fbpx

Como montar uma fábrica de sabonetes

Montar uma fábrica de sabonetes pode ser mais fácil do que você imagina. A área de cosméticos tem crescido a cada ano no país. Hoje, o Brasil é o terceiro maior consumidor de produtos cosméticos no mundo, ficando atrás apenas da China e dos Estados Unidos. Mesmo com a atual crise econômica, segundo os especialistas, esse é um mercado bastante resistente e que só tem tendência a crescer. Para quem gosta desse ramo e quer começar um pequeno negócio, a fabricação de sabonetes pode ser uma alternativa. São produtos de fácil produção e baixo investimento.

Hoje as pessoas não procuram mais pelos sabonetes de marcas convencionais. Um sabonete com fragrâncias e formatos diferentes têm chamado a atenção do consumidor que procura por banhos mais prazerosos. Abrir uma fábrica de sabonetes pode ser bem simples e, se seguir todos os passos corretamente, pode alavancar a sua produção e obter um grande lucro.

Quais são os primeiros passos ao começar esse tipo de negócio

O investimento de início de uma fábrica de sabonetes pode ser em média de R$ 20 mil. Porém, em um primeiro momento, pode-se optar por uma empresa menor que, aos poucos, conforme for aumentando a demanda de clientes, pode ampliar os negócios.

Para a montagem é preciso prestar atenção em algumas restrições. Para a fabricação do produto é preciso consultar um químico. Esse profissional pode te ajudar a elaborar sabonetes de diferentes conteúdos de uma forma segura. Assim, você pode chamar a atenção de diferentes públicos, desde crianças, jovens e adultos. Além disso, a base química de alguns sabonetes possui restrições para alguns tipos de pele, como, por exemplo, algumas pessoas podem ter alergia a determinados produtos. Por isso, é importante saber quais tipos de elementos utilizar.

O empresário também pode fazer algum curso de treinamento sobre a fabricação de sabonetes. Há vários cursos disponíveis no mercado com preços acessíveis. Assim, o empreendedor pode criar vários formatos de sabonetes. A criatividade manda muito nesse ramo. Pode ser uma boa estratégia de marketing os desenhos, embalagens e fragrâncias que convencerá o consumidor a deixar o seu banho muito mais interessante.

O que conta muito nesses produtos é a qualidade dos componentes utilizados, mesmo que a revenda seja por um preço maior. Se o seu produtor for bom, as pessoas vão querer comprar mais vezes, mas se for ruim, ou muito comum, não atrairá a atenção de mais clientes.

Existem vários tipos de componentes que formam a estrutura dos sabonetes, mas o mais conhecido é a glicerina. Esse produto é responsável por uma maior hidratação na pele. Dependendo, pode-se acrescentar óleos vegetais para um banho mais prazeroso. Quanto a fragrância, pode-se variar entre essências de frutas, flores e demais outros que a sua criatividade permitir.

Importante lembrar que os sabonetes neutros também devem ser fabricados, pois muitas pessoas podem ter alergia a determinados produtos ou até mesmo porque não gostam do cheiro. É um importante investimento em vários tipos para poder garantir um retorno.

Fábrica de sabonetes pode ser MEI?

Não, uma fábrica de sabonetes com CNAE 2063-1/00 – Fabricação de cosméticos, produtos de perfumaria e de higiene pessoal, não pode ser MEI.

Quais outros investimentos devo realizar

Um maquinário para montar a sua fábrica de sabonetes pode facilitar o seu trabalho. Elas custam cerca de R$ 2 mil e são de pequeno porte. Mas o espaço para fabricação é muito importante. Precisa ser uma cozinha bem ampla e de extrema higienização. Produtos mal fabricados podem ser extremamente prejudiciais para a pele de algumas pessoas, por isso mantenha tudo sempre muito higienizado.

Além disso, precisará de rodos, termômetros, baldes, caldeiras, máquinas de cortar, formas e prensas, assim como os elementos fundamentais para a fabricação como os óleos, sebos, resina, soda cáustica, cal, sal, álcalis e demais produtos. O processo de fabricação é bem simples. É como se estivesse cozinhando.

Não é necessária muita qualificação para este tipo de atividade. Mas se for preciso contratar funcionários para auxiliar no processo de produção, é preciso que haja um treinamento para garantir que evitem desperdício e saibam operar as máquinas, assim como sigam na íntegra a receita de cada tipo de sabonete. Por isso, é muito importante escolher alguém de confiança.

Vender o sabonete de porta em porta pode ser um ótimo começo. É importante que eles tenham um cheiro e visual agradável para conquistar os clientes. Deixe a criatividade tomar conta das embalagens. Devagar, dependendo do sucesso, pode-se abrir uma loja própria e expandir os negócios.

É um ramo que demanda dedicação e trabalho. Mas, se feito com responsabilidade, pode gerar bons retornos lucrativos e aumentar os seus negócios. É claro que é preciso que a sua empresa seja bem administrada. Esse é o pilar de todo negócio. Se não houver uma competência de gestão, sua ideia de empresa pode não sair como planejada.

Como funciona a administração desse tipo de serviço?

Assim como em todos negócios, ao fabricar sabonetes, você também precisa de uma aptidão administrativa. É preciso de um controle financeiro para não deixar que a empresa tenha o risco de obter perdas financeiras. O fluxo de caixa também é algo essencial. Ter um controle de vendas, gastos e serviços diários ajuda a construir um melhor desenvolvimento administrativo da sua empresa.

Além disso, sempre é necessário fazer o controle de estoque, emitir nota fiscal e outros documentos. Essas são atividades cotidianas que devem estar presentes em todos os tipos de empresa. Mas você não precisa fazer tudo isso sozinho. O eGestor pode fazer isso por você.

Este é um programa totalmente online que pode te ajudar a resolver todos esses detalhes administrativos da sua empresa. O eGestor é um programa que pode ser acessado por toda a sua equipe de uma maneira bem simples. Ele é essencial para micro e pequenas empresas. Além disso, é um software bem acessível, que cabe no bolso.

Banner-conversao-eGestor-blog
Início 9 Empreendedorismo 9 Como montar uma fábrica de sabonetes
Escrito em: 21/02/17
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Comentários:

Compartilhe seu comentário, dúvida ou sugestão!

2 Comentários

  1. Regineila

    Gostei

    Responder
  2. Elias

    Gostei muito

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar…

Nota fiscal eletrônica: tudo o que você deve saber [ATUALIZADO]

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento cuja função é atestar a venda de um produto ou a prestação de um serviço. Ela foi desenvolvida com o objetivo de substituir alguns sistemas de impressão de documentos fiscais em papel. Assim...

Fluxo de Caixa: Guia de como fazer o da sua empresa

O que é o fluxo de caixa?O fluxo de caixa é o controle de todos os valores que entram e saem do financeiro da empresa. Qual o objetivo do fluxo de caixa?O objetivo do fluxo de caixa é garantir a saúde financeira do negócio, assegurando...

ERP: O que é e vantagens [GUIA COMPLETO]

Teste Grátis A administração de uma empresa acontece diariamente, com processos e controle que devem ser feitos a todo momento. Esses processos são o que mantém a empresa funcionando, e esse controle é o que mantém as contas em dia e os...

Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo

Passo a passo para fazer o controle financeiro da sua empresa Faça o controle do fluxo de caixa Separe custos e receitas Planejamento de recebimentos e pagamentos Registre todas as operações financeiras Tenha um orçamento bem estruturado...

Faturamento: O que é, como calcular e aumentar o seu

Porque o faturamento é tão importante para a empresa? O faturamento é importante para a empresa porque ele é o valor, em dinheiro, que a empresa recebeu em um período. Assim, ele demonstra se o resultado foi satisfatório ou não. Com o...

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): o que é e quem emite

A NFS-e, ou Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, é um dos tipos de notas fiscais que existe juntamente com a nota fiscal, a nota fiscal do consumidor e o conhecimento de transporte. Elas são úteis para empresas que tem como uma das funções...

Controle de Estoque: Como fazer um controle profissional

Porque o controle de estoque é tão importante para a empresa? O estoque é o principal ativo de uma empresa, sendo a forma mais importante de fazer dinheiro. Por isso, ter total atenção a gestão do estoque é de extrema importância. Se a...

Gestão empresarial: guia definitivo para o sucesso do seu negócio

Toda empresa precisa ter um objetivo, uma missão maior que guie todas as suas atividades. Independente de qual for esse objetivo, ele tem tudo a ver com a gestão empresarial. Isso porque é através de uma gestão empresarial competente e...

NFC-e (Nota fiscal de consumidor eletrônica) [Atualizado]

Emitir NFC-e Todo produto ou serviço vendido, deve ter sua comprovação fiscal e um dos meios de atestar essa transação é a nota fiscal. Afinal, ela dá segurança tanto à empresa que vende o produto, quanto ao consumidor que o compra....

Guia do MEI: Tudo sobre o MEI – Blog do eGestor

O MEI (Microempreendedor Individual) é um tipo de empresa voltado para formalização de profissionais autônomos. O custo para abrir um MEI é zero. Os impostos pagos pelo MEI são o ICMS, pela venda de mercadorias, o ISS, por prestação de...