embalagens

Vale ressaltar que, antes de conhecer as peculiaridades de qualquer negócio, deve-se fazer a elaboração de um Plano de Negócio. A sugestão é seguir o modelo de plano de negócio disponível no portal do SEBRAE.

A embalagem é uma ferramenta poderosa de marketing, influenciando de maneira significativa as decisões e os hábitos de consumo. Por isto, além da função de conservação e proteção, elas ganharam uma nova abordagem de estética e design.

Elas possuem uma grande variedade de formas, modelos e materiais e se tornaram parte da nossa vida cotidiana. São usadas para agrupar e armazenar as unidades dos produtos com o objetivo de:

  • proteger e conservar este conteúdo contra qualquer dano a fim de reservar suas características originais;
  • aumentar o tempo de utilidade do produto, mantendo a sua qualidade;
  • informar a composição, as formas de utilização e as condições de manipulação;
  • facilitar as condições de transporte;
  • fixar e apresentar a origem do produto.

De maneira geral, as embalagens são produzidas em escala industrial para praticamente todos os bens de consumo. As pesquisas no setor auxiliaram no lançamento de novos modelos, formas e tipos de materiais, desafiando a criatividade da indústria no desenvolvimento de embalagens cada vez mais atraentes e inovadoras.

Os materiais mais utilizados nas indústrias são o plástico, o alumínio, o papel e a celulose, o vidro, o tecido, entre outros. Abaixo, algumas informações sobre as indústrias de embalagens de alumínio e o plástico, duas grandes estrelas do setor.

Conheça o eGestor, um software online de gestão empresarial de pequenas empresas. Perfeito para sua Indústria de embalagens!

Indústria de embalagens de alumínio

As embalagens de alumínio contribuem consideravelmente para preservar os produtos, pois impedem que a luz, a umidade e o oxigênio passem, mantendo a sua qualidade. Por isso, este tipo de embalagem é muito utilizado para acondicionar alimentos, bebidas e medicamentos, além dos produtos de limpeza e higiene.

Nos últimos anos, serviços e inovações tecnológicas têm garantido forte expansão do alumínio no setor de embalagens devido às suas características de leveza, versatilidade, resistência, durabilidade, beleza e praticidade. Sua fabricação é bem simples, pois é necessária somente uma máquina apropriada e comprar as bobinas de alumínio.

Com base nos índices da Associação Brasileira de Embalagens (ABRE), em média 20% do mercado de embalagens dos produtos comercializados são de alumínio. É um negócio que chama bastante a atenção dos novos empreendedores.

Vale atentar que o fornecimento do alumínio para a confecção das embalagens está concentrado em poucas indústrias. Isto acaba dificultando a compra deste material em pequenos volumes.

Indústria de embalagens plásticas

O mercado de embalagens plásticas foi avaliado em cerca de seis bilhões de dólares em 2009, segundo o Instituto Datamark, com uma movimentação de 1,7 milhão de toneladas. As indústrias de alimentos e bebidas respondem juntas por 62% deste volume de demanda.

Embora os preços da matéria prima (resina feita com polipropileno, polietileno que possui baixa densidade e polietileno com alta densidade) para a confecção das embalagens plásticas praticados no mercado interno sejam em média 25% mais caros que aqueles do mercado internacional, o comércio de embalagens plásticas está em um momento bastante dinâmico.

As embalagens de plástico possuem características funcionais que se moldam aos hábitos que a sociedade moderna consome, tais como: fast-food, conveniência, descarte, opções de formato, leveza, praticidade, custo acessível e segurança, revelando um mercado em potencial para o setor.

No processo que transforma o plástico em embalagem, a moldagem feita por injeção, em que o plástico se funde e é injetado no molde, é o processo mais comum. A tecnologia para este processo evoluiu nos últimos anos com um ganho significativo de produtividade e redução do impacto ambiental, tornando o processo menos complexo.

Ebook Crescimento Empresarial

Embalagem artesanal

Este nicho de mercado é explorado por empresas que trabalham de maneira artesanal. Neste tipo de produção, a mão de obra representa cerca de 70% dos custos do negócio. Estas embalagens personalizadas são capazes de valorizar o conteúdo além de surpreender e encantar quem é presenteado.

A grande variedade de materiais permite uma ampla oferta de produtos que podem ser disponibilizados para lojas de departamentos, perfumarias, lojas de cosméticos, hotéis, confeitarias, etc.

Entretanto, a grande demanda (cerca de 90%) destes produtos personalizados é para as agências de publicidade e marketing de empresas que comercializam itens de alto valor agregado. Algumas embalagens artesanais chegam a custar mais caro que o presente em si.

Este ramo de atividade possui uma alta sazonalidade, com uma grande procura nas datas comemorativas (festas natalinas, Dia das Mães, etc) e um período menos aquecido entre elas. Assim, estas variações na demanda devem ser consideradas no planejamento estratégico da empresa.

Onde montar uma fábrica de embalagens?

Os municípios do nosso país seguem um Plano Diretor Urbano, que define qual é o tipo do negócio que pode ser instalado em uma determinada área. Assim, antes de escolher um local para a instalação de uma fábrica que produz embalagem, é necessário fazer esta consulta junto ao órgão específico da Prefeitura.

A instalação deste tipo de indústria é ideal em cidades grandes e com uma grande quantidade de empresas dos segmentos alvo de seu plano de negócio.

Qual a estrutura básica necessária?

Os equipamentos necessários para a montagem de uma fábrica de embalagens irão depender de qual tipo de matéria-prima a empresa irá utilizar (plástico, alumínio, vidro, etc), da dimensão de seu projeto, assim como das características das embalagens a serem fabricadas (formato, tamanho, finalidade, etc), entre outras variáveis.

No portal do SEBRAE, é possível encontrar informações mais detalhadas para cada uma destas especificidades. O site apresenta também uma lista de fornecedores de máquinas, equipamentos e insumos para a montagem desta estrutura.

Qual o investimento inicial e exigências legais para seu funcionamento?

O investimento pré e pós-operacional para a estruturação de uma fábrica de embalagens irá variar de acordo com a concepção de seu negócio.

A sugestão é que você utilize o modelo de plano de negócios disponível no portal do SEBRAE para uma informação mais detalhada sobre o investimento inicial a ser empregado.

Para o registro de uma fábrica de embalagens, deve-se contratar um profissional contador de reconhecida competência para realizar os atos constitutivos da empresa. Este profissional poderá orientá-lo sobre a forma jurídica mais adequada e a legislação tributária pertinente.

Uma fábrica de embalagens industrial deve procurar os órgãos ambientais para solicitar licenças de caráter específico. O contador saberá orientá-lo sobre os procedimentos para obtê-las.

Onde buscar as informações necessárias para este ramo de negócio?

O Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) é o local mais indicado. O Sebrae auxilia os empreendimentos de micro e pequeno porte através de programas de capacitação, consultorias e assistência técnica para pequenos negócios de todos os setores. Orienta ainda os empreendedores sobre fontes de financiamentos, para que seja, de fato, um instrumento de melhoria do negócio.

O portal dispõe de uma central de relacionamento, com um serviço de atendimento gratuito (0800), em que é possível tirar as principais dúvidas, e um link para os seus canais oficiais nas redes sociais (Facebook e Twitter).

Para um atendimento mais personalizado ou esclarecimento de dúvidas específicas do seu negócio, é possível fazer um cadastro através do portal e obter uma consultoria online com um dos especialistas do SEBRAE.

Ebook manual de como abrir uma empresa

Escrito por eGestor

O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas.
Teste gratuitamente em http://www.egestor.com.br