Robert Kiyosaki

Você sabe quem é Robert Kiyosaki? Trata-se de um empresário nascido no Havaí em 1947. Seu sonho era viajar o mundo e conhecer outros mercados e, para isso, se formou na Marinha Mercante. Esta formação rendeu-lhe um emprego na Standard Oil Company, uma das maiores companhias de petróleo que foi criada em 1870 e, nas décadas seguintes, absorveu todo o mercado, tornando-se um monopólio.

A empresa chegou a ser responsável pelo controle de 90% do mercado das refinarias dos Estados Unidos, e essa relação durou até 1911, quando o Supremo Tribunal do país decidiu desmantelar a empresa em diversas outras companhias menores. Se você já ouviu falar em Esso Brasileira de Petróleo, saiba que essa era a forma pela qual a Standard Oil Company era conhecida no Brasil.

Devido à sua formação na Marinha, integrou-se ao grupo de Fuzileiros Navais da sua região e foi para a Guerra do Vietnã, onde ficou até 1974, estudando meios de liderança de tropas. Ao retornar, entrou para o quadro de funcionários da empresa Xerox, onde aprendeu técnicas de vendas.

Graças a esses conhecimentos que foi adquirindo, fundou a Cashflow Technologies, tornando-se assim um importante empresário e investidor. Mas o que tornou Robert um nome conhecido foi a sua carreira como escritor. Ele é autor de 15 livros, dentre os quais “Pai Rico, Pai Pobre” ganhou grande destaque, tornando-se sua principal marca. Inclusive, a Cashflow é responsável pela licença da publicação. As vendas de suas obras somam mais de 26 milhões de cópias, tradução para 40 idiomas e circulação em 80 países do mundo.

Kiyosaki defende a bandeira de que a Educação Financeira deveria fazer parte da grade escolar tradicional em todos os países do mundo, pois acredita que é algo que deve ser aprendido desde cedo. Baseado nesse seu princípio, tornou-se criador de alguns jogos de mesa educativos, dentre os quais o famoso Cashflow. Por ser escritor, acabou atuando também como jornalista em alguns momentos, como quando participou de uma coluna denominada “Por que os ricos se tornam mais ricos?”. Fez também uma participação especial na coluna “10 Questions” (10 Perguntas, em tradução livre) da renomada Time Magazine. Ali, aproveitou o espaço para tirar dúvidas e incentivar pequenos investimentos e falar da importância da educação financeira na vida das pessoas.

Entretanto, os ensinamentos e histórias da infância do autor contidos nos livros são alvo de muitos questionamentos. A veracidade da existência do pai rico que ele descreve é considerada duvidosa e suas “técnicas” não possuem comprovação científica, o que leva muitos a considerar que suas obras não têm embasamento teórico para oferecer dicas e conselhos financeiros.

Apesar disso, existem empresários que afirmam que lograram êxito em suas conquistas a partir do que aprenderam ao ler as obras de Kiyosaki e que, portanto, pouco importa se suas histórias de infância são ou não verídicas, pois o foco principal é o papel motivacional e instrutivo que elas podem desempenhar na vida dos leitores.

Kiyosaki desperta questionamentos também por parte da sociedade conservadora, quando coloca em cheque a teoria de que para tornar-se um “homem de bem” é necessário formar-se por uma universidade em um curso que ofereça alto retorno financeiro. Para o autor, a base do sucesso financeiro de um adulto reside na educação financeira que ele recebe quando em idade escolar, sendo a falta dessa informação (que normalmente não é oferecida na rede convencional de ensino) a principal raiz da dificuldade de controle sobre as finanças da qual muitas pessoas padecem.

Por essas e outras, chegou a ser chamado até mesmo de charlatão.

Pai Rico, Pai Pobre

O principal livro de Kiyosaki foi escrito em coautoria com Sharon L. Lechter, pois o empresário admite que escrever não é um dos seus pontos fortes, chegando a fazer piadas sobre suas dificuldades com o inglês.

Sharon escreveu outros 6 livros junto com Kyiosaki, todos dentro de sua principal marca “Pai Rico”. Aliás, ele tem três projetos em sociedade com Sharon e com sua esposa, Kim. Além de “Pai Rico”, sob sua direção, também conta com “Família Rica”, coordenado por Sharon que, segundo ele, é “a única empresária nata que ele já conheceu” e “Mulher Rica”, coordenado por Kim.

Pai Rico, Pai Pobre foi lançado em 1997 e tornou-se o primeiro best-seller de Kiyosaki. Nele, os autores defendem que a melhor forma de construir a independência financeira é tornando-se “patrão”. Comprar imóveis e ter um negócio próprio é uma forma de gerir um sistema de meios de produção, o que segundo os autores, funciona melhor do que trabalhar como empregado para outras pessoas.

O principal foco de análise são as diferenças nos conceitos de ativos e passivos entre pobres e ricos. Os ricos consideram como ativos quaisquer bens que possam produzir renda (casas de aluguel ou ações, por exemplo) e passivos aqueles que geram custos (para eles, casa e automóvel próprios entram neste último grupo). Enquanto isso, os pobres compram bens com baixo valor de mercado e acreditam estar adquirindo ativos. Daí a diferença na forma como um pai rico e um pai pobre educa seus filhos.

Através da abordagem de tópicos como “o valor da inteligência financeira”, “as pessoas pagam impostos antes de gastar e as empresas, depois” e “empresas que são entidades artificiais e podem ser usadas por qualquer pessoa, mas os pobres não ficam sabendo”, os autores pregam que a independência financeira de uma pessoa é medida pelo tempo que a renda de seus ativos é capaz de sustentá-la. Logo, se a renda foi maior do que as suas despesas, ela pode ser considerada financeiramente independente. Mas infelizmente, a grande maioria das pessoas não aprende isso na escola e acaba trabalhando a vida inteira pelo dinheiro, ao invés de fazer o dinheiro trabalhar a seu favor.

O livro foi amplamente criticado, e seus conselhos chegaram a ser considerados perigosos por outros investidores. A impressão que os críticos tiveram é que o discurso é motivacional, as pessoas terminam de ler com vontade de mudar de vida, mas sem saber quais diretrizes tomar para colocar esses planos em prática. E os questionamentos sobre a real existência deste seu pai rico foram confirmados pelo próprio autor que, ao ser perguntado, o comparou a Harry Potter, dizendo que se este pode ser um mito, então o seu pai rico também poderia.

Parceria com Donald Trump

Kiyosaki escreveu outros livros no decorrer de sua carreira, em parceria com outros autores. E dois deles foram escritos com ninguém mais, ninguém menos do que o atual presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. O primeiro, “Nós queremos que você seja rico” foi publicado em 2007, e o segundo, “O Toque de mídias”, em 2012.

Trump é considerado um grande empresário e investidor, admirado por grande parte da população dos Estados Unidos, inclusive por Kiyosaki. Além de seus numerosos bens, também foi criador e gestor do programa “o Aprendiz”, que visa educar financeiramente os participantes e telespectadores.

Kiyosaki e Trump se conheceram pessoalmente em novembro de 2005, em uma convenção ocorrida em Chicago. E foi nessa ocasião que Trump propôs que eles deveriam escrever um livro juntos. Kiyosaki sentiu-se um tanto constrangido, pois não se sentia a altura de um homem tão rico para desenvolverem juntos este projeto, mas foi encorajado pelo mesmo sob o argumento de que precisaria de sua ajuda para correlacionar alguns fatos históricos ao comportamento financeiro das pessoas atualmente.

Nos livros, os dois investidores buscam levar ao entendimento do público o fato de que os principais modelos de investimentos e autores que falam sobre o tema direcionam seu discurso a pessoas que já fazem parte das classes mais abastadas. O questionamento de “Nós  queremos que você seja rico” engloba conceitos de que todas as pessoas podem trabalhar para sair da classe média e acumular certas riquezas, tornando-se assim parte de uma solução em andamento e não de um problema mundial relacionado a finanças.

O conflito criado pela globalização, entretanto, é pouco abordado no livro, o que leva a crer que o desaparecimento da classe média poderia levar a existirem mais pessoas de classe baixa, recaindo na máxima de que os ricos se tornam a cada vez mais ricos, e os pobres continuam a empobrecer gradativamente. Este conflito seria capaz de colocar em risco até mesmo o conceito de democracia já estabelecido na sociedade.

Ebook Crescimento Empresarial

Outras Obras do Autor

Depois do estrondoso sucesso de “Pai Rico, Pai Pobre”, o empresário tornou-se escritor e, quatro anos mais tarde (2001), estaria lançando outros dois livros:

“Independência Financeira: o Guia do pai Rico” – Uma espécie de continuação do primeiro, apresenta possíveis respostas do porquê de algumas pessoas trabalharem menos e ganharem mais, enquanto outras trabalham muito e ganham pouco. Além disso, contém dicas para quem quer ser financeiramente independente.

• “Filho Rico, Filho Vencedor” – Quem é que não quer ver um filho crescer na vida? Através deste livro, o autor ensina como transmitir ao seu filho a mesma educação financeira que o pai rico de Kiyosaki lhe proporcionou. Como o ensino tradicional não oferece este tipo de conhecimento, a regra é aprender em casa e tornar-se uma pessoa feliz e financeiramente independente.

No ano seguinte (2002), foram mais duas obras:
“Pai Rico: o guia de investimentos” – O livro ensina que existem investimentos diferentes para ricos e pobres. Seguindo estes ensinamentos a longo prazo, você se tornará um investidor rico, e passará a investir naquilo que os ricos investem, obtendo assim chances de multiplicar suas riquezas.

• “Aposentado Jovem e Rico” – Aposentar-se jovem não tem a ver com o plano de previdência escolhido, mas sim com a sua atitude diante do dinheiro e dos investimentos. Com este livro, você aprende a aumentar suas habilidades para negócios e torna-se responsável pelo seu futuro, e não mais vítima do acaso.

Em 2003, seguiram mais duas obras:
“Profecias do Pai Rico” – Segundo o autor, o financiamento das aposentadorias é falho, e isso afetará a todos nós de alguma forma no futuro. Neste livro, você aprenderá a se precaver de possíveis eventos e ainda conseguir tirar o melhor de tudo o que estiver por vir.

• “Histórias de Sucesso do Pai Rico” – O livro funciona como uma espécie de documentário com histórias de pessoas que conseguirem enriquecer colocando em prática os conselhos dos livros anteriores. Lembrando que não existe receita pronta para isso, apenas algumas diretrizes a serem seguidas e sensibilidade para saber como agir.

Já em 2004, ele quebrou seu recorde anual e lançou 3 livros:
• “Como ficar rico sem cortar os cartões de crédito” – Muitos acreditam que a melhor forma de enriquecer é jogar o cartão de crédito no lixo e não deixar contas para o mês seguinte. Este livro tem como objetivo mostrar ao leitor que não é bem assim que as coisas funcionam: é possível usar o cartão de crédito a seu favor!

• “Pai Rico, Pai Pobre: Para jovens” – A hora exata de ler este livro é assim que você terminar o ensino médio. Trata-se de uma versão para quem quiser começar a aprender desde cedo que é necessário trabalhar para aprender, e não somente para ganhar dinheiro, além de formas de investir para gerar renda.

“Quem mexeu no meu dinheiro?” – Há investidores que conseguem retornos muito maiores que a média em seus investimentos, sem precisar se sujeitar a altos riscos para isso. Se você quer fazer parte deste seleto grupo, leia e aprenda como.

Em 2005, ele atingiu a marca de 4 livros publicados:
• “Empreendedor rico: 10 lições práticas para ter sucesso em seu próprio negócio” – Dicas práticas para quem quer perder o medo de arriscar e tornar-se seu próprio patrão, com total liberdade de horários e finanças.

“Como comprar e vender empresas e ganhar muito dinheiro” – Trata-se de um guia prático sobre como não cair nas armadilhas do mercado e fazer bons negócios. A análise de cada caso traz benefícios tanto para quem compra quanto para quem vende a empresa, por isso deve ser levada em conta na hora dessas transações.

“Imóveis: Como investir e ganhar muito dinheiro” – Se você quer comprar um imóvel, encontre neste livro dicas de especialistas para fazer a escolha certa. Você precisa escolher bem o lugar, negociar preços e verificar a documentação, para fazer uma aquisição capaz de gerar renda de fato para você. Após a compra, você entenderá como descobrir se é melhor manter o vender o imóvel comprado.

• “Pai Rico em Quadrinhos” – Se você gosta de quadrinhos, está aí a oportunidade de ler um livro educativo e divertido.

Em 2008, após a primeira parceria com Donald Trump, veio mais uma obra:
• “Desenvolva sua inteligência financeira: 5 estratégias para aumentar seu patrimônio” – Primeiramente, é necessário entender como suas finanças se movimentam, para então aprender a lidar com elas. Se você está procurando por uma receita pronta, não é neste livro que vai encontrá-la. O principal objetivo do autor é torna-lo competente para analisar cada situação e saber como agir diante dos acontecimentos financeiros.

Em 2009, foram mais três obras:
“Imóveis: Como gerenciar e ganhar mais dinheiro”– Se você já investe em imóveis, entenda como transformar essa renda em investimentos, que trarão ainda mais resultados para as suas finanças. O segredo consiste em administrar estes lucros.

• “Como investir em metais preciosos” – Aprenda a gerar renda a partir do investimento em metais que possuem alto valor de mercado.

• “Irmão Rico, Irmã Rica” – Este livro foi escrito em parceria com a irmã de Robert, Emi Kiyosaki, e narra fatos reais da infância e da vida adulta destes dois irmãos. Através dos ensinamentos, você chegará ao entendimento que cada um é capaz de encontrar seu próprio caminho para a prosperidade.

Em 2010 surgiu:
“O segredo dos ricos”– Por meio de interações com o seu público, este livro traz dicas para você investir de maneira certa e conquistar a tão sonhada independência financeira. Para isso, você precisa pensar e agir como os ricos.

E foi seguido em 2011 por:
• “O poder da educação financeira” – Somos educados financeiramente de modo a acreditar que somos menos favorecidos e que, para prosperar na vida, é necessário ter nascido em “berço de ouro”. A implantação de uma educação financeira que leve todos a acreditar que podem enriquecer e que leve ao conhecimento de todos os meios para isso é a principal ferramenta para a construção de uma sociedade com mais ricos.

Em 2012, além da parceria com Donald Trump, Kiyosaki escreveu mais dois livros:
• “O negócio do século XXI” – Se você está cansado da situação financeira em nosso país, de nada adianta reclamar. Você precisa agir para conquistar a vida que sempre sonhou. Neste livro, você aprenderá a desenvolver o seu próprio negócio, a partir do qual você mesmo será o criador do seu futuro.

• “Escola de negócios: para pessoas que gostam de ajudar pessoas” – Um dos modelos de negócio considerado perfeito pelo autor é o marketing de rede. Isso porque todos os dias, tendemos a compartilhar informações com nossos familiares e amigos e isso é a prova do quanto essa troca de informações entre as pessoas é importante para o crescimento financeiro. Se você já trabalha com este tipo de negócio, ele poderá ser ainda mais aprimorado a partir da leitura deste livro.

Em 2013, foi lançado mais um livro:
• “Empreendedorismo não se aprende na escola”– Lembra da história de que não recebemos a educação financeira necessária na escola? Por isso, não é o fato de obter boas notas na escola que definirá o sucesso futuro de uma pessoa. As escolas tendem a formar funcionários e não patrões e, por isso, não existe nenhuma relação entre as suas notas e a sua capacidade de tornar-se um empreendedor de sucesso. Os pais devem preocupar-se em encontrar o verdadeiro talento dos filhos e incentivá-los a direcionar este talento para empreender. Como complemento, você conhecerá histórias reais de alunos que não tinham as melhores notas e hoje contratam os “primeiros da classe” para trabalhar em suas empresas.

Jogos de Tabuleiro

Em um de seus principais jogos educativos, o Cashflow 101, o participante define um sonho antes de começar a jogar. Ele começa atuando no primeiro circuito do jogo que é a “corrida de ratos”. Seu objetivo nessa fase é “comprar” ativos suficientes para conseguir “pagar suas contas” sem depender de um salário. Quando atingido este objetivo, o jogador avança para a “pista de alta velocidade”, onde deverá apenas conquistar o sonho que definiu no início do jogo.

Após o sucesso dessa primeira versão, surgiu o Cashflow 202, que é idêntico ao primeiro, com a única diferença de que nesta versão os investimentos variam o tempo todo. Após aprender na versão 101, o jogador terá a chance de vivenciar situações fictícias que muito se assemelham à realidade.

Há ainda o Cashflow for kids, adaptado para crianças, e o E-cashflow, que seria a versão online do jogo, que também podem ser encontradas nas modalidades 101 e 202. Neste caso, você pode jogar contra um personagem fictício criado pelo próprio jogo no computador, contra adversários reais num mesmo computador ou ainda encontrar adversários online para lançar seus desafios.

Trata-se de uma maneira de aprender a manejar suas finanças com uma dose de diversão e interação com outras pessoas, que podem ser do seu convívio ou meros desconhecidos.

Gostou do texto? Deixe seu comentário !

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em http://www.egestor.com.br