fbpx

Planilhas para loja de autopeças

Quem gosta do setor automotivo pode encontrar no mercado de autopeças a oportunidade ideal para montar o seu tão sonhado negócio próprio. É um nicho bastante movimentado e com ótimos ganhos, uma vez que peças para veículos diversos estão sempre sendo repostas devido a desgastes provocados pelo tempo, mau uso ou defeito de fabricação.

Esse tipo de estabelecimento comercializa produtos para o consumidor final, o proprietário de veículos, incluindo carros e motocicletas, e ainda oferece itens variados, como:

  • Pneus
  • Retrovisores
  • Parafusos
  • Tapetes
  • Óleos e lubrificantes
  • Peças elétricas e para a parte de mecânica
  • Baterias
  • Faróis
  • Escapamentos
  • Amortecedores e muitos outros itens.

Como montar uma loja de autopeças

Uma loja de autopeças é um negócio como qualquer outro. Logo, exige do empreendedor uma boa dose de planejamento, organização e sabedoria para utilizar as melhores ferramentas de controle e gestão da empresa, mesmo que ela seja ainda um pequeno estabelecimento.

E, claro, não podemos deixar de falar da parte mais básica de qualquer negócio que é o passo a passo para, de fato, tirar uma ideia do papel e colocar em prática com chances reais de se transformar em uma empresa de sucesso. Veja a seguir como fazer:

Estudo de mercado

A sua primeira tarefa é avaliar como está o mercado de autopeças. Assim, faça uma pesquisa de mercado e procure saber se o cenário é próspero, como anda a aquisição de carros usados pela população da sua região, quais são as necessidades locais, o que é mais procurado, se é possível oferecer também algum tipo de serviço, além da venda direta de produtos etc.

Busque a sua formalização

Não deixe a formalização para a última etapa do negócio. Ter uma loja legalizada é importante não só para evitar cobranças fiscais, mas também para facilitar o seu trabalho na hora de adquirir produtos para revenda, além de gerar mais autoridade e confiança para seus clientes.

Então, de início, você pode se tornar um MEI(Microempreendedor individual), caso o seu faturamento anual não exceda R$ 81 mil. Entretanto, futuramente, com um lucro maior, você pode migrar para uma ME (Microempresa).

Defina o seu público-alvo

Para quem você vai vender? Donos de veículos não é uma resposta muito assertiva. Seja mais objetivo. Você pode focar em automóveis, motocicletas, veículos de grande porte, consumidores que preferem marcas específicas ou peças seminovas etc.

Ainda, você pode vender seus produtos para oficinas mecânicas. Afinal, essas sempre precisam de peças de automóveis.

Escolha a sua localização

Esteja perto do seu cliente ou em um local que seja acessível para ele, como grandes centros urbanos, estradas movimentadas ou qualquer lugar que possa ser encontrado facilmente por quem precisa de um serviço de urgência, por exemplo. Uma localização estratégica é essencial. E, claro, não se esqueça do espaço para estacionamento. 

Monte a sua estrutura

A loja não precisa ser muito grande, mas deve ser bem estruturada, pois facilita o seu trabalho e da sua equipe e garante mais satisfação ao seu cliente. O que não pode faltar na sua empresa:

  • Balcão para atendimento
  • Computadores, telefone, impressora e máquina de cartão de crédito
  • Estantes e prateleiras para a exposição das peças
  • Setor de estoque bem organizado e com produtos diversos
  • Cadeiras para espera e descanso
  • Café e água à disposição do cliente
  • Banheiro para funcionários e, se possível, para o cliente
  • Escritório para receber fornecedores, fazer reuniões etc.

Desenvolva um plano de negócios e gestão

Um plano de negócios é um documento em que você deve anotar todos os passos que deverá desenvolver para tirar a sua empresa da gaveta. É uma espécie de resumo de tudo que já falamos aqui, mas de forma mais ampla e aprofundada. Assim, nele você deverá deixar claro:

  • O que é o seu negócio;
  • Quem é o seu cliente;
  • O quanto vai investir;
  • Como vai vender;
  • Onde vai vender;
  • Qual é o seu faturamento esperado;
  • Quem serão seus fornecedores;
  • Como vai promover o seu produto etc.

Como fazer a gestão usando planilhas para loja de autopeças

As planilhas de autopeças são ferramentas importantes e que vão ajudar você a manter o seu negócio organizado, bem estruturado e com mais chances de dar certo. Assim, com elas você terá domínio de todos os setores da empresa, incluindo estoque, finanças, funcionários e vendas. Então, conheça alguns exemplos:

Planilha de controle de estoque

Quais peças você precisa repor? O que é mais procurado pelo seu cliente? O que não tem saído com frequência? Essas e outras perguntas são respondidas pela planilha de estoque.

Planilha de controle financeiro

Permite a você ter um domínio completo de todas as movimentações financeiras da loja, evitando sustos e reduzindo erros.

Planilha de fluxo de caixa

O fluxo de caixa é a entrada e saída de dinheiro da sua empresa. Precisa ser controlado frequentemente para o equilíbrio das finanças e ajudar na tomada das melhores decisões. Uma planilha de controle de caixa te auxiliará com isto.

Planilha de vendas

Planilha utilizada para incluir e gerenciar todas as vendas realizadas. É uma ferramenta essencial, uma vez que possibilita o acompanhamento de perto de todo o faturamento da sua empresa.

Planilha de cadastro de produtos

Usada para listar e descrever todas as peças da loja, facilitando não só a localização de cada uma delas, mas a utilidade e reposição de estoque.

Planilha de cadastro de clientes

Outra planilha de extrema importância porque reúne, em um único lugar, informações valiosas de seus clientes. Dados como e-mail, número de telefone, compras realizadas e outros dados servem como ponto de partida para criar promoções, fazer divulgações, acrescentar peças ou serviços à loja.

Planilha de curva ABC

Essa planilha permite que você, gestor, identifique aqueles produtos mais valiosos da sua loja, de acordo com o preço e procura do cliente. Dessa forma, você poderá dar mais destaque a eles na exposição e aumentar o faturamento, além de criar outras estratégias de divulgação destes itens.

Planilha de custo médio

Quanto vale o seu estoque hoje? Não sabe dizer? Com a planilha de custo médio é possível ter uma base do quanto vale todos os seus produtos, o que também é muito útil para traçar metas de rotatividade e venda de materiais.

Planilha de DRE (Demonstração do Resultado de Exercício)

Como saber se a sua empresa está realmente dando lucro? Com a planilha de DRE, você consegue essa informação com bastante precisão.

Planilha de folha de pagamento

A planilha de folha de pagamento é utilizada para controlar não só o salário de todos os funcionários mas também todas as informações trabalhistas referentes a eles, como férias, encargos, benefícios, folgas, extras etc.

Planilha de orçamento empresarial

O foco da planilha é planejar os próximos passos na gestão financeira do seu negócio, fundamental para evitar erros cruciais no desempenho da empresa.

Planilha de ponto de equilíbrio

Com essa planilha, você descobre quando a sua empresa começou, de fato, a gerar lucro, após alcançar o ponto de equilíbrio, em que todos os custos foram cobertos.

Planilha de cálculo do preço de venda

Quanto cobrar por cada peça? Difícil fazer essa conta? Com essa planilha de preço de venda você consegue fazer esse cálculo sem medo.

Planilha de 5W2H

Pensando em ampliar a loja ou abrir uma filial? Esse processo pode ser mais simples se você usar uma planilha 5w2h que transforma um grande projeto em um passo a passo detalhado do que você deve fazer para alcançar o seu objetivo.

Considerações finais

Montar uma loja do ramo automotivo é uma ótima oportunidade de trabalhar com o que você gosta e ter um negócio rentável e com ótimas previsões de crescimento. Aproveite para conhecer e experimentar as planilhas para loja de autopeças e veja na prática de que forma elas serão úteis para o bom desempenho da sua empresa.

eGestor - Software online de gestão empresarial para pequenas empresas - planilhas para autopeças

Início 9 Empreendedorismo 9 Planilhas para loja de autopeças
Escrito em: 29/06/21
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Comentários:

Compartilhe seu comentário, dúvida ou sugestão!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar…

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): o que é e quem emite

A NFS-e, ou Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, é um dos tipos de notas fiscais que existe juntamente com a nota fiscal, a nota fiscal do consumidor e o conhecimento de transporte. Elas são úteis para empresas que tem como uma das funções...

Gestão empresarial: guia definitivo para o sucesso do seu negócio

Toda empresa precisa ter um objetivo, uma missão maior que guie todas as suas atividades. Independente de qual for esse objetivo, ele tem tudo a ver com a gestão empresarial. Isso porque é através de uma gestão empresarial competente e...

Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo

Passo a passo para fazer o controle financeiro da sua empresa Faça o controle do fluxo de caixa Separe custos e receitas Planejamento de recebimentos e pagamentos Registre todas as operações financeiras Tenha um orçamento bem estruturado...

Nota fiscal eletrônica: tudo o que você deve saber [ATUALIZADO]

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento cuja função é atestar a venda de um produto ou a prestação de um serviço. Ela foi desenvolvida com o objetivo de substituir alguns sistemas de impressão de documentos fiscais em papel. Assim...

NFC-e (Nota fiscal de consumidor eletrônica) [Atualizado]

Emitir NFC-e Todo produto ou serviço vendido, deve ter sua comprovação fiscal e um dos meios de atestar essa transação é a nota fiscal. Afinal, ela dá segurança tanto à empresa que vende o produto, quanto ao consumidor que o compra....

Faturamento: O que é, como calcular e aumentar o seu

Porque o faturamento é tão importante para a empresa? Porque ele é o dinheiro que a empresa recebeu em um período, que mostra se ele foi bom ou não. Acompanhar o faturamento se sabe quanto a empresa pode gerar de capital. Ele também é...

ERP: O que é e vantagens [GUIA COMPLETO]

Teste Grátis A administração de uma empresa acontece diariamente, com processos e controle que devem ser feitos a todo momento. Esses processos são o que mantém a empresa funcionando, e esse controle é o que mantém as contas em dia e os...

Guia do MEI: Tudo sobre o MEI – Blog do eGestor

O MEI (Microempreendedor Individual) é um tipo de empresa voltado para formalização de profissionais autônomos. O custo para abrir um MEI é zero. Os impostos pagos pelo MEI são o ICMS, pela venda de mercadorias, o ISS, por prestação de...

Controle de Estoque: Como fazer um controle profissional

Porque o controle de estoque é tão importante para a empresa? O estoque é o principal ativo de uma empresa, sendo a forma mais importante de fazer dinheiro. Por isso, ter total atenção a gestão do estoque é de extrema importância. Se a...

Fluxo de Caixa: Guia de como fazer o da sua empresa

O que é o fluxo de caixa?O fluxo de caixa é o controle de todos os valores que entram e saem do financeiro da empresa. Qual o objetivo do fluxo de caixa?O objetivo do fluxo de caixa é garantir a saúde financeira do negócio, assegurando...