Cultura orçamentária: conheça a importância e como implementar

Quando o assunto é cultura, falamos sobre hábitos que pertencem a um povo ou a um grupo específico. Essa é uma definição bem geral, mas já nos ajuda a entender o conceito de cultura orçamentária, que cada vez tem mais espaço dentro das empresas, assim que os gestores tomam conhecimento de sua existência e de formas de implementar na sua empresa.

A cultura no ambiente corporativo está ligada a fatores semelhantes, além de dependerem de seus líderes e sua postura. É o tipo de estudo que ajuda a ter um panorama de como a empresa funciona e o que pode ser feito para melhorar os processos, os hábitos, as pessoas, enfim.

São conceitos interessantes ligados ao assunto, que ajudam a entender e melhorar a cultura orçamentária, como cultura organizacional e cultura empresarial. Se você é um gestor interessado no assunto, fique tranquilo, pois neste post falaremos sobre o que é a cultura orçamentária e como é possível implementar na sua empresa, veja!

A cultura empresarial

Para saber o que é a cultura empresarial, precisamos pensar em quem é responsável por ela: os líderes. É por meio do comportamento dos gestores que essa cultura toma forma e prática no dia a dia das empresas. A maneira como os gestores se comportam e os seus valores são determinantes.

Uma alternativa fácil para entender a importância disso é pensar em uma empresa que aplica exatamente os mesmos processos e estratégias de outra. Os resultamos jamais serão exatamente iguais, porque as pessoas são diferentes umas das outras. A cultura de uma empresa não pode ser copiada, por assim dizer, pois depende de pessoas.

A cultura corporativa

O conceito de cultura está ligado ao mundo dos negócios de forma mais concreta. Já compreendemos sobre a cultura empresarial, então, podemos partir para o conceito de cultura corporativa, que parece o mesmo, mas não é. Desta vez, é sobre a experiência da empresa, a filosofia e também as expectativas.

Isso tudo se traduz na forma como ocorrem os processos internos. Por exemplo, uma organização com 20 anos no mercado tem uma maneira mais experiente do que uma empresa recém-formada, ainda que ambas sejam competentes em seu trabalho.

Os tipos de cultura organizacional

Sobre a cultura organizacional, temos algumas divisões que dependerão da configuração escolhida pelos gestores. Há quatro tipos adotados atualmente:

  • Hierarquia: Como o nome já diz, esse tipo de organização é divido por hierarquia e tudo é decidido e liderado pelos gestores. Há maior consideração pelo ambiente formal e os procedimentos são feitos de forma mais rigorosa. Um perigo dessa configuração é cultivar pessoas resistentes às novas ideias e possibilidades ou que possuem um controle muito rigoroso em tudo.
  • Clã: O que rege o regime em clã é a colaboração. Todo o trabalho é em equipe e há maior flexibilidade em relação às ideias. Existe a liderança, porém, o seu papel não é necessariamente superior, a postura é mais motivacional para manter todos os colaboradores trabalhando bem juntos.
  • Mercado: A configuração Mercado é aquela na qual a competição com ambientes externo é o que move o trabalho. Os funcionários são impulsionados a atingir metas muitas vezes distantes da realidade, lidando com muita pressão. Visando sempre o lucro, os colaboradores aqui são rivais.
  • Adhocracia: Nesse modelo, as protagonistas são a criatividade e a energia. A liderança visa sempre a inovação, motivando seus funcionários a arriscar para buscar o crescimento. Há no ambiente maior flexibilidade e valorização da liberdade individual, modelo bem próximo das empresas mais modernas.

Seja qual for a cultura de organização da sua empresa, saiba que nenhuma é perfeita. Tudo dependerá nas atividades exercidas, além da própria cultura empresarial, cabendo ao gestor selecionar aquilo que melhor se encaixa a sua realidade.

A cultura orçamentária

Depois disso tudo, finalmente podemos absorver melhor sobre o conceito de cultura orçamentária. Sabemos que as empresas possuem um planejamento financeiro, ao menos devem ter, que rege as atividades e serve de base para pensar no futuro. Pois bem, é nesse contexto que inclui os novos conceitos de cultura no âmbito financeiro.

O orçamento empresarial é algo adotado pelos setores responsáveis da empresa e é para servir de parâmetro para tomada de decisões no curto e longo prazo. Normalmente, isso é assunto do setor financeiro, dos administradores e gestores da empresa.

Já quando falamos sobre a cultura orçamentária, ao invés de apenas um setor, toda a empresa está engajada no assunto. Se há a intenção da administração de aumentar o índice de vendas, por exemplo, ou cortar um determinado custo, todos os colaboradores trabalharão para isso, com a noção de que será melhor para a empresa e fará com que os resultados sejam atingidos.

Como implementar a cultura orçamentária

Uma grande dúvida que pode ter ficado em sua mente é a necessidade de tantos conceitos para chegar em ações práticas para implementar a cultura orçamentária. A resposta é simples, como vimos, é muito difícil mudar a cultura da empresa, é um trabalho árduo e persistente largar velhas raízes e dar lugar para novas ideias.

Por isso, ao falarmos sobre a cultura ligada ao orçamento, não é diferente. Primeiro, é preciso ser transparente com toda a equipe sobre o que está acontecendo e também envolver a diretoria, gestores e controladoria firmemente no processo. Dentre as estratégias firmadas para isso, temos os indicadores-chave de desempenho (KPI’s).

Esse recurso ajuda a mostrar os resultados alcançados com a cultura implementada e as metas atingidas quando todos se mostram engajados. Assim, os responsáveis por tomar a frente dessas mudanças devem estudar as ações que melhor se encaixem no perfil da empresa.

Assim, será possível implementar uma cultura orçamentária na sua empresa. A ação principal é estudar as ações que melhor se adequam à empresa e à equipe, levando sempre em consideração a cultura empresarial e organizacional, pois como já vimos, esses conceitos trabalham juntos.

Então, não adianta buscar uma revolução dentro da sua empresa se a cultura não é levada em consideração. Por isso, procure alternativas concretas e profissionais que possam auxiliar nessas mudanças tão significativas.

Teste grátis o eGestor por 15 dias!

Banner eGestor  - Cultura orçamentária

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br