fbpx

Entrevista de emprego: 7 dicas + 13 perguntas para se fazer

O objetivo de uma entrevista de emprego é ajudar no processo de seleção de profissionais para uma empresa. Sendo a entrevista uma das etapas de um processo seletivo, que pode ter testes, dinâmica em grupo e avaliação do currículo. Seja qual for o tamanho da instituição, a entrevista é muito importante para que a vaga seja preenchida pelo candidato adequado. Já que poderá suprir as necessidades descritas na vaga e contribuir de fato para o crescimento da empresa.

Geralmente, uma entrevista de emprego é feita individualmente com o candidato; seja pelo gestor da área que vai trabalhar diretamente com o profissional, seja com o setor de recursos humanos, ou até mesmo com o dono da empresa. A entrevista deve buscar algumas informações dos candidatos. Como uma noção sobre a vida pessoal, valores educacionais e experiências profissionais passadas.

Para isso, é preciso planejar a entrevista de emprego para conseguir extrair as informações necessárias. Em casos de empresas de grande porte, as entrevistas são planejadas e feitas pelo setor interno de recursos humanos. No entanto, para instituições que não possuem este setor, há possibilidade de contratar serviços de empresas terceirizadas de recursos humanos. É importante que o planejamento comece desde a seleção de currículos, para que só cheguem à entrevista final quem realmente pode preencher a oportunidade de emprego.

Durante o processo de seleção, o entrevistador deve ter um material consistente para poder conduzir a atividade com eficiência. Tendo instrumentos suficientes para conhecer um pouco da experiência de cada candidato, poder analisar o seu perfil e habilidades profissionais. A fim de escolher o melhor para a vaga. No entanto, montar uma boa entrevista de emprego não é tão simples quanto parece. O profissional que conduz a entrevista também deve ter experiência suficiente para conseguir ler o perfil de cada candidato.

Como conduzir uma entrevista de emprego

Preparamos abaixo um passo a passo com cinco dicas fundamentais para que você consiga planejar e conduzir o processo de seleção da melhor forma possível. Siga as nossas instruções para garantir o melhor desempenho durante a entrevista de emprego. Lembre-se que o papel do entrevistador é muito importante para que a entrevista seja conduzida de forma profissional e eficiente. Confira logo abaixo as nossas cinco dicas para você!

1. Planeje a entrevista de emprego e esteja preparado

O planejamento é o momento em que você deve se preparar para a entrevista de fato. Lembre-se de reservar o período para estar totalmente dentro da entrevista de emprego, sem distrações de fora ou interrupções do processo. Isso, aliás, é uma forma de demonstrar respeito ao candidato que, sem dúvida, também deve ter se preparado para o processo seletivo.

Para chegar preparado, é fundamental fazer o trabalho prévio, principalmente o de analisar a ficha do profissional. Busque entender cada fato incluído no currículo profissional do candidato, como sua área de interesse, sua formação, suas experiências anteriores e atividades desenvolvidas. Evite ler a ficha do candidato durante a entrevista, já que isso, além de perder tempo, mostra um despreparo por sua parte.

É importante ressaltar alguns pontos que você considera positivo no currículo profissional do candidato, e explorar mais estes pontos. Da mesma forma, anote suas dúvidas em relação ao perfil do candidato para que você possa conduzir estes tópicos durante o processo. Não deixe também de salientar todas as necessidades e expectativas da empresa com a vaga em aberto; assim, o entrevistador deve saber do que se trata a vaga, quais são os benefícios e salário, além de outras informações pertinentes.

Não é apenas o candidato que deve se preocupar com o momento da entrevista. Ou seja, é fundamental que quem esteja no papel de recrutador tenha domínio do assunto, conheça o perfil desejado para o cargo e tenha se informado adequadamente sobre a formação, experiências e habilidades do postulante à vaga.

Seria extremamente desagradável o entrevistado perceber que você pouco ou nada sabe sobre ele, tanto que sequer seu nome decorou. Aliás, sobre o tratamento pessoal, tenha o mesmo cuidado que você gostaria que o candidato tivesse.

entrevista de emprego

2. Crie um ambiente confortável para o candidato

Ter um ambiente agradável e confortável para o candidato é fundamental para que a entrevista se desenvolva bem. Seja simpático, solícito e não tente parecer rígido para o candidato, lembre-se que a seriedade é diferente. Para a entrevista de emprego acontecer de forma fluída, é preciso deixar a conversa fluir. Claro que o entrevistador deve ter o controle da entrevista e do rumo da conversa, mas saber escutar é fundamental. Use o bom senso.

Vale ressaltar que alguns candidatos têm vergonha ou pouca experiência para falar sobre si mesmo, por isso, é necessário ter ferramentas para ajudar o profissional a se soltar um pouco mais. Comece quebrando o gelo, oferecendo água ou café. Deixe-os à vontade e para conseguir retirar o melhor de cada candidato.

Há claramente um ambiente de tensão em torno de uma entrevista de emprego, mas não precisa ser assim. Cabe ao recrutador deixar o candidato à vontade, ser informal, mas não deselegante e demonstrar interesse por aquilo que ele fala.

Ao identificar um ambiente mais acolhedor, o postulante espanta seus fantasmas, tende a sair da postura defensiva e agir mais naturalmente, revelando suas reais características e opiniões.

3. Conduza a entrevista de emprego de forma objetiva

Tempo é algo muito precioso, e isso vale tanto para o entrevistador quanto para o entrevistado. Por isso, é preciso ser objetivo e ir direto ao ponto. Para isso, o entrevistador deve achar o ponto ideal entre o ambiente confortável e a objetividade. Assim, não faça muito rodeio durante as perguntas e questionamentos, foque essencialmente no que é pertinente para a vaga de emprego. É importante ressaltar também que você deve deixar o candidato responder as perguntas de forma completa. Caso ele não diga algo que você quer saber, pergunte diretamente na próxima oportunidade.

É importante tirar todas as dúvidas que você tenha em relação ao lado profissional do entrevistado. Afinal, esta é a última oportunidade de fazer perguntas e conhecer o candidato antes de tomar uma decisão e dar a oportunidade de emprego na empresa para a pessoa.

Sabe quando o apresentador quer falar mais que o entrevistado em um programa na televisão? Chega a ser constrangedor, não é mesmo? Tenha essa lição em mente para não repetir o comportamento desagradável durante a entrevista. Você está em um diálogo e, portanto, a conversa deve transcorrer normalmente.

Se alguém pode falar um pouco mais, esse alguém é o candidato. Então, não o interrompa ou faça comentários desnecessários.

Ainda assim, é válido saber conduzir a conversa para a próxima pergunta, considerando que há profissionais que quando ansiosos, não conseguem parar de falar.

4. Atenção ao que o candidato fala

A pior coisa que o entrevistador pode fazer é não demonstrar interesse no que o profissional que está buscando a vaga diz. É preciso estar atento às respostas e ao perfil do candidato. Assim, observe como ele se apresenta, como ele relata as suas experiências profissionais e se ele tem conhecimento da empresa. O entrevistado deve estar tão bem preparado quanto o entrevistador. Por isso, escute atentamente para saber se este é o candidato certo para a vaga.

Outro ponto importante é ver como o candidato preparou a sua imagem para a entrevista de emprego. Um profissional que tem preocupação com a sua imagem terá o mesmo cuidado com a imagem da empresa. E quando falamos em imagem, não estamos falando de aparência física e, sim, de um cuidado que vai muito além disso.

Prestar atenção a qual momento do processo seletivo faz com que o entrevistado se sinta mais confiante e, em consequência disso, consiga desenvolver melhor os tópicos abordados. Não se esqueça: todo assunto que não faz parte da entrevista deve ficar de fora da sala neste momento. Deixe o celular no modo silencioso e peça para nenhum dos seus colegas te interromper neste momento. A mesma postura que o profissional tem ao ir em uma entrevista, você, como entrevistador, também deve demonstrar.

5. Esteja aberto para diferentes conceitos

O preconceito é algo que deve ser impensado em uma entrevista de emprego. O julgamento prévio de um candidato pode acabar afastando excelentes profissionais do mercado de trabalho, sem algum motivo plausível. Por isso, tome cuidado para não deixar nada que seja diferente de você ou do seu mundo afetar a entrevista de trabalho. É praticamente impossível conhecer uma pessoa durante uma entrevista de emprego, por isso, a análise deve contar com um fator positivo, de simpatia e de confiança no trabalho que pode ser desenvolvido em conjunto.

Assim como o preconceito é ruim, não tente comparar o candidato com outros profissionais que já estão dentro da empresa. Cada entrevistado possui uma bagagem profissional e uma experiência no mercado de trabalho. Talvez este seja um dos erros mais graves que o entrevistador pode cometer, uma vez que isso diminui todo o potencial que o entrevistado tem.

Buscar profissionais de qualidade no mercado de trabalho não está fácil. Há muitos profissionais que não possuem uma capacitação desejável, e que não pensam no seu próprio desenvolvimento profissional. Dessa forma, o processo de seleção e a entrevista individual de emprego se tornam cada vez mais essenciais para que a empresa monte um time forte e apto para atingir os seus objetivos. É preciso estar atento para atrair os melhores colaboradores para o seu negócio, oferecendo um acordo salarial e de carreira para que os mesmos possam permanecer focados e interessados em contribuir com o crescimento da empresa.

entrevista de emprego

6. Cuide da aparência, mas não seja preconceituoso

A aparência do candidato deve estar de acordo com a oportunidade oferecida. Mais do que o gosto pessoal do recrutador quanto às roupas que o entrevistado escolheu para aquele momento, é importante saber que ele se preocupou com a sua apresentação.

Também é fundamental que o foco esteja nas habilidades do candidato e em como ele pode agregar à sua equipe. Isso significa dizer que qualquer forma de preconceito, além de imoral, pode fazê-lo perder um excelente profissional.

7. Faça um teste final

Ao concluir a entrevista, vale fazer uma última pergunta que ao mesmo tempo que marca o fim do processo, coloca o candidato diante do desafio de mostrar que esteve conectado à conversa.

Questionar se há dúvida sobre o cargo ou a empresa é uma possibilidade, mas experimente também pedir para ele indicar qual ponto da entrevista gostou mais. Além de ser útil para testar o entrevistado, também serve de avaliação sobre os seus próprios métodos, permitindo crescer como recrutador.

13 perguntas para fazer na entrevista

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas presta uma importante ajuda para o empreendedor que está planejando um processo seletivo e não sabe bem como conduzir uma entrevista de emprego. Veja quais são as perguntas imprescindíveis para esse momento:

  1. O que você mais gosta de fazer em seu tempo livre?
  2. Por que você quer trabalhar aqui?
  3. Quais são seus planos profissionais para os próximos 10 anos?
  4. Qual o motivo da sua saída do emprego anterior?
  5. Quais foram seus três piores erros profissionais?
  6. Quais foram seus três maiores sucessos profissionais?
  7. Se eu conversasse com o seu ex-chefe, quais pontos positivos e negativos ele destacaria sobre você?
  8. Por que você quer trabalhar aqui?
  9. Quais são seus três pontos mais fortes?
  10. Quais são seus três pontos mais fracos?
  11. O que a empresa ganharia contratando você?
  12. Que valor você pode trazer para a empresa?
  13. Por que devo escolher você?

A importância da entrevista de emprego

Contratar a pessoa certa para fazer parte do seu time cumpre etapas diversas, desde a abertura da vaga à efetivação da contratação, passando pela análise curricular e a realização da entrevista de emprego.

Esse é um processo técnico prioritariamente conduzido por profissional da área de Recursos Humanos, que possui o conhecimento e experiência necessários para identificar o candidato que demonstra a maior capacidade de agregar à empresa.

Mas nem sempre pequenos negócios contam com um departamento, área ou até mesmo um responsável pelo RH. E aí, muitas vezes a responsabilidade recai sobre o próprio empreendedor, que tem outras habilidades e ainda prioridades a resolver ao mesmo tempo em que precisa reforçar o seu “elenco”.

O excesso de tarefas e a inexperiência na gestão de pessoas conspiram para o desleixo no recrutamento, tanto ao se limitar a critérios duvidosos de seleção quanto ao pular etapas essenciais para o acerto na contratação.

Se você recebe o pedido de um amigo para dar uma chance ao filho e topa após uma rápida análise curricular, pode até dar certo, mas não está indo pelo melhor caminho.

A entrevista de emprego em qualquer que seja o processo, é fundamental para confirmar as expectativas depositadas no candidato. Lembre-se de que o papel aceita tudo e no currículo, todos parecem mais capazes do que realmente são.

“Entrevistas presenciais permitem que entrevistadores observem atitudes e reações reveladas por meio de expressões faciais, contato visual, gestos e postura”, afirmam os autores Charles Stewart e William Cash Jr. no livro Técnicas de Entrevista: Estruturação e Dinâmica para Entrevistados e Entrevistadores (Ed. Bookman).

É por razões como essa, somada à possibilidade de contatos mais longos para aprofundar temas importantes, que saber conduzir uma entrevista de emprego deve ser um compromisso para gestores de todas as áreas.

Dedique-se ao recrutamento

Havendo um profissional de RH na sua empresa ou não, um empreendedor consciente deve se fazer presente em processos de contratação.

Se o gestor deseja contar com um time que reúna as características que mais combinam com o negócio, muito poderá ajudar na seleção, pois ninguém conhece mais sobre a empresa do que ele.

Pense a respeito, amplie seus conhecimentos e esteja melhor preparado para quando surgir a necessidade de realizar uma entrevista de emprego ou qualquer outra das etapas de seleção.

O entrevistador deve ser experiente

O setor de recursos humanos é importante para todo este desenvolvimento do negócio; por isso, as entrevistas devem ser conduzidas por profissionais experientes e que estejam alinhados com os valores e objetivos da empresa. Só assim será possível tirar o máximo de proveito das entrevistas de trabalho. Mãos à obra! Boa sorte e boa entrevista!

Banner-conversao-eGestor-blog
Início 9 Empreendedorismo 9 Entrevista de emprego: 7 dicas + 13 perguntas para se fazer
Escrito em: 10/02/22
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Comentários:

Compartilhe seu comentário, dúvida ou sugestão!

9 Comentários

  1. Divino Eterno Ferreira Junior

    Muito interessante o material , pois nos direciona muito bem no tema e tira duvidas de como conduzir uma boa entrevista de emprego.

    Responder
  2. Divino Eterno Ferreira Junior

    Material muito interessante e nos direciona e prepara para realizar uma boa entrevista .

    Responder
  3. Andrei

    Muito bom

    Responder
  4. Viviane

    Material muito proveitoso para a condução de uma entrevista bem sucedida

    Responder
  5. Lucas Lemes de Melo Souza

    Muito bom o conteúdo, muito bem detalhado, dando diversos caminhos de condução passo a passo de como fazer uma ótima entrevista.

    Responder
  6. Lucas Lemes de Melo Souza

    O conteúdo muito detalhado ajudando bastante nos passos a passos.de uma entrevista.

    Responder
  7. Fábio Mendes

    Material excelente, onde podemos adquirir conhecimentos e aplicar em nosso dia a dia. Extremamente satisfeito, parabéns!

    Responder
  8. Helinaldo mendes cabral

    Excelente material.

    Responder
  9. Antonio Dias

    Sem dúvida é um material interessante e útil. Contudo, perguntar sobre sua perspectiva profissional para os próximos 10 anos é um tempo que ele pode não ter dimensão. Eu reduziria para 5. Outro fator diz respeito à pergunta sobre o que seu ex-chefe diria, se questionado, porque é uma resposta que cabe apenas ao ex-chefe, nãonao entrevistado. Creio que uma pergunta muito importante a fazer é: você pode me contar mais sobre sua experiência sobre esta vaga? E explorar os detalhes implícitos como sua relação com outros colegas de trabalho, problemas específicos que aconteceram e como ele os resolveu e muito mais. Ainda caberia outra pergunta interessante: se eu fosse seu aprendiz para esta vaga, como você me ensinaria o passo a passo?

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar…

Controle de Estoque: Como fazer um controle profissional

Porque o controle de estoque é tão importante para a empresa? O estoque é o principal ativo de uma empresa, sendo a forma mais importante de fazer dinheiro. Por isso, ter total atenção a gestão do estoque é de extrema importância. Se a...

Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo

Passo a passo para fazer o controle financeiro da sua empresa Faça o controle do fluxo de caixa Separe custos e receitas Planejamento de recebimentos e pagamentos Registre todas as operações financeiras Tenha um orçamento bem estruturado...

Nota fiscal eletrônica: tudo o que você deve saber [ATUALIZADO]

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento cuja função é atestar a venda de um produto ou a prestação de um serviço. Ela foi desenvolvida com o objetivo de substituir alguns sistemas de impressão de documentos fiscais em papel. Assim...

NFC-e (Nota fiscal de consumidor eletrônica) [Atualizado]

Emitir NFC-e Todo produto ou serviço vendido, deve ter sua comprovação fiscal e um dos meios de atestar essa transação é a nota fiscal. Afinal, ela dá segurança tanto à empresa que vende o produto, quanto ao consumidor que o compra....

Guia do MEI: Tudo sobre o MEI – Blog do eGestor

O MEI (Microempreendedor Individual) é um tipo de empresa voltado para formalização de profissionais autônomos. O custo para abrir um MEI é zero. Os impostos pagos pelo MEI são o ICMS, pela venda de mercadorias, o ISS, por prestação de...

Faturamento: O que é, como calcular e aumentar o seu

Porque o faturamento é tão importante para a empresa? Porque ele é o dinheiro que a empresa recebeu em um período, que mostra se ele foi bom ou não. Acompanhar o faturamento se sabe quanto a empresa pode gerar de capital. Ele também é...

Fluxo de Caixa: Guia de como fazer o da sua empresa

O que é o fluxo de caixa?O fluxo de caixa é o controle de todos os valores que entram e saem do financeiro da empresa. Qual o objetivo do fluxo de caixa?O objetivo do fluxo de caixa é garantir a saúde financeira do negócio, assegurando...

Gestão empresarial: guia definitivo para o sucesso do seu negócio

Toda empresa precisa ter um objetivo, uma missão maior que guie todas as suas atividades. Independente de qual for esse objetivo, ele tem tudo a ver com a gestão empresarial. Isso porque é através de uma gestão empresarial competente e...

ERP: O que é e vantagens [GUIA COMPLETO]

Teste Grátis A administração de uma empresa acontece diariamente, com processos e controle que devem ser feitos a todo momento. Esses processos são o que mantém a empresa funcionando, e esse controle é o que mantém as contas em dia e os...

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): o que é e quem emite

A NFS-e, ou Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, é um dos tipos de notas fiscais que existe juntamente com a nota fiscal, a nota fiscal do consumidor e o conhecimento de transporte. Elas são úteis para empresas que tem como uma das funções...