COVID-19 - Pesquisas apontam os hábitos de consumo no dia dos namorados

Apesar da pandemia causada pelo novo coronavírus, muitos brasileiros têm procurado estabelecer uma rotina e buscar uma certa normalidade, mesmo durante a quarentena e confinados em casa. Com a proximidade de uma das datas mais comerciais no Brasil – o dia dos namorados – é de se esperar que ele seja comemorado, mesmo que de uma maneira diferente da qual estamos acostumados, mas mantendo o mesmo romance de sempre.

De acordo com uma pesquisa realizada recentemente pela Azulis, empresa do grupo Red Ventures, que conta com outras startups como a IQ e a Previdência Onze, a intenção de 47% dos entrevistados é não deixar essa data passar em branco.

Isso significa que um número expressivo de brasileiros deverá buscar alternativas em meio à crise na saúde para comemorar a data e mostrar o seu amor. O impacto causado pela pandemia já pode ser sentido em diversos setores da economia.

Dessa forma, o dia dos namorados, por ser uma data comemorativa extremamente comercial no Brasil, pode ser um excelente termômetro para empreendedores compreenderem melhor a realidade da situação e planejarem ações para superar essas dificuldades.

Por conta da distância forçada, casais que não moram juntos deverão inovar na comemoração. Alguns hábitos como ir a restaurantes ou frequentar o cinema já não poderão ser realizados esse ano. Por isso, entra em cena a criatividade e a inovação dos brasileiros, para comemorar a data, mesmo estando confinado.

Comemoração virtual X Comemoração presencial

Há aproximadamente três meses se iniciou o período de quarentena em diversas cidades ao redor do Brasil. De acordo com o avanço da doença, os municípios e estados foram declarando o fechamento do comércio e de outras atividades não essenciais. Desde então, a recomendação é não sair de casa, muito menos manter contato físico com pessoas que não moram juntas, para assim diminuir a curva de contágio dessa enfermidade.

Por conta do afastamento decretado por governantes locais com o objetivo de frear a disseminação do vírus, a intenção de comemorar o dia dos namorados com um namorado ao seu lado de fato mudou completamente. Casais que não moram sob o mesmo teto deverão fazer uma comemoração diferente.

De acordo com os resultados da pesquisa realizada pela Azulis, aproximadamente 53% dos entrevistados pretende comemorar o dia dos namorados virtualmente. Esse índice já é um forte indicativo de como o setor do comércio deverá se preparar para o dia 12 de junho deste ano.

Ainda que 33% dos entrevistados tenham a intenção de comemorar presencialmente com seus parceiros, é importante lembrar que muitos destinos clássicos do dia dos namorados estão fechados por determinação do governo. Sendo assim, todos terão que se adaptar nesse ano de 2020.

Como comemorar o dia dos namorados no meio de uma pandemia?

Com certeza, a maior dúvida do setor econômico é como a comemoração será realizada. Como a maior parte dos entrevistados na pesquisa relatou que não pretende encontrar fisicamente com seu par, é de se esperar que as plataformas digitais e redes sociais fiquem sobrecarregadas no dia 12 de junho.

Quase 80% dos casais afirmou que a comemoração será realizada através do Whatsapp, os outros 20% ficaram divididos entre outras plataformas de comunicação virtual.

Em relação às atividades programadas para o dia dos namorados, a mais planejada é o bom e velho cinema em casa. Assistir a uma série ou filme pela televisão é a intenção de 76% dos entrevistados.

Os resultados da pesquisa demonstram uma movimentação interessante: de 2019 para 2020 as intenções de atividades a serem realizadas no dia dos namorados se inverte. Naturalmente, atividades como viagens, refeições em restaurantes e pernoite em hotel não estão sendo tão cotadas para esse ano quanto assistir lives ou pedir comida.

Presentes mais populares no Dia dos Namorados

Por conta do fechamento do comércio local e de shoppings, já era razoável apostar no aumento das vendas pela internet. Assim, a intenção de compra online praticamente dobrou de 2019 para 2020.

Ano passado, 40% das pessoas afirmou ter garantido o presente online, enquanto 82% dos entrevistados esse ano disse ter comprado algo pela internet para presentear seu par.

Em relação ao que comprar de presente para o dia dos namorados, a situação também está um pouco diferentes do cenário do ano passado. O que mais chama atenção no resultado da pesquisa é a queda de pessoas interessadas em comprar roupas para presentear.

Por conta das lojas físicas e shoppings centers estarem fechados, é fácil compreender o porquê da queda de quase 40% de um ano para outro. A intenção de presentear com jóias, flores e perfumes também caiu. O interesse em eletrônicos foi o único que aumentou, cenário bastante compreensível diante do cenário atual.

Por outro lado, as pessoas estão mais interessadas em fazer seus próprios presentes. Diante da impossibilidade de sair às ruas para buscar presentes “tradicionais”, a intenção de fabricar algo com as próprias mãos subiu de 35% para 81%.

Apesar do presente ser diferente do dia dos namorados, a quantia estimada para o mesmo permanece a mesma. Os parâmetros de pretensão de gasto continuam os mesmos que 2019. Logo, é interessante concluir que não é o consumo como um todo que mudará esse ano, e sim a maneira de consumir.

A maior parte das pessoas em 2020 espera gastar entre R$ 60 e R$ 120, seguido daqueles que vão investir de R$ 120 a R$ 240. É curioso perceber que esses valores andam juntos com a intenção do produto a ser comprado.

Ou seja, se a maior parte dos entrevistados tem interesse em presentear seu par com um eletrônicos, é de se esperar que o valor gasto seja maior.

Considerações finais

Apesar da pandemia causada pelo novo coronavírus, as pessoas parecem não ter pretensões de deixar de comemorar o dia dos namorados. Logo, alguns hábitos irão ter que ser modificados, é claro, mas parece uma boa situação para criar novos hábitos. Logo, é interessante concluir que não é o consumo como um todo que mudará esse ano, e sim a maneira de consumir.

Por isso, esteja preparado! Seja para vender mais ou menos, é necessário estar atento aos hábitos de consumo no dia dos namorados. Tenha certeza que seu negócio está pronto.

eGestor - Software online de gestão empresarial para pequenas empresas

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br