Quais são suas maiores fraquezas? Se todo candidato, nas entrevistas de emprego, pudesse responder a esta pergunta com sinceridade, talvez fosse mais fácil, para os empreendedores, fazer boas escolhas e sempre contratar profissionais qualificados.

O problema é que conhecer bem uma pessoa em um único (e primeiro) encontro está perto do impossível. Ao mesmo tempo, errar ou acertar nessa hora pode ser a diferença entre impulsionar a sua empresa ou ter que lidar com mais dor de cabeça.

Os profissionais certos

Na escolha, é importante entender que há uma diferença entre profissionais qualificados e aqueles que apenas batem ponto.

Os profissionais que contribuem para o crescimento da empresa são aqueles que se preocupam com o seu próprio crescimento na carreira. Eles, geralmente, são movidos pela possibilidade de aprendizado, ascensão e de trabalhar com projetos inovadores.

Já aqueles que focam apenas no dia de pagamento costumam apresentar uma postura mais acomodada; não assumem novos desafios e não se preocupam em aprender, evoluir ou contribuir com novas ideias ou projetos. Eles fazem o necessário para manter uma produtividade razoável e seu desempenho raramente vai além disso.

Mas como fazer a distinção entre eles?

No post de hoje, separamos algumas dicas para você conduzir melhor o processo de seleção de funcionários para a sua empresa e garantir a contratação dos profissionais certos, com todas as características e qualificações necessárias para agregar valor ao seu negócio. Confira!

1. Elabore um bom anúncio de emprego

O seu anúncio precisa ser bem escrito e conter toda informação necessária para despertar o interesse dos candidatos.

Lembra-se do que explicamos acima sobre o desejo de evoluir comum aos bons profissionais?

Esta característica faz com que, em cada oportunidade de trabalho, eles deem sinais de que a empresa é um bom ambiente para eles se desenvolverem. Portanto, tome o cuidado de não apenas especificar as necessidades da sua companhia e as atribuições da função, mas descreva também o que a sua organização pode fazer por eles:

  • “Procuramos oferecer aos colaboradores a oportunidade de desenvolver sua carreira”;

  • “Preocupamo-nos em oferecer feedbacks construtivos”;

  • “Você terá muitas oportunidades de trabalhar em projetos inovadores e com profissionais talentosos”.

O que a sua empresa pode fazer pela carreira do candidato ideal? Ele certamente retribuirá.

2. Cuide da imagem da sua empresa

Assim como a companhia procura informações sobre um candidato no processo de seleção, candidatos também procuram saber mais sobre as instituições onde pretendem trabalhar.

Por isso, para atrair bons candidatos, mantenha seu site, blog e redes sociais atualizados, com informações sobre a empresa e também sobre como é trabalhar nela.

Fale de planos de carreira, benefícios, do ambiente. Apresente sua equipe — profissionais com quem seu candidato trabalharia. Conhecer bem a empresa é um incentivo a mais e uma motivação para profissionais que se identificarem com sua cultura organizacional.

3. Veicule seus anúncios nos canais corretos

Aqui, vale pesquisar o perfil dos candidatos ideais e descobrir que canais eles costumam usar. E atenção especial para os canais online. O levantamento Talent Solutions 2016, do LinkedIn, apontou que 40% dos entrevistados conseguiram empregos em redes sociais profissionais, 39% usaram sites de empregos e 25% se candidataram no site da própria companhia. Não são números a se ignorar! Por isso, pesquise e procure focar seus anúncios nos meios mais promissores.

Ter uma página em seu site e divulgar vagas nas suas redes sociais também é uma ótima prática. Alguns candidatos se interessam pelas empresas e seus ideais, e dar a eles um canal para mostrarem proativamente seu interesse, é abrir as portas para profissionais que muito podem contribuir .

4. Concentre-se nas qualidades certas

Um candidato que saiba desempenhar as atividades do cargo é bom. Porém, vamos falar a verdade: muitas vezes, essas atividades podem ser aprendidas e desenvolvidas com o tempo. Por isso, ainda mais importante do que ter essas habilidades é ter as qualidades certas.

E quais seriam elas?

Inteligência emocional, vontade de aprender, ambição para construir uma carreira de sucesso, comprometimento, responsabilidade, organização. São apenas algumas delas. E note que, geralmente, são qualidades difíceis de desenvolver — se elas não estiverem lá desde o início, pode ser que nunca apareçam.

Portanto, pesquise o candidato antes da entrevista — analise bem as informações do currículo e das redes sociais. Procure seus nomes no Google. A internet é uma ótima forma de descobrir os interesses e saber um pouco mais sobre a personalidade dos candidatos. Mas não seja rígido demais — todo mundo tem uma foto em uma festa em seu perfil.

Na entrevista, lembre-se de fazer perguntas que revelem essas qualidades. Questione quais foram suas maiores conquistas e como chegaram lá, como lidaram com situações difíceis, quais são seus planos, o que eles esperam da oportunidade na empresa.

Se você perguntar, por exemplo, por que ele saiu do último emprego e ele descarregar uma enxurrada de reclamações, culpando sempre outras pessoas, sinal amarelo!

Atenção também ao comportamento do candidato: ele soube se comunicar? Apresentou algum comportamento inadequado? Chegou antes da hora marcada?

5. Faça uma boa entrevista

A entrevista é um momento delicado. Em um ambiente muitas vezes tenso, ambas as partes têm pouco tempo para descobrir tudo o que precisam saber uma sobre a outra. Por isso, atenção especial a esta etapa do processo.

Primeiramente, esteja bem informado sobre o candidato. Anote todas as perguntas e esclarecimentos que deseja solicitar. E, na hora, não interrogue: converse. Adote um tom tranquilo para diminuir a ansiedade do momento — assim, o candidato poderá mostrar melhor suas qualidades.

6. Deixe os candidatos fazerem perguntas

Certifique-se de fornecer ao candidato todas as informações que puder sobre a companhia. Como dissemos acima, bons profissionais procuram boas empresas. E esta é uma ótima oportunidade para mostrar o que sua corporação pode fazer por eles.

Fale sobre a vaga, sobre a empresa e abra um espaço para perguntas. Além de informar o candidato, isso também vai revelar um pouco mais sobre ele — o que ele valoriza, o que procura, o que considera importante.

Contratar profissionais qualificados não é tarefa fácil. Muitas vezes, falta tempo, prática em processos de seleção, e sobra insegurança. Mas, certamente, todo esforço empreendido nesta etapa do processo vai render bons frutos. Bons funcionários se autogerenciam e garantem não apenas um trabalho bem feito, mas também novas oportunidades para a empresa.

Preparado para começar? Conte-nos suas maiores dúvidas sobre a contratação de funcionários qualificados nos comentários!

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em http://www.egestor.com.br