fbpx

Como montar uma serralheria: O que você precisa para abrir uma

O setor de construção civil gera mais demanda e empregos no país a cada ano. Com isso cresce também a necessidade da produção de materiais de construção

Para acompanhar e estimular ainda mais esse crescimento, muitos são os empresários que estão encontrando uma boa oportunidade no segmento de serralheria.

A montagem de uma serralheria, geralmente voltada para pequenos e micro mercados, é uma ótima área de investimento, principalmente para aqueles que estão começando. Se você também está pensando em apostar nesta área, este artigo vai lhe apresentar o que é essencial saber antes de começar a montar uma serralheria.

O que é uma serralheria

Uma serralheria é uma fábrica que trabalha com a produção, reparação ou criação de itens de metal. Esses produtos são destinados principalmente ao setor de construção civil, mas também atende a reformas residenciais e até mesmo indústrias, produzindo peças para máquinas e equipamentos. 

O que faz uma serralheria?

Uma serralheria fabrica produtos derivados do ferro e do alumínio como matéria prima também. Esquadrias, grades, portões, painéis, telhas e estruturas metálicas são algumas das possibilidades de produção nesse ramo.

Como montar uma serralheria?

Para montar uma serralheria, serão necessárias algumas considerações importantes que irão nortear o restante das decisões na empresa. Como, por exemplo, qual será o tipo de empresa? Qual o capital inicial? Além disso, antes de montar uma serralheria, é preciso dar atenção para detalhes específicos como: 

  • Qual será o seu público-alvo? 
  • Quais são os custos envolvidos? 
  • Quais serão os produtos comercializados? 
  • Qual será o seu diferencial? 
  • Qual será sua localização? 
  • Quais são os equipamentos necessários para começar? 
  • Quais profissionais contratar? 
  • Como fazer um bom atendimento? 
  • Como divulgar meu trabalho? 

É importante que você saiba a resposta para cada uma dessas perguntas antes da decisão final sobre montar uma serralheria.

Isso porque esse conhecimento vai garantir que você tenha um negócio de sucesso e que lhe traga o retorno esperado. 

A seguir, confira as nossas dicas para cada um destes aspectos.

Segmentos de atuação de uma serralheria

Existem três segmentos principais em que uma serralheria pode atuar e é importante que o plano de negócio se adapte ao que foi escolhido:

  • Indústria Manipulação e transformação da matéria prima em um produto final. A produção é padronizada.
  • Prestação de serviços – O trabalho realizado será sob demandas específicas de clientes que entram em contato diretamente com a empresa.
  • Atacadista – os produtos fabricados têm como consumidor alvo os comércios varejistas e lojistas.

No entanto, cada segmento difere bastante um do outro, possuindo expectativas e necessidades diferentes. Além do mais, Incentivos fiscais específicos também existem e devem ser levados em consideração. 

É legalmente possível trabalhar com mais um tipo de modalidade, porém mais regras deverão ser observadas, já que a legislação referente a ICMS e IPI é específica para cada caso. 

Alguns outros fatores são o regime tributário a ser adotado e o tipo jurídico da empresa. Estes estão intimamente relacionados com a decisão de qual segmento escolher. 

Portanto, essa é uma etapa decisória chave em todo processo de montar uma serralheria.

Público-alvo da sua serralheria

O mercado pode ser tanto de pessoas jurídicas (empresas de todas as áreas, porém, com destaque para instituições de construção civil); como pessoas físicas, ou seja, donos de residências que visam montar ou reformar a casa com novos produtos.

Quanto ao atendimento às pessoas jurídicas, na maioria dos casos a serralheria geralmente se torna uma parceira de uma empresa de porte maior que já possua mercado estabelecido, fabricando produtos sob encomenda com alta demanda. 

Por outro lado, quando se opta por atender pessoas físicas, a clientela costuma ser maior (mas com demandas de mercado mais baixas). Há ainda a possibilidade, é claro, de atender a ambos os públicos.

Quanto preciso para montar uma serralheria?

A estimativa de capital necessário para iniciar qualquer empreendimento depende de vários fatores.

Portanto, é necessário fazer um planejamento prévio para então saber com exatidão os custos de montar uma serralheria.

Antes de tudo, o plano de negócios e a estratégia que o empreendedor deseja adotar precisam ser decididas. 

Porém é possível elencar alguns dos custos que você certamente vai ter no momento de começar a sua serralheria, sendo eles:

  • Aluguel (caso não possua sede própria);
  • Estoque inicial (para 30 dias);
  • Móveis da loja e área de produção;
  • Equipamentos e maquinário.

Basicamente, cada decisão que o empresário toma, até mesmo as pequenas, tem influência no resultado final dos custos envolvidos em montar uma serralheria. 

Por isso é importante que sejam feitas considerações detalhadas sobre, por exemplo, qual a marca de determinada máquina será comprada, qual será a localização da sede e se isso afetará o custo do aluguel.

Além disso, outros fatores como capital de giro para manter o fluxo de caixa e pagamento de salários dos colaboradores também são importantes. Por isso, eles precisam ser incluídos no cálculo de quanto será preciso de investimento inicial.

O que é preciso para se montar uma serralheria? Quais são os equipamentos necessários para começar?

Antes de começar também é preciso definir, um por um, quais serão os equipamentos necessários para montar uma serralheria.

A seguir, separamos uma lista com os principais equipamentos e ferramentas que você irá precisar para abrir a sua. São eles: 

  • furadeiras de alto impacto
  • lixadeiras (roto orbitais, orbitais, deltas e cintas)
  • serra modelo “tico-tico”
  • moto esmeril
  • torno de bancada
  • esmerilhadeira
  • transformador de solda
  • jogo de chaves de fenda
  • jogos de chaves combinadas
  • chave Phillips
  • dobradores de cano/tubo
  • arames
  • eletrodos
  • tesouras para cortar chapa
  • e outros.

É claro que outras ferramentas e equipamentos também podem se tornar necessários no momento de montar uma serralheria. Isto dependerá, principalmente, dos produtos que você vai produzir.

O que posso vender em uma serralheria?

Um dos aspectos mais interessantes ao montar uma serralheria é a grande gama de produtos que poderão ser comercializados. Quem opta por esse segmento pode trabalhar com a construção de:

  • portas (o que inclui portas de abrir, portas de correr e outros estilos)
  • portões (portões dobráveis, de correr e outros)
  • janelas 
  • corrimãos 
  • esquadrias 
  • grades 
  • basculantes 
  • sacadas
  • fechaduras 
  • cercas
  • guarnições 
  • cadeados
  • escadas
  • prateleiras e muitos outros.

Não comece sem um diferencial

Antes de montar uma serralheria, tenha consciência de que a inovação é praticamente uma palavra-chave. Então, oferecer algo novo e exclusivo para o seu público-alvo é a maior garantia de que o negócio dará certo.

Sendo assim, já comece com um diferencial e tenha em mente quem irá se interessar por ele. Pense em quais tipos de produtos chamam mais a atenção de determinados clientes na hora de inovar.

Desenhe os produtos com base no que é desejado por esse público (considerando o design, o tipo, as tonalidades e até mesmo a forma de compra) e o sucesso estará praticamente garantido.

Além disso, há ainda as serralherias que optam também pela oferta de outros artigos para diferenciá-la no segmento. Entre eles destacamos: móveis de alumínio ou ferro, luminárias e até mesmo objetos/artigos de decoração como um todo.

Localização

A localização também é um ponto que pesa na hora de montar uma serralheria. Isso porque se ela estiver instalada em um bairro nobre, significa que seus clientes serão de alto padrão. Por outro lado, uma serralheria em um bairro de classe baixa/média deverá refletir em produtos mais simples, e consequentemente, mais em conta. 

Outro possível ponto de atenção é que uma serralharia, devido às atividades desenvolvidas e o tipo de maquinário utilizado, acaba sendo uma fonte inevitável de ruído. Consequentemente, você não deseja que isso não cause transtornos e traga publicidade negativa para o negócio. Logo, considere investir em algum tipo de isolamento acústico, principalmente se localização definida for em uma área residencial ou comercial.  

Qual a equipe necessária para montar uma serralheria

Basicamente, a equipe necessária para começar é:

  • Gerente
  • Serralheiros (idealmente, 2 no mínimo)
  • Vendedor
  • Auxiliares (administrativo e serviços gerais)

Além disso, alguns serviços deverão ser contratados por fora, com profissionais especializados. Como é o caso dos serviços de contabilidade e de advocacia.

Além do mais, como em qualquer outro ramo e profissão, é vital que o gestor invista em treinamento e aperfeiçoamento constante dos profissionais. Isso pode se dar, por exemplo, por meio de cursos especializantes.

Como fazer um bom atendimento?

O segmento de serralherias é, nos dias de hoje, marcado por altíssima competitividade. A razão é compreensível: o setor atua sob demanda e depende das encomendas para continuar aquecido. 

Logo, o atendimento personalizado e a oferta de produtos de qualidade se tornam aspectos fundamentais. Isso porque o cliente pode desistir da empresa a qualquer momento caso não se sinta satisfeito (seja com o atendimento ou com a qualidade dos produtos).

Assessoria técnica, valores competitivos e atendimento exclusivo são alguns dos fatores que fazem a diferença ao montar uma serralheria.

Como divulgar seu trabalho

Não adianta você ter seguido perfeitamente todos os passos necessários para montar uma serralheria, se o público-alvo que você planejou previamente não puder chegar até você. Você precisa que seus potenciais clientes lhe conheçam.

Por isso, considere investir em publicidade e ações de marketing. 

Ter um vendedor que entre em contato com empresas do ramo na região para estabelecer possíveis parcerias pode facilitar os negócios entre PJ ‘s. Também, muitos negócios desse ramo utilizam catálogos de peças produzidas para divulgar seu conteúdo. 

Para atingir o público de clientes pessoas físicas, usar as redes sociais é a melhor opção, já que quase todo mundo hoje usa essas mídias quando precisam de um serviço ou um produto.

Maximize seu lucro!

Um dos principais objetivos de um empreendedor é que seu negócio seja rentável. Provavelmente você também deseja isso ao montar uma serralheria. 

Para isso, sua preocupação será adotar estratégias que lhe possibilitem maximizar o faturamento da empresa e consequentemente o lucro em caixa no final do período. 

Muitos são os caminhos para isso, e a seguir listamos algumas dicas que com certeza vão lhe ajudar a aumentar sua lucratividade.

  • Precificação – Tenha muita atenção na hora de determinar qual será o preço dos seus produtos ou o valor cobrado pelo seus serviços. Isso porque às vezes o empresário pode esquecer de incluir algum número na hora desse cálculo e isso inevitavelmente causa queda no faturamento. A fórmula para calcular o preço de venda é margem de lucro + custos + despesas. Mas você também pode usar uma planilha de preço de venda.
  • Marketing – Umas das maneiras de aumentar seu lucro é vender mais. E se você deseja vender mais você deve atingir melhor seu público-alvo. Para isso é importante estar sempre investindo em conhecer maneiras mais eficientes de fazer isso. Assim, esteja sempre revisando suas estratégias de marketing para que estejam adequadas com os objetivos atuais da empresa. E lembre-se, nem sempre investimentos altos em campanhas são a melhor opção. Talvez pensar em maneiras mais econômicas de divulgação possa trazer melhores resultados e reduzir impactos negativos no seu caixa.
  • Invista no pós-venda – Clientes satisfeitos retornam para fazer negócios e isso significa lucratividade. Portanto, não ignore o poder de um bom atendimento pós-venda. Fazer isso irá garantir que não haverá reclamações não atendidas e problemas não resolvidos.

Serralheria pode ser MEI?

Sim, uma serralheria com CNAE 2542-0/00 – Fabricação de artigos de serralheria, exceto esquadrias, pode ser MEI.

Conclusão + dica de ouro

Neste post, você viu que investir em montar uma serralheria pode vir a se tornar um negócio lucrativo. Em um momento de boa produtividade do país no setor da construção civil e materiais de construção, a demanda é garantida. 

Mas é preciso se planejar: Faça uma definição correta do público alvo de sua serralheria, contrate profissionais adequados e apresente ao público fatores diferenciais dos concorrentes. Essas são algumas das medidas indispensáveis para o sucesso do empreendimento.

Bom, agora que você já sabe o passo a passo para montar uma serralheria, lá vai a nossa dica de ouro: atente-se, desde o início do negócio, ao controle de finanças da sua nova empresa. 

Monitorar os pagamentos e recebimentos é a melhor forma de evitar confusão e, consequentemente, uma surpresa no final do mês ou até mesmo do ano. 

Banner-conversao-eGestor-blog
Início 9 Empreendedorismo 9 Como montar uma serralheria: O que você precisa para abrir uma
Escrito em: 04/01/21
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Comentários:

Compartilhe seu comentário, dúvida ou sugestão!

5 Comentários

  1. Laudelino

    Noto que as serralherias em geral, são pequenas empresas, pouquíssimas vezes vi empresas grandes de serralheria, geralmente o que se tem é pequenas empresas geralmente familiares.

    Responder
  2. Gustavo

    Pelo que eu vi no vídeo da entrevista, os funcionários dessa serralheria não estavam usando os equipamentos de segurança individual corretamente, isso aumenta o risco de um acidente. No final do vídeo mostra o soldador soldando duas chapas, e ele não estava usando luvas de se solda e máscara de solda com proteção de radiação UV. Com isso pode gerar uma doença ocupacional. Eu digo isso porque também tenho uma serralheria.

    Responder
  3. luciana Santana

    Gostei muito deste artigo.

    Responder
  4. Alta Baviera

    interessante parabéns pela matéria…

    Responder
  5. Gefferson

    Muito bom o negócio, porém percebi que muitos dos colaboradores não usam os EPI´S básicos de segurança. Considero o ponto sério para reavaliar na empresa…

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar…

ERP: O que é e vantagens [GUIA COMPLETO]

Teste Grátis A administração de uma empresa acontece diariamente, com processos e controle que devem ser feitos a todo momento. Esses processos são o que mantém a empresa funcionando, e esse controle é o que mantém as contas em dia e os...

NFC-e (Nota fiscal de consumidor eletrônica) [Atualizado]

Emitir NFC-e Todo produto ou serviço vendido, deve ter sua comprovação fiscal e um dos meios de atestar essa transação é a nota fiscal. Afinal, ela dá segurança tanto à empresa que vende o produto, quanto ao consumidor que o compra....

Fluxo de Caixa: Guia de como fazer o da sua empresa

O que é o fluxo de caixa?O fluxo de caixa é o controle de todos os valores que entram e saem do financeiro da empresa. Qual o objetivo do fluxo de caixa?O objetivo do fluxo de caixa é garantir a saúde financeira do negócio, assegurando...

Controle de Estoque: Como fazer um controle profissional

Porque o controle de estoque é tão importante para a empresa? O estoque é o principal ativo de uma empresa, sendo a forma mais importante de fazer dinheiro. Por isso, ter total atenção a gestão do estoque é de extrema importância. Se a...

Gestão empresarial: guia definitivo para o sucesso do seu negócio

Toda empresa precisa ter um objetivo, uma missão maior que guie todas as suas atividades. Independente de qual for esse objetivo, ele tem tudo a ver com a gestão empresarial. Isso porque é através de uma gestão empresarial competente e...

Nota fiscal eletrônica: tudo o que você deve saber [ATUALIZADO]

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento cuja função é atestar a venda de um produto ou a prestação de um serviço. Ela foi desenvolvida com o objetivo de substituir alguns sistemas de impressão de documentos fiscais em papel. Assim...

Faturamento: O que é, como calcular e aumentar o seu

Porque o faturamento é tão importante para a empresa? Porque ele é o dinheiro que a empresa recebeu em um período, que mostra se ele foi bom ou não. Acompanhar o faturamento se sabe quanto a empresa pode gerar de capital. Ele também é...

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): o que é e quem emite

A NFS-e, ou Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, é um dos tipos de notas fiscais que existe juntamente com a nota fiscal, a nota fiscal do consumidor e o conhecimento de transporte. Elas são úteis para empresas que tem como uma das funções...

Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo

Passo a passo para fazer o controle financeiro da sua empresa Faça o controle do fluxo de caixa Separe custos e receitas Planejamento de recebimentos e pagamentos Registre todas as operações financeiras Tenha um orçamento bem estruturado...

Guia do MEI: Tudo sobre o MEI – Blog do eGestor

O MEI (Microempreendedor Individual) é um tipo de empresa voltado para formalização de profissionais autônomos. O custo para abrir um MEI é zero. Os impostos pagos pelo MEI são o ICMS, pela venda de mercadorias, o ISS, por prestação de...