fbpx

SaaS: Como funciona a venda de um software como um serviço

O SaaS, ou Software as a Service, é uma nova forma de venda. Basicamente ele consiste na venda de um softaware como um serviço. O próprio nome já diz, Software como um Serviço. Assim, ele é um modelo de troca de serviços entre empresa e usuário, através da internet. 

Mas, de que forma o SaaS se desenvolve dentro da sua vida? Como ele funciona, de fato? E, a pergunta sempre muito pertinente: É realmente seguro usar esse tipo de serviço? É sobre essa tendência digital e tecnológica, que está crescendo muito nos últimos tempos que falaremos. 

O que é SaaS

O SaaS, software como serviço, é a venda de um software como um serviço. Esse serviço é desenvolvido apenas no meio digital, ou seja, na nuvem. Desta forma, a empresa não adquire um produto, mas um serviço e tem acesso através do pagamento de uma licença, como recorrência.

Essa é uma modalidade de aquisição de serviço que está crescendo muito em função das suas vantagens. Sendo as principais a agilidade e a praticidade.

Como funciona o SaaS

Para compreendermos melhor como funciona o SaaS, podemos dar um exemplo que está muito presente: a Netflix. O serviço de streaming oferece milhares de filmes, séries e documentários mediante o pagamento de uma licença, renovada todos os meses e que chamamos de mensalidade.

Assim, ao criar a sua conta na Netflix, você não compra um produto, mas um serviço. A empresa, por sua vez, oferta os filmes e também deve zelar pela qualidade do serviço. Ela precisa inovar criando atrações diferenciadas e atender demandas diversas com o intuito de sempre estar perto do cliente e mantê-lo fiel.

Quando o cliente não estiver mais satisfeito com o negócio, ele cancela a conta e não tem mais acesso aos vídeos disponíveis. Assim, ele não tem um produto, mas o acesso a um serviço. Ficou mais claro?

Então, é assim que os SaaS funcionam, com a aquisição de um serviço mediante o pagamento de licença ou por recorrência. Ou seja, o cliente tem acesso a softwares, sejam sistemas de gestão, de armazenamento e controle de dados e muito mais.

Trazendo para o mundo empresarial, percebemos que as empresas também vêm olhando para o SaaS com um pouco mais de carinho, uma vez que é muito mais vantajoso adquirir um serviço por tempo determinado do que comprar um produto de vez.

Modelos de venda

Existem versões pagas e gratuitas do SaaS, dependendo do que for ofertado. Um exemplo muito comum de SaaS gratuito são os serviços do Google que, para você ter acesso, basta criar uma conta de e-mail totalmente grátis.

São exemplos: Google Sheets para a criação de planilhas de dados, Google Docs para criação de arquivos de texto e Google Drive, para armazenamento de documentos, vídeos e outros.

Já o Microsoft Office, responsável pelo Word (para criação de texto) e Excel (para criação de planilhas), por exemplo, exige do usuário o pagamento de uma licença para uso dos softwares. Essa licença é renovada anualmente, mediante pagamentos mensais.

Em resumo, os principais modelos de venda são:

  • Gratuito: mas com recursos limitados;
  • Por planos: escolha os recursos que deseja e pague apenas por eles;
  • Personalizado: aqui o fornecedor do Saas precisa conhecer as necessidades da empresa e oferecer o que fizer mais sentido para ela naquele momento.
20 mil reais por mês revendendo egestor

Principais segmentos que utilizam o modelo SaaS

O SaaS está se popularizando bastante nos últimos tempos, em que a tecnologia cada vez mais se aprimora e oferece agilidade à gestão e experiência satisfatória do usuário. Assim, muitos segmentos se beneficiam com as vantagens do SaaS. Confira:

  • Sistemas de gestão: gestão e até criação de empresas podem contar com um sistema de gestão no estilo SaaS.
  • Big Data: empresas que precisam armazenar uma grande quantidade de dados;
  • E-learning: sistema de aprendizagem online com oferta de cursos variados é um dos segmentos mais atuantes no SaaS.
  • Aplicativos: todas as vantagens dos aplicativos atraíram muitos usuários e é claro que, pensando em agilidade e acessibilidade, o uso do sistema SaaS não poderia ficar de fora desse tipo de produção e consumo de conteúdo. São exemplos: app de podcasts, filmes, músicas etc.

Vantagens

Baixo custo

Se comparado às outras formas de adquirir um serviço, o SaaS é muito mais acessível, financeiramente falando. Com ele, a empresa não precisa comprar um produto, gastar com implantação, manutenção, solução de problemas; ela precisa apenas pagar a licença, de acordo com o plano escolhido e usar. Assim, questões burocráticas ficam por conta do provedor.

Mais tempo para a gestão

Outra grande vantagem do software como serviço é o tempo que o gestor ganha para lidar com questões mais importantes da empresa, já que não precisa se preocupar com pontos burocráticos do negócio.

O sistema pode ser acessado por várias pessoas e com a delegação de tarefas, sobra muito mais tempo e energia para focar em estratégias de crescimento do negócio, por exemplo.

Acessibilidade e agilidade

Como está armazenado na nuvem, o serviço contratado fica acessível para o usuário em qualquer lugar em que ele esteja, desde que tenha acesso à internet. E não apenas para visualização, mas também para alterações, facilitando muito o trabalho em equipe e manutenção de dados em tempo real.

Tempo é a moeda da atualidade e muitos gestores já percebem isso. Agilidade nas negociações, rapidez na manipulação de dados burocráticos, emissão precisa e fácil de informações são fundamentais para quem lida com um mercado em constante evolução.

Isso sem falar que o acesso remoto é totalmente compatível com a modalidade de trabalho que mais cresce nos últimos tempos que é o home office, também cada vez mais adotado pelas grandes empresas.

É seguro?

Os provedores do sistema SaaS garantem a segurança dos dados armazenados e das transações realizadas lá dentro. Certamente, o crescimento gigante desse modelo de serviço deve servir também como resposta para quem tem essa dúvida.

De toda forma, a negociação do serviço envolve uso de senhas e criptografia para dificultar a invasão e uso indevido das informações. Isso sem contar nas atualizações constantes, também levando em conta a melhoria da segurança e do serviço prestado.

Considerações finais

O que você viu aqui são os principais motivos pelo qual o SaaS crescendo tanto entre as empresas de todos os tamanhos. O fácil acesso, o baixo investimento e a agilidade na inclusão e no processamento de dados são grandes atrativos. É a tecnologia mais uma vez se mostrando como um apoio necessário para a criação e evolução dos negócios de vários segmentos.

Banner-conversao-eGestor-blog
Início 9 Empreendedorismo 9 SaaS: Como funciona a venda de um software como um serviço
Escrito em: 04/03/21
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Comentários:

Compartilhe seu comentário, dúvida ou sugestão!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar…

Gestão empresarial: guia definitivo para o sucesso do seu negócio

Toda empresa precisa ter um objetivo, uma missão maior que guie todas as suas atividades. Independente de qual for esse objetivo, ele tem tudo a ver com a gestão empresarial. Isso porque é através de uma gestão empresarial competente e...

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): o que é e quem emite

A NFS-e, ou Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, é um dos tipos de notas fiscais que existe juntamente com a nota fiscal, a nota fiscal do consumidor e o conhecimento de transporte. Elas são úteis para empresas que tem como uma das funções...

Nota fiscal eletrônica: tudo o que você deve saber [ATUALIZADO]

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento cuja função é atestar a venda de um produto ou a prestação de um serviço. Ela foi desenvolvida com o objetivo de substituir alguns sistemas de impressão de documentos fiscais em papel. Assim...

Faturamento: O que é, como calcular e aumentar o seu

Porque o faturamento é tão importante para a empresa? O faturamento é importante para a empresa porque ele é o valor, em dinheiro, que a empresa recebeu em um período. Assim, ele demonstra se o resultado foi satisfatório ou não. Com o...

ERP: O que é e vantagens [GUIA COMPLETO]

Teste Grátis A administração de uma empresa acontece diariamente, com processos e controle que devem ser feitos a todo momento. Esses processos são o que mantém a empresa funcionando, e esse controle é o que mantém as contas em dia e os...

Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo

Passo a passo para fazer o controle financeiro da sua empresa Faça o controle do fluxo de caixa Separe custos e receitas Planejamento de recebimentos e pagamentos Registre todas as operações financeiras Tenha um orçamento bem estruturado...

Fluxo de Caixa: Guia de como fazer o da sua empresa

O que é o fluxo de caixa?O fluxo de caixa é o controle de todos os valores que entram e saem do financeiro da empresa. Qual o objetivo do fluxo de caixa?O objetivo do fluxo de caixa é garantir a saúde financeira do negócio, assegurando...

NFC-e (Nota fiscal de consumidor eletrônica) [Atualizado]

Emitir NFC-e Todo produto ou serviço vendido, deve ter sua comprovação fiscal e um dos meios de atestar essa transação é a nota fiscal. Afinal, ela dá segurança tanto à empresa que vende o produto, quanto ao consumidor que o compra....

Controle de Estoque: Como fazer um controle profissional

Porque o controle de estoque é tão importante para a empresa? O estoque é o principal ativo de uma empresa, sendo a forma mais importante de fazer dinheiro. Por isso, ter total atenção a gestão do estoque é de extrema importância. Se a...

Guia do MEI: Tudo sobre o MEI – Blog do eGestor

O MEI (Microempreendedor Individual) é um tipo de empresa voltado para formalização de profissionais autônomos. O custo para abrir um MEI é zero. Os impostos pagos pelo MEI são o ICMS, pela venda de mercadorias, o ISS, por prestação de...