Controle de produção: como manter o da minha empresa sempre organizado?

A sua empresa tem um controle de produção organizado? Adota ferramentas para tornar esse processo mais eficiente? Não? Então certamente sua indústria não deve estar lucrando tanto quanto poderia.

Todo empresário antenado já sabe que o planejamento é fundamental em todas as áreas de uma empresa. E com a produção não é diferente. Nesse texto vamos explicar o que é controle de produção, porque ele é importante e o que você pode fazer para manter o da sua empresa sempre organizado.

Você conhece a sua indústria?

Essa é uma pergunta que todo gestor deve se fazer porque conhecer a sua indústria é essencial para todo o processo de controle de produção.

Num primeiro momento você pode pensar que é a resposta óbvia é sim. Mas, conhecer o seu negócio não é só saber qual é o seu público e todos os detalhes sobre as finalidades do seu produto final. É preciso entender como funcionam todas as áreas da sua empresa.

É preciso conhecer desde o chão de fábrica, passando pelo setor de compra e vendas, até o distribuidor que vai fazer com que o seu produto chegue ao consumidor ao qual ele é destinado. Isso sem falar no mercado em que o seu negócio está inserido e em todos os fatores que podem ter influência sobre ele.

O que é controle de produção?

O controle de produção nada mais é que um gerenciamento de todas as atividades relativas a essa área. Ele conta com informações organizadas sobre todo o processo de produção.

Como, por exemplo, o que será produzido, com que recursos, quando, em que ordem. Mas também em que quantidade e para onde vai esse produto.

E por que isso é importante para a minha empresa?

Ter todas essas informações detalhadas possibilita que o gestor faça uma boa previsão e controle dos recursos operacionais dessa produção. Dessa forma, é possível otimizar os processos para obter melhores resultados.

Além disso, um bom controle de produção ajuda a garantir a padronização dos produtos. Mas também ajuda a manejar melhor os gargalos em todas as etapas do processo. Dessa forma, torna as operações mais previsíveis e possibilitando que o gestor pense antecipadamente em saídas para possíveis problemas.

Em resumo, o controle de produção garante que as atividades sejam executadas no tempo previsto, com os materiais adequados e na quantidade esperada. Garante ainda que o produto final seja entregue com sucesso ao cliente certo. Mas, além disso, há outros benefícios:

  • melhor gestão financeira;
  • mais controle dos pedidos;
  • menos atrasos;
  • menos desperdício;
  • produtividade máxima;
  • facilidade na elaboração de relatórios de desempenho;

Como implantar um bom controle de produção?

Uma boa estratégia de controle de produção deve envolver todos os setores da empresa que se relacionam direta e até indiretamente com a área: não só a fábrica, como também as áreas de compra, venda e estoque, por exemplo.

O primeiro passo é garantir um bom diálogo entre todos esses setores para verificar como é a rotina de trabalho e as principais demandas de cada um. Ao pensar no controle de produção tudo isso deverá ser organizado e levado em conta.

Depois dessa conversa entre as áreas, o planejamento de controle de produção pode ser feito em etapas:

Verificar qual é a demanda do produto;

Nessa etapa o gestor deve levar em conta previsões de curto, médio e longo prazo, analisando o mercado e os fatores que interferem nele.

Alinhar essa demanda com a capacidade produtiva da empresa

É a hora de ver se é preciso aumentar ou diminuir a produção atual. É nessa etapa que o gestor deve levar em conta a matéria-prima disponível e se precisa fazer investimentos em infraestrutura, por exemplo.

Definir estratégias

O gestor deve tomar decisões sobre o volume da produção, definido nas etapas anteriores. É a hora de pensar se serão necessárias horas extras e avaliar a necessidade de contratação/demissão de pessoal, entre outros. O planejamento dessa etapa costuma ser anual, mas uma boa dica é fazer um alinhamento mensal para garantir que tudo está saindo como o previsto.

Fazer a Programação Mestra da Produção

Essa é a fase operacional, onde se define os recursos que vão garantir a produção da quantidade necessária do produto no prazo determinado. Nessa etapa, é detalhado tudo o que foi planejado na etapa anterior.

Fazer a Programação Detalhada da Produção

Apesar de já ter feito um planejamento detalhado nas etapas anteriores, é nessa etapa que o gestor vai olhar diretamente para o chão de fábrica. Assim, ele pensa na prática da operação diária, levando em conta fatores como emissão e liberação de documentos. Além do planejamento da quantidade de materiais, gestão de estoque e como se dará a sequência dos processos, entre outros.

Controlar a produção

Essa é a última etapa onde, tendo tudo organizado e detalhado, o gestor vai conseguir olhar para a produção como um todo. E, a partir disso, gerar dados, identificar os gargalos e fazer os ajustes necessários, pensando em estratégias para manter sempre a produtividade máxima.

Monitorar os resultados

Agora é a hora de ver se tudo saiu como o planejado. E, independente de o resultado ser satisfatório ou não, é hora de fazer um novo planejamento. Assim, é possível utilizar como base o que foi obtido a partir do anterior.

Como a tecnologia pode me ajudar?

A indústria tem passado por muitas transformações nos últimos anos. Hoje, a tecnologia é uma grande aliada no processo de controle de produção. E a utilização de softwares com sistemas integrados tem tido um impacto bastante positivo na produtividade das empresas. Isso, porque possibilita uma comunicação eficiente entre todas as áreas envolvidas no processo de produção.

Além disso, ao informatizar as informações, o gestor garante que elas não serão perdidas e que os responsáveis de cada área tenham acesso a elas. integrando todas as etapas em ferramentas automatizadas e eficientes.

O uso de softwares específicos também facilita o processo de planejamento, já que a maioria deles faz o trabalho pesado de tabular e analisar os dados disponíveis e até dá sugestões e notifica o gestor sobre que estratégias deve adotar e quando. Ou seja, além de mais segurança, a tecnologia tem trazido mais praticidade para todas as etapas do controle de produção.

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br