fbpx

Como abrir um CNPJ: passo a passo completo

O que é um CNPJ

O CNPJ é o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, um registro que regulariza a empresa para exercer suas atividades. Ele é um código de 12 dígitos emitido pela Receita Federal que age como cadastro da empresa perante o estado.

Através do CNPJ o negócio tem diversos benefícios, como:

  • Ter uma empresa formalizada;
  • Obter benefícios bancários;
  • Poder emitir notas fiscais;
  • Maior participação no mercado;
close-up de um teclado de laptop ao lado de papéis com texto em uma superfície de madeira. Os papéis parecem ser pesquisas ou formulários, com cabeçalhos visíveis como “Persona do Usuário”, “Pesquisa de Inspiração para Website” e “Cores da Marca”.

Como abrir um CNPJ?

Para abrir um CNPJ é preciso fazer a solicitação para a Receita Federal através do DBE (Documento Básico de Entrada). Confira todo o processo de abertura do CNPJ.

Escolha seu tipo de empresa

O tipo de empresa é como o negócio é visto em campos como tamanho e natureza. Atualmente uma empresa pode ser MEI (Microempreendedor Individual), ME (Microempresa), EPP (Empresa de Pequeno Porte) ou médio porte.

  • Microempreendedor individual (MEI): o MEI é o profissional autônomo que realiza as atividades de forma totalmente individual. Quem se enquadrar como Microempreendedor tem limite de faturamento anual de R$81 mil por ano. Também pode ter apenas 1 colaborador. 
  • Microempresa (ME): A microempresa tem faturamento de até $360 mil anuais. Elas podem contratar até 9 colaboradores no comércio e serviços e até 19 pessoas na indústria. Assim como o MEI, a microempresa atua com apenas um sócio.
  • Empresa de Pequeno Porte (EPP) – são empresas com faturamento de R$360 mil a R$4,8 milhões anuais. Além disso, empresas que possuem comércio ou serviços devem ter entre 10 a 49 colaboradores e as indústrias entre 20 a 99.

Defina a natureza jurídica

A natureza jurídica é o regime que irá definir a estrutura da empresa. Ou seja, define todas as exigências que os sócios da empresa deverão cumprir e todos os direitos que eles possuem.

  • MEI – Microempreendedor Individual: o MEI além de ser um tipo de empresa também é uma natureza jurídica. Nessa modalidade não é permitida a participação de sócios ou a contratação de mais de um colaborador. Além disso, tem um limite de faturamento de R$81 mil anuais.
  • EI – Empresário Individual: uma Empresa individual é uma natureza jurídica onde o empreendedor atua sozinho, ou seja, sem sócios. O EI tem limite de faturamento anual até 4,8 milhões como Empresa de Pequeno Porte (EPP) e até 360 mil como Microempresa (ME).
  • Ltda – Sociedade Empresária Limitada: uma sociedade empresária limitada é um tipo de sociedade com mais de um sócio. Nela, o patrimônio investido pelos sócios é separado de acordo com o contrato social.
  • SS – Sociedade Simples: a Sociedade Simples é uma colaboração sem vínculo empresarial entre dois ou mais profissionais que correspondem às mesmas atividades. É um formato direcionado a profissionais que prestam serviços relacionados a atividades intelectuais. 
  • SA – Sociedade anônima: a Sociedade Anônima é uma organização dividida por ações. Assim, a participação dos sócios é definida de acordo com a quantidade de ações que eles possuem. 
  • Sem fins lucrativos: a organização sem fins lucrativos é uma empresa com um objetivo, sem a finalidade de arrecadação de capital. Dessa forma, ela pode ser organizações científicas, associações culturais, associações sociológicas, entre outras.
  • SLUSociedade Limitada Unipessoal: A SLU é um tipo de empresa que pode ser aberta por apenas uma pessoa, sem a necessidade de sócios. Além disso, não possui limite de faturamento, restrições de atividades e o patrimônio da empresa e do empreendedor são separados.

Identifique o CNAE da atividade da sua empresa

CNAE é sigla para Classificação Nacional das Atividades Econômicas. O CNAE é um código que classifica empresas de acordo com as suas atividades. O objetivo dessa classificação é facilitar as tributações estabelecidas pelo governo e limitar as atividades que podem ser exercidas pela empresa.

Esse código identifica a atividade da empresa para regimes tributários, por exemplo. Alguns CNAEs não podem optar pelo Simples Nacional, por exemplo.

Ele também limita as atividades que a empresa pode exercer. Assim, se a empresa comercializa produtos que não estão no CNAE especificado, elas podem ser multadas ou ter outras consequências.

Mas, caso seja necessário, o CNAE pode ser alterado depois. Ou, a empresa pode incluir atividades secundárias, complementares a principal.

Escolha o regime tributário

O regime tributário é o que define quanto a empresa vai pagar de impostos. Existem três opções de regime tributário, cada uma com suas regras:

  • Simples Nacional: O Simples Nacional é um regime tributário para micro e pequenas empresas. Assim, o recolhimento dos impostos é feito através de uma única guia, para facilitar o pagamento. 
  • Lucro Real: O Lucro Real é o regime tributário de pequeno porte, que possui uma baixa lucratividade. Dessa forma, esse regime tributário permite que a empresa calcule seus impostos com base na lucratividade de um determinado período. 
  • Lucro Presumido: O Lucro Presumido é calculado através do lucro estimado estimado pelo negócio. Assim, a empresa tem uma maior simplicidade no pagamento dos seus impostos, sendo baseados em um valor pré definido. 

Tenha os documentos necessários para abrir um CNPJ

Agora que você já tem todas as etapas definidas, basta ter em mãos a documentação necessária para obter o seu CNPJ. Os seguintes documentos são:

  • RG e CPF;
  • Dados referentes ao negócio, como forma de atuação, ocupação, endereço comercial;
  • Certidão de nascimento;
  • Certidão de casamento ( no caso de ser casado);
  • Cópia do comprovante de residência;
  • Cópia dos documentos pessoais de todos os sócios se houver (RG, CPF ou CNH);
close-up de um conjunto de vários documentos, pastas e cadernos em uma mesa. O foco está nos papéis, com o fundo apresentando um ambiente de escritório desfocado que inclui um monitor de computador e algumas prateleiras com pastas e itens decorativos.

Faça o cadastro para abrir um CNPJ

Chegou o momento de você cadastrar seu CNPJ.

Dessa forma, para realizar esse processo é necessário seguir os passos abaixo:

1 – Gerar o Documento Básico de Entrada

Consulte a viabilidade e forneça as informações necessárias para “Registro” e “Inscrição Tributária” no site da Redesim.

Após preencher as informações necessárias, você deve imprimir o Documento Básico de Entrada (DBE).

2 – Apresentar a documentação no órgão de registro

Faça a impressão do DBE e junte todos os documentos necessários para registro.

No caso de os dados estarem integrados à Redesim o registro do CNPJ será realizado de forma automática pelo próprio órgão. Caso contrário, todos os documentos devem ser enviados para a Receita Federal.

Os documentos necessários para registro são:

  • Documento Básico de Entrada – DBE
  • Contrato social
  • Documento de identificação – RG e CPF;

3 – Abrir o processo digital

Como falado anteriormente, caso o processo seja destinado para a Receita Federal é necessário realizar o seguinte processo:

  • Acesse o Sistemas de Processos Digitais;
  • Selecione a opção “Solicitar serviço via processo digital”;
  • Selecione a área Cadastros, selecione o CNPJ e informe o Número de Controle;

4 – Solicitar a juntada dos documentos

Para solicitar a juntada dos documentos é necessário utilizar como tipo de documento o “DOCUMENTO BÁSICO DE ENTRADA – DBE”. Informe também “o número do recibo/identificação” que está no DBE.

O restante dos documentos necessários devem ser incluídos em arquivos separados e classificados por tipo.

5 – Acompanhar o andamento do processo

Acompanhe o processo por meio dos canais, como:

6 – Obter o resultado

O resultado do processo será incluído no processo digital. Portanto, basta você clicar na opção “Meus processos” e confirmar se o processo foi aprovado.

Se o processo for aprovado, o ideal é emitir o Comprovante de Inscrição e de Situação Cadastral. Ele serve para comprovar a sua inscrição no CNPJ.

escritório moderno com um grupo de três pessoas sentadas em uma mesa central, aparentemente envolvidas em discussão ou trabalho. O escritório é espaçoso e bem iluminado, com luz natural vindo de grandes janelas à direita. O design de interiores apresenta elementos contemporâneos, como móveis elegantes, estações de trabalho individuais com computadores desktop e um teto chamativo com luminárias geométricas. A presença de vegetação pode ser vista do lado de fora das janelas, adicionando um toque de natureza ao ambiente.

Realize o registro na Junta Comercial

Nessa etapa você deve realizar o registro na Junta Comercial na cidade que sua empresa está localizada. Assim, você deverá apresentar alguns documentos que serão solicitados, que podem variar de acordo com a empresa. São eles: 

  • Contrato social;
  • Comprovante de endereço;
  • Documentos pessoais dos sócios (RG e CPF);
  • Comprovante do pagamento de taxas referentes a abertura da empresa;

O registro na junta comercial é essencial para a obtenção de licenças, alvarás e autorizações relacionadas à atividade que serão exercidas.

Obtenha a inscrição municipal

Após todos esses passos é necessário obter a inscrição municipal na prefeitura da sua cidade. Assim, a documentação e o valor podem variar de acordo com a cidade.

Essa inscrição serve para que a empresa esteja cadastrada corretamente na prefeitura, principalmente em caso de emissão de NFS-e. Ela também permite a emissão do alvará de funcionamento.

Faça a emissão do CNPJ

Ao finalizar esse processo, seu CNPJ estará pronto. Em pouco tempo também será possível emitir o cartão CNPJ. Para realizar esse processo, basta seguir os passos:

  • Entrar no site da Redesim;
  • Inserir as informações do seu negócio (CNPJ);
  • Fazer a validação por CAPTCHA;
  • Emitir o Cartão CNPJ através do botão consultar.

Como abrir um CNPJ MEI

O MEI é o Microempreendedor Individual, um tipo de empresa onde um empreendedor autônomo se regulariza, sem grandes burocracias.

Dessa forma, como todas as outras empresas, o MEI possui algumas exigências básicas, são elas:

  • Faturar até R$ 81 mil anualmente;
  • Ter no máximo um funcionário com carteira assinada e com mais de 16 anos;
  • Não ter vínculo com outras empresas como sócio ou titular.

Portanto, a seguir separamos um passo a passo para quem quer deseja ser MEI.

Acesse o Portal do Empreendedor

Em primeiro lugar, você precisa acessar o Portal do Empreendedor e clicar na opção “Formalize-se”. Assim, você será direcionado para outra página para fazer o cadastro.

Captura de tela do Portal do Empreendedor. O site apresenta uma barra de navegação no topo com várias opções, e abaixo disso, há três seções com imagens e texto. Cada seção parece direcionada a diferentes grupos de usuários: indivíduos que desejam se tornar microempreendedores (“Quero ser MEI”), aqueles que já são microempreendedores (“Já sou MEI”) e profissionais do setor público (“Sou Gestor Público”).

Acesse a sua conta no gov.br 

Nessa etapa é necessário que você entre no site do gov.br e faça o login com suas informações.

⚠️ É importante lembrar os futuros empreendedores brasileiros tenham uma conta no nível prata ou ouro. Para empreendedores estrangeiros é necessário possuir o nível bronze. 

A imagem exibe uma captura de tela de uma página do portal online do governo brasileiro “gov.br”. A parte esquerda da imagem tem um fundo amarelo com o logotipo “gov.br” e texto em português, parcialmente obscurecido por uma forma de espaço reservado cinza. O lado direito mostra uma interface de login com campos para inserir ‘Número do CPF’ e ‘CPF’, seguido de um botão ‘Continuar’. Abaixo estão opções para ‘Login com senha’, ‘Login com código QR’ e ‘Seu certificado digital na nuvem’. Também há um ícone indicando opções de acessibilidade no canto superior direito da página.

Preencha as informações solicitadas para abrir um CNPJ

Nesse momento é necessário preencher todos os campos de informações solicitadas pelo portal, são eles: 

  • RG
  • Dados de contato
  • Informações referentes ao negócio, como atividade econômica, forma de atuação e a localização do negócio, por exemplo.

Para empreendedores estrangeiros os documentos necessários são:

  • Carteira Nacional de Registro Migratório (CNRM)
  • Documento Provisório de Registro Nacional Migratório (DPRNM)
  • Protocolo de Solicitação de Refúgio (PSR)

Escolha a sua atividade principal

Nessa etapa é necessário que você defina a sua principal atividade. Além da atividade principal é possível definir até 15 atividades secundárias.

Dessa forma, você pode acessar as lista de atividades permitidas pelo MEI e confirmar se a sua atividade está inclusa.

Além disso, você deve informar o local onde a empresa vai operar e verificar a possibilidade no determinado local.

Interior de um restaurante moderno com design sofisticado. O espaço possui teto alto com detalhes em preto e madeira, grandes janelas que permitem a entrada de luz natural e mesas arrumadas para o serviço. Destaque para as divisórias verticais douradas que criam espaços semi-privativos dentro do ambiente amplo e aberto. A paleta de cores é predominantemente preta, dourada e tons de madeira, conferindo uma atmosfera acolhedora e elegante.

Emita do comprovante

Após finalizar o processo, basta emitir o Comprovante de Condição de Microempreendedor Individual (CCMEI).

Agora você pode dar abrir sua empresa e usufruir de diversos benefícios, como:

  • Abrir uma conta bancária no seu CNPJ;
  • Emitir notas fiscais;
  • Buscar linhas de créditos em instituições bancárias;

Pague as taxas

O cadastro e abertura do MEI é totalmente gratuito. Mas, após finalizar a abertura, o Microempreendedor deve pagar algumas obrigações. Essas obrigações devem ser pagas através do Documento de Arrecadação do Simples Nacional (DAS/MEI).

O MEI tem vários benefícios em relação aos impostos pagos. Por isso, a DAS unifica os 8 impostos principais em uma guia só, com valor abaixo que de outros tipos de empresa.

Pagamento mensal de tributos (DAS/MEI)

  • R$ 71,60 para comércio ou indústria, sendo R$ 70,60 do INSS, R$ 1,00 do ICMS;
  • R$ 75,60 para prestação de serviços, sendo R$ 70,60 do INSS, R$ 5,00 de ISS;
  • R$76,60 para comércio e serviços, sendo R$70,60 do INSS, R$1,00 do ICMS, R$5,00 de ISS.

DASN/SIMEI

O DASN/SIMEI é a Declaração Anual do Simples Nacional para o Microempreendedor Individual. Essa declaração é uma obrigação fiscal para todo MEI com o objetivo de informar o faturamento bruto anual.

Dessa forma, através do DASN/SIMEI serão informadas todas as transações financeiras realizadas pelo Microempreendedor Individual e o número de funcionários contratados.

Portanto, para realizar esse processo é necessário seguir os passos abaixo:

  • Acessar o site
  • Selecionar a opção “Entregar a Declaração Anual de Faturamento”
  • Preencher o número do seu CNPJ;
  • Inserir os números de verificação que aparecerem na tela.
mão segurando um leque de notas de dólar dos Estados Unidos em um fundo claro. As denominações das notas não estão totalmente visíveis, mas é possível identificar que são notas de 1 dólar.

Qual a importância do CNPJ?

O CNPJ é o principal responsável por identificar uma empresa. Essa identificação vale tanto para fornecedores, clientes e para o estado. Ter um CNPJ regularizado traz diversos benefícios, como estar em dia com a Receita Federal e uma maior participação no mercado.

As pessoas também perguntam

Como abrir CNPJ MEI grátis?

Para abrir CNPJ MEI grátis basta seguir o passo a passo a seguir:

  • Acesse o Portal do Empreendedor;
  • Clique em “Formalize-se”;
  • Acesse sua conta com gov.br;
  • Preencha as informações do formulário de inscrição do MEI;
  • Assinale as declarações;
  • Conclua o processo.

Qual o valor para abrir um CNPJ?

O custo para abrir um CNPJ depende dos processos necessários para formalizar a empresa. Alguns custos com documentação e contabilidade variam de acordo de cidade para cidade, então depende de cada caso.

Vantagens de ter um CNPJ?

Existe uma grande variedade de vantagens de possuir um CNPJ, dentre elas estão: 

  • Possuir uma empresa formalizada;
  • Emissão de nota fiscais;
  • Pagamento da previdência;
  • Acesso a linha de créditos;
  • Maior participação no mercado;
  • Maior variedade de formas de pagamento;

Qual a diferença entre MEI e CNPJ?

O CNPJ é o Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, um número de identificação que a empresa adquire no momento da sua criação. Assim, ele abrange várias empresas, como, MEI, ME, LTDA, entre outras.

O MEI é uma natureza jurídica é um tipo de empresa, que tem um CNPJ.

Assim, a diferença é que o CNPJ é um identificador da empresa, enquanto o MEI é um tipo de empresa.

Como fazer CNPJ para autônomo?

Para abrir um CNPJ para autônomo, você pode optar pelo MEI (Microempreendedor individual). Dessa forma, o primeiro passo é acessar Portal do empreendedor, clicar na opção “formalize-se”, fazer o login no site do gov.br, preencher as informações recomendadas e pronto. 

Tenho carteira assinada, posso ter CNPJ?

Sim, quem tem carteira assinada pode ter CNPJ. Não há nenhuma restrição para trabalhadores registrados obterem um CNPJ. 

É possível abrir um CNPJ grátis?

Sim, é possível abrir um CNPJ gratuito. O processo para abrir um MEI (Microempreendedor individual) é totalmente gratuito.

Início 9 Empreendedorismo 9 Como abrir um CNPJ: passo a passo completo
Escrito em: 21/05/24
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Comentários:

Compartilhe seu comentário, dúvida ou sugestão!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar…

Nota fiscal eletrônica: tudo o que você deve saber [ATUALIZADO]

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento cuja função é atestar a venda de um produto ou a prestação de um serviço. Ela foi desenvolvida com o objetivo de substituir alguns sistemas de impressão de documentos fiscais em papel. Assim...

Gestão empresarial: guia definitivo para o sucesso do seu negócio

Toda empresa precisa ter um objetivo, uma missão maior que guie todas as suas atividades. Independente de qual for esse objetivo, ele tem tudo a ver com a gestão empresarial. Isso porque é através de uma gestão empresarial competente e...

Fluxo de Caixa: Guia de como fazer o da sua empresa

O que é o fluxo de caixa?O fluxo de caixa é o controle de todos os valores que entram e saem do financeiro da empresa. Qual o objetivo do fluxo de caixa?O objetivo do fluxo de caixa é garantir a saúde financeira do negócio, assegurando...

NFC-e (Nota fiscal do consumidor eletrônica) [Atualizado]

A NFC-e é uma nota fiscal utilizada para registrar vendas de produtos. Ela é emitida diretamente para o consumidor final. Para emitir a NFC-e deve ser utilizado um sistema emissor de notas fiscais. Emitir NFC-e Todo produto ou serviço...

Faturamento: O que é, como calcular e aumentar o seu

Porque o faturamento é tão importante para a empresa? Porque ele é o dinheiro que a empresa recebeu em um período, que mostra se ele foi bom ou não. Acompanhar o faturamento se sabe quanto a empresa pode gerar de capital. Ele também é...

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): o que é e quem emite

A NFS-e, ou Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, é um dos tipos de notas fiscais que existe juntamente com a nota fiscal, a nota fiscal do consumidor e o conhecimento de transporte. Elas são úteis para empresas que tem como uma das funções...

ERP: O que é e vantagens [GUIA COMPLETO]

Teste Grátis A administração de uma empresa acontece diariamente, com processos e controle que devem ser feitos a todo momento. Esses processos são o que mantém a empresa funcionando, e esse controle é o que mantém as contas em dia e os...

Guia do MEI: Tudo sobre o Microempreendedor Individual

O MEI (Microempreendedor Individual) é um tipo de empresa voltado para formalização de profissionais autônomos. O custo para abrir um MEI é zero. Os impostos pagos pelo MEI são o ICMS, pela venda de mercadorias, o ISS, por prestação de...

Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo

Passo a passo para fazer o controle financeiro empresarial Faça o controle do fluxo de caixa Separe custos e receitas Planejamento de recebimentos e pagamentos Registre todas as operações financeiras Tenha um orçamento bem estruturado...

Controle de Estoque: Como fazer um controle profissional

Porque o controle de estoque é tão importante para a empresa? O estoque é o principal ativo de uma empresa, sendo a forma mais importante de fazer dinheiro. Por isso, ter total atenção a gestão do estoque é de extrema importância. Se a...