Marmoraria: Como montar a sua – Passo a passo completo

Escrito em: 07/04/22
Início 9 Empreendedorismo 9 Marmoraria: Como montar a sua – Passo a passo completo

As pedras ornamentais como mármore e granito nunca saem de moda. Na construção civil, por exemplo, elas são frequentemente usadas na decoração de exteriores e de interiores. Consideradas artigos de luxo, elas são transformadas em pias, soleiras de portas e até mesmo em revestimentos de pisos e de paredes. Por esses e outros motivos, não é de se estranhar que montar uma marmoraria seja um excelente negócio.

Se por um lado o negócio é vantajoso, por outro exige planejamento. É preciso obter licenças para funcionar, garantir máquinas, equipamentos e mão de obra para manipular as pedras, entre outros detalhes importantes. Então, confira no artigo a seguir como montar uma marmoraria bem-sucedida.

O que é uma marmoraria?

Antes de conhecer os procedimentos para montar uma marmoraria, é importante saber exatamente do que se trata o empreendimento. Em princípio, uma marmoraria é um estabelecimento onde são produzidas peças de mármore e granito, rochas naturais de alta resistência, beleza e durabilidade.

Todavia, o negócio de marmoraria é mais abrangente do que se imagina. Afinal, no próprio local as peças produzidas também são comercializadas e em alguns casos, existe ainda a instalação nas construções. Ou seja, apesar de a atividade ser considerada indústria, ela também atua como comércio e, dependendo da empresa, ainda atua na prestação de serviços.

Independentemente das atividades oferecidas pelo estabelecimento, o mercado de mármores e granitos é promissor. Só no primeiro semestre de 2021 o setor movimentou US$572 milhões em exportações. As peças produzidas podem ser usadas na construção civil, em móveis ou utilizadas em cemitérios.

O que é necessário para montar uma marmoraria?

Por ser um tipo de negócio que gera resíduos, é preciso que ele esteja em conformidade com as Leis 6.938/81 e 9.605/98

A primeira, mais conhecida como Política Nacional do Meio Ambiente, estabelece as diretrizes para que os estabelecimentos que causem, direta ou indiretamente, degradação da qualidade ambiental possam funcionar sem afetar o meio ambiente, a saúde, a segurança e o bem-estar da população. Enquanto isso, a segunda diz respeito às penalidades aplicáveis a todos aqueles que pratiquem atos lesivos ao meio ambiente.

De praxe, para montar uma marmoraria é preciso buscar, junto a FEEMA (Fundação Estadual de Engenharia do Meio Ambiente), licença para funcionar. Além disso, é importante procurar a prefeitura da cidade onde deseja montar uma marmoraria, já que cada município tem suas próprias legislações ambientais e regras para abertura de empresas.

Mas é claro que nem só de licenças vive um negócio em fase de implantação. Além das licenças, outras aquisições também se fazem imprescindíveis na abertura de uma marmoraria, conforme as que você confere na sequência.

Tamanho da marmoraria

O tamanho da marmoraria vai depender dos serviços prestados no local. Se estes se limitarem apenas ao tratamento das pedras e à produção das peças de mármore ou granito, uma área de 100 m² pode ser suficiente. Entretanto, se o objetivo for montar um showroom para comercializar os produtos, o tamanho do imóvel precisa ser maior, podendo chegar a 1000 m².

Localização

Já quando o assunto é localização, é preciso compreender que as atividades de marmoraria fazem barulho e podem incomodar a vizinhança. E mais uma vez nesse caso é preciso procurar a prefeitura da cidade para saber se o negócio pode ser aberto em área residencial ou não. Assim, tenha em mente que trabalhar de forma legalizada pode evitar dores de cabeça e prejuízos financeiros com multas.

Ainda falando em localização, vale a pena ressaltar que o ponto comercial deve ser compatível com o trânsito de veículos que irão circular por ali. Ou seja, é importante que a rua onde esteja localizado o imóvel ofereça essa infraestrutura e que o lugar seja abastecido por água e energia elétrica para ligar as máquinas.

Investimento inicial para montar uma marmoraria

Conforme pontuamos anteriormente, o tamanho da marmoraria pode variar bastante, partindo dos 100 m² e podendo ultrapassar os 1000 m². 

Dessa forma, fica fácil perceber que o capital necessário para montar uma marmoraria pode variar, de acordo com a infraestrutura do empreendimento. Estima-se, no entanto, que o investimento inicial para trabalhar com mármores e granitos varie entre R$ 50 mil e R$ 500 mil. 

Mão de obra especializada

Montar uma marmoraria também significa contratar profissionais especializados para manipular as rochas e dar a elas outro sentido. 

Como é necessário operar com máquinas de corte, de polimento entre outros equipamentos, os funcionários devem possuir conhecimento sobre o assunto, passar por treinamentos periódicos e fazer uso de EPIs (Equipamentos de Proteção Individual). Dependendo do tamanho da marmoraria, podem ser necessários de 4 a 15 funcionários para dar conta de todos os processos produtivos do estabelecimento.

Equipamentos para montar uma marmoraria

Vários são os equipamentos utilizados em uma marmoraria. Entre eles, destacam-se os principais:

  • Máquinas de corte de bancada;
  • Bitoladores;
  • Máquinas portáteis de corte (tipo serra mármore);
  • Máquinas de polimento;
  • Perfuratrizes.

Além desses equipamentos para trabalhar as pedras, ainda é preciso investir em máquinas e equipamentos para transportá-las, como pás carregadeiras, caminhões, paleteiras hidráulicas, empilhadeiras entre outros.

Fornecedores

E não há como falar em montar uma marmoraria sem mencionar a aquisição de matérias-primas, não é mesmo? O grande problema nesse caso é que boa parte das empresas produtoras e exportadoras de mármores e granitos estão localizadas no Espírito Santo e em Minas Gerais . 

Portanto, para firmar boas parcerias comerciais e garantir diferencial competitivo à sua marmoraria, é provável que você tenha que se deslocar até esses estados para conhecer pessoalmente o trabalho dessas empresas. Assim, poderá analisar cuidadosamente, entre todas as opções disponíveis, as que mais atendem às necessidades do seu negócio.

Nesse sentido, antes de fechar uma parceria verifique sobre a origem e a qualidade das pedras. Analise também as condições comerciais oferecidas pelo fornecedor como prazo para entrega, para pagamento e se há descontos na compra de uma determinada quantidade de pedras. Tenha em mente que quanto mais vantagens você obtiver, melhores serão os seus preços no mercado e maiores as possibilidades de conquistar novos clientes.

Além dos fornecedores das pedras, é preciso também firmar parcerias comerciais para o fornecimento dos insumos utilizados na marmoraria, como tais:

  • Granalha de aço,
  • Lâminas para as máquinas de corte;
  • Cal;
  • Carbureto de cálcio.

Outros custos para montar uma marmoraria

Além do galpão industrial, equipamentos, investimento inicial e adequação às leis ambientais e municipais, outros custos também estão envolvidos no negócio, e de igual forma merecem a nossa atenção:

  • Água;
  • Luz;
  • Mobiliário;
  • Aluguel do espaço;
  • Telefone;
  • Manutenção preventiva e corretiva de máquinas e equipamentos;
  • Folha de pagamento de funcionários;
  • Pagamento do contador.

Como funciona o processo de produção de uma marmoraria?

O processo produtivo de uma marmoraria é complexo e pode ser dividido de acordo com as seguintes etapas.

Extração

Da fase de extração participam as empresas extratoras, mais conhecidas como empresas de mineração ou pedreiras. Elas retiram mármores e granitos diretamente da natureza em forma de grandes blocos. As jazidas são exploradas por profissionais especializados, que usam equipamentos como máquinas de fio diamantado, marteletes entre outros.

Análise

Após a extração dos blocos de mármore ou granito as peças são analisadas por um profissional especializado. Este, por sua vez, faz várias marcações nos blocos para que sofram novos recortes, dessa vez menores, para que possam ser movimentados por pás carregadeiras e transportados por caminhões específicos. 

Feito isso, os grandes blocos de rochas ornamentais são enviados para indústrias de beneficiamento, popularmente conhecidas como serrarias.

Beneficiamento

Nas serrarias, as rochas passam pelo processo de transformação, mais conhecido como beneficiamento. O processo é subdividido em duas fases, a saber:

  • Beneficiamento primário: os blocos são cortados em chapas menores, geralmente entre 2 cm e 4 cm;
  • Beneficiamento secundário: fase em que as pedras ganham acabamento polido (liso e com brilho), levigado (liso e sem brilho) ou natural (com poros e sem brilho – estado natural da peça).

Comercialização

Por fim, temos a parte da comercialização, talvez a mais importante para quem pretende montar uma marmoraria. Após ser trabalhada a sua superfície, as chapas de mármore ou de granito dão origem a diversos produtos como pias, soleiras de portas, revestimentos para pisos, paredes e fachadas entre outros.

Versátil, as rochas ornamentais podem ser cortadas em medidas personalizadas para se adequarem aos mais diversos projetos construtivos e decorativos. O polimento da pedra também é feito conforme a preferência do cliente.

Passo a passo para montar uma marmoraria

Agora que você já conhece um pouco sobre o dia a dia de uma marmoraria, é hora de saber como montar uma marmoraria para explorar esse mercado tão promissor. Veja adiante.

Conheça o mercado de mármores

Montar uma marmoraria e não conhecer a fundo o próprio mercado de atuação reduz significativamente as chances de sucesso do negócio. É preciso fazer uma boa pesquisa de mercado para conhecer o público-alvo, a concorrência, preços praticados entre outros fatores que tornam um negócio sustentável ao longo do tempo.

De acordo com o Sindirochas do Espírito Santo, o Brasil ocupa o 4º lugar entre os países produtores e exportadores de mármores e granitos do mundo. Entre os três principais estados brasileiros que fortalecem o setor destacam-se o Espírito Santo, Minas Gerais e o Ceará.

É claro que esses dados não são os únicos a prestar atenção na hora de montar uma marmoraria. Você sabia, por exemplo, que o principal mercado consumidor de uma marmoraria é o setor de construção civil, garantindo cerca de 80% do volume de vendas do estabelecimento? Em segundo lugar ficam os cemitérios, com um volume de vendas de 13%, seguido do setor moveleiro com a participação restante.

Faça um bom planejamento antes de montar uma marmoraria

A abertura de qualquer empresa exige planejamento e ao montar uma marmoraria isso não seria diferente. É hora de transferir as ideias para o papel, elaborar um bom plano de negócios e estabelecer as metas e objetivos da empresa, bem como quais caminhos seguir para alcançá-los.

Ainda no planejamento, não se esqueça de definir quais produtos e serviços deseja oferecer aos seus clientes. Além da fabricação de pias, soleiras e revestimentos, quais produtos o concorrente ainda não oferece? E quais serviços você poderia agregar ao seu negócio para conferir a ele um diferencial? Talvez a instalação das pias e dos revestimentos na obra possa ser uma ótima oportunidade de ampliar a clientela e crescer.

Encontre o financiamento ideal

Planejamento feito, é hora de levantar os recursos financeiros necessários para montar uma marmoraria. Conforme pontuamos anteriormente, dependendo da infraestrutura que se pretenda montar, o investimento inicial pode variar de R$ 50 mil a R$ 500 mil.

Mas onde conseguir tanto capital para abrir o empreendimento? Felizmente, alguns bancos e instituições financeiras auxiliam o micro e o pequeno empreendedor nessa jornada. Confira adiante como conseguir crédito para montar uma marmoraria:

  • Financiamento BNDES (Banco Nacional do Desenvolvimento Econômico e Social);
  • Linhas de crédito do Banco Santander;
  • Consórcios imobiliários, que ajudam o empreendedor a comprar terrenos e imóveis comerciais sem juros e com prazos de pagamento de até 240 meses;
  • Banco do Brasil Financiamento PJ;
  • Empréstimos e financiamentos Bradesco entre outros.

Legalize sua marmoraria

Também já explicamos que para montar uma marmoraria é necessário obter licenças ambientais e estar de acordo com as legislações municipais. 

Além disso, não se deve esquecer os pilares de todo o negócio: o registro do contrato social, o Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), a inscrição municipal e/ou estadual e o alvará de funcionamento. Por ser uma etapa burocrática e que envolve várias legislações vigentes, o ideal é contar com um contador experiente para realizar todo o processo.

Mas por que legalizar a sua marmoraria? Sem dúvida alguma para evitar dores de cabeça e prejuízos financeiros caso aconteça uma denúncia ou fiscalização. Mas não apenas isso. Legalizar a sua marmoraria significa poder emitir notas fiscais e atender empresas.

Monte a sua estrutura de trabalho

Cumpridas as etapas anteriores, é hora de montar o espaço para trabalhar as matérias-primas. Apesar de parecer um negócio complexo, a estrutura da marmoraria é muito simples. 

Para torná-la funcional e facilitar a manipulação das placas de mármore ou granito e das máquinas e equipamentos de forma a oferecer menos riscos aos trabalhadores, o ideal é dividi-la em setores, como depósito de matérias-primas, setor de produção e área de peças acabadas.

Lembre-se que em um tópico anterior explicamos as etapas produtivas de uma marmoraria. Ela começa com o processo de extração e passa pelo processo de beneficiamento, que é o polimento e o acabamento das pedras. Na sequência, termina com a fase da comercialização, que envolve o corte das peças conforme as necessidades do cliente. 

Seguindo essa lógica, é importante que o layout da marmoraria favoreça esse fluxo produtivo. Observar esse “pequeno” detalhe pode melhorar a produtividade do seu negócio.

Área de carregamento e descarregamento

Na hora de montar uma marmoraria, a área de carregamento e descarregamento deve ser bem planejada. O recomendado é que se estabeleça duas vias separadas, uma só para o carregamento e outra apenas para o descarregamento. Fazendo isso, você evita congestionamento de caminhões e otimiza o tempo de trabalho da tarefa.

Beneficiamento primário

O beneficiamento primário é a etapa posterior à da extração. Portanto, é o setor que recebe blocos menores de mármore para que sejam cortados em placas de 2 cm a 4 cm. Na prática, é o setor abastecido com os blocos que estão na área de descarregamento.

Nesse caso, o ideal é que esses blocos sejam descarregados na entrada do fundo do galpão. Mas não de qualquer forma. É preciso deixar um corredor livre entre eles para que sejam transportados internamente dentro da marmoraria. 

Beneficiamento secundário

Já no beneficiamento secundário as chapas de mármore são polidas, lustradas e cortadas de acordo com as suas finalidades. Este setor pode ficar atrás do estoque de matéria-prima ou na frente dele.

Setor de acabamento

Por sua vez, o setor de acabamento é aquele em que as placas de mármore enfim ganham forma. Ele é composto por processos de corte, de fresagem e de colagem e deve ficar disposto ao lado da área de estoque de matéria-prima.

Principais desafios enfrentados pelas marmorarias

Como nem tudo são flores, há ainda que se mencionar que o setor de mármores e granitos também enfrenta muitos desafios. A maioria deles, aliás, refere-se à falta de inovação do empreendedor para acompanhar as tendências do mercado. Entenda a seguir.

Uso de máquinas e equipamentos obsoletos

Para se manter ativo (e visível) no mercado de mármores e granitos é preciso inovar. É preciso investir em novas tecnologias que proporcionem melhor acabamento às peças, mas também mais produtividade aos colaboradores.

Dessa forma, é possível contornar atrasos na entrega e melhorar a satisfação dos clientes com a empresa. Além disso, essa é uma excelente maneira de acompanhar as tendências do setor e ter mais competitividade frente à concorrência.

Falta de treinamento profissional

A capacitação profissional das equipes de trabalho também é um fator determinante para o sucesso da empresa. Ao montar uma marmoraria, capacite seus funcionários antes, mas entenda que o treinamento profissional deve ser um processo contínuo, realizado periodicamente.

Portanto, sempre que houver uma mudança significativa no mercado de mármores, não deixe de atualizar seus funcionários sobre o tema em questão. É claro que o treinamento deve ser dividido por setores, já que o treinamento operacional não se confunde com o administrativo. Contudo, a prática pode beneficiar toda a empresa. 

Capacitando seus profissionais regularmente, você terá um atendimento ao cliente de melhor qualidade, formação de preços adequada e mais economia nas compras das matérias-primas. Logo, esse é um processo que não deve ser negligenciado, principalmente por todos aqueles que desejam ter sucesso no mercado de mármores e granitos.

Limitação de matérias-primas

A restrição de materiais é outro grande desafio que deve ser superado por quem deseja montar uma marmoraria. Apesar de o mármore e o granito serem carros-chefes do estabelecimento, o empreendedor não precisa oferecer apenas esses materiais. Afinal de contas, é possível também explorar as seguintes rochas ornamentais:

  • Ardósia;
  • Gnaisse;
  • Quartzito;
  • Xistos;
  • Gabro;
  • Sienito.

Dicas para montar uma marmoraria de sucesso

Agora que você já sabe quais são os principais desafios de uma marmoraria e como superá-los, é hora de receber dicas úteis para o sucesso do seu negócio!

Invista na excelência do atendimento ao cliente

O que vem a ser um atendimento de excelência? Em princípio, é um conjunto de técnicas capazes de deixar o cliente mais satisfeito com a sua marca, de tal forma que considere voltar a fazer negócios com a sua empresa.

Em um mercado cada vez mais competitivo, a excelência no atendimento se torna uma questão de sobrevivência para as empresas. É preciso solucionar as dúvidas do cliente com agilidade, mas também com empatia. Tenha em mente que fidelizar um cliente custa seis vezes mais barato do que conquistar um novo. 

Tenha uma boa gestão administrativa

Uma boa gestão administrativa garante que todos os processos operacionais aconteçam de maneira otimizada, dentro do prazo esperado e sem desperdício de recursos. 

Trata-se, na verdade, de um conjunto de atividades imprescindível para quem deseja montar uma marmoraria, pois melhora a organização do negócio como um todo, oferecendo mais eficiência às operações.

Não se esqueça da gestão da produção

Assim como a gestão administrativa, a gestão de produção também garante que os processos produtivos aconteçam com o mínimo de desperdício possível e dentro do prazo. Contudo, a área de negócios envolve o controle e o gerenciamento das etapas produtivas, como controle de estoque, manuseio de matérias-primas, transformação delas em produtos acabados e a distribuição do produto ao consumidor final.

Nesse sentido, é válido destacar que uma boa gestão da produção se faz com tecnologias simples, práticas e eficientes como o Sistema de Gestão Empresarial eGestor. Grande aliado de micro, pequenos e médios empreendedores, ele centraliza em um único lugar todos os processos da marmoraria, como controle de estoque, vendas, fluxo de caixa e financeiro. 

Além dessas vantagens, o eGestor ainda possibilita a emissão de notas fiscais de boletos de cobrança. Clique aqui e saiba mais sobre o software que simplifica a gestão empresarial da sua empresa.

Conclusão

Neste artigo você aprendeu como montar uma marmoraria legalizada, funcional e principalmente eficiente. Além disso, aprendeu também que com o eGestor você concentra em um único lugar todos os recursos para o sucesso do negócio, como controle de estoques, financeiro, de fluxo de caixa e de vendas. 

Com essa poderosa ferramenta de gestão empresarial você tem uma visão panorâmica do seu negócio, podendo identificar falhas com facilidade, corrigir erros, melhorar processos e crescer. O Sistema de Gestão Empresarial eGestor profissionaliza o seu negócio, na medida em que padroniza processos, agiliza as suas vendas, organiza as informações e possibilita que você avalie o desempenho da sua marmoraria por meio de relatórios gerenciais.

Você também pode gostar…

Planilha de controle de estoque Excel: Download grátis [Atualizada 2022]

Download Grátis O controle de estoque é fundamental para a sobrevivência de uma micro ou pequena empresa, afinal, é com ele que você conhece sobre a reserva de produtos do negócio. Assim, uma boa gestão de estoque permite identificar o...

Planilha de Ordem de Serviço: Download do Modelo Grátis!

Download Grátis A planilha de ordem de serviço é um dos documentos mais comuns entre as empresas prestadoras de serviço. Ela é uma forma de organizar e distribuir os pedidos recebidos pelo setor comercial da organização, repassando-os...

Planilha de Folha de Pagamento [Modelo para Download Grátis]

Download Grátis Toda empresa que possui funcionários tem uma folha de pagamento. Isso é um fato. Mas muitas vezes não se sabe quais impostos devem ser pagos, quais os cálculos que devem ser feitos, e outras inúmeras dúvidas. E para isso,...

Planilha de estoque mínimo: Como calcular [Download Grátis]

Download Grátis O estoque mínimo também é conhecido como estoque de reserva, estoque de segurança e estoque de proteção. Mas, todos esses conceitos se referem ao mesmo indicador e têm o mesmo objetivo: evitar que a empresa perca cliente...

Planilha de Comissão de Vendas – Download grátis

Download Grátis A planilha de comissão de vendas é uma ferramenta que orienta o empregador. Ela o ajuda a controlar o desempenho de todos os seus funcionários envolvidos na tarefa de vender mais. A planilha reúne diversas informações...

Planilha de Produtos: Baixe agora [Download Grátis]

Download Grátis Sempre se fala na importância de se ter um controle de estoque e de ele ser organizado. E realmente, esse controle é imprescindível. Acontece que há algo que pode facilitar um pouco mais esse controle e trazer ainda mais...

Planilha de Curva ABC: Download Grátis

Download Grátis A Curva ABC é uma técnica para entender o grau de importância de um produto dentro da empresa. Esse processo define quais produtos trazem mais retorno, os que trazem um retorno médio e os que trazem retorno baixo. Mas para...

Planilha de contas a pagar e receber – Download gratuito 2022

Download Grátis A planilha de contas a pagar e receber do Excel, é de suma importância para planejar o orçamento de sua empresa, de forma que seu caixa esteja preparado para lidar com as despesas, assim como projetar a realização de novos...

Planilha financeira Excel: Download Grátis – Atualizada 2022

Download Grátis Uma planilha financeira pode melhorar o resultado de sua empresa? É de conhecimento geral que toda empresa precisa de um plano de contas, controle de gastos, controle de estoque e de um controle de fluxo de caixa. Empresas...

Planilha de Análise SWOT: Baixe agora! [Download Grátis]

Download Grátis Em algum momento da sua vida como empreendedor você já deve ter ouvido falar em análise SWOT. Principalmente se for para falar em como ela é importante para tirar os projetos do papel e fazê-los dar certo. Mas, você sabe...

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido.