Como montar uma livraria

A livraria sempre foi um tipo de comércio onde podemos adquirir principalmente livros, mas esse varejo se transformou e se reinventou ao longo do tempo. Atualmente, além de ser alternativa para um espaço cultural, também é comum que nesse estabelecimento sejam comercializados produtos de papelaria, CDs, DVDs, entre outros.

Se você está interessado em investir e abrir um negócio neste ramo, vamos lhe mostrar algumas dicas de como montar uma livraria:

Ebook manual de como abrir uma empresa

O que eu preciso saber para abrir uma livraria?

Quando pensamos em livraria, a primeira imagem que vem a mente é de um espaço físico, cheio de prateleiras com livros e materiais de papelaria, mas esse não é o único formato desse tipo de comércio. Com a modernização, a modalidade de venda virtual também passou a se aplicar às livrarias.

Nesse modelo, a comercialização acontece toda via internet. O que pode diferenciar sua livraria virtual de tantas outras pode ser a venda tanto de livros novos quanto de livros usados – o famoso sebo.

O que você precisa saber a respeito de como montar uma livraria, é que o tamanho do seu negócio pode variar. Você pode ter um comércio local, oferecendo centenas de títulos ao seu público, como também pode ter grandes cadeias, com mais de 200.000 títulos para seus clientes.

Apesar da ascensão das livrarias virtuais, as livrarias tradicionais mantem um público fiel e também continua em crescimento. Os formatos de livros também variam entre livro físico e livro virtual – o ebook-, e podem ter temáticas variadas.

Você também deve estar atento aos nichos de negócio e conhecer bem o seu público. Ao montar uma livraria, você pode focar em temas como religião e espiritualidade, por exemplo. Hoje é muito comum se encontrar livrarias católicas, evangélicas e espíritas, atendendo clientes que buscam por temas e conteúdos específicos.

No caso de se montar uma destas livrarias, é imprescindível que os seus atendentes zelem pelo respeito a religião. Nesse tipo de negócio, também será possível oferecer alguns produtos adicionais, como santos, terços, quadros e novenas, dentre outros. 

É importante destacar que os livros didáticos apresentam uma fatia de vendas representativa desse mercado. Dessa forma, é interessante forma parcerias com escolas, editoras e faculdades, por exemplo.

É importante estudar quem será o seu público a partir de pesquisas de mercado, para identificar as possíveis preferências da clientela e para definir o melhor local para abrir sua livraria.

A história das livrarias

Como abrir uma livraria

Aconteceu muita coisa no caminho até que o mercado livreiro chegasse ao patamar em que está.

Tudo começou na época do Brasil Colonial, quando D. João VI chegou ao Rio de Janeiro, em 1808.  O que ele encontrou quando chegou ao Rio foram somente três livrarias.

Mas, ao regressar a Portugal, em 1821, mudou o cenário que havia conhecido: deixou oito livrarias como herança.

Com isso aconteceu o boom dos livreiros franceses. No século 20, mais precisamente nos anos 60, o destaque foi para o mercado editorial, além do surgimento das cadeias livreiras – em São Paulo.  As referências são nomes como Saraiva, Siciliano e Nobel.

Na década de 70, quando a ditadura marcou época, as pessoas se refugiavam nos livros. O sucesso da Livraria Cultura veio nesse período, quando o slogan “Cultura você encontra nos livros e livros você encontra na Cultura” ficou marcado.

Um espaço para muitas culturas

O espaço que antes era apenas dos livros passou a abrigar um ambiente multicultural, quando começam a marcar presença cybers café, espaços para leituras e degustação de músicas. Essa grande adequação à nova realidade se tornou essencial para a sobrevivência desse tipo de comércio. Tornou-se raro pensar em abrir uma livraria – seja ela de médio ou grande porte – sem investir nesses diferenciais.

Livraria a serviço da comunidade

Muitas livrarias tem assumido um lado “biblioteca pública”. Isso acontece quando dentro do ambiente do negócio podemos encontrar cadeiras, sofás e até mesmo puffs, que formam um espaço de leitura no mais prático sentido da palavra. Isso deixa os clientes a vontade para sentar e fazer suas leituras sem precisar necessariamente adquirir o livro para si.

As pequenas e médias livrarias estão ganhando bastante espaço nessa área de mercado. O tratamento aproxima vendedor e cliente – algo mais próximo e até mesmo aconchegante –, trazem destaque às pequenas livrarias que brigam por um espaço em meio às mega lojas.

O grande segredo para o sucesso e a sobrevivência de um negócio dentro do ramo livreiro é identificar seu público, se especializar e alimentá-lo. A qualidade por trás de seus produtos é algo indispensável, que não entra nem em questão.

Mas fazer da sua livraria aquela que será inesquecível para quem conhecê-la e tornar-la referência é o grande passo para o sucesso. O mercado possui uma demanda que está em constante crescimento. Por isso, é preciso estar sempre se adequando às novidades.

A oferta de seus livros e demais produtos deve se agregar aos demais serviços ofertados, sejam eles eventos com a presença de autores, coffee breaks, eventos culturais, shows musicais.

Investimento

Quando se pensa em abrir um negócio, você deve se preocupar com o investimento relacionado à estrutura do mesmo. Uma dica para aqueles que não têm um conhecimento do setor no qual quer investir: é ideal criar um diálogo constante com aqueles que já empreendem no ramo.

A realização de um projeto de investimento torna-se indispensável na criação de seu negócio. Aqui você oferecerá a parcial dos futuros gastos com seu empreendimento. É fundamental calcular tudo o que conseguir: gastos com o imóvel, todas as instalações, os equipamentos que serão necessários para uma boa estrutura, as contratações e treinamentos de seus funcionários, os encargos e por último, mas não menos importante, seu capital de giro, que é o valor necessário para cobrir possíveis despesas imprevistas que possam surgir com o andamento do negócio.

Para montar uma livraria de pequeno porte, você deverá investir um valor de aproximadamente R$ 193.000,00, o qual engloba os seguintes custos:

  • Mobiliário para a área administrativa: R$ 15.000,00
  • Reforma e adaptação de instalações: R$ 50.000,00
  • Equipamentos e tecnologia de gestão: R$ 80.000,00
  • Taxas de abertura do negócio e pagamento de profissionais: R$ 3.500,00
  • Capital de giro: em torno de R$ 45.000,00

Equipe

Além da qualidade do seu gerenciamento e da mercadoria que comercializará aos clientes, manter o alto nível de funcionamento é algo que está diretamente ligado a uma equipe com profissionais qualificados, prontos para vestir a camisa de sua livraria e fazê-la crescer.

A hierarquia deve existir, como em qualquer outra empresa: gerência, operadores de caixa, balconistas, serviços gerais, além dos atendentes espalhados pela loja – um diferencial quando se busca uma relação mais próxima com seu cliente.

Vale lembrar que, quando se opta por um ambiente diversificado, outros profissionais precisam fazer parte da sua equipe: responsáveis pelo espaço de café, atendentes para a área de CDs e DVDs, até mesmo pessoas para a recreação num espaço infantil – fantasiados para ler histórias para as crianças enquanto os pais fazem suas compras, por exemplo.

Outro ponto absolutamente crucial para o sucesso do seu negócio, é a definição do local em que sua livraria estará situada. Para garantir uma boa visibilidade a sua livraria, o recomendável é instalar o seu negócio próximo á faculdades ou até mesmo em um espaço anexo dentro das faculdades, shoppings, aeroportos ou então em ruas com um alto fluxo de pessoas e próximas ao seu público alvo.

Outro fator que deve ser levado em conta na definição do ponto comercial de sua livraria, é a logística do local em questão. Certifique-se que o local é de fácil acesso e trafegabilidade.

Antes de abrir a sua livraria, é essencial distribuir flyers nas proximidades para que o público saiba a respeito da inauguração do local. As redes sociais também podem ser ferramentas extremamente poderosas neste sentido.

Ebook Crescimento Empresarial

Burocracia

Para efetivamente abrir a sua livraria e tirar o negócio do papel, é preciso ficar atento a todos os processos burocráticos que envolvem a regularização do empreendimento. Você poderá registrar o negócio de uma forma individual ou então como uma sociedade.

Com o serviço especializado de um contador, você receberá auxílio neste processo. Ele ficará responsável por estudar as diferentes opções e então avaliar o que é melhor para o seu negócio. O contador também poderá lhe auxiliar nos seguintes procedimentos necessários para a abertura do negócio:

  • Registro na junta comercial;
  • Obtenção de CNPJ;
  • Obtenção de alvará de funcionamento junto a prefeitura municipal;
  • Obtenção do habite-se, junto ao corpo de bombeiros de sua região;
  • Registro de razão social, nome fantasia e patente de marca;
  • Contrato social;

Estoque e fornecedores

No momento de solicitar os livros com os seus fornecedores para compor o estoque de sua livraria, é preciso ter em mente que determinados livros possuem uma demanda maior do que outros e sendo assim, devem receber uma maior atenção na hora de montar o estoque.

Esse levantamento a respeito de quais tipos de livros possuem uma maior saída é essencial para que você não adquira livros em excesso junto a seus fornecedores. Ter excesso de estoque representa dinheiro parado.

Você também pode trabalhar com um sistema de encomenda para seus fornecedores de acordo com os livros pedidos pelos clientes. É essencial escolher fornecedores que ofereçam agilidade no serviço de entrega, boas condições de preço e que sejam flexíveis nos processos de negociação e pagamento. 

Planilha de controle de estoque gratuita para download

Como fidelizar a clientela de sua livraria?

Algumas ações estratégicas podem ser realizadas de forma a agregar valor a sua livraria e proporcionar uma experiência de compra marcante a seus clientes, aumentando assim as chances de fidelização a um médio e longo prazo:

  • Cartão fidelidade com um livro grátis para o cliente que adquirir o total de 10 livros. É uma medida que além de estimular a leitura contínua, de certa forma acaba premiando os consumidores mais ativos de sua livraria e incentiva-os que voltem a comprar os seus livros;
  • Oferecimento de cursos e lançamentos de livros com sessão de autógrafos;
  • Promover eventos com palestras de contadores de história, jornalistas e escritores de uma forma geral, bem como teatros infantis. Mais do que comercializar livros, sua livraria deve ser um espaço de confraternização e incentivo cultural;

São ações que criam diferenciais para a sua livraria em detrimento da concorrência e tornam o seu espaço muito mais atrativo para o público, tanto para os leitores, quanto para pessoas que estão em busca de eventos culturais na cidade e opções de lazer.

Procure oferecer experiências aos clientes que vão além da simples compra de um livro e um bom atendimento.

A importância de um sistema de gestão

A formalização de seu negócio, principalmente quando falamos de micro e pequenas empresas, dá mais credibilidade e garante um apoio daqueles órgãos competentes dentro da área.

O mais comum é que, em negócios de pequeno porte, o número de departamentos seja menor, até mesmo pela quantia reduzida de recursos que mantém um número maior de setores. Dessa maneira, um sistema ERP acabam se tornando a melhor alternativa de gestão. ERP é uma sigla para Enterprise Resource Planning, ou Sistema de Integração de Gestão Empresarial.

Esse sistema aperfeiçoa o tempo dos donos de empresas, além de reduzir gastos relacionados à gestão, já que permite uma administração mais unificada: estoque, receita, vendas, registro dos clientes, reposição de produtos, faturamento das vendas. Esses e outros elementos da empresa são acompanhados de maneira simultânea dentro de apenas um sistema.

Com um ERP, a presença de muitas planilhas é extinta. É possível que o empresário cuide das operações diárias de sua empresa através apenas do sistema de integração de gestão empresarial.

A visualização dos números da parte mais burocrática do negócio torna-se mais fácil. Se não bastassem todas as vantagens já ditas, ainda se torna possível ter um registro das informações importantes de seus clientes, fornecedores e parceiros.

Com tantas informações que podemos juntar nesse sistema, ele pode facilmente ser confundido com um simples banco de dados, um verdadeiro amontoado de informações. Porém o  sistema mantém a comunicação entre variados departamentos em sua empresa.

eGestor

Dentro dessa proposta, o eGestor é um sistema de gestão simples e fácil, exatamente o que sua livraria precisa para um bom gerenciamento. Totalmente online, esse sistema não necessita de instalação, funcionando diretamente do seu navegador, seja ele em qualquer sistema operacional. Também funciona em celulares e tablets, precisando apenas de acesso à internet.

A facilidade desse sistema possibilita que tanto você quanto sua equipe possa usá-lo sem grandes dificuldades. O eGestor é considerado um software barato.

Os recursos do eGestor perpassam pelos pontos que sua empresa precisa: controle financeiro, fluxo de caixa, controle de vendas de produtos e serviços, controle de estoque, nota fiscal eletrônica, emissão de relatórios, emissão de NFC-e e emissão de boletos com registro.

O cadastro no site leva menos de 1 minuto e o teste é totalmente gratuito, sem compromisso algum!

 

Escrito por eGestor
O eGestor é um software online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: https://www.egestor.com.br