joão appolinario

João Appolinário é um homem de prestígio no meio dos negócios. Sua empresa, a Polishop, teve um crescimento rápido no mercado, graças à habilidade de vendas do empresário. A organização foi criada no final da década de 90, e hoje já fatura mais de R$ 1 bilhão por ano.

O sucesso da Polishop se deve à estratégia de criar o desejo em vez da necessidade. Hoje, Appolinário é uma pessoa pública, devido, em parte, à originalidade do seu negócio. Em 2016, ele também fez sua estreia na TV, no programa Shark Tank. Falaremos sobre tudo isso e um pouco mais neste artigo.

O começo

João Appolinário estreou no mercado como sócio de uma concessionária de automóveis da sua família. Enquanto trabalhava nessa empresa, decidiu abrir um negócio próprio. Ele já havia escolhido seu futuro, e não seria o de sucessor de uma organização. O seu objetivo, na verdade, era ser empreendedor. No entanto, ele ainda não sabia no que investiria seu dinheiro.

Logo que saiu do negócio da família, ele passou a trabalhar com vendas. Depois de ter ido a Miami, nos Estados Unidos, em 1995, ele decidiu vender um produto emagrecedor. Appolinário tinha na época 35 anos. Adquiriu no país americano alguns kits de 7 Days Diet, que prometia ao consumidor uma perda de peso em uma semana.

Entusiasmado, apresentou o produto a especialistas, como consultores de marketing e de vendas diretas. No entanto, ninguém compartilhou de seu entusiasmo, ao contrário, apresentaram argumentos convincentes de que a forma que ele escolheu para vender seu produto não seria lucrativa. Além de caro (o produto custava R$ 230), a dieta era difícil de ser enviada pelos correios, pois sua embalagem era grande demais para um pacote. Apesar disso, disseram que o produto era, sim, bom.

Os especialistas tentaram, ainda, dissuadir Appolinário sobre o método de venda. Ele acreditava que seria possível vender seu produto por meio da televisão e do telefone, opinião da qual discordavam os consultores. O empreendedor não deu ouvidos a eles, pois sabia que, devido ao preço do 7 Days Diet, seria impossível comercializá-lo em uma farmácia. Para realizar vendas, pensava Appolinário, era preciso de tempo para explicar os benefícios da aquisição.

Mesmo com as opiniões contrárias, o futuro empresário resolveu pôr seu plano em prática. Arranjou um sócio famoso, o ex-piloto Emerson Fittipaldi, que acabou sendo também o garoto propaganda do produto. Gastaram 500 mil dólares para iniciar as vendas do 7 Days Diet. Para não utilizar os correios, contrataram uma transportadora. Appolinário percebeu que ele tinha em suas mãos um canal poderoso de vendas quando vieram os resultados. Em três anos, venderam 600 mil kits e tiveram uma receita de R$ 138 milhões. Foi então que ele decidiu ampliar o negócio.

Guia de Gestão de Equipes

Polishop

Era o ano de 1999 quando Appolinário iniciou as atividades com a Polishop. A empresa, que venderia várias mercadorias, teve um crescimento rápido. Hoje, ela possui uma grande rede para a divulgação e comercialização dos produtos. Além das televendas, a companhia possui lojas físicas e virtuais, catálogo e representação comercial independente por meio do marketing multinível.

A princípio, o catálogo da Polishop continha 30 produtos. Todos eles eram vendidos pela TV, em infocomerciais. A estratégia da empresa era colocar um vendedor que explicasse todos os pormenores dos produtos, focando sempre nos benefícios. Mas foi então que surgiu um problema. Se havia 30 produtos, e o vendedor deveria explicar tudo sobre eles, poucos minutos não bastariam. Appolinário começou, então, a comprar grandes espaços na TV de canais pequenos, cuja grade não era completamente preenchida.

Para não bater de frente com grandes lojas varejistas, a Polishop passou a vender produtos importados e fabricados no Brasil. Assim, poderia praticar preços mais acessíveis para grande parte da população. Mais tarde, a empresa fez parceria com fornecedores para criar produtos exclusivos, como o grill do George Foreman, ex-lutador de boxe.

Entre os produtos mais comercializados estão os aparelhos das marcas parceiras da Polishop, como Conair, Philips Walita, Cadence, Arno, Elgin, Eletrolux, Ge. Além desses, a empresa também comercializa produtos de beleza e suplementos alimentares.

Appolinário é considerado um visionário, pois sua estratégia de negócios está alinhada com as tendências para o novo século. Muitos especialistas consideram o marketing multinível – também chamado de Network Marketing – como o “negócio do século XXI”. Entre as razões para isso, apontam os analistas de finanças, está o fato de o sistema permitir que novos e pequenos empreendedores invistam pouco para começar seus próprios negócios.

Hoje, a Polishop é muito conhecida pela população brasileira devido aos comerciais e infocomerciais divulgados na televisão. O faturamento anual, de aproximadamente R$ 1 bilhão por ano, é raro entre empresas da mesma idade. O sucesso está no seu diferencial. Em vez de vender, o foco da organização está na explicação do funcionamento dos produtos aos clientes. O empresário costuma dizer que seu forte nunca foi vender produtos.

A Polishop ainda é dona dos direitos do concurso Miss Brasil. Em razão desses fatores, Appolinário é frequentemente comparado com o presidente americano, sendo considerado por muitos o Donald Trump brasileiro. O empresário dos EUA também possui uma empresa de marketing multinível e é ex-dono da marca Miss Universo.

Ebook Crescimento Empresarial

Shark Tank

Em 2016 João Appolinário se juntou a um time de empresários de sucesso para participar do reality show “Shark Tank Brasil – Negociando com Tubarões”. Entre os membros do programa estão Robinson Shiba, dono do China in Box, o cantor Sorocaba, da dupla sertaneja com Fernando, e Cristiana Arcangeli, empresária do ramo de cosméticos. Na atração, existem também as “cadeiras rotativas”, que foram ocupadas na primeira temporada por Carlos Wizard, presidente da Mundo Verde, e Camila Farani, da Gávea Angels.

O programa, que estreou em 13 de outubro de 2016 no Canal Sony, contou com 13 episódios de uma hora cada. O objetivo da atração é selecionar novos empreendedores para negociar com os “tubarões”. Eles apresentam seus projetos ou ideias, com o objetivo de convencer os empresários de que eles devem investir no seu negócio para alavancá-los. Os candidatos, então, precisam apresentar estratégias de apresentação para conseguirem o resultado esperado. O reality show é uma versão do programa “Dragons’ Den”, uma atração britânica e japonesa.

Gostou do texto? Deixe um comentário !

EGestor - Software online de gestão empresarial para pequenas empresas

Escrito por eGestor

O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas.
Teste gratuitamente em http://www.egestor.com.br