fbpx

Como montar um antiquário: Confira o passo a passo

Antiquários são lugares especializados no comércio dos mais variados artigos antigos. Entre eles podemos citar cristaleiras, sofás, peças de cristal, castiçais, baús, luminárias e relógios, por exemplo.

Os antiquários são ambientes muito apreciados por quem tem preferência por móveis e objetos antigos, podendo também ser utilizados como um comércio complementar para estabelecimentos como sebos, brechós e lojas de decoração.

Quanto mais antigo for o objeto, mais atrativo ele se torna e não é raro encontrar itens do século passado.

Existe uma tendência em decoração que mistura o velho e o novo de forma criativa, e isso tem ajudado muito no avanço desse mercado. O estilo vintage, uma tendência que baseia nas décadas de 30, 40, 50 e 60, contribui muito para o sucesso dos antiquários.

Muitos decoradores, designers e colecionadores vão atrás de peças singulares nos antiquários e quando encontram o que desejam, acabam adquirindo o ornamento, independente do valor. Trata-se de um mercado bastante restrito, no entanto, um empreendedor que seja amante de antiguidades e que seja criativo e tenha conhecimento em artes, pode se desenvolver muito bem nessa área e ter bons retornos.

antiquário

Passo a passo para montar um antiquário

  • O mercado de antiguidades
  • Localização
  • Registro da Empresa
  • Fornecedores
  • Divulgação
  • Administração

O mercado de antiguidades

Caso você seja um apaixonado por antiguidades, saiba que esse é um negócio promissor. O mercado de decoração está crescendo muito no Brasil e movimenta cerca de 60 bilhões por ano no país, segundo a Associação de Decoração de São Paulo.

Com o aumento de aquisição das famílias e formação da nova classe média, obter objetos de decoração deixou de ser um costume de luxo. Agora, de certa forma, isso passou a ser uma característica da qualidade de vida das pessoas.

Também, muitas revistas de decoração foram lançadas, o que ajudou a fazer com que os consumidores ficassem mais bem informados sobre as tendências. A facilidade na importação de produtos também auxiliou o mercado a se desenvolver satisfatoriamente.

Muitos consumidores de antiquários são da própria área de decoração e design e muitos colecionadores também procuram esses estabelecimentos em busca de peças valiosas ou que estejam faltando na coleção.

Com o aumento da procura por decoradores, foram criados muitos cursos técnicos e faculdades na área e calcula-se que em um período de dez anos, o país passou de quatro para dez mil profissionais registrados.

Assim, antes de saber como montar um antiquário, entenda que também há alguns riscos. Dessa forma, antes de abrir a empresa é importante fazer uma pesquisa relacionada ao mercado e aos concorrentes e observar alguns pontos:

  • Verificar com a prefeitura ou IBGE, os números referentes ao mercado alvo;
  • Fazer uma análise da concorrência, através de guias e revistas, verificando os preços e a especialidade;
  • Conhecer os concorrentes mais próximos e identificar as qualidades e os pontos fracos da empresa;
  • Participar de cursos e seminários sobre decoração.

Localização

Esse é um dos principais pontos de como montar um antiquário. A escolha do ponto onde o estabelecimento irá funcionar é algo de vital importância para o negócio. Há muitas características a serem levadas em conta no momento da decisão, como por exemplo, a pesquisa do perfil dos consumidores e dos concorrentes, a densidade da população no local e questões de acessibilidade, limpeza e segurança.

Os locais mais adequados para esse tipo de negócio são os shoppings de decoração e galerias ou ruas com diversos comércios. Consumidores de antiguidades são um público seleto e que preferem fazer suas compras em locais seguros e de forma confortável.

Pontos importantes para a escolha do imóvel:

  • O imóvel deve conseguir acomodar todos os itens para o funcionamento do negócio e é interessante que tenha possibilidade de expansão;
  • Verificar se as instalações de água, internet, telefone e luz estão disponíveis;
  • O local precisa estar regularizado junto aos órgãos públicos;
  • É importante que o acesso seja fácil para os consumidores e que tenha espaço para estacionamento e para a carga e descarga dos produtos;
  • Verificar se o IPTU do imóvel está em dia;
  • Verificar a segurança do local, não só para os consumidores, mas também pela questão de que os itens comercializados são de alto valor.
antiquário

Registro da Empresa

No processo de como montar um antiquário, é necessário fazer o registro, e, primeiramente, é necessário contratar um contador, que irá realizar toda a parte de assessoria referente às questões legais. Para realizar a inscrição da empresa, são necessárias as seguintes etapas:

  • Registrar a empresa na Secretaria da Receita Federal, Caixa Econômica, Junta Comercial, Secretaria Estadual da Fazenda e Prefeitura, para obter o alvará de funcionamento;
  • As instalações precisam estar de acordo com as regras da Vigilância Sanitária, por isso é necessário obter o alvará de licença sanitária;
  • Fazer a consulta de local na Prefeitura;
  • Solicitar vistoria dos equipamentos ao Chefe do DFA/SIV, através de requerimento.

O estabelecimento precisa estar de acordo com o Código de Defesa do Consumidor e sua legislação. Para o controle de finanças da empresa, existem alguns softwares de gestão, como o eGestor, que é um sistema online, simples e fácil de usar. Ele pode fazer o controle de estoque, vendas e a emissão da nota fiscal eletrônica.

Antiquário pode ser MEI?

Sim, um antiquário enquadrado no CNAE 4785-7/01 – Comércio varejista de antigüidades, pode ser MEI.

O antiquário que opta por ser MEI se enquadra no Simples Nacional, Anexo I, sendo suas alíquotas de imposto entre 4% e 19%.

Fornecedores

Diferente de outros tipos de lojas de móveis e decoração, um antiquário não possui apenas um fornecedor. Assim como não é só solicitar e pagar para ter um móvel. É necessário realizar um garimpo e muita confiança.

No caso de um antiquário, também, o fornecedor pode ser um possível comprador. Por isso a necessidade de ter um bom atendimento.

Um método de compra de produtos é através de leilões da receita federal, ou com seguradoras que recolhem essas mercadorias de seus devedores. Outra maneira de conseguir objetos é com feiras e vendas de garagem.

antiquário

Divulgação

Como decoração e móveis antigos estão em alta há algum tempo, os principais compradores são pessoas mais jovens. Dessa forma, é imprescindível que o seu negócio esteja online.

Isso pode acontecer de diversas maneiras. É possível ter uma página no Facebook e no Instagram, você também pode ter um site. Algo indispensável é que seu negócio esteja no Google. Para que isso aconteça, você deve criar uma página no Google My Business. Assim, seu negócio irá aparecer mas principais respostas quando seu futuro cliente buscar um antiquário.

Administração

Agora começa a parte mais difícil. Se você achou que o processo de como montar um antiquário não era fácil, é porque ainda não viu como administrar uma empresa.

Mas calma, apesar de tudo, existem maneiras que vão facilitar esse processo. A melhor delas é um sistema de gestão, como o eGestor. A partir de um sistema que faz o controle do seu financeiro, estoque, fluxo de caixa, e emite notas fiscais e boletos, seu tempo será otimizado e será muito mais fácil entender o que se passa dentro da sua empresa.

Também, no caso de ser apenas você atendendo a sua clientela e fazendo a administração e pesquisando produtos, sobra pouco tempo para analisar os dados.  Aí entra outra função do sistema de gestão, a emissão de relatórios. Com isso, todos os relatórios do seu negócio podem ser emitidos de forma rápida e fácil.

O eGestor não necessita de instalação e pode ser utilizado no computador, celular ou tablet, basta ter acesso a internet. Trata-se de um sistema inteligente, moderno e ótimo para micro e pequena empresa.

Banner-conversao-eGestor-blog
Início 9 Empreendedorismo 9 Como montar um antiquário: Confira o passo a passo
Escrito em: 15/01/24
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Comentários:

Compartilhe seu comentário, dúvida ou sugestão!

2 Comentários

  1. Jorge Antônio Dias

    Obrigado pelas informações desejo sucesso sempre

    Responder
  2. Claudia Magale Hilgert

    Preciso de indicacao de fornecedores, local e empresa já tenho . Pode me ajudar por favor.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar…

NFC-e (Nota fiscal do consumidor eletrônica) [Atualizado]

A NFC-e é uma nota fiscal utilizada para registrar vendas de produtos. Ela é emitida diretamente para o consumidor final. Para emitir a NFC-e deve ser utilizado um sistema emissor de notas fiscais. Emitir NFC-e Todo produto ou serviço...

Gestão empresarial: guia definitivo para o sucesso do seu negócio

Toda empresa precisa ter um objetivo, uma missão maior que guie todas as suas atividades. Independente de qual for esse objetivo, ele tem tudo a ver com a gestão empresarial. Isso porque é através de uma gestão empresarial competente e...

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): o que é e quem emite

A NFS-e, ou Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, é um dos tipos de notas fiscais que existe juntamente com a nota fiscal, a nota fiscal do consumidor e o conhecimento de transporte. Elas são úteis para empresas que tem como uma das funções...

Nota fiscal eletrônica: tudo o que você deve saber [ATUALIZADO]

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento cuja função é atestar a venda de um produto ou a prestação de um serviço. Ela foi desenvolvida com o objetivo de substituir alguns sistemas de impressão de documentos fiscais em papel. Assim...

ERP: O que é e vantagens [GUIA COMPLETO]

Teste Grátis A administração de uma empresa acontece diariamente, com processos e controle que devem ser feitos a todo momento. Esses processos são o que mantém a empresa funcionando, e esse controle é o que mantém as contas em dia e os...

Controle de Estoque: Como fazer um controle profissional

Porque o controle de estoque é tão importante para a empresa? O estoque é o principal ativo de uma empresa, sendo a forma mais importante de fazer dinheiro. Por isso, ter total atenção a gestão do estoque é de extrema importância. Se a...

Faturamento: O que é, como calcular e aumentar o seu

Porque o faturamento é tão importante para a empresa? Porque ele é o dinheiro que a empresa recebeu em um período, que mostra se ele foi bom ou não. Acompanhar o faturamento se sabe quanto a empresa pode gerar de capital. Ele também é...

Guia do MEI: Tudo sobre o Microempreendedor Individual

O MEI (Microempreendedor Individual) é um tipo de empresa voltado para formalização de profissionais autônomos. O custo para abrir um MEI é zero. Os impostos pagos pelo MEI são o ICMS, pela venda de mercadorias, o ISS, por prestação de...

Fluxo de Caixa: Guia de como fazer o da sua empresa

O que é o fluxo de caixa?O fluxo de caixa é o controle de todos os valores que entram e saem do financeiro da empresa. Qual o objetivo do fluxo de caixa?O objetivo do fluxo de caixa é garantir a saúde financeira do negócio, assegurando...

Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo

Passo a passo para fazer o controle financeiro empresarial Faça o controle do fluxo de caixa Separe custos e receitas Planejamento de recebimentos e pagamentos Registre todas as operações financeiras Tenha um orçamento bem estruturado...