CONCILIAÇÃO DE CARTÕES

Um dos meios mais utilizados para se fazer pagamento hoje em dia é o cartão. Seja de crédito ou débito. Pode se dizer que isso ocorre pelo grande volume de e-commerces que temos hoje. Ou, também pela praticidade e facilidade de seu uso. Sendo assim, uma empresa ou negócio que não realiza venda com cartões está ficando para trás.

Segundo a ABECS (Associação Brasileira de Empresas de Cartão de Crédito), os brasileiros movimentaram cerca de R$ 720 bilhões de compras em cartões no primeiro semestre de 2018. Fazendo crescer 13,6% em comparação com o ano anterior. O que nos mostra um grande crescimento e uma maior oportunidade de vendas para empresários. “O crescimento do mercado de meios de pagamentos eletrônicos, bem acima do desempenho da economia, mostra o vigor deste segmento e o potencial que existe para a migração de uso de pagamentos”, diz o presidente da ABECS, Fernando Chacon.

Mas sabemos que não é fácil realizar esse ajuste. Afinal, é preciso controlar compras a vista, a prazo, parceladas, cancelamentos e outros. Assim, entendemos a conciliação de cartões não é tarefa simples. Mas você sabe o que é a conciliação de cartões? E qual sua importância? Explicaremos a seguir.

O que é a conciliação de cartões

A conciliação de cartões nada mais é do que uma relação de todos os cartões, bandeiras e métodos de pagamentos.

Ou seja, quando se realiza uma venda com cartão, é preciso saber quais as taxas daquela operadora de cartão e quais as taxas para os métodos definidos. Por exemplo, quando três vendas são feitas no valor de R$ 100,00, mas uma foi feita em cartão de débito à vista, outra crédito parcelado e outra crédito à vista, cada uma dessas transações têm sua taxa própria.

Qual a importância da conciliação de cartões

A conciliação de cartões traz alguns benefícios para seu negócio. Um dos principais é o controle de valores recebidos. Isso porque, além das taxas tornarem o valor irregular, o tempo de pagamento também é algo influenciável. Ou seja, quando uma compra é feita à vista no débito, ela será recebida instantaneamente. Já uma compra a crédito à vista, será recebida, normalmente, num intervalo de 30 dias. E uma compra a crédito parcelada será recebida durante a quantidade de meses disposta nas parcelas. Todo esse ciclo dificulta o controle financeiro e de fluxo de caixa da sua empresa. Nos mostrando como esse processo de conciliação é importante. 

Outro benefício é a confirmação dos valores recebidos. Assim, podemos saber qual porcentagem dos valores de vendas estamos recebendo. Além de, poder calcular de forma mais simplificada as taxas administrativas. 

Outro motivo que faz a conciliação de cartões ser importante é entender e poder identificar erros de operação. Isso serve para erros na hora de fazer a venda. Por exemplo, quando ocorrem vendas duplas ou até algum erro de inserção de dados. Podendo assim ser feito o estorno do valor. Além de calculada a quantidade de cancelamentos.

Como fazer a conciliação de cartões no eGestor

Hoje, com toda modernidade dos sistemas de gestão de empresas, já não é necessário fazer a conciliação de cartões manualmente. E o sistema eGestor não foge desse padrão.

Mas, se ainda assim você optar por fazê-la manualmente, podemos indicar que tenha sempre em mão uma calculadora e anote a venda assim que feita. Ou, há grande chance de esquecer ou confundir dados. É preciso também, ter um relatório das taxas das bandeiras dos cartões que sua empresa aceita. 

A seguir, mostraremos como fazer a conciliação pelo sistema eGestor:

Configurações

Para fazer a conciliação de cartões no sistema é preciso entrar no sistema a partir do site e entrar no menu ‘Configurações’. Como mostrado na imagem, a página inicial do eGestor, com o menu ‘Configurações’ marcado em vermelho:

Imagem 1 – Página inicial do sistema eGestor. Em vermelho o menu ‘Configurações’.

Na aba ‘Configurações’ há novas abas. Entre elas ‘Plano de contas’, ‘Contas caixa’, ‘Operações’ e outras. A aba onde será feita a conciliação será a de ‘Formas de pagamento’:

Imagem 2 – Aba ‘Configurações’. Em vermelho, a aba ‘Formas de pagamento’.

Após, na aba ‘Formas de pagamento’ é possível ver todas as opções já disponíveis no sistema:

Imagem 3 – Aba ‘Formas de pagamento’ onde se encontram todas as já inseridas no sistema.

A seguir, será preciso inserir as formas de pagamento. Ou seja, inserir a forma de pagamento e a bandeira. Por exemplo, “Cartão de Crédito Visa Parcelado”:

Imagem 4 – Aba ‘Formas de pagamento’ do sistema eGestor. Onde podem ser inseridas e alteradas as formas de pagamento.

E então, alterar a taxa, seja por porcentagem, fixo por total ou fixo por parcela:

Imagem 5 – Ainda na aba ‘Formas de pagamento’ do sistema eGestor, a alteração do custo da transação da forma de pagamento.

Assim, ao final, é possível adicionar outras formas de pagamento, como for necessário:

Imagem 6 – Ao final da aba ‘Formas de pagamento’ é possível inserir novas formas de pagamento com novas taxas.

Relatório

E, ao final de todo esse processo é possível gerar um relatório dessa cobrança.

Entrando no menu ‘Relatórios’ na página inicial do eGestor:

Imagem 7 – Página inicial do sistema eGestor. Em vermelho o menu ‘Relatórios’.

Após, na aba ‘Financeiro’ da página ‘Relatórios’, selecione ‘Custo das cobranças’: 

Imagem 8 – Aba financeiro do menu ‘Relatórios’ do sistema eGestor.

Você será direcionado a uma nova aba nessa mesma página, onde pode inserir dados mais precisos sobre o relatório que precisa:

Imagem 9 – Aba onde será inserido o detalhamento dos custos relacionados às cobranças de acordo com a forma de pagamento utilizada.

E assim, saber quanto irá receber e quanto pagará de taxa.

Considerações finais

Fazer a conciliação de cartões não é algo simples e fácil. Portando, ERPs tentam melhorar e fazer esse processo o mais agilizado possível. 

O eGestor não é diferente. Com ele, além da conciliação, é possível ter o relatório das taxas e saber exatamente quanto sua empresa vai pagar e quanto vai receber. 

Ademais, além da conciliação, o sistema eGestor possui um controle completo do sistema financeiro, do fluxo de caixa e de estoque. E, claro, a emissão de NF-e, boletos e recibos.

É um sistema totalmente online e automatizado. Fazendo com que você não precise fazer nenhuma instalação e diminuindo consideravelmente os riscos de perda de dados. E também, contando com um sistema de suporte por telefone, e-mail e chat.

Faça o teste do sistema eGestor gratuitamente por 15 dias!

 

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br