Tipos de fluxo de caixa: saiba quais são os mais importantes

Que o fluxo de caixa é um dos principais indicadores financeiros para realizar a mensuração de resultados de seu negócio e avaliar a sua saúde financeira, você com certeza já deve saber.

Afinal, controlar tudo o que entra e sai de seu orçamento empresarial, é absolutamente imprescindível para que se possa identificar com clareza as áreas que geram  mais despesas e quais são as principais fontes de receita de sua empresa, além de é claro, avaliar se o seu caixa se encontra estável ou em uma situação negativa. 

Em caso de se verificar que os valores de entrada são maiores do que os de saída, significa que sua empresa está conseguindo gerar capital necessário para arcar com as despesas. Em caso contrário, com valores de saída superiores aos de entrada, é sinal de que é preciso encontrar novas alternativas para gerar receitas, de forma a reequilibrar o caixa.

Apesar de parecerem informações recorrentes na gestão empresarial, muitos gestores acabam tomando decisões em sua empresa sem fazer um controle rigoroso do fluxo de caixa e acabam comprometendo seriamente as finanças do negócio.

Com o fluxo de caixa atualizado continuamente, você possui dados mais concretos para a realização de ações estratégicas em sua empresa, como a realização de um possível corte de gastos em excesso, por exemplo. Com o registro adequado de absolutamente todas as movimentações de entrada e saída de caixa, a identificação de problemas financeiros torna-se muito mais facilitada.

Mas você sabia que existem diferentes tipos de fluxo de caixa que podem ser analisados em sua empresa? Existem algumas variações em relação a este indicador que podem trazer uma visão ainda mais aprofundada em relação as suas finanças empresariais. Quer saber quais são os diferentes e mais importantes tipos de fluxo de caixa? Então siga com a gente neste artigo!

Fluxo de caixa operacional

O fluxo de caixa operacional apenas faz o levantamento das despesas e receitas operacionais da empresa em determinado período. O fluxo de caixa operacional contabiliza somente as movimentações financeiras relacionadas a abastecimento e manutenção de estoque e pagamento de funcionários, por exemplo.

Como o próprio nome já diz, esse tipo de fluxo de caixa engloba apenas as questões essenciais para a execução das atividades operacionais do negócio. O fluxo de caixa operacional não contabiliza os investimentos da empresa, nem juros e impostos, assim como também não avalia a necessidade de capital de giro.

Este indicador é essencial para empresas que ainda se encontram em estágio inicial e sendo assim, não possuem uma grande variedade de fontes de receitas e despesas e nem uma vasta quantidade de dados para se analisar. 

Fluxo de caixa projetado

O fluxo de caixa projetado não contabiliza os valores que já foram efetivamente inseridos ou retirados do orçamento empresarial.

Conforme o nome já indica, o fluxo de caixa projetado tem como principal objetivo antever receitas e despesas futuras, de forma que você possa manter o orçamento da empresa preparado para arcar com as despesas e possa gerenciar adequadamente todos os prazos das contas a pagar e a receber.

Avaliar o fluxo de caixa projetado é essencial para não ser pego de surpresa e para enxergar com mais clareza a situação futura de suas finanças.

Fluxo de caixa direto

Entre os diferentes tipos de fluxo de caixa, este certamente é o mais utilizado pelas empresas de uma forma geral. Assim como o fluxo de caixa operacional, o fluxo de caixa direto também engloba as receitas e despesas relacionadas as atividades operacionais do negócio.

A diferença entre eles é que no caso do fluxo de caixa direto, também são incluídos investimentos, necessidade de capital de giro e impostos. É portanto, um indicador financeiro mais completo. O fluxo de caixa direto pode ser analisado diariamente, de acordo com cada movimentação financeira no caixa de sua empresa. 

Fluxo de caixa indireto

O cálculo do fluxo de caixa indireto não está relacionado com as movimentações de entrada e saída de caixa. Mas sim, o que deve ser levado em conta é o DRE (Demonstrativo Resultado do Exercício), para verificar se a empresa obteve lucro ou prejuízo em determinado período. 

Fluxo de caixa para investimentos

Feito a dedução de todas as despesas em seu orçamento, sejam elas relacionadas a atividades operacionais, impostos ou qualquer outro tipo de passivo da empresa, o fluxo de caixa para investimentos é o valor que sobra após estes financiamentos.

É este indicador que possibilita uma visão a respeito da viabilidade de seu orçamento para suportar ou não possíveis investimentos, como ações na bolsa de valores, por exemplo. 

Fluxo de caixa livre

O fluxo de caixa livre tem o objetivo de avaliar a capacidade que a sua empresa possui de gerar capital para lidar com seus vencimentos dentro de um curto ou médio prazo. Para obter o fluxo de caixa livre, é preciso projetar os resultados da empresa entre um período de 60 a 90 dias. 

Planilha de fluxo de caixa financeiro

Quais os cuidados essenciais no fluxo de caixa da sua empresa? 

Para se obter qualquer um dos tipos de fluxo de caixa em sua empresa, é preciso ter alguns cuidados que podem fazer toda diferença na eficiência deste processo. É absolutamente essencial fazer um registro diário de todas as movimentações de entradas e saídas em seu orçamento, por menores que sejam os valores referentes a elas.

O esquecimento de qualquer informação pode causar equívocos nos relatórios de fluxo de caixa. Também é de extrema importância armazenar documentos como notas fiscais, recibos e contratos que comprovem as transações efetuadas pela sua empresa.

A utilização de um bom software de gestão financeira como o eGestor, é essencial para trazer maior agilidade, não só para analisar o fluxo de caixa, mas também para gerar diversos outros relatórios gerenciais para a sua empresa, como DRE, ABC de vendas e lucratividade, dentre muitos outros.

O eGestor também possibilita a realização de um controle de estoque automatizado a partir do registro de novas compras ou vendas no sistema e permite que você possa emitir notas fiscais e boletos bancários para seus clientes, além de muitas outras funcionalidades!

Ficou interessado? Os primeiros 15 dias de utilização do eGestor são totalmente gratuitos. Acesse o site e realize os testes agora mesmo!

Baixar planilha de fluxo de caixa

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br