Ultrapassei o limite do MEI, e agora? Entenda o que fazer

Escrito em: 08/06/21
Início 9 Sistema de Gestão 9 Controle Financeiro 9 Ultrapassei o limite do MEI, e agora? Entenda o que fazer

A sua empresa faturou mais do que o esperado e você ultrapassou o limite do MEI? Não precisa ficar preocupado porque a solução é simples. Basta solicitar o desenquadramento.

Mas como saber se eu ultrapassei o limite do MEI? Existe multa? Como solicitar o desenquadramento?

O que é o MEI ou Microempreendedor Individual

O MEI (Microempreendedor Individual) é um tipo de regime para pequenos empreendedores que oferece benefícios e vantagens, mas exige um valor limite de lucro anual. Quando a empresa fatura além do esperado, é preciso fazer alguns ajustes no vínculo desta empresa com os órgãos reguladores.

Ele é aquele empreendedor que decidiu trabalhar por conta própria e regularizou a sua atuação junto à Receita Federal. Assim, ele adquiriu um CNPJ, tornando-se uma empresa, e começou a emitir notas fiscais e pagar impostos relativos ao tamanho do seu negócio.

Quem pode ser MEI

Portanto, para ser MEI, é necessário atender a alguns critérios e os principais você pode conhecer a seguir:

  • Desempenhar uma das atividades permitidas pela Lei complementar 128/2008. É preciso escolher uma que melhor se adapte às funções executadas pelo trabalhador;
  • Faturamento de até R$ 81 mil anuais, o equivalente a cerca de R$ 6.750,00 por mês. Aqui, vale lembrar que o valor total leva em conta a soma de todos os meses. O valor de R$ 6.750,00 é só uma média de rendimentos;
  • Não pode ser sócio de outra empresa;
  • Só pode contratar 1 funcionário;

Assim, além de profissionalizar o seu trabalho, emitindo nota aos clientes, o MEI também tem direito a vários benefícios previdenciários, como salário maternidade, auxílio-doença e aposentadoria. Para isso, ele precisa arcar com impostos e tributos inerentes a este perfil de empresa, como:

  • INSS (Instituto Nacional do Seguro Social)/Previdência Social
  • ISS (Imposto sobre serviço)
  • ICMS (Imposto sobre circulação de mercadorias e serviços)

Esses impostos são pagos através da DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional). Ela é entregue todo mês pelo correio. Mas, em caso de não receber, você pode encontrar o boleto no Portal do Empreendedor.

Como saber se ultrapassei o limite do MEI

Primeiramente, é necessário saber se você já não se encaixa em algum aspecto do MEI. E como saber isso? Bom, antes de qualquer coisa, existem as regras para saber se você se encaixa como MEI. Dessa forma, a partir do momento que você já não se encaixa em alguma regra, você já não pode mais ser MEI.

Mas, estamos falando de faturamento, e sabemos que o faturamento máximo do MEI é de R$ 81.000,00 ao ano. Dessa forma, se ao analisar seu faturamento até o momento e ele ultrapassar o valor máximo, você já ultrapassou o limite do MEI.

E o que acontece agora?

Ultrapassei o faturamento limite do MEI, e agora?

A legislação prevê duas medidas diferentes para esta situação, levando em consideração o valor excedido. Veja só:

Ultrapassei menos de 20% do teto do MEI

Caso a sua empresa tenha ultrapassado até 20% do valor definido para este tipo de empreendedor, você tem até janeiro do ano seguinte para solicitar o desenquadramento. Ou seja, se o seu faturamento anual for equivalente ou superior a R$ 97.200,00, solicite o desenquadramento.

Portanto, se você identificou o aumento do faturamento no meio do ano, continue emitindo e pagando a sua DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional) normalmente. Em janeiro do ano subsequente, entre no site do Simples Nacional e solicite o seu desenquadramento.

Ultrapassei mais de 20% do teto do MEI

Quando ultrapassa o valor de R$ 97.200,00, 20% do teto limite do MEI, a solicitação de desenquadramento deve ser imediata. Ainda, o Portal do Simples Nacional orienta que o pedido deve ser feito com retroativo ao mês de janeiro do ano em que ocorreu o excesso de faturamento.

Portanto, faça os cálculos com cuidado. Caso perceba, na metade do ano, por exemplo, que o seu faturamento extrapolou o permitido para o ano inteiro, solicite o desenquadramento com urgência.

É hora de encaixar a sua empresa em outro tipo: Micro ou Pequena empresa.

Ainda, em janeiro, você deve emitir uma guia DAS complementar. A incidência dela deve ser da taxa extra sobre o valor total ultrapassado no limite estabelecido.

Como é feito o desenquadramento do MEI

Ao deixar de ser MEI, o empreendedor pode se enquadrar em ME (Microempresa), caso a receita bruta seja de até R$ 360 mil. Ou, ainda como Empresa de Pequeno Porte, com faturamento de até 4,8 milhões.

Mas, os dois tipos continuam se encaixando no Simples Nacional, regime tributário criado especificamente para micro e pequenas empresas.

Levando em conta o valor anual dos seus rendimentos, é hora de solicitar o seu desenquadramento do MEI. Mas, como fazer isso?

  1. O primeiro passo é acessar o Portal do Simples Nacional;
  2. O empreendedor deverá gerar um código de acesso e prosseguir inserindo esse código quando solicitado;
  3. Em seguida, basta incluir os motivos que o levaram a se desenquadrar do MEI.

O desenquadramento pode ser feito a qualquer tempo, mas só passa a valer de fato a partir de 1º de janeiro do ano seguinte.

A exceção acontece quando o faturamento excede os 20%. Nesse caso, a empresa se tornará microempresa (ME) retroagindo ao mês de janeiro do ano em que ocorreu o aumento da receita.

O que acontece se eu não solicitar o desenquadramento do MEI?

Quando ultrapassa o teto limite de faturamento do MEI, a solicitação de desenquadramento é obrigatória para o empreendedor. Afinal de contas, este é um dos requisitos para que ele se encaixe nesse tipo de regime.

Quando não rompe o vínculo, o gestor fica sujeito a cobranças de encargos e multas, acrescidas de juros, referente a todo o período durante o qual ele não se manifestou junto aos órgãos fiscalizadores. Assim, isso é considerado uma multa e tem o valor mínimo de R$ 50,00. Mas, ela pode chegar a 2% ao mês.

O pagamento desses valores pode ser feito pela DAS.

Qual a diferença entre ser MEI, Microempresa e Pequena Empresa?

Ultrapassei o limite do MEI, o que fazer agora? Você deve enquadrar a empresa em outra categoria. Mas qual a diferença entre elas?

Como vimos, para ser MEI, é preciso desenvolver uma atividade permitida pela legislação, ter faturamento de até R$ 81 mil e pagar mensalmente os tributos INSS, ICMS e ISS. Também, assim como o MEI está vinculado ao regime do Simples Nacional, esses impostos são pagos através da DAS (Documento de Arrecadação do Simples Nacional).

Já a microempresa precisa ter faturamento anual de até R$ 360 mil. No entanto, o gestor pode escolher entre o Simples Nacional, o Lucro Presumido ou o Lucro Real, outros dois tipos de regimes tributários.

Enquanto isso, a pequena empresa tem o faturamento de até R$ 4,8 milhões e também pode optar por um dos regimes tributários citados. Portanto, com a elevação do faturamento, aumenta também o número de impostos a serem pagos. De uma forma geral, os tributos a seguir são aqueles atribuídos às micro e pequenas empresas:

  • COFINS – Contribuição para o financiamento da Seguridade Social
  • CSLL – Contribuição Social Sobre Lucro Líquido
  • CPP – Contribuição Previdenciária Patronal
  • IRPJ – Imposto de Renda Pessoa Jurídica
  • PIS – Programa de integração social
  • ISS – Imposto sobre serviço
  • FGTS – Fundo de Garantia por Tempo de Serviço
  • ICMS – Imposto sobre circulação de mercadorias de bens e serviços

Portanto, a principal diferença entre os três tipos de empresa é o faturamento, o que influencia também no quadro de funcionários, na busca pelo melhor regime tributário e, claro, no pagamento de impostos.

Conclusão

Como vimos, ultrapassar o limite do MEI não é, necessariamente, um problema. É até interessante saber que a sua empresa está evoluindo e crescendo bastante. Para não ser pego de surpresa, mantenha todos os cálculos em dia, saiba ao certo qual é a receita bruta da sua empresa e logo que perceber que já não se enquadra no perfil de microempreendedores individuais, solicite o seu desenquadramento. Assim, a sua empresa continua crescendo, mas sem infringir nenhuma legislação.

eGestor - Software online de gestão empresarial para pequenas empresas - Ultrapassei o limite do MEI
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Você também pode gostar…

Planilha de estoque mínimo: Como calcular [Download Grátis]

Download Grátis O estoque mínimo também é conhecido como estoque de reserva, estoque de segurança e estoque de proteção. Mas, todos esses conceitos se referem ao mesmo indicador e têm o mesmo objetivo: evitar que a empresa perca cliente...

Planilha de Curva ABC: Download Grátis

Download Grátis A Curva ABC é uma técnica para entender o grau de importância de um produto dentro da empresa. Esse processo define quais produtos trazem mais retorno, os que trazem um retorno médio e os que trazem retorno baixo. Mas para...

Planilha financeira Excel: Download Grátis – Atualizada 2022

Download Grátis Uma planilha financeira pode melhorar o resultado de sua empresa? É de conhecimento geral que toda empresa precisa de um plano de contas, controle de gastos, controle de estoque e de um controle de fluxo de caixa. Empresas...

Planilha de Balanço Patrimonial Download Grátis [+DRE integrado]

Download Grátis O balanço patrimonial de uma empresa nada mais é que uma verificação do capital da empresa, sendo eles os ativos e passivos. Assim, de tempos em tempos é necessário fazer esse levantamento e analisar as informações do...

Planilha de Ordem de Serviço: Download do Modelo Grátis!

Download Grátis A planilha de ordem de serviço é um dos documentos mais comuns entre as empresas prestadoras de serviço. Ela é uma forma de organizar e distribuir os pedidos recebidos pelo setor comercial da organização, repassando-os...

Planilha de Ponto de equilíbrio Excel – Download Grátis 2021

Download Grátis Uma boa gestão empresarial é indissociável de uma boa contabilidade. Por isso, empresas que desejam crescer devem sempre aplicar métodos contábeis para poder ajustar as contas. Um desses é o ponto de equilíbrio, que ajuda...

Planilha de Folha de Pagamento [Modelo para Download Grátis]

Download Grátis Toda empresa que possui funcionários tem uma folha de pagamento. Isso é um fato. Mas muitas vezes não se sabe quais impostos devem ser pagos, quais os cálculos que devem ser feitos, e outras inúmeras dúvidas. E para isso,...

Planilha de Controle de Vendas: Download Gratuito 2022

Download Grátis O faturamento gerado pelas vendas certamente é a principal fonte de receita das empresas. Tanto em relação às empresas que trabalham com produtos, quanto em relação aquelas que são prestadoras de serviços. Sendo assim, uma...

Planilha 5W2H: baixe grátis e aumente sua produtividade

Download Grátis O nome pode soar um pouco estranho, mas o 5W2H nada mais é do que uma ferramenta usada no gerenciamento de projetos. Quando estamos diante de um grande plano a ser realizado, é muito comum o surgimento de dúvidas,...

Planilha de Comissão de Vendas – Download grátis

Download Grátis A planilha de comissão de vendas é uma ferramenta que orienta o empregador. Ela o ajuda a controlar o desempenho de todos os seus funcionários envolvidos na tarefa de vender mais. A planilha reúne diversas informações...

9 Comentários

  1. Kayo da Silva Nunes

    Agora em 2021 o limite de faturamento é R$81mil; mas já tem um projeto elevando esse valor para R$130mil em 2022; ainda assim vou pagar a multa por furar o teto em 2021? Serei obrigado a subir o porte da empresa?

    Responder
    • Pedro Henrique Escobar

      Olá, Kayo! Tudo bem?

      Como o Projeto de Lei Complementar n° 108, de 2021 ainda não foi aprovado,o teto segue nos R$ 81mil.

      Mas, caso seja, esses valores começam a valer em 2022. Sendo assim, se no decorrer do ano de 2022 sua empresa faturar mais que R$ 130mil você deverá subir o porta da empresa.

      Responder
  2. Eri

    E se for o caso de passar só um pouco o limite, tipo uns 3 mil a mais, pq no mercado que trabalho oscila muito o faturamento.
    Não tem o que fazer, tem que desenquadrar?

    Responder
  3. paulo

    Passei mais de 20% e me falaram que tem uma multa de 5 mil…. é verdade?

    Responder
    • eGestor

      Olá, Paulo! Tudo bem?

      O valor da multa é calculado de acordo com a quantia excedida. Aconselhamos que você entre em contato com a sua contabilidade, eles saberão informar os valores, se estão corretos e qual tipo de empresa você deve se enquadrar agora.

      Abraços

      Responder
  4. Walter Nascimento

    Boa tarde senhores, ultrapassei de 81mil pra 83mil, recebi uma multa de 150 reais, posso continuar como MEI, me orientem por favor…

    Responder
    • eGestor

      Olá, Walter! Tudo bem?
      O valor da multa em caso de ultrapassar o faturamento anual é calculado de acordo com o valor ultrapassado. Dessa forma, o melhor a se fazer é confirmar com o contador se o valor está correto.
      Abraços

      Responder
  5. Rodolfo Jorge

    Olá, estou bem confuso. Abri uma MEI em 10/2021 para receber o pagamento de uma empresa que presto serviços de consultoria. Pois a mesma só iria pagar com nota fiscal. Só que eu emiti valores que chegaram a 62mil em dois meses. Quando fui fazer a declaração anual , agora, que vi a bomba do desenquadramento. Já estamos no mês 05 e continuo emitindo nota, porém neste ano não irei passar do limite. O que faço? Qual o caminho seguir?

    Responder
    • eGestor

      Olá, Rodolfo! Tudo bem?
      O mais correto é entrar em contato com o seu contador sobre como proceder.
      Abraços

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

error: Conteúdo protegido.