fbpx

Como montar uma fábrica de queijo artesanal

Antes de iniciar qualquer tipo de empresa, é preciso ter uma programação prévia, pensando em tudo que será necessário para começar e planejar tudo muito bem para conseguir suprir essas necessidades.

Depois disso, é importante verificar quantos recursos financeiros, capital de giro, suprimentos e itens para a produção você já possui, e os que vai precisar adquirir para iniciar a produção adequadamente, seguindo sempre as normas da vigilância sanitária.

É claro que para abrir qualquer tipo de empresa é preciso ter dinheiro. No caso de abrir uma fábrica de queijo artesanal, por exemplo, esses recursos precisam estar em estoque e serem rotativos, já que produtos perecíveis precisam ter um controle rígido de entrada, saída e prazos de validade. Dessa forma, é indispensável manter essa atenção. Mas não é o único cuidado necessário.

Basicamente, os itens necessários para montar uma fábrica de queijo artesanal podem ser divididos em: recursos técnicos, recursos práticos e recursos financeiros. Vamos falar um pouco sobre cada um desses recursos e quais os melhores caminhos para chegar a cada um deles.

Recursos técnicos para abrir uma fábrica de queijo artesanal

Quando falamos dos recursos técnicos necessários para abrir uma fábrica de queijo artesanal, estamos falando de equipamentos, espaço físico e processo logístico. Normalmente, quem abre uma fábrica de queijos já tem uma experiência com esse tipo de produto e, dessa forma, já sabe quais os equipamentos indispensáveis.

Também vale lembrar que tudo depende do tamanho da produção esperada. Se for uma demanda de 15 queijos diários, por exemplo, apenas uma panela industrial já conseguirá atender a demanda necessária para a produção. Porém, se forem 100 queijos diários, irremediavelmente serão necessários mais produtos, colocando assim também prateleiras, batedeiras para a mistura e assim por diante. No final das contas, as panelas e instrumentos de mistura são o maior investimento em matéria de equipamentos técnicos.

Para quem está habituado com o dia a dia de produção de queijos, já não é segredo que o descanso dos queijos é indispensável para que eles fiquem bons o bastante. Dessa forma, a área em que os queijos ficarão maturando é de extrema relevância. Tradicionalmente, essas prateleiras são apenas fechadas, impedindo que insetos, poeira e pequenos objetos entrem em contato com o queijo.

Porém, já existem prateleiras climatizadas, que acabam tendo um resultado final muito melhor na qualidade do produto. Mas vale sempre lembrar, para abrir uma fábrica de queijo artesanal, os gastos podem ser um desafio, e manter uma área climatizada pode despender um grande gasto no final do mês.

Recursos práticos para abrir uma fábrica de queijo artesanal

É simples de entender: recursos práticos são os recursos humanos necessários em uma fábrica de queijo artesanal. Em média, uma empresa artesanal contará com recursos feitos de maneira um pouco mais demorada do que uma produção industrial. Porém, essa demora denotará um produto feito com qualidade melhor, o que justifica porque quanto menos máquinas e mais pessoas, mais artesanal será a produção.

Um bom profissional pode valer mais do que dois profissionais medianos. Dessa forma, é indispensável saber reconhecer talentos e investir neles. Porém, vale lembrar que, independente da qualidade do profissional, ele sempre precisará de ajuda para que o seu trabalho renda mais. Então, é preciso investir em assistentes, pois eles ajudarão a manter o processo de produção e podem aprender conforme o tempo passa.

Por falar em assistentes, investir em um bom treinamento pode ser muito bom a longo prazo. Isso porque aos poucos, isso estimula um plano de carreira, que influencia diretamente no interesse dos profissionais em se manterem relevantes. Justamente por ser uma produção artesanal, a tendência é que os profissionais envolvidos no dia a dia sejam mais próximos e, assim, aprendam mais com pessoas experientes.

Esse estímulo ao convívio de pessoas mais experientes com iniciantes também influencia em um bom desenvolvimento dos dois lados, e o plano de carreira deve ser pensado para que a produção continue crescendo aos poucos, até que a fábrica artesanal seja muito maior.

Recursos financeiros para abrir uma fábrica de queijo artesanal

É preciso deixar bem claro: recursos financeiros não são necessariamente dinheiro, mas podem ser também uma boa administração dos recursos. Na maioria das vezes, uma fábrica de queijo artesanal começa pequena e, por isso, tem o investimento inicial, mas gastos fixos razoavelmente baixos. Porém, isso não é justificativa. É preciso um começo certo para que o processo administrativo continue sustentável enquanto a fábrica crescer em produção.

Exatamente por isso é uma boa ideia criar um processo de gestão financeira já no começo, utilizando softwares de gestão. Com isso, tudo ficará devidamente registrado e o processo de crescimento poderá ser acompanhado por meio de planilhas, que indicarão os acertos e erros da produção, para que o crescimento continue sendo aos poucos, mas sustentável.

Seus primeiros passos são os mais importantes

É claro que o início é sempre o mais difícil. Por isso, talvez seja necessário juntar um pouco de dinheiro para abrir uma fábrica. Dessa forma, mantenha a atenção, e crie um processo de planejamento financeiro para fazer as contas de quanto será necessário para abrir uma fábrica. Com isso, ficará mais fácil saber o quão longe você ainda está dos seus objetivos.

Quando se abre uma pequena fábrica artesanal, tudo pode parecer simples. Porém, como a tendência é que a produção cresça aos poucos, é importante estar com tudo devidamente organizado, tanto os recursos financeiros, os recursos técnicos e os recursos práticos. Tudo importa.

Assim, saiba valorizar cada conquista. Seja um contrato com um mercado ou empresa, a contratação de um novo funcionário ou a aquisição de um software de gestão financeira. Cada um desses pontos será indispensável, pois eles colocarão sua fábrica artesanal cada vez mais próxima de onde merece chegar.

Fábrica de queijo artesanal pode ser MEI?

Sim, uma fábrica de queijo artesanal com CNAE 1052-0/00 – Fabricação de laticínios, pode ser MEI.

Banner-conversao-eGestor-blog
Início 9 Empreendedorismo 9 Como montar uma fábrica de queijo artesanal
Escrito em: 21/02/17
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Comentários:

Compartilhe seu comentário, dúvida ou sugestão!

1 Comentário

  1. Miguel

    Gostei das orientações 😀

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar…

ERP: O que é e vantagens [GUIA COMPLETO]

Teste Grátis A administração de uma empresa acontece diariamente, com processos e controle que devem ser feitos a todo momento. Esses processos são o que mantém a empresa funcionando, e esse controle é o que mantém as contas em dia e os...

Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo

Passo a passo para fazer o controle financeiro da sua empresa Faça o controle do fluxo de caixa Separe custos e receitas Planejamento de recebimentos e pagamentos Registre todas as operações financeiras Tenha um orçamento bem estruturado...

Fluxo de Caixa: Guia de como fazer o da sua empresa

O que é o fluxo de caixa?O fluxo de caixa é o controle de todos os valores que entram e saem do financeiro da empresa. Qual o objetivo do fluxo de caixa?O objetivo do fluxo de caixa é garantir a saúde financeira do negócio, assegurando...

Nota fiscal eletrônica: tudo o que você deve saber [ATUALIZADO]

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento cuja função é atestar a venda de um produto ou a prestação de um serviço. Ela foi desenvolvida com o objetivo de substituir alguns sistemas de impressão de documentos fiscais em papel. Assim...

NFC-e (Nota fiscal de consumidor eletrônica) [Atualizado]

Emitir NFC-e Todo produto ou serviço vendido, deve ter sua comprovação fiscal e um dos meios de atestar essa transação é a nota fiscal. Afinal, ela dá segurança tanto à empresa que vende o produto, quanto ao consumidor que o compra....

Controle de Estoque: Como fazer um controle profissional

Porque o controle de estoque é tão importante para a empresa? O estoque é o principal ativo de uma empresa, sendo a forma mais importante de fazer dinheiro. Por isso, ter total atenção a gestão do estoque é de extrema importância. Se a...

Guia do MEI: Tudo sobre o MEI – Blog do eGestor

O MEI (Microempreendedor Individual) é um tipo de empresa voltado para formalização de profissionais autônomos. O custo para abrir um MEI é zero. Os impostos pagos pelo MEI são o ICMS, pela venda de mercadorias, o ISS, por prestação de...

Gestão empresarial: guia definitivo para o sucesso do seu negócio

Toda empresa precisa ter um objetivo, uma missão maior que guie todas as suas atividades. Independente de qual for esse objetivo, ele tem tudo a ver com a gestão empresarial. Isso porque é através de uma gestão empresarial competente e...

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): o que é e quem emite

A NFS-e, ou Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, é um dos tipos de notas fiscais que existe juntamente com a nota fiscal, a nota fiscal do consumidor e o conhecimento de transporte. Elas são úteis para empresas que tem como uma das funções...

Faturamento: O que é, como calcular e aumentar o seu

Porque o faturamento é tão importante para a empresa? O faturamento é importante para a empresa porque ele é o valor, em dinheiro, que a empresa recebeu em um período. Assim, ele demonstra se o resultado foi satisfatório ou não. Com o...