fbpx

Orçamento empresarial: A ferramenta para o sucesso financeiro

Em casa, no governo de um país, ou em uma grande empresa, planejamento é uma parte essencial do sucesso financeiro. A partir dele, você consegue acompanhar seus gastos, prever seus lucros e garantir estabilidade ao seu dinheiro. Caso você possua um negócio próprio, é importante também se atentar a esse aspecto. Atualmente, uma das ferramentas mais eficazes para esse controle é o orçamento empresarial, uma vez que ele permite ao empreendedor ficar por dentro dos resultados e das estimativas de sua empresa.

O que é o Orçamento Empresarial?

O orçamento empresarial é a ação de planejar ou estimar os lucros, despesas e investimentos de sua empresa por um determinado período no futuro, criando uma cultura orçamentária. Normalmente, esse orçamento é feito mensalmente ou anualmente.

É importante ressaltar que a previsão orçamentária não deve ser baseada em um histórico passado do seu negócio. A ideia central do orçamento empresarial é antever as possibilidades futuras de investimentos e desenvolvimento da sua empresa.

Com isso, o orçamento empresarial se torna um tipo de “mapa”. Ou seja, ele permite ao empreendedor controlar seus gastos, aplicar seu dinheiro nas áreas em que realmente é necessário e aumentar o faturamento da sua empresa.

Qual é o objetivo do orçamento empresarial?

O principal objetivo do orçamento empresarial é o estabelecimento de metas para o seu negócio. Assim, você conseguirá acompanhar seus resultados, compará-los e pensar em ações para mantê-los ou melhorá-los.

Também é importante ressaltar que além do orçamento empresarial, outra ferramenta que deve ter a atenção do empresário é o fluxo de caixa. Com o intuito de entender e controlar melhor o financeiro da sua empresa, o fluxo de caixa controla todas as entradas e saídas da empresa. Dessa forma, você tem dados mais precisos para inserir no seu orçamento empresarial.

Como fazer um orçamento empresarial

A elaboração de um orçamento empresarial precisa se adaptar aos processos, às necessidades e aos objetivos de cada empresa. Assim, pode-se dividir a construção orçamentária em quatro partes distintas:

  1. Análise dos recursos disponíveis, tanto financeiros quanto operacionais;
  2. Determinação com precisão os objetivos do orçamento e da empresa como um todo;
  3. Elaboração do documento com os números da empresa, tanto lucros quanto despesas;
  4. Acompanhamento e revisão esporádica do orçamento.

Seguindo essas etapas, você terá um orçamento completo e personalizado de acordo com o seu modelo de negócio. Isso permitirá um conhecimento mais amplo das possibilidades de crescimento da sua empresa, bem como das áreas que exigem maiores investimentos.

Esse orçamento, portanto, se transforma em um instrumento essencial para o desenvolvimento saudável e satisfatório do seu negócio.

orçamento emprearial

Principais tipos e modelos de orçamentos empresarial

Agora que você já conhece o conceito de orçamento empresarial, é importante também decidir qual forma orçamentária mais se encaixa na sua empresa e nos seus objetivos. Para isso, conhecer os tipos é uma tarefa fundamental:

Orçamento Estático

Esse tipo de orçamento é bastante utilizado no setor administrativo das empresas. Isso porque, depois de implementado, dificilmente sofrerá alterações. Assim, ele poderá auxiliar no processo de organização da sua empresa.

Orçamento Flexível ou Variável

Esse tipo de orçamento empresarial prevê, principalmente, os custos recorrentes em uma empresa, de acordo com suas diversas atividades. 

Assim, o orçamento flexível se baseia no controle e no cálculo dos gastos fixos e variáveis de um empreendimento.

Orçamento Contínuo

Esse tipo de orçamento tem como princípio abarcar um longo período. No entanto, sua principal característica é também sua maior vantagem: permite ao seu elaborador acompanhar o progresso de uma empresa e realizar revisões orçamentárias de acordo com seus resultados.

Orçamento de Desempenho

O orçamento de desempenho envolve a equipe de uma empresa e seus resultados, ou seja, se eles forem positivos, esse orçamento aumenta, caso contrário, a tendência é a diminuição orçamentária.

Esse tipo de orçamento é vantajoso para uma empresa à medida que mantém o foco e a produtividade de seus funcionários.

Orçamento Histórico

Esse orçamento é baseado nos números do período anterior. O orçamento histórico utiliza resultados para que se possa criar um orçamento novo. Esses números serão base para a criação de um novo número, sendo calculado, para entender quais podem ser os próximos gastos e receitas.

Orçamento Matricial

O orçamento matricial é feito através de uma matriz, por isso seu nome. Essa matriz analisa as receitas e as despesas com as linhas e colunas da matriz. Ela é feita a partir de subdivisões de setores, com cada responsável por setor especificando seus valores.

Orçamento Base Zero

O orçamento base zero é o orçamento empresarial feito sem levar em consideração os resultados anteriores da empresa. Ele é feito porque em muitas empresas os gastos e receitas não são os mesmos todos os meses, precisando que o princípio do orçamento seja zero.

Orçamento colaborativo

Também conhecido como orçamento descentralizado ou participativo, o orçamento colaborativo é feito com a intenção de inserir outros encarregados no processo de estimar o orçamento empresarial.

Vantagens de um orçamento empresarial

As vantagens de realizar o orçamento empresarial no seu negócio têm relação direta com o controle da sua empresa, principalmente o controle financeiro, e de seus resultados. Isso significa que, a partir desse documento, você será capaz de acompanhar o desenvolvimento do seu empreendimento de forma completa.

Além disso, o orçamento empresarial possibilita ao empreendedor antecipar gastos e investimentos. Dessa maneira, você conhecerá suas possibilidades reais de negócio, evitando riscos e prevendo cenários positivos ou negativos para sua empresa.

A realização do orçamento também requer a abertura de uma discussão que envolve toda a hierarquia da sua empresa. Isso significa que o orçamento empresarial também garante um maior engajamento de sua equipe, bem como a integração dos seus colaboradores.

Por fim, cabe destacar que uma das principais vantagens do orçamento empresarial é possibilitar a identificação de possíveis problemas na estratégia do seu negócio com antecedência. Assim, você estará apto a encontrar e aplicar as soluções necessárias para a resolução dessas divergências.

Qual a importância do planejamento financeiro empresarial?

O planejamento financeiro empresarial, portanto, é a base para praticamente todas as tomadas de decisões para a sua empresa. Sendo assim, é um processo absolutamente imprescindível para o sucesso de qualquer organização.

Afinal, é impossível pensar no sucesso de um empreendimento sem o estabelecimento de metas, projeção de cenários e ações a serem realizadas, dentre outras questões.

Sendo assim, a partir de um planejamento financeiro empresarial, os gestores podem nortear todas as transações que envolvem o seu negócio a um curto, médio e até longo prazo.

7 dicas para o seu planejamento financeiro empresarial

Realizar um bom planejamento financeiro, é essencial para que a sua empresa possua um maior direcionamento no processo de tomada de decisões empresariais, como a realização de novos investimentos, contratação de novos funcionários, aquisição de novos produtos com fornecedores, dentre outras transações.

Será que estas movimentações podem ser realizadas sem comprometer o orçamento de sua empresa? A partir de um planejamento empresarial bem definido, se sabe exatamente o que se pode investir sem comprometer a situação financeira de seu negócio, quanto se pretende gerar de faturamento, quanto a empresa terá de lucro e quanto será necessário gastar, dentre outros aspectos.

1. Faça uma projeção de receitas e despesas

O primeiro passo para elaborar um planejamento financeiro empresarial eficiente é analisar o histórico de movimentações de entrada e saída de caixa da sua empresa recentemente. E com essas informações, você pode fazer uma projeção realista das despesas e receitas que estão por vir e costumam ser padronizadas em seu fluxo de caixa.

Fazer essa estimativa é de suma importância para manter o seu orçamento empresarial preparado para arcar com os futuros gastos. Assim, a necessidade de recorrer a empréstimos junto a instituições bancárias, que podem apresentar taxas elevadas e comprometer a situação financeira de seu negócio futuramente, diminui.

Em relação às despesas, também é importante listar alguns gastos emergenciais que podem ser necessários, tornando a sua empresa mais preparada para esse tipo de situação. Por isso é importante projetar sempre um pouco “para mais”, para que não ocorra nenhum risco de endividamento.

2. Faça um acompanhamento de todas as suas movimentações financeiras

Apesar de ser um processo simples, muitos empresários não fazem um registro aprofundado de todas as despesas e receitas de sua empresa.

Essa falta de acompanhamento faz com que se tenha uma visão distorcida das finanças do negócio e dificulta a identificação de problemas, já que não se sabe de onde veio e para onde foi o dinheiro do orçamento empresarial.

Sendo assim, é essencial registrar diariamente todas as finanças da sua empresa. Em uma planilha eletrônica, você já consegue gerenciar todas as suas receitas e despesas, além de registrar a origem de cada uma dessas movimentações.

Se preferir mais praticidade e uma visão mais aprofundada sobre as suas finanças, com relatórios automatizados a respeito dos mais variados indicadores de desempenho do seu negócio, contrate um software de controle financeiro.

orçamento empresarial

3. Identifique os gastos que podem ser cortados do orçamento

A partir do registro de todas as receitas e despesas de sua empresa, é possível enxergar com clareza de onde vem a maior parte de seus gastos.

Entre essas despesas, certamente estão alguns gastos bastante supérfluos, que não são de primeira necessidade para o seu empreendimento e podem vir a ser cortados do seu orçamento, para que o seu dinheiro seja utilizado em áreas mais importantes.

4. Faça um estudo interno da sua empresa

É impossível projetar valores de faturamento, estabelecer metas ou estudar a realização de novos investimentos, sem conhecer profundamente a situação a qual se encontra a sua empresa.

É importante analisar fatores como o tempo de atuação que o seu empreendimento possui no mercado, o público alvo, crescimento da base de clientes, variação de faturamento da empresa em determinado período, dentre outros fatores.

Outro aspecto a ser analisado é a relação de seu empreendimento com os fornecedores. Eles oferecem boas condições de pagamento e negociações?

É um fator que vai fazer toda a diferença para identificar se existe a viabilidade de realizar investimentos em uma maior quantidade de produtos, por exemplo.

5. Projete diferentes cenários

Seu empreendimento deve estar preparado para as mais diversas situações. Na hora de traçar o seu planejamento financeiro empresarial, é de suma importância projetar diferentes cenários:

  • Um realista, no qual não serão estimadas metas tão ambiciosas;
  • Um otimista, em que se projetou um grande crescimento da empresa financeiramente e as ações que devem ser realizadas para manter este cenário;
  • Um pessimista, no qual você vai projetar uma possível situação emergencial da sua empresa, com quedas na produtividade e prejuízos financeiros, e a partir de então pensar em possibilidades para reverter este quadro hipotético;

A projeção de diferentes cenários é essencial para que você não seja pego de surpresa no futuro, e saiba como a sua empresa deve agir em meio a cada uma dessas possibilidades.

6. Estabeleça os objetivos e ações a serem realizadas

Feito todo o processo de estudo interno da empresa, projeção de cenários, corte de gastos do orçamento e um acompanhamento diário de todas as movimentações financeiras que envolvem o negócio, chegou o momento de analisar realmente a onde a sua empresa pode chegar a partir de todas essas informações.

  • Quais os objetivos da empresa dentro de determinado período?
  • Quais ações serão realizadas?
  • Quais funcionários serão responsáveis por cada tarefa?
  • Durante quanto tempo serão realizadas as ações até esperar os primeiros resultados?

Todo este cronograma precisa estar devidamente alinhado no seu planejamento financeiro empresarial. Algumas metas que podem ser traçadas em relação ao planejamento financeiro de seu empreendimento são, por exemplo, terminar o ano bem, obter um crescimento de determinada porcentagem em relação ao faturamento do mês anterior ou conseguir pagar todas as contas pendentes.

7. Mensure os resultados

De nada adianta realizar todo o planejamento, estabelecer metas e projetar diferentes possibilidades, e deixar tudo isso no papel, sem um acompanhamento rigoroso dos resultados.

A partir deste acompanhamento, é possível avaliar a continuidade das ações estabelecidas no planejamento. Ou então, propor alterações e investir em novas estratégias, em caso de os resultados não estarem dentro do esperado.

Ou seja, é necessário fazer a gestão orçamentária do negócio, utilizando o que foi previso e realizado.

Requisitos para o orçamento empresarial

Para que um orçamento empresarial funcione de maneira eficaz, são necessários alguns cuidados por parte da equipe de qualquer negócio. Com isso, o sucesso orçamentário é garantido e as metas são alcançadas com mais facilidade e rapidez.

Em primeiro lugar, vale lembrar que a realização de um orçamento empresarial acarretará custos para todas as suas etapas. Isso significa que é indispensável a uma empresa possuir objetivos definidos claramente, em todas as áreas. Assim, o retorno que o orçamento trará será maior que seus gastos.

Além disso, cabe destacar que a eficiência de um orçamento empresarial está ligada ao seu acompanhamento. Ou seja, será necessário atualizar e revisar os dados orçamentários constantemente. Isso inclui mão de obra específica e maior empenho por parte dos colaboradores.

Por fim, é importante esclarecer que empresas de diferentes tamanhos e setores não poderão fazer uso de um mesmo modelo de orçamento. Isso porque seus objetivos e atuação serão, provavelmente, distintos.

Assim sendo, é necessário que cada empreendimento construa seu próprio orçamento empresarial, baseado nas necessidades, resultados e dados específicos do negócio. Isso garante não apenas a eficácia do orçamento, mas também o crescimento da empresa.

E o melhor é que você não precisa construir ele sozinho. O eGestor tem uma planilha de orçamento empresarial disponível para que você possa fazer o seu. E o melhor: é totalmente grátis!

Planilha de orçamento empresarial

Uma das formas mais simples de fazer o orçamento de uma planilha é através da planilha de orçamento empresarial. Ela é uma forma de fazer o planejamento financeiro da empresa, com valores de gastos e receitas aproximadas e os seus valores reais.

Ao saber desses valores é possível definir os próximos passos da empresa, assim como definir novas metas. Ela também permite entender como a empresa está e a maneira com que ela é vista, baseada nas estimativas.

Banner-conversao-eGestor-blog
Início 9 Sistema de Gestão 9 Controle Financeiro 9 Orçamento empresarial: A ferramenta para o sucesso financeiro
Escrito em: 21/05/20
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Comentários:

Compartilhe seu comentário, dúvida ou sugestão!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar…

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): o que é e quem emite

A NFS-e, ou Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, é um dos tipos de notas fiscais que existe juntamente com a nota fiscal, a nota fiscal do consumidor e o conhecimento de transporte. Elas são úteis para empresas que tem como uma das funções...

Faturamento: O que é, como calcular e aumentar o seu

Porque o faturamento é tão importante para a empresa? Porque ele é o valor, em dinheiro, que a empresa recebeu em um período. Assim, ele demonstra se o resultado foi satisfatório ou não. Com o acompanhamento se tem uma melhor ideia da...

Controle de Estoque: Como fazer um controle profissional

Porque o controle de estoque é tão importante para a empresa? O estoque é o principal ativo de uma empresa, sendo a forma mais importante de fazer dinheiro. Por isso, ter total atenção a gestão do estoque é de extrema importância. Se a...

Gestão empresarial: guia definitivo para o sucesso do seu negócio

Toda empresa precisa ter um objetivo, uma missão maior que guie todas as suas atividades. Independente de qual for esse objetivo, ele tem tudo a ver com a gestão empresarial. Isso porque é através de uma gestão empresarial competente e...

Fluxo de Caixa: Guia de como fazer o da sua empresa

O que é o fluxo de caixa?O fluxo de caixa é o controle de todos os valores que entram e saem do financeiro da empresa. Qual o objetivo do fluxo de caixa?O objetivo do fluxo de caixa é garantir a saúde financeira do negócio, assegurando...

ERP: O que é e vantagens [GUIA COMPLETO]

Teste Grátis A administração de uma empresa acontece diariamente, com processos e controle que devem ser feitos a todo momento. Esses processos são o que mantém a empresa funcionando, e esse controle é o que mantém as contas em dia e os...

Nota fiscal eletrônica: tudo o que você deve saber [ATUALIZADO]

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento cuja função é atestar a venda de um produto ou a prestação de um serviço. Ela foi desenvolvida com o objetivo de substituir alguns sistemas de impressão de documentos fiscais em papel. Assim...

Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo

Passo a passo para fazer o controle financeiro da sua empresa Faça o controle do fluxo de caixa Separe custos e receitas Planejamento de recebimentos e pagamentos Registre todas as operações financeiras Tenha um orçamento bem estruturado...

Guia do MEI: Tudo sobre o MEI – Blog do eGestor

O MEI (Microempreendedor Individual) é um tipo de empresa voltado para formalização de profissionais autônomos. O custo para abrir um MEI é zero. Os impostos pagos pelo MEI são o ICMS, pela venda de mercadorias, o ISS, por prestação de...

NFC-e (Nota fiscal de consumidor eletrônica) [Atualizado]

Emitir NFC-e Todo produto ou serviço vendido, deve ter sua comprovação fiscal e um dos meios de atestar essa transação é a nota fiscal. Afinal, ela dá segurança tanto à empresa que vende o produto, quanto ao consumidor que o compra....