Você sabe qual a diferença entre planejamento e controle financeiro?

Apesar de não ser a mesma coisa, planejamento e controle financeiro estão diretamente ligados. Não se preocupar com essas tarefas pode trazer prejuízos expressivos ao seu negócio. Por isso, é necessário entender o que é e como fazer cada um desses processos.

O que é planejamento e quais são suas vantagens?

Em resumo, o planejamento é quem vai ditar as regras dos próximos passos do departamento financeiro da sua empresa. Com o planejamento, é possível traçar metas e definir ações para atingir um determinado objetivo, seja aumento dos lucros, redução de custos etc.

O ideal é que o planejamento seja feito todo ano, com perspectivas em longo prazo, mas ele deve ser revisto mensalmente, já que nem tudo sairá como previsto.

Especialistas apontam a falta de planejamento e controle financeiro como um dos principais motivos de fechamento precoce das empresas brasileiras. Afinal, sem dados e informações sobre o seu negócio, as chances de conduzi-lo de maneira incorreta são grandes.

Engana-se quem acredita que o planejamento resume-se em planejar, o ciclo é mais amplo do que isso. O PDCA é a maneira mais simples de explicar essa ideia:

  • P: Plan – planejar
  • D: Do – fazer
  • C: Check – checar
  • A: Action – agir

Entre as principais vantagens de realizar um planejamento, destacam-se:

Objetivos claros

Convenhamos, fica muito mais fácil trabalhar quando sabemos onde nós queremos chegar. Além de facilitar o caminho para o cumprimento das metas, é possível direcionar as ações sempre para o caminho mais seguro.

Tomada de decisão

Com o planejamento é possível reunir e até prever uma série de informações sobre o ambiente interno. Como será a situação dos próximos meses? Quais oportunidades poderão ser abraçadas? O que fazer em tempos de crises? Essas e outras questões, quando estruturadas, auxiliam na tomada de decisão.

Métodos de controle

Lembra que planejamento e controle financeiro não são a mesma coisa, mas caminham juntos? Então, durante o planejamento também são definidos os métodos de controle e as ferramentas que serão utilizadas ao longo do ano para identificar os indicadores de desempenho, controle de caixa etc.

O que é controle financeiro e quais são suas vantagens?

O controle financeiro consiste em um conjunto de ações utilizadas para garantir que o desempenho real do dia a dia se molde àquilo que foi planejado. Entre os métodos mais conhecidos de controle financeiro, podemos destacar:

Um exemplo prático: alguns gestores utilizam relatórios financeiros, a partir de informações patrimoniais e da análise do fluxo de caixa para avaliar a realidade da empresa e saber quais procedimentos tomar.

Empresas que se preocupam com o controle financeiro identificam diversos benefícios, entre eles:

Integração de dados

Neste caso, a tecnologia é uma aliada fundamental. Softwares e ferramentas são responsáveis por integrar e cruzar dados, agilizando o processo operacional e garantindo números e informações assertivas sobre os departamentos.

Decisões estratégicas

Nada de apagar incêndios, com o controle financeiro é possível agir estrategicamente de acordo com cada situação. Tendo ao alcance das mãos todo o cenário financeiro do seu negócio, sem se basear em achismos, fica muito mais fácil tomar decisões em momentos oportunos.

Feedback preciso

Quando o gestor realiza corretamente o controle financeiro, fica muito mais fácil prestar contas aos superiores, direcionar e cobrar os colaboradores para correção dos problemas. Assim, é possível manter os profissionais do setor sempre informados sobre falhas e oportunidades, além de uma gestão mais atuante.

Como começar a organizar as finanças?

No início pode parecer difícil, mas o esforço valerá a pena. Afinal, uma vez definido seu planejamento e controle financeiro, ficará muito mais fácil replicá-los e aprimorá-los com o passar dos anos.

Reúna os dados financeiros relativos a sua empresa. Despesas fixas, despesas variáveis, balanço patrimonial e etc. Em contrapartida, defina um orçamento mensal e uma projeção orçamentária para o ano todo. Entenda também sobre seus lucros reais.

Faça uma relação completa com suas dívidas, objetivos e sonhos. Tendo todos os dados em mãos, é possível preparar um planejamento financeiro para quitar as dívidas e criar metas para curto, médio e longo prazo. Por exemplo, fechar o ano no azul, aumentar o faturamento em 20%, lançar um novo produto ou serviço no mercado, gerar mais leads etc.

Para colocar tudo em prática, procurar ajuda é essencial. As ferramentas da internet e o auxílio de um consultor especialista podem ser extremamente válidos nesse momento.

Por fim, mas não menos importante, nunca se esqueça de avaliar os resultados e conferir se as estratégias estão dando certo. Claro que sempre de acordo com os objetivos iniciais.

Monitorar os resultados é importante para, sempre que preciso, rever as estratégias. E, além disso, entender se os investimentos realmente têm trazido retorno.

Entenda que o planejamento e o controle financeiro podem ditar os rumos do seu negócio entre fracasso e sucesso. Mas saiba que os resultados devem ser avaliados num período em longo prazo, ainda que algumas ações em curto prazo apresentem números positivos.

Esses processos são realmente burocráticos, porém vitais para todas as empresas. Por isso, devem ser realizados desde o início de um pequeno negócio e deve perdurar durante toda a vida útil da empresa.

Conclusão

Agora que você já sabe a diferença entre planejamento e controle financeiro é hora de colocá-los em prática e melhorar a saúde financeira do seu negócio. Lembre-se de que nada é tão bom que não possa melhorar, ainda que o financeiro da sua empresa esteja estável, é possível aumentar os lucros e encontrar oportunidades de novos ganhos com essas práticas.

A emissão de notas fiscais, notas fiscais de serviço e notas fiscais do consumidor são tarefas realizadas diariamente. E, muitas vezes elas são feitas manualmente. Com a grande possibilidade de erros, existe a necessidade de melhorar o controle financeiro da empresa. Assim, essas tarefas são facilitadas e agilizadas com sistemas simples, fáceis de manusear e sem burocracia.

O mercado oferece inúmeras soluções. Teste, avalie e se você entender que algum sistema é útil e realmente faz total diferença para o seu negócio, não perca tempo e automatize os seus processos.

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br