fbpx

Como montar uma loja de pneus: veja as principais dicas

Como montar uma loja de pneus: veja as principais dicas

Você já parou pra pensar na importância do pneu? Apesar de muitas vezes negligenciado, é uma das partes essenciais de um veículo, pois são eles que aguentam os impactos e ajudam no controle de peso. Outra questão, é que não importa o quão incrível seja o carro, pneus carecas e mal cuidados irão prejudicar toda sua potência.

Um carro com pneus furados pode trazer grandes incômodos para o motorista. Portanto, o mercado de pneus e rodas sempre é algo rentável. Assim, te ensinaremos como montar uma loja de pneus

Primeiramente, é preciso que fique claro que uma loja de pneus se enquadra na categoria de serviços automotivos. Além da própria venda. Por isso, são necessários projetos diferentes para esse tipo de negócio.

O que precisa para montar uma loja de pneus?

Antes de qualquer coisa você precisa ter conhecimento sobre o seu negócio, conheça seus pontos fortes e fracos, faça uma análise, planeje, para que assim você possa trilhar o caminho do sucesso tão almejado. 

Pense em um local de fácil acesso, busque bons fornecedores, invista em pneus variados e de preferência com marcas conhecidas no mercado. Quem irá comprar seu produto? Crie sua persona. Aposte em um ambiente confortável para seus clientes.

Continue lendo este material e você compreenderá com maior clareza e de uma maneira bem detalhada os passos para abrir sua empresa.

Plano de negócios

Plano de negócios é um projeto onde irão constar os passos que a empresa deve seguir para que assim sejam diminuídos os riscos e as incertezas referente ao negócio. Este documento é muito importante porque irá fazer todo o planejamento em busca de sucesso.

Pontos importantes para montar um plano de negócios para loja de pneus:

  • Dados da empresa
  • Sumário Executivo
  • Análise de mercado
  • Produtos e serviços
  • Estratégia 
  • Visão e missão
  • Projeção financeira
  • Persona
  • Vendas
  • Publicidade
  • Formas de pagamento
  • Mercado

Revenda de Pneus

Após você ter feito o seu planejamento e já ter descoberto sua persona, está na hora de definir quais modelos de pneu você quer adquirir. É aconselhável investir em tipos variados, tornando sua loja abrangente e garantindo o contato com mais clientes, pois os pneus têm alguns pontos e finalidades diferentes. 

Você pode comprar de fornecedores ou diretamente de fábrica, algumas empresas possuem formulários com informações de compras em seus sites.

Onde se encontram pneus para revenda?

  • Centro Sul Distribuidora de Pneus:

É uma distribuidora de pneus que fica localizada no sul do país, com uma loja física em Porto Alegre e outra em Caxias do Sul. Ao acessar a página você consegue fazer um orçamento do produto que deseja comprar.

  • Roda Brasil:

Atua há mais de 18 anos no mercado. Além de ser uma distribuidora, ela também é uma importadora de pneus. Ao acessar a página você pode navegar pelas marcas de pneus e escolher a que for melhor para o seu negócio.

  • Cantu Pneus:

Possui um mix de pneus para carro, moto, caminhão e maquinário. Eles usam a tecnologia como um fator importante ao negócio, o site disponibiliza um carrinho de compras online, onde você pode ir adicionando os produtos de seu interesse sem finalizar a compra. 

Serviços

Para saber como montar uma loja de pneus, é preciso estar atento às etapas que constituem a interação de compra e venda entre um cliente e uma loja de pneus.

Há três etapas vitais nesse processo:

  1. Disponibilidade e opções
  2. Balanceamento
  3. Alinhamento

Já parece ter ficado claro para quem quer saber como montar uma loja de pneus, que a finalidade dessa loja não é só vender pneus. Mas também, fazer com que o cliente demore a voltar. Por mais estranha que possa parecer essa afirmação, ela faz todo sentido.

Quanto mais tempo o cliente levar para retornar, maior é a chance que ele tem de voltar quando precisar. Além, claro, de recomendar os serviços da sua loja. Isso porque se o serviço prestado for adequado, juntamente com a qualidade do pneu vendido, o carro se manterá no seu estado ideal por mais tempo. 

Veremos que, se ele voltar logo, poderá ser para reclamar. Se o prestador de serviço não estiver muito preparado, transformará essa oportunidade de recuperar a credibilidade do cliente em uma relação de aversão. Ou em relação nenhuma.

Disponibilidade e opções

Essa é a etapa em que o cliente vai decidir qual produto vai levar.

O ideal é que você tenha opções e estoque. O cliente pode ter preferência por uma determinada marca, mas pode ser convencido a levar outra que tenha um posicionamento parecido em questões como preço, durabilidade e design.

O controle de estoque é fundamental, assim como um bom cardápio de fornecedores com opção de entrega rápida. De modo a evitar a perda de clientes por falta de produto. Nesse caso, o risco de ele voltar é mínimo.

Logo, convém ter em estoque todas as medidas. Além de um bom cardápio de marcas, sobretudo as mais populares.

Balanceamento

Essa é a segunda etapa em que você vai começar a garantir que a venda de hoje não se transforme em um pesadelo amanhã. Tanto para você como para o cliente. É necessário que a loja tenha uma boa máquina de balanceamento e alguém que saiba operá-la com precisão.

O pneu mal balanceado faz barulho e causa vibração no veículo, o que corresponde à entrega de um problema no lugar da solução.

Alinhamento

A máquina de alinhamento tem um valor mais alto. E pode ser um entrave no início do negócio, mas o alinhamento tem que ser feito. Caso contrário, o serviço estará sendo prestado pela metade. Sem o alinhamento correto, o pneu vai desgastar mais de um lado do que de outro. E isso irá encurtar sua vida útil. Se não for possível ter a máquina de alinhamento, o caminho é fazer uma parceria com outra loja. Mas sem deixar de pensar na comodidade do cliente.

As três etapas acima compõem os indicadores de qualidade do serviço prestado pela loja de pneus. Para completar o básico feito de forma satisfatória, convém atentar para algo bastante valorizado: agilidade.

Agilidade

Manter os estoques à mão e bem organizados auxilia muito. Ter equipamentos que aceleram o serviço, como uma máquina de montar e desmontar pneus e elevadores de automóveis ajuda. Mais uma vez, o investimento na máquina de alinhamento deve ser considerado, sobretudo porque agrega valor ao serviço.

Já falamos sobre a forma de prestar um serviço correto, ágil e eficaz. Porém, estamos falando de um serviço. Todo serviço é um produto e um produto precisa de embalagem. Mas como embalar um serviço? Não basta prestar um bom serviço. O cliente não sabe antes de experimentar que o serviço da nossa loja é excelente. Logo, ele tem que parecer excelente.

Na parte mais estrutura de como montar uma loja de pneus, é importante manter as aparências. Muito embora o carro não ligue muito para isso, o cliente ficará bastante encantado e inclinado a fazer a compra em nossa loja se ela for confortável, tiver uma boa aparência e for limpa. Um bom atendimento também é essencial. Além da imprescindível cordialidade, é essencial trabalhar de forma adequada à previsão, estabelecendo e cumprindo o prazo que o cliente vai aguardar ou no qual vai retornar para buscar o veículo.

Reciclagem de Pneu

Antes de explicarmos sobre como é feita a reciclagem, você precisa compreender a importância deste processo. 

Saibam que os pneus levam em média 600 anos para se decompor, e o seu mau uso traz danos horríveis para o meio ambiente, e uma das soluções encontradas para este problema é justamente a reciclagem dos pneus.

Quantos pneus você acha que são fabricados diariamente? No Brasil são produzidos cerca de 40 milhões de pneus por ano, e no mundo todo são fabricados em média 2 milhões de pneus por dia. 

Quando os pneus são queimados, eles liberam gases tóxicos e também acabam criando outros em suas próprias chamas. Por isso o ato de queimar pneus se tornou um crime ambiental, com pena de até 5 anos de prisão.

Pensando nisso, é feita a reciclagem dos pneus, onde eles são coletados, triturados e enviados para empresas especializadas que criam outros materiais com borracha, como por exemplo, tijolos, asfalto, sapatos, entre outros.

Pneus remoldados

Também são chamados de “pneus remold”. São aqueles que já foram usados, então eles passam por um processo de reconstrução que é feito da seguinte forma: raspam as laterais e também a rodagem. Depois é aplicado os novos componentes sobre o pneu.

Este método também colabora com a proteção do meio ambiente, porém como se trata de um pneu que já foi usado e foi reformado, há algumas divisões de opinião sobre se tratar de um produto seguro ou não.

Ah, o preço! E a concorrência…

Em geral, se o objetivo é montar uma loja de pneus, o ideal é buscar vias movimentadas, com bastante trânsito, onde o negócio esteja próximo da vista dos clientes em potencial. É para lá também que vai a concorrência. Bom para o cliente, que ganha em opções.

Seria mentira dizer que o preço é o fator determinante para a compra. Existem outros fatores. No entanto, dizer que o fator preço é irrelevante ou não é decisivo seria uma mentira ainda maior.

Pneus não chegam a ser exatamente commodities, mas a concorrência é grande. Por via das dúvidas, é bom fazer pesquisas frequentes de preço na região. Outro ponto fundamental é entender de automóveis e pneus. Sendo um grande diferencial competitivo. Isso para entender um pouco mais que os outros, pois existem variáveis importantes para a escolha do pneu mais adequado para cada carro.

Estrutura e localização

Um dos principais pontos que vai definir até o valor investido é a localização do seu negócio. Pelo seu público alvo ser pessoas com carro, não é necessário uma localização muito central, uma vez que até vias movimentadas podem atrapalhar a chegada.

Ainda, a localização depende dos serviços que você irá prestar. Se além da venda de pneus você vai fazer balanceamento e alinhamento, será necessário um espaço grande. Afinal, você precisa colocar, pelo menos, dois carros no interior da mesma.

Caso seja apenas uma loja de pneus para venda, não será preciso tanto espaço. Mas, calcule o quanto você terá exposto para não ter um espaço menor do que imagina e não poder ter muito como vitrine.

Investimento e formalização para montar uma loja de pneus

Um dos principais questionamentos de quem vai montar uma loja de pneus é quanto será investido. Infelizmente a resposta é a mais temida: depende.

Esse depende é porque será necessário saber os valores de aluguel, por exemplo. Assim, esse valor também deve levar em consideração água, luz e outras despesas do negócio.

Além desses, também lembre-se de inserir no cálculo valores de compra de produtos e fornecedores.

Na hora de decidir como montar uma loja de pneus, também é imprescindível decidir qual será o tipo da sua empresa. E assim, fazer todos os trâmites de documentos necessários para abrir um negócio.

Para decidir e realizar a formalização, conte com a ajuda de um contador. Esse irá apresentar os tipos que melhor se encaixam com o seu negócio, como MEI ou Micro Empresa, e ainda, os regimes tributários que sua empresa pode utilizar.

Loja de pneus pode ser MEI?

Sim, uma loja de pneus com CNAE 4530-7/05 – Comércio a varejo de pneumáticos e câmaras de ar, pode ser MEI.

Legislação sobre pneus

O Conselho Nacional de Trânsito (COTRAN) é o responsável por regulamentar as normas a serem seguidas referente aos pneus.

De acordo com este estatuto:

  • É proibida a circulação de veículos cujo desgaste da banda de rodagem seja inferior a 1,6 mm;
  • Os veículos só poderão circular com pneus novos ou reformados que sigam as regras estabelecidas pela Norma EB 932;
  • É proibida a utilização de pneus reformados no eixo dianteiro ou rodas que apresentem deformações em qualquer eixo para veículos coletivos com assento para mais de 8 pessoas;
  • As rodas e os pneus também devem seguir todas as normas e regulamentações que são impostas pelo INMETRO.

Venda de produtos auxiliares e equipe

Como se trata de serviços automotivos, é interessante e bom para o seu negócio que haja, além de pneus, a venda de outros produtos do mesmo ramo, para deixar sua loja mais completa e preparada para atender as necessidades de seus clientes.

Veja alguns exemplos de produtos que você pode comercializar em sua loja de pneus:

  • Ceras e massas
  • silicones 
  • Panos
  • óleos
  • Produtos para o vidro
  • Limpadores no geral

Invista na capacitação de sua equipe, não importa muito o número de funcionários que você possui, mas sim a forma com que eles irão oferecer o seu produto. Eles devem possuir um conhecimento amplo sobre marcas de pneus, técnicas de vendas e sobre todos os seus produtos.

5 melhores marcas de pneu e como revender esses produtos

  1. Michelin

Você precisa preencher um formulário no site da empresa, constando todas as informações exigidas sobre você, sua loja, etc. E aguardar o retorno.

  1. Pirelli

É uma empresa italiana e ela oferece marcas variadas de pneu. Você pode efetuar as compras de pneu para revender diretamente da fábrica.

  1. Bridgestone

Você deve entrar em contato diretamente com a empresa pelo email oficial. Deve tomar cuidado contra fraudes, pois algumas empresas golpistas oferecem pneus que não são originais para revenda, então deve sempre conferir o selo com a marca do fabricante.

  1. Continental

Você deve entrar em contato e oferecer uma proposta para revender. Estes pneus são adquiridos através de frota, logo após aprovação de cadastro, quantidade mínima e demais condições exigidas. Pode ser revendido tanto por pessoas físicas como por pessoas jurídicas. 

  1. Goodyear

Para revender entre em contato diretamente com a empresa, eles oferecem pneus tanto de primeira linha como de segunda. Para isso, você só precisa enviar seu email pelo site e logo após irá receber orientações para se cadastrar.

Considerações finais sobre como montar uma loja de pneus

Uma forma de encantar o cliente é mostrar a ele que a loja está preocupada com muito mais do que simplesmente fazer negócios. A preocupação é que o consumidor faça o melhor negócio. Há pneus adequados para todo tipo de carro e todo tipo de uso. Cada carro é um carro, cada cliente é um cliente. Conheça o produto que você vende e mostre ao seu cliente a importância que ele tem.

Se a loja apresentou uma boa combinação de produtos, ofereceu um ambiente agradável e um atendimento, além de cordial, impregnado de informações que o cliente sequer supunha existirem, além de garantia da casa para os serviços de balanceamento e alinhamento, o cliente certamente irá preferir a sua loja.

Banner-conversao-eGestor-blog
Início 9 Empreendedorismo 9 Como montar uma loja de pneus: veja as principais dicas
Escrito em: 11/01/22
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Comentários:

Compartilhe seu comentário, dúvida ou sugestão!

6 Comentários

  1. Leandro

    Gostei muito das suas informações pra quem quer começar com seu próprio negócios bom de mas tô com interesse por isso que estão a procura sempre do bom conselho e informação.

    Responder
  2. arlindo pedro gricon da silva

    muito bom obrigado

    Responder
  3. Vagner rosa da silva

    Olá, eu gostaria de vender pneus, mas não tenho dinheiro pra comprar.

    Tem como vender para a empresa e ganhar só comissão?

    Responder
  4. Elimar carneiro

    Muito boa dica.tô me preparando para entrar no ramo,comprando os maquinário.

    Responder
  5. ivete

    boa tarde, ja tenho tudo isso, oficina montada, bem divulgada inclusive, porem estou tendo dificuldade para comprar pneus para revenda, as empresas que eu contactei so vendem para consumidor final.
    Meu objetivo é revender.

    Responder
  6. José Fernandes

    Muito interessante o ramo de pneus , gostaria de saber se há cursos para profissionalizar pessoal de vendas

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar…

Controle de Estoque: Como fazer um controle profissional

Porque o controle de estoque é tão importante para a empresa? O estoque é o principal ativo de uma empresa, sendo a forma mais importante de fazer dinheiro. Por isso, ter total atenção a gestão do estoque é de extrema importância. Se a...

Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo

Passo a passo para fazer o controle financeiro da sua empresa Faça o controle do fluxo de caixa Separe custos e receitas Planejamento de recebimentos e pagamentos Registre todas as operações financeiras Tenha um orçamento bem estruturado...

Nota fiscal eletrônica: tudo o que você deve saber [ATUALIZADO]

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento cuja função é atestar a venda de um produto ou a prestação de um serviço. Ela foi desenvolvida com o objetivo de substituir alguns sistemas de impressão de documentos fiscais em papel. Assim...

NFC-e (Nota fiscal de consumidor eletrônica) [Atualizado]

Emitir NFC-e Todo produto ou serviço vendido, deve ter sua comprovação fiscal e um dos meios de atestar essa transação é a nota fiscal. Afinal, ela dá segurança tanto à empresa que vende o produto, quanto ao consumidor que o compra....

Faturamento: O que é, como calcular e aumentar o seu

Porque o faturamento é tão importante para a empresa? Porque ele é o dinheiro que a empresa recebeu em um período, que mostra se ele foi bom ou não. Acompanhar o faturamento se sabe quanto a empresa pode gerar de capital. Ele também é...

ERP: O que é e vantagens [GUIA COMPLETO]

Teste Grátis A administração de uma empresa acontece diariamente, com processos e controle que devem ser feitos a todo momento. Esses processos são o que mantém a empresa funcionando, e esse controle é o que mantém as contas em dia e os...

Gestão empresarial: guia definitivo para o sucesso do seu negócio

Toda empresa precisa ter um objetivo, uma missão maior que guie todas as suas atividades. Independente de qual for esse objetivo, ele tem tudo a ver com a gestão empresarial. Isso porque é através de uma gestão empresarial competente e...

Fluxo de Caixa: Guia de como fazer o da sua empresa

O que é o fluxo de caixa?O fluxo de caixa é o controle de todos os valores que entram e saem do financeiro da empresa. Qual o objetivo do fluxo de caixa?O objetivo do fluxo de caixa é garantir a saúde financeira do negócio, assegurando...

Guia do MEI: Tudo sobre o MEI – Blog do eGestor

O MEI (Microempreendedor Individual) é um tipo de empresa voltado para formalização de profissionais autônomos. O custo para abrir um MEI é zero. Os impostos pagos pelo MEI são o ICMS, pela venda de mercadorias, o ISS, por prestação de...

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): o que é e quem emite

A NFS-e, ou Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, é um dos tipos de notas fiscais que existe juntamente com a nota fiscal, a nota fiscal do consumidor e o conhecimento de transporte. Elas são úteis para empresas que tem como uma das funções...