fbpx

Como montar uma fábrica de briquetes

O que são briquetes?

Briquete é o nome de um combustível sustentável e renovável feito a base de fragmentos de madeira prensada e ressecada. É um combustível do qual é possível retirar a biomassa, que é a energia gerada a partir de qualquer resíduo animal ou vegetal.

O briquete apresenta um formato cilíndrico e é altamente compactado, tendo uma grande densidade. Possui como pontos positivos, inclusive, até mesmo algumas características que o colocam em uma posição de superioridade em relação à lenha. Afinal, o briquete possui uma calorimetria mais regular, e sua combustão também produz mais calor do que a queima de lenha.

Além de ser mais eficaz do que a lenha, que normalmente é feita de madeira nativa, os briquetes reaproveitam restos das indústrias madeireiras e agridem menos ao meio ambiente. Ele já é considerado por muitos como “carvão ecológico” e substituto para a lenha nas indústrias que exigem a geração de calor por combustão de madeira. Pode alimentar caldeiras industriais, fornos, churrasqueiras e até mesmo lareiras.

O desempenho dos briquetes gera um grande aproveitamento de sua biomassa. 30 kgs de briquetes produzidos a partir de serragem, maravalha, fitas de compensado e outros restos de madeira chegam a gerar até mesmo 100 kwh de energia elétrica por mês.

O mercado de briquetes no Brasil

Dependendo da região do território nacional onde se pretende instalar a empresa, ela pode se tornar pioneira do setor na região. Isso porque as indústrias de produção de briquetes estão centralizadas principalmente nas regiões Sul e Sudeste do Brasil. Segundo a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), os estados com maior capacidade para geração de briquetes são Paraná e São Paulo.

É interessante também atentar para outras fontes de resíduos para além da indústria madeireira. No Brasil, a cana-de-açúcar gera milhões de toneladas de bagaço que costumam ser aproveitados apenas para adubar o solo em novos plantios. Parte destes resíduos poderiam facilmente ser transformados em briquetes. Outras fontes de resíduos para a briquetagem estão nas podas urbanas e até mesmo nos restos da construção civil.

O consumo de briquetes é maior nas indústrias que os utilizam como combustível para suas caldeiras. No entanto, apesar de ainda incipiente, o mercado varejista de briquetes também tem crescido. Aumenta o número de famílias que tem substituído o carvão pelos briquetes. Segundo eles, esta matéria dura mais, é mais limpa, tem menos odor e é mais fácil de manusear.

Abrir uma fábrica de briquetes

O primeiro aspecto para abrir uma fábrica é a localização. Para isso, dividiremos em duas partes: características da região e do imóvel. É importante escolher um local que seja o mais próximo possível da fonte de matéria prima dos briquetes.

Isso porque a matéria-prima é pouco densa e, portanto, leve, dificultando longas viagens. Com relação ao imóvel, é interessante que esteja próximo a fontes de água e possua um terreno regular.

É importante também não se esquecer das ações burocráticas que devem ser tomadas antes da abertura de qualquer empresa. Fazer pesquisa comercial junto à prefeitura, apurar se a marca que representará a empresa já não tem dono, fazer o arquivamento do contrato social ou da Declaração de Empresa Individual, solicitar CNPJ, Inscrição Estadual e Alvará de Funcionamento, fazer a Matrícula no INSS, obter a certidão de uso do solo e, especificamente para indústrias que lidam com recursos naturais, realizar a regulamentação junto ao Ibama.

A estrutura física de sua fábrica de briquetes dependerá da expectativa de produção. Quem inicia no setor não costuma utilizar um terreno mais do que 4000 metros quadrados, com um quarto deste território coberto para algumas áreas da produção que exigem proteção contra chuva e outras intempéries. Divide-se por área de recepção e estocagem da matéria-prima (silo úmido e silo seco); galpão de produção; almoxarifado e laboratório de análises; área administrativa e comercial.

Fábrica de briquetes pode ser MEI?

Sim, uma fábrica de briquetas com CNAE 1629-3/01 – Fabricação de artefatos diversos de madeira, exceto móveis, pode ser MEI.

Pessoal e maquinário da fábrica de briquetes

Novamente, a quantidade de contratados dependerá do tamanho que você deseja a empresa. Mas, para uma empresa de pequeno porte, ou para manter a proporção, a sugestão são cerca de dez funcionários. Um para recepção, um para vendas, um para atividades administrativas e de quatro a sete para a produção em si.

Para além dos equipamentos normais de almoxarifado e de escritórios, o maquinário específico para a produção de briquetes é: uma briquetadeira n/95; um silo para estocar matéria seca; um silo para estocar matéria úmida; um secador de tambor; uma pá carregadeira; uma fornalha mecânica; uma extrusora de pistão mecânico e dois a três caminhões (próprios ou frota terceirizada).

Outra parte que é imprescindível neste e em qualquer negócio é saber gestar todas as etapas da empresa. Para isso, é indicado um software de administração como o eGestor. Com sua plataforma completamente on-line, você não sobrecarrega os computadores da empresa, pois os dados são salvos no servidor online (nuvem).

O software oferece cobertura completa em todos os momentos da produção: entrada de insumos e saída de produtos, análise e controle comercial, emissão de nota fiscal eletrônica, quadro funcional e tantas outras atividades. Um programa pensado para economizar tempo e dinheiro.

Com relação à mercadoria, fique atento. É imprescindível que haja um grande giro na empresa, mas não dá pra ficar sem estoque. Mantenha o mínimo necessário para eventuais negociações maiores do que o esperado.

Quando for negociar por matéria prima, fique de olho na madeira. Prefira as peças mais claras, pois elas têm uma maior duração útil e poderão ser estocadas por mais tempo. A maioria da matéria-prima disponível no mercado de briquetagem provém de pinus. Esta madeira gera em torno de 4500 a 5000 Kcal/kg. A geração calorífica depende do tipo e da qualidade da madeira utilizada.

Banner-conversao-eGestor-blog
Início 9 Empreendedorismo 9 Como montar uma fábrica de briquetes
Escrito em: 22/02/17
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Comentários:

Compartilhe seu comentário, dúvida ou sugestão!

7 Comentários

  1. Valdinei Borges

    Parabéns pelo seu trabalho!

    Responder
  2. Bruna

    Quem produz e vende esses briquetes, possui algum benefício tributário para a não incidência de PIS e COFINS

    Responder
  3. Marco

    Prezados

    Preciso de uma ajuda técnica para meu TCC de faculdade. Com a briqueteira eu consigo fazer briquetes com apenas folhas secas de árvores encontradas nos grandes centros urbanos?

    É possível esse tipo de trabalho?

    Aguardo vossa instrução
    Marco Aurélio

    Responder
  4. José Eduardo

    Estou iniciando meu projecto de briquetagem e auguro pleno sucesso. Porém, a minha fábrica será a primeira no meu país, que se beneficia de milhões de toneladas quer do desperdício de cana de açúcar espalhados pelo país, como de serragem de madeira que não conhecem nenhum destino.
    Para venda de briquetes preciso de passar alguma informação técnica aos consumidores como:
    1) um briquete que esteve em chama extinta por água, pode voltar a ser utilizado, ou;
    2) como extinguir a chama do briquete para voltar a ser utilizado?
    3) por quanto tempo mantem a chama um quilo de briquetes ?
    4) qual a melhor forma de embalagem de briquetes e em que quantidades?
    5) qual é a norma técnica ou iso do briquete?

    Responder
  5. Cláudio Marangoni

    Gostaria de iniciar uma fábrica de briquetes. Quais equipamentos necessários para fazer a partir da serragem? E a partir de casca de algodão?

    Responder
  6. Cristiano do Prado

    Tenho uma marcenaria e já há três anos comprei a máquina de fazer briquetes, porém estou agora entrando no mercado e estou tendo dificuldade de fazer um briquete uniforme (quebra muito e o pó não prensa direito) gostaria de um auxílio.

    Responder
  7. junior valverdes

    Preciso comprar muitos, e estou com dificuldade de achar

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar…

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): o que é e quem emite

A NFS-e, ou Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, é um dos tipos de notas fiscais que existe juntamente com a nota fiscal, a nota fiscal do consumidor e o conhecimento de transporte. Elas são úteis para empresas que tem como uma das funções...

Gestão empresarial: guia definitivo para o sucesso do seu negócio

Toda empresa precisa ter um objetivo, uma missão maior que guie todas as suas atividades. Independente de qual for esse objetivo, ele tem tudo a ver com a gestão empresarial. Isso porque é através de uma gestão empresarial competente e...

Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo

Passo a passo para fazer o controle financeiro da sua empresa Faça o controle do fluxo de caixa Separe custos e receitas Planejamento de recebimentos e pagamentos Registre todas as operações financeiras Tenha um orçamento bem estruturado...

Guia do MEI: Tudo sobre o MEI – Blog do eGestor

O MEI (Microempreendedor Individual) é um tipo de empresa voltado para formalização de profissionais autônomos. O custo para abrir um MEI é zero. Os impostos pagos pelo MEI são o ICMS, pela venda de mercadorias, o ISS, por prestação de...

Fluxo de Caixa: Guia de como fazer o da sua empresa

O que é o fluxo de caixa?O fluxo de caixa é o controle de todos os valores que entram e saem do financeiro da empresa. Qual o objetivo do fluxo de caixa?O objetivo do fluxo de caixa é garantir a saúde financeira do negócio, assegurando...

ERP: O que é e vantagens [GUIA COMPLETO]

Teste Grátis A administração de uma empresa acontece diariamente, com processos e controle que devem ser feitos a todo momento. Esses processos são o que mantém a empresa funcionando, e esse controle é o que mantém as contas em dia e os...

NFC-e (Nota fiscal de consumidor eletrônica) [Atualizado]

Emitir NFC-e Todo produto ou serviço vendido, deve ter sua comprovação fiscal e um dos meios de atestar essa transação é a nota fiscal. Afinal, ela dá segurança tanto à empresa que vende o produto, quanto ao consumidor que o compra....

Nota fiscal eletrônica: tudo o que você deve saber [ATUALIZADO]

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento cuja função é atestar a venda de um produto ou a prestação de um serviço. Ela foi desenvolvida com o objetivo de substituir alguns sistemas de impressão de documentos fiscais em papel. Assim...

Faturamento: O que é, como calcular e aumentar o seu

Porque o faturamento é tão importante para a empresa? O faturamento é importante para a empresa porque ele é o valor, em dinheiro, que a empresa recebeu em um período. Assim, ele demonstra se o resultado foi satisfatório ou não. Com o...

Controle de Estoque: Como fazer um controle profissional

Porque o controle de estoque é tão importante para a empresa? O estoque é o principal ativo de uma empresa, sendo a forma mais importante de fazer dinheiro. Por isso, ter total atenção a gestão do estoque é de extrema importância. Se a...