Clientes inadimplentes: saiba como lidar para não sair no prejuízo!

A inadimplência é um dos problemas que assolam muitas empresas, e seu risco não deve ser minimizado, já que pode comprometer seriamente a saúde do negócio. Mas, afinal, por que é tão perigoso ter clientes inadimplentes? Como lidar com esse problema e, principalmente, como evitá-lo? Descubra as respostas para essas perguntas a seguir!

Como a inadimplência pode destruir o seu negócio

A inadimplência pode ser considerada um dos maiores motivos para preocupação, já que sem receber o dinheiro pelos serviços prestados a empresa eventualmente não terá condições de arcar com seus compromissos (pagar funcionários, impostos, fornecedores etc.).

Mesmo que seja bem estruturada financeiramente e tenha um bom capital de giro, uma companhia com alto índice de clientes inadimplentes acaba perdendo a habilidade de se planejar e executar ideias importantes para o andamento das operações e o progresso do negócio.

Com isso, os investimentos em inovação e a implantação de melhorias também acabam sofrendo, visto que a preocupação deixa de ser o avanço das operações e passa a ser encontrar formas de remediar uma situação delicada. Aos poucos, essas dificuldades tendem a aumentar e retomar o controle da situação pode ficar cada vez mais difícil.

Como lidar com clientes inadimplentes

Apesar de ser uma situação desconfortável, é possível lidar com a inadimplência sem causar outros transtornos ou frustrar os consumidores. Alguns passos que devem ser seguidos:

Cobre de maneira adequada

Cobrar adequadamente vai desde o meio escolhido para fazer a cobrança até ao modo de fazer isso: de preferência, emita boletos, visto que eles informam sobre os juros envolvidos no atraso e podem ser enviados para protesto, em último caso.

Evite constranger o cliente

Fazer o cliente passar por situações embaraçosas não é a melhor estratégia para receber os atrasados, até porque isso viola o código do consumidor. Em vez disso, é sempre melhor recorrer a métodos mais sutis, como mensagens de texto, e-mails e até telefonemas.

Saiba até onde pode negociar

Uma tática muito comum é negociar a dívida, dependendo das circunstâncias. Essa pode ser uma boa saída se você tiver muitos recebíveis atrasados ou se a pessoa já estiver inadimplente há algum tempo, o que diminui cada vez mais as chances de a questão ser resolvida sem uma oferta desse tipo.

O importante nesse caso é saber até onde a negociação compensa para a sua empresa, a fim de evitar passar dos limites e receber ainda menos do que deveria.

Como evitar esse problema na sua empresa

Há muitas coisas que podem ser feitas para evitar esse problema por completo. Afinal, é muito melhor prevenir do que remediar. Algumas ações podem ajudar:

Cultive uma boa relação com os clientes

A partir do momento em que eles sentem os reais benefícios de ter uma relação de negócios com você, pensarão duas vezes antes de comprometer isso por atrasar ou deixar de pagar.

Seja proativo

Lembre os clientes de que lhes enviará uma cobrança quando o prazo for se aproximando. Isso os ajudará a reservar dinheiro e tirar tempo para pagar o valor, e ainda fará com que se sintam bem com o cuidado extra.

Planilha de controle Financeiro gratuita

Simplifique a experiência

Use a tecnologia para tornar o pagamento uma parte suave da experiência. Depois de realizar a venda, faça o máximo para que o pagamento seja algo automático na mente do consumidor, e não um trabalho complicado.

Certamente, não é fácil lidar com clientes inadimplentes, mas ao tomar todas as medidas necessárias e montar um processo para fazer isso, poderá não apenas diminuir, mas também evitar esse tipo de problema na sua empresa. Por agir assim, terá sempre o necessário para manter o negócio próspero e os consumidores satisfeitos.

Assista um vídeo do Sebrae sobre inadimplência

Já teve de lidar com clientes inadimplentes? Como você evita esse problema em sua empresa? Deixe seu comentário!

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br