Empreendedores de sucesso: Caito Maia

Para você que está pensando em montar o seu próprio negócio e se tornar um empreendedor de sucesso no Brasil, é fundamental ter em quem se espelhar. Conhecer historias de empreendedores brasileiros que enfrentaram um cenário semelhante a qualquer empreendedor no país em questões de tributação e legislação, superaram obstáculos, persistiram em suas convicções e se tornaram referências não só no Brasil, mas no cenário do empreendedorismo de uma forma geral.

E um destes empreendedores de sucesso, sem dúvida nenhuma, é Caito Maia, fundador da Chilli Beans, uma das maiores marcas de óculos do mundo. Fundada em 1997 a Chilli Beans revolucionou a forma de vender óculos tirando a cultura de venda similar à farmácias e passando a vender os óculos como acessórios de moda. Atualmente, existem mais de 750 lojas espalhadas por mais de 17 países, movimentando mais de R$ 500 milhões a cada ano.

A trajetória de Caito Maia

Nascido em 1969 em São Paulo no bairro Jardins, onde foi criado e passou toda a sua infância, Antônio Gomes Pereira Filho, que mais tarde ficou conhecido como Caito Maia, carregava consigo o sonho de ser músico e logo aos 18 anos, teve a oportunidade de estudar nos Estados Unidos em um curso de verão na Faculdade de Música Berklee, em Boston.

Caito inclusive chegou a formar uma banda de rock, chamada de “Las Ticas Tienem Fuego”, a qual era vocalista e guitarrista, e que foi indicada no ano de 1996 a uma das categorias do prêmio Video Music Brasil, do canal MTV. Mas com o passar dos anos, Caito Maia percebeu que seria muito difícil viver exclusivamente da música e foi ai que seu espírito empreendedor começou a aflorar.

Em parelo com a banda, Caito passou a comprar óculos escuros nos Estados Unidos e revendê-los no Brasil pelo preço mais justo possível, deixando os seus compradores totalmente satisfeitos. Com a boa aceitação do público e um alto número de vendas, Caito Maia optou por ampliar o seu negócio e começou a revender também para lojas de comércio varejista. 

Pensando nisso, surgiu seu primeiro empreendimento: a empresa Blue Velvet, que somente no seu primeiro ano de atuação conseguiu mais de 250 clientes do comércio varejista. Entretanto, por não ter nenhuma formação acadêmica, Caito passou a ter muitos problemas para administrar o negócio, e sem um bom controle do fluxo de caixa da empresa, a Blue Velvet ficou extremamente fragilizada e acabou quebrando com a inadimplência de apenas dois de seus clientes.

Mas como todo bom empreendedor, Caito persistiu em sua ideia e conseguiu superar as adversidades. Após o fracasso de seu primeiro negócio, o empreendedor se viu com duas alternativas: retornar à sua banda ou então retomar as vendas de óculos escuros como varejista.

A solução encontrada por Caito Maia foi aproveitar parte do estoque que sobrou da Blue Valvet e montar um quiosque de vendas no Mercado Mundo Mix, que era um grande evento itinerante na cidade de São Paulo, voltado para a venda de roupas e acessórios. Vender óculos escuros no Mercado Mundo Mix o início da Chilli Beans. Tudo era feito com muito esforço e suor, e o foi justamente esta experiência que fez com que o empreendedor ganhasse a experiência que precisava. Na inauguração de sua loja o dia era chuvoso, mas esse contratempo não impediu a empresa de Caito Maia de se destacar entre todas as demais lojas do mercado Mundo Mix, e obter um grande volume de vendas logo na inauguração.

Para montar o estande no Mercado Mundo Mix, era necessário dar um nome ao quiosque. Caito gostava muito de pimenta, e com a ajuda do publicitário e amigo, José Caporino, surgiu no ano de 1997 o nome “Chilli Beans”, que remete a um prato típico da culinária tex-mexicana à base de pimenta e feijão. 

O crescimento da Chilli Beans

O fracasso de sua primeira empresa, a Blue Velvet, serviu de lição para Caito Maia, e fez com que ele se precavesse contra uma nova crise financeira que poderia arruinar a Chilli Beans. A medida encontrada para ter um maior controle financeiro foi pagar a vista todas as compras com seus fornecedores de óculos.

Com o negócio organizado financeiramente, estava na hora de pensar na sua expansão. No ano de 2000, a Chilli Beans abriu o seu primeiro quiosque de vendas em um shopping e no ano seguinte teve a sua primeira franquia. Atualmente são mais de 750 lojas espalhadas por países como Portugal, Tailândia, Caribe, Colômbia, Chile. Emirados Árabes e Estados Unidos, Angola e Kwait. Dessas mais de 50 lojas.

Além de óculos escuros, a Chilli Beans passou a oferecer outros produtos para seus clientes como bolsas e mochilas em 2011. Com os diversos licenciamentos realizados com outras empresas ao longo de seus 20 anos de historia, atualmente a marca Chilli Beans já se encontra em roupas íntimas, bicicletas, guitarras e chinelos das empresas licenciadas.

Ebook Crescimento Empresarial

Self Service

Caito Maia trouxe com a Chilli Beans um novo conceito não só de comercialização de óculos escuros, mas como também de consumo por parte dos clientes. A Chilli Beans fez com que os óculos não fossem mais intocáveis nas prateleiras, sendo exibidos de uma forma muito mais livre para que os consumidores possam tocar e experimentar o produto antes de efetuar a compra.

Este é o conceito do atendimento Self Service “serviço próprio”, que posteriormente também foi adotado por restaurantes, em que os clientes poderiam servir a sua própria comida, por exemplo.

Nas lojas também é possível encontrar produtos totalmente personalizados de acordo com o gosto de cada cliente: modelo com detalhes em ouro, lentes com as mais variadas cores, produtos dos mais variados tamanhos, dentre outros diferenciais.

Outro aspecto que tornou a Chilli Beans uma das maiores marcas da América latina no seu ramo de atuação é o fato de a cada 45 dias, a marca lançar uma coleção diferente para atrair cada vez mais consumidores.

A Chilli Beans, portanto, não vende óculos escuros como ótica, mas sim como um estilo para os seus clientes.

Premiações

Desde o seu surgimento, a Chilli Beans ganhou enorme reconhecimento mundo a fora e recebeu diversos prêmios em relação ao empreendedorismo. Confira alguns deles

  • Prêmio “Melhor loja de inovação do mundo”, pelo Retail Design Institute, em 2012
  • Prêmio “Melhor em Acessórios”, pela revista Pequenas Empresas Grandes Negócios, em 2016
  • Prêmio “Melhor Franquia do País”, pela ABF (Associação Brasileira de Franquias), em 2015
  • Prêmio “Os mais importantes do varejo”, do Grupo Padrão, em 2015

EGestor - Software online de gestão empresarial para pequenas empresas

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br