Sabe o que é ROI? Entenda como o retorno sobre investimento afeta seu negócio

Tocar o próprio negócio é um desafio e tanto. Ainda assim, é importante saber que os frutos a serem colhidos no futuro dependem mais do nosso esforço e competência do que de outras pessoas.

É sobre esses resultados que queremos tratar agora: você sabe calcular exatamente o retorno sobre investimento feito em seu empreendimento? Já ouviu falar em ROI?

Se por acaso você ainda não entende direito como funciona esse cálculo, ou quiser tirar algumas dúvidas, continue conosco!

O que é e para que serve o ROI?

Traduzido diretamente do termo inglês Return On Investment, ROI significa Retorno Sobre Investimento.

Assim como a margem de lucro, esse é um indicador muito utilizado no mundo dos negócios e aplicável a vários cenários onde há um investimento inicial e um resultado apurado ou estimado.

Por ser simples de calcular e muito objetivo, o ROI é um dos principais índices de avaliação do retorno sobre investimento. Com ele você pode, por exemplo, comparar opções de negócios diretamente pelo resultado que oferecem.

O ROI na sua empresa

Quanto ao seu negócio, é uma ótima ideia realizar o cálculo do ROI periodicamente. Isso porque os resultados apurados acabam variando de tempos em tempos e, como esse índice normalmente é mais voltado para uma avaliação imediata, não é uma boa ideia fazer essa análise com períodos muito longos.

Tendo um controle minimamente razoável das contas da sua empresa, o melhor é que se faça esse cálculo mensalmente. Mantendo essa disciplina, será possível que você avalie com maior precisão os fatores que possam ter te ajudado ou atrapalhado a atingir melhores resultados em cada época.

Se, por exemplo, o seu negócio for muito afetado pelo período de férias escolares, como papelarias ou livrarias — ou mesmo pelas estações do ano, como sorveterias ou lojas de roupas —, manter um bom controle sobre o retorno do investimento em cada época é fundamental para a sobrevivência.

Por outro lado, se tiver uma padaria em um ponto privilegiado da cidade, essas interferências devidas às mudanças de sazonalidades serão menos perceptíveis.

Contudo, em todos os casos, saber o quanto de retorno está tendo é essencial para definir seu planejamento futuro para o negócio ou mesmo se for a hora de pensar em mudar de ramo.

Como calcular o ROI?

Como já falamos, o cálculo do ROI é simples. Para realizá-lo, basta fazer a seguinte conta:

ROI = (Ganho obtido – Investimento inicial) / Investimento inicial

Nessa fórmula, o ganho obtido é tudo que você conseguiu apurar de resultados por meio do seu negócio, e o investimento inicial são os recursos que você mobilizou para fazer o empreendimento funcionar.

Vamos pensar em um exemplo simples para facilitar a compreensão.

Imaginemos que um empresário precisou colocar R$ 100.000,00 em um negócio e, depois de um determinado tempo, ele apurou seu retorno e conseguiu contabilizar R$ 120.000,00.

Nesse caso, fica fácil perceber que o empreendedor conseguiu R$ 20.000,00 de ganhos positivos.

Aplicando a fórmula, temos:

ROI = (R$ 120.000,00 – R$ 100.000,00) / R$ 100.000,00

ROI = (R$ 20.000,00) / R$ 100.000,00 = 0,20

Sendo o ROI = 0,20, entendemos que o retorno sobre investimento apurado foi de 20%. Ou seja, para cada real que o empresário do exemplo aplicou no seu negócio, conseguiu ganhar mais vinte centavos.

Comparando investimentos com o ROI

Ainda aproveitando o exemplo acima, imagine que o nosso amigo empreendedor considere a possibilidade de aplicar todos os recursos dele em um fundo de investimento que oferece um retorno de 5%.

Isso significa que, utilizando os mesmos R$ 100.000,00 que ele tinha disponíveis, se ele tivesse aplicado o dinheiro todo no investimento em um fundo imaginário, teria conseguido ganhar somente R$ 5.000,00.

De maneira objetiva, vemos que a diferença entre uma opção e outra demonstra R$ 15.000,00 no bolso do investidor.

Nesse caso, se a situação pudesse ser controlada e se mantivesse estável, o empreendedor até poderia pensar em buscar mais investimentos para colocar em seu negócio e aumentar os lucros.

Na hora de buscar esses investimentos, todos precisariam custar, a títulos de juros, valores menores do que os 20% que apuramos no negócio dele. Do contrário, ele estaria tendo prejuízos constantes.

O ROI no tempo

Um dos cuidados que se deve ter com relação ao ROI é trabalhar com períodos curtos e semelhantes.

Como esse indicador não considera efeitos de depreciação e outras perdas como a inflação, o índice calculado pode acabar sendo pouco eficiente na hora de comparar períodos muito longos de tempo.

Por isso, sugerimos que você faça esse tipo de cálculo em prazos mais curtos.

Comparar épocas diferentes também não é uma ideia muito boa. Se você fizer um paralelo entre investimentos que, por exemplo, tenham alguma influência de aspectos mais variáveis — como a flutuação do dólar —, verá que os resultados de 5, 3 e 1 anos atrás serão totalmente diferentes.

Para avaliar aplicações financeiras, também tome muito cuidado. Isso porque como elas costumam ter juros sobre juros (que é o regime composto de juros), você pode tirar conclusões distorcidas em análises com períodos muito longos.

Quando o ROI é negativo?

Você deve se lembrar que, no exemplo anterior, depois de calcularmos o retorno sobre investimento do nosso empresário fictício, descobrimos que ele teve um ROI de 20%.

E se tivéssemos descoberto que o valor do ROI fosse de -10%?

Isso significaria que, mantendo o mesmo investimento de R$ 100.000,00, ele teria somente recuperado R$ 90.000,00. Ou seja, teria contabilizado um prejuízo de R$ 10.000,00.

Acompanhando o cálculo periódico do seu ROI, é possível perceber quando e quanto seu empreendimento está crescendo e também os sinais de que as coisas não vão bem. Nesse último caso, é importante tentar descobrir o que anda prejudicando o seu empreendimento e planejar uma melhor saída para a situação o quanto antes.

Se você gostou deste post a respeito do ROI e como fazer o cálculo do retorno sobre investimento, siga a nossa página no Facebook! Assim, você se mantém informado sobre assuntos relacionados à gestão de negócios!

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br