fbpx

Cupons de desconto: Como usar para aumentar vendas

Fazer ações com cupom de desconto impacta diretamente nas vendas. Como a maioria dos compradores é seduzida por uma condição mais em conta, fazer essa oferta aumenta as possibilidades de fechar novos negócios.

Ao mesmo tempo, é preciso se preocupar em garantir que ela não seja prejudicial para o empreendimento, como acontece se ela comprometer a lucratividade. É indispensável saber como aumentar as vendas sem perder sua atuação altamente estratégica e orientada para resultados.

Quer descobrir como fazer? Então veja a seguir as melhores dicas para colocar em prática!

Defina objetivos para a ação com cupom de desconto

Toda ação promocional, qualquer que seja, precisa ter um objetivo. Sem determinar onde se deseja chegar, qualquer resultado será, ao mesmo tempo, positivo e insuficiente. Para direcionar a sua campanha com cupom de desconto, portanto, o ideal é definir claramente quais são os objetivos.

Determine qual é o acréscimo de vendas que você deseja alcançar, quais produtos devem ter mais saída ou qual é o faturamento desejado. É possível unir mais de um objetivo, como aumentar o ticket médio e as compras recorrentes ou gerar novos clientes e aumentar a saída de um item específico.

Escolha corretamente o tipo de desconto

Uma das grandes vantagens dessa possibilidade é que ela é bastante diversificada, permitindo que os cupons sejam usados de formas distintas. A partir da definição de objetivos, vai ficar mais fácil compreender qual é o tipo de cupom que será oferecido. Entre as melhores maneiras, há as que estão a seguir.

Valor de desconto

O valor de desconto oferece um determinado montante que será abatido do pedido, de qualquer tamanho que ela seja. É o caso de dizer “Ganhe R$ 20 em sua compra” ou “Economize R$ 100 no seu pedido”.

Ela é uma ação que valoriza pedidos menores — já que há mais vantagens, relativamente falando — e, por isso, é capaz de gerar compras por impulso. Também é uma forma de atrair clientes novos.

Porcentagem sobre a compra

Já a porcentagem sobre a compra oferece um valor de acordo com o que será gasto. Ao dizer que uma pessoa ganhará 20% de desconto, isso pode significar a economia de R$ 20 no pedido de R$ 100 ou, então, de R$ 500 em um de R$ 2500.

Ainda é possível criar abatimentos progressivos para comprar maiores. Naturalmente, ela estimula o aumento do ticket médio, já que quanto mais a pessoa gastar, mais ela economiza.

Desconto para a primeira compra

Com o objetivo de estimular novos consumidores, é possível criar cupons exclusivos para quem é inédito no quadro de clientes. Esse é um recurso que permite, inclusive, que se conheça mais sobre novos públicos, aumentando a inteligência de mercado, além de incrementar o faturamento.

Desconto na próxima compra

Se o objetivo é aumentar a receita recorrente, vale a pena oferecer descontos na próxima compra. A pessoa que adquire em determinado momento recebe, por exemplo, um cupom de porcentagem ou de valor para a próxima aquisição.

Aliando isso ao bom atendimento, há chances de o cliente retornar e, potencialmente, ser fidelizado.

Frete grátis

Especialmente para e-commerces, o cupom de frete grátis pode elevar tanto o volume de pedidos, como o ticket médio e a recorrência. Isso acontece, porque, no começo da década, mais da metade dos consumidores desistiam da compra online por causa do custo de transporte.

Com esse cupom, o negócio torna-se especialmente atrativo e capaz de gerar melhores resultados de vendas.

Estabeleça limitações para o seu uso

Além de definir o tipo de desconto, também é fundamental determinar quais serão as limitações do seu uso.

Isso impede que o que era promoção se transforme em condição padrão, além de estimular a aquisição. É possível unir mais de uma condição e, entre elas, destacamos as seguintes.

Compra mínima

Ao determinar um valor mínimo para o uso do cupom, aumenta-se o ticket médio e, principalmente, dá para evitar possíveis prejuízos.

Se a loja oferece um cupom de R$ 50 de maneira ilimitada, os clientes podem comprar produtos mais baratos e, com isso, gerar algum tipo de prejuízo para o negócio.

Data de uso

O gatilho mental de escassez é um dos mais poderosos para estimular as aquisições. Quando o consumidor sente que a sua oportunidade está se esgotando, tende a agir mais rapidamente.

Uma forma de explorar essa possibilidade é determinando uma data de uso. Podem-se usar datas comemorativas ou, então, um período especial, como os finais de semana. Isso estimulará o cliente a fazer a aquisição o quanto antes.

Número de pessoas

O gatilho de escassez também pode ser aproveitado ao limitar a quantidade oferecida. Ao dizer que “o desconto é válido para as primeiras 100 pessoas que fizerem a compra”, a reação quase instantânea é de fechamento do negócio para não perder a oportunidade.

Isso aumenta o alcance e a procura e, também, limita os custos envolvidos com essa promoção de maneira geral.

Produtos selecionados

Caso deseje aumentar o giro de estoque de certos itens, vale condicionar o uso de cupons a produtos selecionados. Não é estratégico fazer isso para os que têm muita saída, já que as pessoas já os compram com muita frequência.

O ideal é fazer para aqueles que ficam mais parados no estoque ou, então, com as novidades do negócio.

Divulgue corretamente os cupons

Não adianta ter a estratégia perfeita de cupons se os consumidores não souberem que eles estão à disposição. Com isso, é fundamental divulgá-los do jeito certo.

Um jeito direto de falar com quem interessa é enviando a oferta para o e-mail dos clientes. Isso permite a personalização e traz o senso de exclusividade, além de permitir o acompanhamento da taxa de conversão.

Como as redes sociais são cada vez mais importantes, também é válido utilizá-las. Ao criar cupons distribuídos exclusivamente por lá, inclusive, dá para aumentar as vendas e o engajamento com essas mídias, gerando ganho duplo.

Tendo um site e, principalmente, um e-commerce, dá para criar cupons na forma de pop-ups. Trata-se de uma forma de coletar e-mails e criar uma base de contatos.

Não menos importante, é possível fazer a distribuição física, dentro da loja ou fora dela. Assim, amplia-se o alcance de público.

Início 9 Marketing 9 Cupons de desconto: Como usar para aumentar vendas
Escrito em: 09/05/17
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Comentários:

Compartilhe seu comentário, dúvida ou sugestão!

2 Comentários

  1. luiz

    muito bom, obrigado pelas dicas

    Responder
  2. Dani

    Excelente materia, tenho muitas duvidas sobre a aplicação do desconto, se é demais ou de menos, mas com esses parametros, certamente ajudará muito

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar…

NFC-e (Nota fiscal de consumidor eletrônica) [Atualizado]

Emitir NFC-e Todo produto ou serviço vendido, deve ter sua comprovação fiscal e um dos meios de atestar essa transação é a nota fiscal. Afinal, ela dá segurança tanto à empresa que vende o produto, quanto ao consumidor que o compra....

Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo

Passo a passo para fazer o controle financeiro da sua empresa Faça o controle do fluxo de caixa Separe custos e receitas Planejamento de recebimentos e pagamentos Registre todas as operações financeiras Tenha um orçamento bem estruturado...

ERP: O que é e vantagens [GUIA COMPLETO]

Teste Grátis A administração de uma empresa acontece diariamente, com processos e controle que devem ser feitos a todo momento. Esses processos são o que mantém a empresa funcionando, e esse controle é o que mantém as contas em dia e os...

Nota fiscal eletrônica: tudo o que você deve saber [ATUALIZADO]

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento cuja função é atestar a venda de um produto ou a prestação de um serviço. Ela foi desenvolvida com o objetivo de substituir alguns sistemas de impressão de documentos fiscais em papel. Assim...

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): o que é e quem emite

A NFS-e, ou Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, é um dos tipos de notas fiscais que existe juntamente com a nota fiscal, a nota fiscal do consumidor e o conhecimento de transporte. Elas são úteis para empresas que tem como uma das funções...

Gestão empresarial: guia definitivo para o sucesso do seu negócio

Toda empresa precisa ter um objetivo, uma missão maior que guie todas as suas atividades. Independente de qual for esse objetivo, ele tem tudo a ver com a gestão empresarial. Isso porque é através de uma gestão empresarial competente e...

Faturamento: O que é, como calcular e aumentar o seu

Porque o faturamento é tão importante para a empresa? Porque ele é o dinheiro que a empresa recebeu em um período, que mostra se ele foi bom ou não. Acompanhar o faturamento se sabe quanto a empresa pode gerar de capital. Ele também é...

Fluxo de Caixa: Guia de como fazer o da sua empresa

O que é o fluxo de caixa?O fluxo de caixa é o controle de todos os valores que entram e saem do financeiro da empresa. Qual o objetivo do fluxo de caixa?O objetivo do fluxo de caixa é garantir a saúde financeira do negócio, assegurando...

Guia do MEI: Tudo sobre o MEI – Blog do eGestor

O MEI (Microempreendedor Individual) é um tipo de empresa voltado para formalização de profissionais autônomos. O custo para abrir um MEI é zero. Os impostos pagos pelo MEI são o ICMS, pela venda de mercadorias, o ISS, por prestação de...

Controle de Estoque: Como fazer um controle profissional

Porque o controle de estoque é tão importante para a empresa? O estoque é o principal ativo de uma empresa, sendo a forma mais importante de fazer dinheiro. Por isso, ter total atenção a gestão do estoque é de extrema importância. Se a...