Ranking dos 7 melhores jogos para empreendedores

Ao contrário do que muitos pais pensam, jogos podem sim ensinar e educar. Já é comprovado como jogos podem ajudar e facilitar o aprendizado. Claro que não são todos, afinal, jogos servem para divertir, não para ensinar. Com essa ideia, selecionamos alguns jogos que, apesar de não parecer, podem lhe ajudar a se tornar um melhor empreendedor.

1. SimCity

Lançado em 1989, por Will Wright e seu sócio da Maxis, Jeff Braun, SimCity é uma série de jogos cujo intuito é fazer você controlar e gerenciar uma cidade. Com essa função, você deve inserir zonas de indústrias, comércio e residenciais e fazer a gestão da sua cidade para que ela não vá a falência ou que um desastre natural a destrua.

A ideia inicial de Will era um jogo cuja intenção era destruir uma cidade. Mas, construindo os mapas das cidades que seriam destruídas teve a ideia de fazer um jogo onde o jogador pudesse montar uma cidade. Assim surgiu SimCity.

Em SimCity você é o prefeito da cidade, e por isso, deve controlar toda a cidade. Desde a cobrança de impostos até quantidade de parques da cidade. Ele não tem objetivo definido, uma vez que não é possível ganhar ou perder o jogo.

SimCity pode ser jogado através das plataformas: Acorn Archimedes, Acorn Electron, Amiga, Amiga CDTV, Amstrad CPC, Atari ST, BBC Micro, C64, DESQview, DOS, EPOC32, FM Towns, iOS, PC-98, GBA, OLPC XO-1, OS/2, Linux, Mac OS, Celular (Symbian ou Java), NeWS, SNES, Tk, Unix, Windows, X11 TCL, Sinclair ZX Spectrum, Virtual Console, Nintendo 64, Playstation e Sega Saturn.

Logo do jogo SIMCITY

SimCity 2000

O segundo jogo da série foi lançado 1993. Ele contém mais recursos e melhoramentos, que fazem a vida do prefeito mais fácil ou difícil. Foram inseridos novos prédios, como escolas, mais variedade no trânsito, com metros, e algumas usinas. Também foi separado a forma de cobrança de impostos para indústrias, comércio e residências. E foi lançado um jornal! O jogo recebeu diversas críticas positivas, inclusive alguns prêmios de melhor jogo do ano.

SimCity 3000

O terceiro jogo da série foi lançado em 1998. É possível ver nele uma maior evolução, se comparado com SimCity e SimCity 2000. Foram adicionados recursos novos e construções novas. Nele, podem ser escolhidas algumas funções como iniciar uma nova cidade, iniciar uma cidade já construída, carregar cidade ou interagir numa cidade real. Também é possível interagir com cidades vizinhas, como acordos de compra e venda. O sistema de lixo também é melhorado, assim como o sistema subterrâneo, separando o sistema de metrô e os encanamentos. 

SimCity 4

O quarto jogo da série, lançado em 2003, trouxe diversas novidades em comparação com os outros. A principal mudança foi a inserção do dia e da noite, o que não acontecia nos outros jogos. Também foram inseridos novos meios de transporte e a possibilidade de dirigir e realizar missões com esses meios, como carro de polícia e bombeiros.

Agora também é possível escolher um modo de jogo. São eles:

  • Modo Deus: O modo Deus permite a modificação do terreno antes de estabelecer como será a cidade. Ele pode criar montanhas, vegetação, animais e até rios. 
  • Modo Prefeito: O prefeito é responsável por gerir a cidade. Assim como o ‘Deus’ cria montanhas e rios, a função do prefeito é criar prédios e áreas residenciais. 
  • Meu Sim: Esse modo de jogo permite que você transporte um sim ou uma família do jogo The Sims para sua SimCity. Ele lhe dará dicas e avaliações sobre a sua cidade.

Ainda em 2003 foi lançado um pacote de expansão para o quarto jogo da série, denominado SimCity 4: A Hora do Rush.

SimCity (Reboot 2013)

Também é conhecido por SimCity 5, uma vez que é um reboot. Dessa forma, por ser considerado como um ‘recomeço’ da franquia. 

Das maiores diferenças dos jogos anteriores, é que agora os recursos são limitados. Ou seja, se você usa seus recursos muito rápido, há chance de sua economia entrar em colapso. As estradas também são mais editáveis, assim como os prédios, que são mais customizáveis. O crime é mais detalhado, assim como sons e ações. 

Também são inserido novos ataques, juntamente aos já existentes, como ataque zumbi.

Sim: The Sims, SimEarth, SimAnt, SimFarm, SimGolf…

Com o sucesso e a boa recepção de SimCity, a Maxis, empresa criada por Will Wright e Jeff Braun criou outros diversos jogos com a mesma ideia. O mais famoso deles, inclusive mais comentado que SimCity é a saga The Sims. Seu primeiro jogo foi lançado em 2000 e a ideia é que você possa criar uma pessoa e/ou uma família e comandar tudo que ela faz. Além de construir e mobiliar uma casa.

Hoje a série The Sims conta com 4 jogos. Cada jogo tem sua série de expansões, as mais famosas são recriadas nos jogos mais novos, como, por exemplo, a expansão de animais. Ela está diretamente ligada à SimCity, como podemos ver em SimCity 4, onde você pode inserir o Sim criado em The Sims á sua cidade. 

Também foram criados os jogos:

  • SimEarth, onde é possível controlar um planeta;
  • SimFarm, onde se controla uma fazenda;
  • SimAnt, cuja função é controlar um formigueiro. Chegou a ser nomeado ‘o melhor programa de simulação em 1992;
  • SimCopter, onde você pode controlar um helicóptero e importar os mapas das suas cidades de SimCity;
  • Entre outros jogos de simulação.

Como SimCity pode me ajudar com empreendedorismo?

Comandar uma cidade não é para qualquer um, e isso nós sabemos bem. O jogo SimCity nos mostra todas as dificuldades enfrentadas na gestão de um município. Dessa forma, podemos entender todos os obstáculos que eles passam e passar por eles de forma divertida. 

Por isso o jogo pode ser um grande exercício de empreendedorismo. Quando se tem um um negócio é imprescindível pensar e analisar todos os prós e contras de um investimento. A vantagem de um jogo de estratégia é que todas as preocupações que se tem realmente não existem, uma vez que é apenas um jogo. Assim, é possível testar qualquer coisa e ver os resultados, o que não indicamos que você faça com a sua empresa.

Para jogar mais sério e transformar sua cidade em um sucesso, pesquise e pense em que e onde investir, o que fará mais sentido para melhorar a qualidade de vida da sua população e o entorno dela. Igual você deve fazer com a sua empresa, pesquisar os investimentos que mais se encaixam com sua missão, valores e o retorno.

2. Cashflow

Autor de cerca de 25 livros, Robert Kiyosaki escreveu ‘Pai Rico Pai Pobre’, um livro de grande sucesso até hoje. Grande maioria dos leitores desse livro ficam instigadas a jogar o jogo criado pelo autor e citado no livro, Cashflow, ou Corrida dos Ratos. Tanto no livro como no jogo, Robert traz uma crítica em relação ao modo como as pessoas trabalham.

Corrida de ratos é um termo utilizado para descrever aqueles que trabalham muito e nunca chegam a lugar algum. E isso pode ser por vários motivos, seja porque não está focado, ou porque buscam uma recompensa que não existe. E o jogo traz exatamente esse sentido. 

Nele você começa com um emprego comum como qualquer pessoa, e ao longo do jogo você pode realizar investimentos, adquirir bens e patrimônios, além de entender como o sistema funciona e tomar os riscos que você não toma todos os dias. A ideia é nunca entrar na corrida dos ratos.

Assim como o jogo citado anteriormente, Cashflow é um jogo de tabuleiro. Ele possui um caminho normal por onde você deve passar, mas também tem uma roda, a da corrida dos ratos. E é ela que você deve evitar a todo custo.

Como Cashflow pode me ajudar com empreendedorismo?

Um jogo criado por um dos maiores autores de livros de empreendedorismo deve ter algo que podemos aprender. E esse tem muito. Uma das principais ideias do jogo é que você possa realizar investimentos que provavelmente não irá realizar durante sua vida. Seja por não ter relação com a sua empresa, ou por não estar de acordo com a realidade. Mas no jogo você pode!

Outra visão que o jogo pretende trazer é que você deve, a todo custo, evitar entrar na corrida dos ratos. Seja na vida real ou no próprio jogo. E isso significa buscar alternativas que podem ser drásticas, como mudar de emprego, ou mais simples, como trabalhar em casa.

3. Monopoly – Banco Imobiliário

Elizabeth Magie patenteou o jogo de tabuleiro criado por ela em 1904, mas provavelmente foi inventado 2 anos antes.Imagem do jogo Monopoly - Banco Imobiliário Ele foi inventado com o intuito de ensinar a teoria de Henry George, o economista, sobre taxa simples. O jogo foi criado com a ideia de fazer com que as pessoas vissem o que havia de errado com o sistema econômico da época. Mas, como podemos ver hoje, se tornou famoso, e não pelo motivo que sua criadora esperava.

Monopoly é um jogo de tabuleiro que você pode comprar casas, terrenos, ir para cadeia, ter feriados receber salários. Existem alguns jogos alternativos em que é possível utilizar cartões de crédito e de débito.

No Brasil o jogo foi lançado como Banco Imobiliário, em uma parceria da Estrela, a empresa de brinquedos, com a Hasbro, dona do jogo. Hoje, tal parceria já não existe, e assim, são vendidos os jogos Banco Imobiliário e Monopoly.

Banco imobiliário

Esse é o jogo em seu estado normal. Imagem do jogo Monopoly - Banco ImobiliárioO Banco Imobiliário como vendido na parceria com a Hasbro traz as ruas de São Paulo e Rio de Janeiro, assim como as companhias de aviação, navegação e outras. Em suas versões mais novas pode ser jogado com o aplicativo que permite realizar transações bancárias. A embalagem contém 1 tabuleiro, 80 casas plásticas, 6 peões e notas referentes ao dinheiro e peças referentes às casas.

Banco Imobiliário BrasilImagem do jogo Monopoly - Banco Imobiliário

O Banco Imobiliário Brasil foi um jogo que levou em consideração a opinião do público. O público brasileiro que selecionou as casas para a versão. Ele traz diversos pontos turísticos brasileiros, como o Pelourinho, o Cristo Redentor e o Palácio do Planalto, por exemplo.

Banco Imobiliário Retrô

Para sua comemoração de 80 anos, a Estrela lançou o Banco Imobiliário Retrô. Dessa vez o jogo se remete ao primeiro Banco Imobiliário lançado, onde não havia tanta artes e as peças são como as iniciais.  Imagem do jogo Monopoly - Banco Imobiliário

Banco imobiliário Junior

Esta versão dos jogos é voltada para crianças. Tem o intuito de fazer com que elas possam comprar e vender suas casas com mais facilidade.

Como Monopoly/Banco Imobiliário pode me ajudar com empreendedorismo?

Apesar de ser um jogo de tabuleiro, diferente dos citados anteriormente, Monopoly, ou Banco Imobiliário te coloca na posição de um magnata dos negócios imobiliários. A questão é que para ser um, será necessário muita atenção e muito investimento. 

As semelhanças do jogo com a realidade se dão pela relação dos investimentos que devem ser feitos ao longo do jogo. A diferença é que no jogo, quanto mais casas você compra, maior será o aluguel cobrado, e ao chegar no máximo de casas possível, ela vira um hotel e é imposto um valor máximo. O que não acontece na realidade.

Mas a proposta é enxergar que devem ser feitas aplicações para o seu crescimento ou da sua empresa. E não só isso, no jogo coisas inesperadas acontecem. Pode ser que você chegue a ter um hotel mas ninguém para por lá. Isso nos faz ver que existem coisas que não podemos premeditar, mas que podemos ter consciência de que elas poderão acontecer, e assim, ter um planejamento.

4. Age of Empires

Baseado em eventos históricos, o jogo Age of Empires se caracteriza por ser um jogo de estratégia em tempo real. O primeiro jogo da série foi lançado em 1997 e vendeu cerca de 3 milhões de cópias. Recebeu diversas críticas, especialmente em relação a inteligência artificial e os objetivos do jogo, mas seu sucesso foi maior, o que levou a Microsoft a criar continuações do jogo.

Civilizações

O intuito do jogo é que você e sua civilização avance através das eras e conquistem mais recursos. Essas civilizações variam a cada jogo, algumas expansões foram criadas justamente com esse propósito. No primeiro jogo da série, por exemplo, existem 12 civilizações. São elas:

Civilizações Age of Empires

Recursos

Ao decorrer do jogo devem ser conquistados 4 recursos. Eles servem para auxiliar no avanço da sua civilização, no desenvolvimento da tecnologia e na criação de templos. Além disso, os recursos são utilizados para avançar através das eras, que são a Idade da Pedra, Idade da Ferramenta, Idade do Bronze e Idade do Ferro. Os recursos são:

  • Ouro: envolve todas as pedras preciosas. Com esses recursos é possível criar novas tecnologias e avançar para a idade do ferro. Eles são obtidos através da mineração e barcos de comércio.
  • Comida: também é utilizada para avançar para a próxima era. É adquirida através da caça, pesca e da coleta de frutos.
  • Madeira: é utilizada para criação de construções e é conquistada através da derrubada de árvores.
  • Pedra: é conquistada através da mineração, juntamente com as pedras preciosas. É utilizada para a criação de monumentos e outros.

Cada civilização possui um monumento próprio. Para as civilizações asiáticas o templo tem estilo oriental, para as mesopotâmicas o monumento é um zigurate, para as civilizações árabes é uma pirâmide e para as civilizações ocidentais é a estátua de um soldado. Esse monumento é importante porque em alguns modos de jogo é necessário construí-lo e mantê-lo por determinado período de tempo.

Modos de jogo

Age of Empires pode ser jogado de diversos modos. Um dos mais comuns é a campanha, nela, se escolhe uma civilização e o propósito é aumentar sua tecnologia e conquistar mais recursos. Outro é o modo história, nele, o jeito como você irá jogar já está traçado. Cada jogo tem novos e diferentes modos. AoE pode ser jogado nas plataformas Microsoft Windows, Windows Mobile, Macintosh, Pocket PC (2002) e Gizmondo

Rise of Rome

O pacote de expansão do primeiro jogo, lançado em 1998, não foi tão bem recebido como o primeiro jogo da série. Foram vendidas apenas 1 milhão de unidades no ano 2000.

Ele trouxe novas civilizações, uma vez que essa expansão gira em torno do crescimento do império romano. São elas: Cartago, Palmira, Macedônia e Roma. Além das novas civilizações, também traz novas unidades, novas campanhas e novos mapas. AoE: Rise of Rome pode ser jogado pela plataforma Microsoft Windows.

Age of Empires II: The Age of Kings

Diferente do jogo inicial da série que se passa na idade antiga, AoE II se passa na idade média. Ou seja, diretamente após a queda do império romano. Por ser uma nova era, são apresentadas novas civilizações, novas campanhas, novos mapas e novas eras.

Civilizações:

Civilizações Age of Empires II

O intuito do jogo segue o mesmo. A construção de monumentos, o avanço das civilizações e a passagem pelas eras. Pode ser jogado através das plataformas: Microsoft Windows, Mac OS e PlayStation 2.

Com uma recepção bem sucedida do jogo, foram criadas expansões novas. São elas: The Forgotten, The Conquerors, The African Kingdoms e Rise of the Rajas.

The Conquerors

Lançada em 2000, The Conquerors foi a primeira expansão de Age of Empires II. Foi muito bem recebida pelo público e ganhou o prêmio de ‘Jogo de Estratégia do Ano’ da Academy of Interactive Arts & Sciences em 2001. Nessa expansão chegaram cinco novas civilizações: os astecas, os coreanos, os espanhóis, os hunos e os maias. Essas civilizações trouxeram um estilo novo, fazendo representação ao ‘Novo Mundo’. A expansão pode ser jogada pela plataforma Microsoft Windows.

The Forgotten

É uma das expansões do jogo Age of Empires II. Foi lançada em 2013 após um mod (alterações de jogos eletrônicos) criado por entusiastas do jogo ter ganhado muito sucesso. Nela são inseridas novas civilizações, como eslavos, incas, indianos, italianos e magiares. Elas também trazem novos mapas, unidades e campanhas. A expansão pode ser jogada pela plataforma Microsoft Windows.

The African Kingdoms

A expansão The African Kingdoms, do jogo Age of Empires II, foi lançada em 2015. Ela insere no jogo as civilizações portuguesa, berbere, malinesa e etíope. Assim como insere novas campanhas e mapas. A expansão pode ser jogada pela plataforma Microsoft Windows.

Rise of the Rajas

Trazendo as civilizações birmanesa, malaia, vietnamita e khmer a última expansão do jogo foi lançada em 2016. A expansão pode ser jogada pela plataforma Microsoft Windows.

Age of Empires III

O terceiro jogo da série foi lançado em 2005. Assim como Age of Empires I traz a idade antiga e Age of Empires II traz a idade médio, Age of Empires III nos transporta para a idade moderna. Nele existem 8 civilizações diferentes. As civilizações são espanhola, britânica, francesa, portuguesa, holandesa, russa, alemã e otomana. Cada civilização tem seu ponto forte e seu ponto fraco. 

A diferença do AoE III para seus antepassados é que o jogador ganha pontos de experiência, o que não acontecia antes. Esses pontos podem ser trocados por cartas que podem comprar mais recursos ou tropas. AoE III pode ser jogado nas plataformas: Microsoft Windows, OS X, Windows Mobile e N-Gage.

Assim como os outros dois jogos, AoE III tem suas expansões, são elas: The WarchiefsThe Asian Dynasties.

The Warchiefs

Foi lançado em 2006 a primeira expansão do terceiro jogo da série. Em The Warchiefs foram adicionadas três novas civilizações, são elas: Iroquesa, Sioux e Asteca. Ela também traz tribos para essa civilizações e novas campanhas, dessa vez contendo as revoluções. Pode ser jogado pelas plataformas Windows e Mac OS X.

The Asian Dynasties

A segunda e última expansão de AoE III é The Asian Dynasties. Ao contrário de AoE III que se passa na região que hoje é a Europa, e de AoE III: The Warchiefs que se passar na atual América, The Asian Dynasties, como o próprio nome induz, se passa na ásia. Ela traz 3 civilizações novas, China, Índia e Japão, e dentro delas, 6 novas tribos. São inseridas novas campanhas e novos monumentos. É jogado através das plataformas Microsoft Windows e Mac OS Classic.

Age of Mythology

O quarto jogo da série traz uma ideia diferentes dos anteriores. Em Age of Mythology, ao invés de seguir a ideia dos outros jogos e lançar um jogo que se passa na idade contemporânea, seus criadores decidiram inovar. AoM traz a mitologia, e não a história. O jogo é baseado na mitologia grega, romana e nórdica. O jogo foi lançado em 2002 e teve uma ótima recepção.

Dessa vez não há mais o recurso pedra como nos outros jogos, fazendo com que os recursos disponíveis sejam ouro, comida, madeira e proteção divina. Portanto, ao escolher uma das 3 civilizações, você deve realizar a campanha única, que inclui pégasos, faraós e meteoros. Nessa campanha única você joga 32 fases, passando pelas 3 civilizações.

Age of Mythology pode ser jogado pelas plataformas Microsoft Windows e Mac OS.

The Titans

A expansão de AoM, lançada em 2003, traz uma nova civilização, e com ela os atlantes e uma nova era. Também conta com diversos deuses e divindades e sua campanha única é a era Titã, que é posterior a campanha de AoM. Juntamente com essas novidades, tem novos mapas e novas regras de jogo. Assim como o jogo principal, The Titans por ser jogado pelas plataformas Microsoft Windows e Mac OS.

Tale of the Dragon

A segunda expansão de AoM traz a civilização asiática novamente. Juntamente com a arquitetura asiática, a expansão tem novos deuses, novos poderes, uma nova campanha e novos mapas. E expansão pode ser jogada pela plataforma Microsoft Windows.

Como Age of Empires pode me ajudar com empreendedorismo?

Assim como Plants vs. Zombies, Age of Empires é um jogo de estratégia. A diferença é que ao invés de lidar com plantas e zumbis, AoE traz formas um pouco mais reais. Nesse jogo você controla todo seu exército e civilização para expandi-lo e fazer com que ele progrida.

A mesma coisa é feita com uma empresa. Você deve controlar seus funcionários e seu estabelecimento na direção certa para que ele alcance o sucesso. Assim como no jogo você de incentivar seu exército a atacar o exército inimigo, se expandir e buscar mais recursos, na sua empresa você deve considerar os investimentos, expandi-la e incentivar seus funcionários a buscar mais vendas.

A diferença é que no jogo, quando as estratégias usadas não dão certo, você pode recomeçar. Na sua empresa não. Portanto, pense bem antes de investir na sua empresa e também em qualquer movimento arriscado do jogo.

5. Plants vs. Zombies

Plants vs. Zombies é um jogo de estratégia desenvolvido pela PopCap Games. Sendo lançado pela primeira vez em 2009, alcançou algumas marcas e foi muito bem recebido pela crítica, tanto internacional, quanto nacional.

A intenção do jogo, se não ficou clara em seu próprio nome, é uma competição de zumbis e plantas. Mas não são plantas normais versus qualquer zumbi. O propósito do jogo é impedir que os zumbis cheguem até sua casa, atirando neles ou explodindo minas que são, isso mesmo, plantas! Com a invasão zumbi chegando, você e seu vizinho, Crazy Dave, devem defender sua casa de dia ou de noite, no jardim da frente, no telhado ou no quintal.

Mas para que as plantas possam atacar os zumbis e defender você, é preciso comprá-las e plantá-las. Para comprar as plantas, você deve coletar todos os raios de sol que vão aparecendo ao longo do jogo. Os girassóis são plantas que geram mais raios para que você colete e possa comprar mais plantas. Eles são a moeda do jogo.

Cada planta tem seu poder, assim como cada zumbi tem uma força diferente. E conforme o jogador, que é você, evolui, são liberados opções e modos extras. Plants vs. Zombies está disponível para as seguintes plataformas: Android, Bada, BlackBerry PlayBook OS, iOS, Mac OS X, Navegador, Nintendo DS, Nintendo DSi (DSiWare), PlayStation 3 (PSN), PlayStation Vita (PSN), Windows, Windows Phone, Xbox 360 (XBLA) e Zeebo.

Com o sucesso do jogo crescendo, foram desenvolvidos outros jogos e sequências. Como o ‘Plants vs. Zombies 2: It’s About Time‘ ou ‘Plants vs. Zombies: Garden Warfare‘.

Plants vs. Zombies 2: It’s About Time

O jogo dessa vez continua trazendo a incansável batalha contra os zumbis, mas dessa vez através dos tempos. O que aconteceu foi que Crazy Dave, o vizinho, comeu um taco, a comida mexicana, com um molho apimentado e agora sua meta é voltar no tempo para poder comer tal taco novamente. Para poder se deliciar com o taco outra vez, ele cria Penny, uma máquina do tempo. Mas, é claro que ele não vai simplesmente voltar no tempo para comer o taco, algo dá errado e ele acaba no Egito Antigo. E é evidente que o Egito Antigo está infestado de zumbis. Portanto, além de se livrar dos zumbis, você deve encontrar o tal taco! 

Como o tema desse novo jogo é viagem no tempo, não teremos apenas o ‘Egito Antigo’ como destino. O jogo se inicia na casa, a sua casa, que está sendo atacada por zumbis. Logo, a segunda fase do jogo é o ‘Egito Antigo’, onde estão os zumbis múmias e zumbis deuses egípcios. Sua próxima parada será o ‘Mar de Piratas’, com zumbis piratas e zumbis capitães de navios!

As fases do jogo são, na ordem:

  • Casa do jogador
  • Egito Antigo
  • Mar de Piratas
  • Velho Oeste
  • Futuro Distante
  • Idade das Trevas
  • Praia Boa Onda
  • Cavernas da Geladura
  • Cidade Perdida
  • Turnê Idade da Juba
  • Pântano Jurássico
  • Vida Moderna

Ele pode ser jogado nas plataformas iOS, Android e XBOX One.

Plants vs. Zombies: Garden Warfare

O último jogo lançado causou alvoroço e medo entre os fãs da saga. Mas, como os outros jogos, se mostrou um sucesso. Dessa vez, ao invés de se utilizar de uma estratégia para quando os zumbis entrarem no seu jardim, você controla plantas para que elas ataquem, em terceira pessoa. Ele pode ser jogado através do Microsoft Windows, PlayStation 3, PlayStation 4, Xbox 360 e Xbox One.

Como Plants vs. Zombies pode me ajudar com empreendedorismo?

De início pode parecer não ter relação nenhuma, não é mesmo? Mas ao contrário do que parece esse jogo de estratégia serve para nos mostrar a importância do planejamento. E se ao jogar Plants vs. Zombies você não chegou a essa conclusão, algo está errado…

Assim como uma empresa deve ter o seu planejamento feito antes de começar qualquer investimento ou planejamento, no jogo, você deve saber qual nível está jogando, quantas fases deve passar, e quais zumbis deve matar para proteger sua casa. De forma sucinta: assim como você deve proteger sua casa no jogo, você deve proteger sua empresa de todos os erros que podem ser cometidos e de todas as ameças externas.

Cada erro cometido, tanto no jogo como na sua empresa gera um resultado insatisfatório. É preciso ter essa consciência para poder guiar a sua empresa pelo caminho certo para alcançar o sucesso. Assim como é preciso organizar suas plantas para chegar ao fim do jogo.

6. Hay day

Hay Day é um jogo baseado em uma fazenda.Logo do jogo Hay Day Essa categoria de jogos ganhou fama através dos jogos ‘Colheita Feliz’ e ‘Mini Fazenda’, jogadas no antigo Orkut. Assim, com os avanços da tecnologia e o crescimento de jogos de celular, foram criados jogos com a mesma temática para essas plataformas. E mesmo com a grande quantidade de jogos disponíveis, eles estão entre os mais pesquisados e baixados. Pode ser jogado em plataformas android e iOS.

Com cerca de 10.000.000 downloads, o jogo começa com um tutorial dado pelo espantalho. Ele começa contando que você ganhou uma fazenda e agora dele administrá-la!

Plantações

Assim, você escolhe um nome para a fazenda, começa a plantar trigo e milho, que devem ser estocados no silo e ganha estrelas, que são os pontos de nível.Exemplo de fazenda do jogo Hay Day A partir de então, você começa a vender suas colheitas, ganhar moedas, ganhar diamantes (ainda que poucos, uma vez que são pagos) e pode comprar a padaria, por exemplo. Assim é possível criar alimentos e itens ‘industrializados’ para venda e atender pedidos do caminhão e do barco. Dessa forma, a cada nível do jogo são disponibilizados novas ‘fábricas’ e produtos.

 

Animais

Além disso, existem os animais da fazenda. Galinha do jogo Hay DayEles são animais de fazenda, os que produzem novos produtos, como a galinha que produz ovos, a vaca que dá leite…; e também os animais domésticos, que são os gatos, cães, coelhos, cavalos, entre outros. Esses animais, tanto os de produção e os domésticos devem ser alimentados. Os animais produtores se alimentam da ração produzida com as plantações e os demais se alimentam de produtos diretos. 

Pescaria, cidade e vizinhança

Cada plantação colhida, cada item recolhido e cada animal alimentado produz estrelas de nível, as utilizadas para avançar. Conforme o nível sobe, é possível consertar alguns locais, como a área de pescaria, a cidade e a vizinhança. Na área de pesca você produz iscas para pescar os peixes, também arma armadilhas para patos e lagostas. Na cidade você constrói comércios, como o mercado, o cinema, a lanchonete entre outros, onde você atende os visitantes que buscam comprar algo, e pode ter até animais silvestres.

Exemplo da área de pesca do jogo Hay DayJá na vizinhança é onde você mais interage com os jogadores. Existe a corrida da vizinhança onde você deve completar missões e ultrapassar as vizinhanças concorrentes, também pode pedir e doar itens necessários para seus vizinhos, entre outros. Também é possível conectar com o Facebook e jogar com seus amigos!

O jogo é atualizado constantemente, sempre trazendo coisas novas e divertidas.

Como Hay Day pode me ajudar com empreendedorismo?

Em Hay Day você pode controlar toda uma fazenda e todos seus investimentos. O jogo se assemelha a uma fazenda de verdade, você deve estar atento a sua colheita e a seus animais. Também é possível vender seus itens através dos pedidos da caminhonete, do barco e da cidade. Cada item vendido da dinheiro e estrelas que fazem você passar de nível.

Ao contrário do que se pode pensar, vários aprendizados podem acontecer em um jogo assim. Se você não alimenta seus animais, eles não produzem nada, assim você não pode produzir mais nada. Também, se você não planta nada, não pode alimentar seus animais e nem criar novos produtos para atender seus clientes e ganhar mais dinheiro.

Esses entendimentos podem ser aplicados a sua vida. Óbvio que não diretamente, se você tem plantações e não as colhe, elas irão murchar e secas, o que não acontece no jogo. Mas quando você não se prepara e tem os produtos necessários, não será possível dar continuação a seu plano.

7. Township

O jogo que é um aplicativo e se encontra disponível para as plataformas android, iOS, PC, Windows Phone e Mac OS X, tem o intuito de fazer você criar, comandar e gerenciar uma cidade e sua fazenda. Pode-se dizer que é parecido com SimCity na sua descrição, mas passa longe nos gráficos.

A intenção é fazer você subir de nível, ganhando XPs. Os XPs são conseguidos através da realização de tarefas. Quando mais tarefas você fizer, mais pessoa você atender, mas plantações colher e outras tantas, mais pontos você ganha. Dessa forma, fazendo você passar por níveis mais rápido, e desbloqueando mais recursos ao longo do jogo. 

Sua jogabilidade é simples, bem mais fácil que SimCity, por exemplo. Em compensação, seus gráficos são diferentes. Enquanto SimCity tem os gráficos em 2D e 3D, Township tem gráficos mais simples e mais desenhados. Ou seja, mais parecidos com cartoons e longe da realidade. 

Como Township pode me ajudar com empreendedorismo?

Township é um jogo de estratégia que envolve toda uma cidade, e uma fazenda! Dessa forma você pode fazê-la crescer e se expandir, assim como avançar de nível e conquistar novas ferramentas.

Se comparado com uma empresa, você deve realizar investimentos, como a compra de maquinários, que você também irá fazer no jogo, por exemplo. Além de investigar qual o resultado que o investimento irá gerar. É preciso comandar todos os aspectos da fazenda para que ela cresça, assim como se deve controlar os aspectos do seu negócio.

Considerações finais

Depois da leitura desse artigo não é possível dizer que jogos não servem para ensinar e auxiliar com diversas questões. Os jogos citados trazem uma visão diferenciada de como ser estratégico, de como lidar com as questões que surgem ao longo do caminho e como ser um líder para sua equipe.

Cada jogo possui o seu método e seu estilo, também como sua plataforma. Mas, todos, de alguma forma, podem ensinar lições valiosas sobre como entender melhor sua empresa e como estudar os investimentos dela. 

Conhece algum jogo legal para empreendedores que não está aqui? Deixe um comentário!

Confira também:

Logo eGestor

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br