contribuição Social (CSLL)

Isso faz com que, ao montar a estrutura do DRE, o responsável identifique os principais pontos do controle financeiro empresarial.

controle financeiro empresarial

Sistema de controle financeiro empresarial

O sistema de controle financeiro empresarial é a melhor forma de controlar os valores da empresa. Ele permite que todas as informações sejam controlados com precisão e segurança.

Ao utilizar um sistema para controlar o financeiro da empresa, ele será todo integrado. Ou seja, a cada venda, os valores que devem entrar estarão registrados, independente se ela foi feita à vista, no cartão, parcelada… Esse valor será especificado no controle de contas.

A integração também chega em outros ambientes da empresa, como o controle de estoque e o controle de produção. Esses são essenciais, uma vez que o estoque é o principal ativo de um negócio, sendo a principal fonte de renda.

Banner-conversao-eGestor-blog

Perguntas frequentes sobre controle financeiro empresarial

Como fazer o controle financeiro de uma empresa?

Para fazer o controle financeiro deve-se ter uma ferramenta de controle financeiro. Depois da sua escolha, identifique as principais formas de receita e despesas, planeje os recebimentos e pagamentos e acompanhe o desempenho e a saúde financeira da empresa.
Atenção: Lembre-se de não misturar contas pessoais e empresariais.

Qual é a função do controle financeiro?

A função do controle financeiro é manter o dinheiro de uma empresa controlado da melhor forma possível. Esse controle não quer dizer que não haverá nenhum gasto, mas sim, que que tudo que for gasto será feito da melhor forma possível. Ainda, esse controle não se limita apenas a gastos, mas a recebimentos também.

Qual melhor forma de controle financeiro?

A melhor forma de controle financeiro é ter as informações financeiras estruturadas e registradas. Esse controle pode ser feito por um caderno, por planilhas ou por um sistema de gestão. Existem alguns passos que garantem a melhor forma de controle financeiro:
Fazer o registro constante
Ter um controle de orçamento
Estabelecer metas realistas
Separar a reserva de emergência

Quais são os 5 passos para o controle financeiro?

Os principais tipos de controle financeiro de uma empresa são:
Fluxo de caixa
Capital de giro
Contas a pagar e receber
DRE (Demonstração do Resultado do Exercício)
Balanço patrimonial
Gestão de notas fiscais e tributos

Início 9 Sistema de Gestão 9 Controle Financeiro 9 Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo
Escrito em: 11/04/23
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Comentários:

Compartilhe seu comentário, dúvida ou sugestão!

1 Comentário

  1. JOSUEL BARROS ROCHA

    MUITO MASSA!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar…

NFC-e (Nota fiscal de consumidor eletrônica) [Atualizado]

Emitir NFC-e Todo produto ou serviço vendido, deve ter sua comprovação fiscal e um dos meios de atestar essa transação é a nota fiscal. Afinal, ela dá segurança tanto à empresa que vende o produto, quanto ao consumidor que o compra....

Gestão empresarial: guia definitivo para o sucesso do seu negócio

Toda empresa precisa ter um objetivo, uma missão maior que guie todas as suas atividades. Independente de qual for esse objetivo, ele tem tudo a ver com a gestão empresarial. Isso porque é através de uma gestão empresarial competente e...

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): o que é e quem emite

A NFS-e, ou Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, é um dos tipos de notas fiscais que existe juntamente com a nota fiscal, a nota fiscal do consumidor e o conhecimento de transporte. Elas são úteis para empresas que tem como uma das funções...

Nota fiscal eletrônica: tudo o que você deve saber [ATUALIZADO]

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento cuja função é atestar a venda de um produto ou a prestação de um serviço. Ela foi desenvolvida com o objetivo de substituir alguns sistemas de impressão de documentos fiscais em papel. Assim...

Fluxo de Caixa: Guia de como fazer o da sua empresa

O que é o fluxo de caixa?O fluxo de caixa é o controle de todos os valores que entram e saem do financeiro da empresa. Qual o objetivo do fluxo de caixa?O objetivo do fluxo de caixa é garantir a saúde financeira do negócio, assegurando...

Faturamento: O que é, como calcular e aumentar o seu

Porque o faturamento é tão importante para a empresa? Porque ele é o dinheiro que a empresa recebeu em um período, que mostra se ele foi bom ou não. Acompanhar o faturamento se sabe quanto a empresa pode gerar de capital. Ele também é...

ERP: O que é e vantagens [GUIA COMPLETO]

Teste Grátis A administração de uma empresa acontece diariamente, com processos e controle que devem ser feitos a todo momento. Esses processos são o que mantém a empresa funcionando, e esse controle é o que mantém as contas em dia e os...

Controle de Estoque: Como fazer um controle profissional

Porque o controle de estoque é tão importante para a empresa? O estoque é o principal ativo de uma empresa, sendo a forma mais importante de fazer dinheiro. Por isso, ter total atenção a gestão do estoque é de extrema importância. Se a...

Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo

Passo a passo para fazer o controle financeiro da sua empresa Faça o controle do fluxo de caixa Separe custos e receitas Planejamento de recebimentos e pagamentos Registre todas as operações financeiras Tenha um orçamento bem estruturado...

Guia do MEI: Tudo sobre o MEI – Blog do eGestor

O MEI (Microempreendedor Individual) é um tipo de empresa voltado para formalização de profissionais autônomos. O custo para abrir um MEI é zero. Os impostos pagos pelo MEI são o ICMS, pela venda de mercadorias, o ISS, por prestação de...