fbpx

Ideias de negócios: principais áreas para investir

Que tipo de negócio está em alta?

  • Empreendimentos de cuidados pessoais
  • O Nichos da gastronomia
  • Tradução e revisão de textos
  • Lojas de roupas usadas – brechós
  • Microcervejarias e cervejarias artesanais
  • Hospedagem e cuidados de pets
  • Diversas áreas de coaching
  • Foodtruck – os carros de comida
  • Assessoria e consultoria de Marketing e Comunicação

Escolher um negócio para investir pode ser um grande desafio para quem quer acertar de primeira em êxito e lucro, pois essa escolha leva em conta muitos fatores. Entre demanda de mercado, tendências, situação econômica e opções disponíveis, pode ser difícil encontrar ideias de negócios realmente promissoras para investir.

Ideias de negócios

Com o objetivo de ajudar você nessa escolha, reunimos uma lista de ideias de negócios lucrativos que estarão em alta no próximo ano para que possa se atualizar em relação ao mercado e se preparar.

1. Empreendimentos de cuidados pessoais

O cuidado pessoal com a beleza vem crescendo conforme o leque de produtos e prestadoras de serviços ligados ao embelezamento aumenta. Assim como a preferência não só de mulheres, mas também homens, por empresas e profissionais de estética pessoal.

Cada vez mais manicures, pedicures, design de sobrancelhas, maquiagem, tratamentos estéticos e produtos multifuncionais, por exemplo, têm alta procura por consumidores preocupados com o bem-estar físico.

Segundo o levantamento feito pela Associação Brasileira da Indústria de Higiene Pessoal, Perfumaria e Cosméticos, o Brasil só perde para China e Estados Unidos no mercado mundial de venda. Assim, somos o terceiro maior consumidor de produtos cosméticos e serviços estéticos. Sendo, então, uma ótima ideia de negócio para ser investida no ano de 2021!

2. Nichos da gastronomia

Tipos específicos de alimentação com foco na saúde estão pedindo maior demanda nos últimos tempos. Alérgicos a glúten, intolerantes à lactose e diabéticos, por exemplo, passaram a ser nichos mais requisitados, devido à dificuldade de encontrar produtos alimentícios não prejudiciais à saúde em lugares comuns.

Já movimentos sociais que incluem alimentação, como o vegetarianismo e o veganismo, também estão se popularizando muito. Por isso, a procura por negócios e estabelecimentos que ofereçam alimentos apropriados e condizentes com a saúde e escolhas de cada um é cada vez maior. A Euromonitor Internacional prevê que esse mercado cresça em 4,4% anualmente.

Ideias de negócios: Nichos da gastronomia

3. Tradução e revisão de textos

Com as relações sociais e comerciais se tornando cada dia mais parte da globalização, a tradução pode ser um ótimo investimento para quem tem conhecimento de outro idioma.

Em uma matéria no Portal Fidelity, esse setor deve alcançar a receita de US$ 1,5 bilhão até 2024, mostrando o crescimento que vem pela frente.

Uma comunicação bem feita tem alta importância. Muitas pessoas buscam por ajuda na correção de textos, também para ajustar a estrutura textual, correções gramaticais e ortográficas, assim como tradução de trabalhos. O que também estende esse serviço para a área acadêmica e universitária.

Dentre as ideias de negócios essa é uma das mais rentáveis, porque você se utilizará apenas do seu conhecimento e tempo. Assim, assumindo que já exista conhecimento da outra língua, nem o investimento em curso será necessário.

4. Lojas de roupas usadas – brechós

A preocupação com o meio ambiente e o excesso de consumo está se tornando mais popular a cada dia. As pessoas estão buscando opções alternativas na compra de roupas e produtos de vestuário que não incluam marcas com impactos negativos sobre a natureza. E isso inclui os brechós.

Segundo uma matéria do Portal Terra, esse é um setor que cresce todos os dias no Brasil, sendo assim, uma forte tendência. Não somente em ambientes físicos, mas também digitais.

Dessa forma, o brechó tem sido a melhor opção para quem busca consumir de forma consciente. Comprando e vendendo roupas de segunda mão, sem incentivar uma maior produção negativa e favorecendo uma vida útil mais longa a produtos específicos, os brechós sempre têm espaço no mercado.

5. Microcervejarias e cervejarias artesanais

Só em 2017 esse mercado teve 37,7% de crescimento, como afirma uma pesquisa do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Assim, é possível ver que os sabores diferenciados e únicos de uma microcervejaria, ou cervejaria artesanal, atraem diversos tipos de consumidores. Principalmente apreciadores de cerveja que querem ter novas experiências em bebida.

A forma de produção da cerveja artesanal é tida como diferenciada. Assim como a qualidade do produto, que promete ser superior àquelas produzidas em alta escala.

6. Hospedagem e cuidados de pets

Cachorros, gatos e outros animais domésticos têm uma grande presença na vida diária da maioria das pessoas. E essa aproximação deverá aumentar. Por isso, muitas pessoas não gostam de deixar seus animais sozinhos quando saem ou vão viajar. E isso se torna um problema principalmente nas cidades grandes, onde o espaço é limitado.

Uma hospedagem para pets é uma boa opção e que possui muita procura. Pois os donos querem deixar seu bichinho em um lugar onde sabem que ele será cuidado, terá liberdade e conforto o suficiente para não sentir o estresse da ausência deles. Segundo uma pesquisa do Euromonitor, o Brasil ocupa o terceiro lugar em faturamento relacionado à pets no mundo inteiro, com 5,14% da fatia global.

Ideias de negócios: Hospedagem e cuidados de pets

7. Diversas áreas de coaching

Esse serviço recebeu grande popularidade atualmente, sendo uma forma de vencer os desafios do dia a dia e trazer o melhor de si mesmo em questões de produtividade, confiança e liderança.

A International Coach Federation (ICF) divulgou que de 2013 a 2017 o mercado de coaching cresceu em 300% no Brasil. Mostrando que o coaching é uma ferramenta muito útil para quem quer alcançar resultados melhores, seja na vida pessoal ou profissional e assim, um bom investimento de negócio.

Dentre essas ideias de negócios, o coaching é uma das que o curso sobre é obrigatório. Entretanto, é necessário um certificado e um conhecimento extenso e intenso sobre o assunto.

8. Foodtruck – os carros de comida

Comida rápida e acessível é algo que atrai um grande público, principalmente se for oferecida de forma diferenciada. Os foodtrucks são uma excelente opção para quem quer abrir uma empresa e não se comprometer com os possíveis problemas, como o de alugar um lugar físico, por exemplo.

Além da apresentação, eles são práticos e versáteis, podendo estar justamente onde o público está. A Associação Brasileira das Indústrias da Alimentação (ABIA) mostrou em uma pesquisa que esse tipo de serviço cresceu 85% entre 2010 e 2016, com tendência só a crescer.

9. Assessoria e consultoria de Marketing e Comunicação

Se você tem formação ou algum outro curso profissionalizante na área de assessoria e consultoria de marketing, será uma boa oportunidade. As empresas, marcas e produtos estão expandindo todos os dias sua presença na vida do consumidor. E para que ganhe interesse em retribuição, é necessário boa imagem e conteúdo de valor em suas redes e plataformas digitais.

De acordo com uma pesquisa da Digital Adspend 2018 da IAB, a publicidade digital, incluindo marketing e comunicação, cresceu 25,4% em um ano. Muitas empresas não sabem por onde começar e, quando começam, acabam por fazer um trabalho insatisfatório para o público. Apenas mostrando que uma ajuda profissional seria bem vinda, junto da possibilidade de aumentar os lucros ao se mostrar atrativa.

Qual é o melhor negócio para se abrir?

O melhor negócio para se abrir é aquele que engloba as melhores habilidades, interesses e orçamento disponível do dono. Portanto, aqui vão alguns dos melhores negócios para se abrir:

  • Loja online, venda de produtos por e-commerce, marketplaces e até trabalhar com dropshipping
  • Alimentação
  • Consultoria
  • Cuidados pessoais

Considerações finais

Existem diversos âmbitos para investimento que são promissores. Listamos apenas algumas ideias de negócios que serão populares no ano seguinte.

Portanto, depois da leitura dessa lista, faça uma análise sobre quais se encaixam no seu perfil e no capital que será investido. Após, realize uma pesquisa de tudo que será necessário para a abertura dessa empresa. Pesquise qual tipo de empresa a sua será, qual tipo de controle financeiro ela terá e não esqueça que a escolha de um nome é uma parte extremamente importante!

Banner-conversao-eGestor-blog
Início 9 Empreendedorismo 9 Ideias de negócios: principais áreas para investir
Escrito em: 04/01/23
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Comentários:

Compartilhe seu comentário, dúvida ou sugestão!

1 Comentário

  1. Patricia

    Adorei seu blog e todas as suas dicas! Vou voltar sempre! Obrigada por compartilhar!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar…

ERP: O que é e vantagens [GUIA COMPLETO]

Teste Grátis A administração de uma empresa acontece diariamente, com processos e controle que devem ser feitos a todo momento. Esses processos são o que mantém a empresa funcionando, e esse controle é o que mantém as contas em dia e os...

Guia do MEI: Tudo sobre o MEI – Blog do eGestor

O MEI (Microempreendedor Individual) é um tipo de empresa voltado para formalização de profissionais autônomos. O custo para abrir um MEI é zero. Os impostos pagos pelo MEI são o ICMS, pela venda de mercadorias, o ISS, por prestação de...

Gestão empresarial: guia definitivo para o sucesso do seu negócio

Toda empresa precisa ter um objetivo, uma missão maior que guie todas as suas atividades. Independente de qual for esse objetivo, ele tem tudo a ver com a gestão empresarial. Isso porque é através de uma gestão empresarial competente e...

Controle de Estoque: Como fazer um controle profissional

Porque o controle de estoque é tão importante para a empresa? O estoque é o principal ativo de uma empresa, sendo a forma mais importante de fazer dinheiro. Por isso, ter total atenção a gestão do estoque é de extrema importância. Se a...

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): o que é e quem emite

A NFS-e, ou Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, é um dos tipos de notas fiscais que existe juntamente com a nota fiscal, a nota fiscal do consumidor e o conhecimento de transporte. Elas são úteis para empresas que tem como uma das funções...

Faturamento: O que é, como calcular e aumentar o seu

Porque o faturamento é tão importante para a empresa? Porque ele é o dinheiro que a empresa recebeu em um período, que mostra se ele foi bom ou não. Acompanhar o faturamento se sabe quanto a empresa pode gerar de capital. Ele também é...

Fluxo de Caixa: Guia de como fazer o da sua empresa

O que é o fluxo de caixa?O fluxo de caixa é o controle de todos os valores que entram e saem do financeiro da empresa. Qual o objetivo do fluxo de caixa?O objetivo do fluxo de caixa é garantir a saúde financeira do negócio, assegurando...

Nota fiscal eletrônica: tudo o que você deve saber [ATUALIZADO]

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento cuja função é atestar a venda de um produto ou a prestação de um serviço. Ela foi desenvolvida com o objetivo de substituir alguns sistemas de impressão de documentos fiscais em papel. Assim...

Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo

Passo a passo para fazer o controle financeiro da sua empresa Faça o controle do fluxo de caixa Separe custos e receitas Planejamento de recebimentos e pagamentos Registre todas as operações financeiras Tenha um orçamento bem estruturado...

NFC-e (Nota fiscal de consumidor eletrônica) [Atualizado]

Emitir NFC-e Todo produto ou serviço vendido, deve ter sua comprovação fiscal e um dos meios de atestar essa transação é a nota fiscal. Afinal, ela dá segurança tanto à empresa que vende o produto, quanto ao consumidor que o compra....