Certamente, não há empreendedor que nunca tenha ouvido o termo “margem de lucro”. Muitos tentam supor seu significado pela literalidade das palavras, mas poucos conhecem realmente sua acepção técnica. Por isso, preparamos este post para que você saiba como calcular margem de lucro em micro e pequenas empresas com a máxima eficiência.

Esse cálculo será essencial para você! Afinal, quando você abriu uma empresa, tinha expectativas e sonhos. Desejava a independência financeira, horários flexíveis, mais tempo com a família etc. Não desejava mais trabalhar por trabalhar, sem motivação nenhuma.

Porém, para que tudo isso seja possível, o lucro é fundamental. Sem ele, você terá de voltar para o seu emprego e desistir do seu negócio temporariamente. 

Como estabelecer a margem de lucro bruto?

Primeiramente, devemos compreender o conceito de lucro — que é a diferença entre o faturamento obtido com a comercialização dos seus produtos e os custos de produção. Assim, em uma fórmula simples, temos:

  • Lucro bruto = (receitas totais – custos) x 100%

Depois dessa etapa, é bastante simples calcular a margem de lucro. Ela é a relação entre o lucro bruto e a receita total:

  • Margem de lucro = lucro bruto / receitas totais

Por exemplo, em uma pequena empresa de locação de equipamento para a construção civil, o aluguel horário de uma escavadeira custa R$ 500. Por sua vez, os custos diretos com pessoal e infraestrutura são de aproximadamente R$ 350.  Desconsiderando os impostos e tributos, podemos dizer que seu lucro bruto foi de R$ 150.

Portanto, a margem de lucro será a divisão dos R$ 150 de lucro bruto pelos R$ 500,00 de receita.  No exemplo citado, portanto, seria de 30%. Nas suas negociações com investidores e bancos, você verá sempre que esse valor será requisitado.

Por que calcular margem de lucro bruto é tão importante?

O lucro bruto é um parâmetro muito relativo, pois valores muito altos não são necessariamente positivos caso o custo de produção também tenha sido elevado. Já a margem de lucro, informa precisamente o quão sua empresa está sendo eficiente na geração de mais capital.

Vários agentes do mercado necessitarão desse valor para tomar decisões a respeito da sua organização. Os bancos, por exemplo, precisam dessa informação para determinar se, a longo prazo, você terá condições de arcar com os financiamentos. Já os investidores, precisam saber se a sua margem de lucro é adequada para as suas carteiras de negócios.

Além disso, você mesmo precisa saber esse valor, pois ele é um indicativo da saúde do seu negócio. Uma margem de lucro pequena traz duas possibilidades:

Ebook Crescimento Empresarial

Custos elevados

Sua linha de produção não está sendo muito eficiente. Com isso, grande parte de sua receita tem sido gasta para mantê-la. No futuro, isso poderá trazer muitos problemas. Como a tendência dos custos é crescer, você poderá ter prejuízos eventualmente. 

Além disso, o lucro é também utilizado para realizar investimentos internos. Sem eles, sua empresa estagna e se torna insustentável a longo prazo. 

Receita insuficiente

Às vezes, você até consegue ter um produto lucrativo em termos de custos. Porém, você pode enfrentar dificuldades em vendê-lo no mercado. Isso traz à tona diversos problemas: o investimento em divulgação está pequeno, os clientes não gostaram do seu conceito, as ações de marketing estão inadequadas etc. 

Essas informações são essenciais, mas ainda são insuficientes para te informar a respeito do panorama da sua lucratividade. É preciso ainda calcular a margem de lucro líquido.

Como obter a margem de lucro líquido?

A margem de lucro bruta leva em conta somente os custos diretos, ou seja, aqueles que conseguimos relacionar diretamente com a produção de um produto. Eles são a matéria-prima, a mão de obra, o transporte, entre tantas outras despesas.

Porém, há gastos que não são diretamente relacionados ao produto, como o aluguel da sede, a manutenção do espaço de trabalho, despesas com a administração da empresa e as contas de água, luz e internet. No lucro líquido, não deixamos de inclui-los. 

Além disso, agregamos outros dados essenciais aos tributos e encargos. Eles estão presentes na folha de pagamento dos seus funcionários, nos impostos sobre faturamento, nas taxas de transações bancárias, entre outros.

Então, mesmo com uma margem de lucro bruto excelente, essas fontes podem corroer a lucratividade. Usamos a seguinte fórmula para calcular o lucro líquido:

  • Lucro líquido = lucro bruto – (despesas fixas + despesas variáveis + tributação)

Com esse valor, podemos facilmente calcular a margem líquida:

  • Margem líquida = (lucro líquido após os tributos / receita total) x 100%

Atenção! Na hora de fazer a soma dos impostos, não deixe de verificar o IOF das transações financeiras. Muitas empresas esquecem desse valor e superestimam a margem de lucro.

Mas, afinal, qual é a margem ideal?

Bem, muitos empreendedores cometem o erro de acreditar que a margem de lucro deve ser muito alta. É um erro comum esperar valores próximos de 100%. Entretanto, em um negócio sustentável financeiramente, não teremos valores distantes de 20% para o setor de serviços e de 8% para as indústrias.

Caso você esteja longe desses referenciais, ainda não há motivo para se preocupar. Outros fatores deverão ser analisados. Se a organização ainda for nova no mercado, ainda levará um tempo para aumentar a carteira de clientes e lucrar mais. 

Porém, se seu negócio for mais bem estabelecido, você deverá analisar o que está corroendo a sua margem. Micro e pequenas empresas, por terem menores necessidades operacionais, colhem taxas mais próximas do teto de 8% ou 20%. Seus valores devem se manter próximos delas.

Não é truísmo dizer que todo negócio visa ao lucro. Sim, sabemos que ele não deve ser o único motivo da existência de uma empresa. Todavia, não faz sentido ter muito esforço para não colher nenhum fruto. 

Portanto, não deixe de calcular sua margem de lucro constantemente; ela será um dos principais parâmetros do seu sucesso. Porém, na busca por melhores margens, jamais sacrifique a qualidade do produto. Isso terá efeitos negativos a longo prazo — por isso, invista em uma gestão estratégica e eficiente

Ainda restou alguma dúvida a respeito do cálculo da margem de lucro e de sua importância para os negócios? Não deixe de comentar no nosso post; estamos ansiosos por responder as suas perguntas!

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em http://www.egestor.com.br