fisioterapia

As empresas da área de fisioterapia normalmente são administradas por profissionais da saúde, embora esse não seja o único conhecimento necessário para entrar no negócio. Além de conhecer profundamente a área, o empreendedor que deseja investir em uma clínica de fisioterapia precisa ter, por exemplo, habilidade com gestão.

Neste artigo, abordaremos a criação de uma clínica de fisioterapia. Leia e descubra o essencial para iniciar seu negócio de maneira independente.

Perspectiva do negócio

Profissionais da área da saúde precisam ter um nível elevado de comprometimento com a ética. Por ser um conhecedor da saúde humana, e aplicar isso no seu trabalho, ele precisa compreender a responsabilidade ligada a sua atividade. Como qualquer empreendimento, precisa empregar bons valores para ter bons retornos financeiros.

Desenvolva uma “Missão”, que é a razão de existência de uma clínica. Mostre-a para sua equipe e explique que esse será o caminho da empresa. A Missão deve estar visível para os clientes. Encontre também a “Visão”, que é a forma de realizar o trabalho tendo como objetivo as metas futuras. Em seguida, estabeleça os valores fundamentais do seu negócio. Eles estarão na base do seu negócio, pois através deles você criará políticas de trabalho, de atendimento e os ideais da clínica.

Como toda empresa, você também precisa ter objetivos, que deverão ser postos para todos os funcionários. A partir deles, você criará metas alcançáveis para períodos curtos de tempo. Por último, faça um normativo ético para todos os funcionários seguirem.

Um administrador de clínica deve conhecer técnicas e metodologias diferentes, tanto de gestão, como da fisioterapia. Além disso, deve estar a par das últimas tendências de estudos e de equipamentos que estão sendo utilizados nas melhores clínicas.

Ebook manual de como abrir uma empresa

Burocracias legais

Se você abrirá a empresa sozinho, precisará se registrar como empresário. Mas se terá sócios no negócio, deverá fazer um registro como sociedade empresária. Dirija-se a Junta Comercial do seu estado para dar início ao processo de abertura.

Além das burocracias que toda empresa precisa passar no Brasil, sua clínica de fisioterapia precisa atender exigências técnicas do setor. Devido à natureza do trabalho que você realizará, é impossível abrir a empresa sem atendê-las. Saiba, portanto, que as clínicas de fisioterapia precisam ter um Responsável Técnico, como manda a Lei nº 6.316/75.

Essa lei ordena que no momento em que o seu negócio for registrado, ela deve ter no mínimo um profissional com curso superior de Fisioterapia. Para atuar, o profissional deve estar registrado no Conselho Profissional da Categoria.

Instalações

Todos os funcionários de uma clínica de fisioterapia precisam estar obstinados a manter os ambientes internos em perfeitas condições de limpeza e ordem. A higiene também diz respeito ao material utilizado e à equipe da organização interna. Existem condições mínimas para a instalação de uma clínica. O Centro de Vigilância Sanitária da Secretaria e de Estado da Saúde é responsável por estabelecer normas.

A clínica deverá ter sanitários para os funcionários, que devem ser divididos por sexo. Os sanitários para os clientes devem ser separados, e também divididos por sexo. Como sua equipe precisará trocar de roupas – assim como alguns pacientes –, o ambiente interno deve contar com vestiários e armários individuais.

Em uma posição estratégica, devem ser colocados lavatórios exclusivos para funcionários. Eles devem conter tudo o que é necessário para a higienização das mãos. O material que deve revestir as instalações deve ser liso, impermeável, de cores claras (de preferência branco). Além disso, todo o ambiente deve ser de fácil higienização. Essas regras devem ser aplicadas, inclusive, em forros e tetos, piso, portas e janelas.

O ambiente também precisa receber boa ventilação, e deve ter uma excelente iluminação. Para mais informações, consulte o Centro de Vigilância Sanitária.

Despesas

A maior parte dos gastos são em instalações, equipamentos e nas despesas relacionadas a administração, contabilidade e obrigações legais. Você deve ter uma gestão de custos para saber como o dinheiro deve ser aplicado corretamente. Assim, é possível ter sempre quantias razoáveis para investir no negócio. Há metodologias como o Custeio por Atividades, ou Sistema ABC, que ajuda na definição de custos por atividade.

Com métodos assim, você saberá a quantia de dinheiro que será despendida em cada atividade. Dessa forma, é muito mais fácil definir a finalidade do dinheiro. Se você souber, por exemplo, quanto gastará em materiais e equipamentos, no atendimento de espera, no banco de dados, nos custos de consultas e de remoção de pacientes, poderá fazer um planejamento eficiente.

Os valores gastos no negócio variam de acordo com o volume de serviços mais constantes das empresas. Os gastos fixos também ajudam na criação de uma média de despesas. Com o sistema ABC você poderá mapear os cursos variáveis, e saber quais atividades gastam mais. Depois, será possível saber quais custos podem ser reduzidos, sem precisar diminuir a qualidade do serviço.

Métodos de gestão

Métodos de trabalho e ferramentas de qualidade melhoram o funcionamento de clínicas de saúde. Além de facilitarem a organização interna, elas permitem que sua empresa se adéque melhor ao mercado.

O Ciclo PDCA, histogramas, gráficos de controle e outras ferramentas ajudam no planejamento e controle do negócio. Você deve escolher os métodos que se adéquam melhor ao seu negócio. Faça testes para descobrir quais são os melhores para sua empresa.

É indispensável que você tenha um software de gestão. Ele permite que você facilite os processos de administração, pois centraliza em uma plataforma tudo o que você precisa fazer na sua clínica de fisioterapia. Você ganha em tempo, e pode se dedicar em funções importantes do seu negócio. Recomendamos o eGestor, que tem tudo que você precisa para a clínica de fisioterapia.

Conclusão

Como a fisioterapia está inserida na área de saúde, a criação de uma clínica deve ter um planejamento diferenciado. Ao contrário de outras empresas, ela precisa seguir exigências legais específicas a respeito da documentação e das instalações. Além disso, o próprio método de trabalho deve ser diferenciado, bem como as formas de administração. Sistemas como softwares de gestão ajudarão no seu negócio. Portanto, considere todos esses fatores no seu planejamento.

Gostou do texto? Deixe um comentário!

EGestor - Software online de gestão empresarial para pequenas empresas

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br