fbpx

7 dicas de sobrevivência para sua micro ou pequena empresa!

Diante de um mercado cada vez mais disputado, é essencial que os micro e pequenos empresários que recém estão ingressando no mundo dos negócios, adotem medidas cuidadosas e realizem uma gestão baseada no equilíbrio financeiro, de forma a manter os seus empreendimentos duradouros no mercado. 

Segunda pesquisa realizada pelo Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, o Sebrae, a cada 100 novas empresas que surgem no mercado, somente 73 delas conseguem se manter em atividade durante os primeiros dois anos operação.

Em meio a esta dificuldade enfrentada, selecionamos algumas dicas de gestão que podem ser de extrema utilidade para a sobrevivência de sua micro ou pequena empresa no mercado. Confira!

1- Possua uma ampla rede de fornecedores

Empresas que trabalham com apenas um ou então com uma baixa quantidade de fornecedores, estão muito mais sujeitas a atrasos na entrega de produtos, o que pode comprometer consideravelmente o processo operacional e levar a períodos com falta de estoque.

Além destes prejuízos, trabalhar com uma quantidade limitada de fornecedores, faz com que sua empresa fique refém das condições de preço e negociações impostas por estes fornecedores. Já com uma variedade maior, você possui mais flexibilidade para negociar prazos, preços e formas de pagamento de determinados produtos.

Ao negociar com um determinado fornecedor, você poderá usar o fato de possuir outras opções como um diferencial para que este fornecedor atenda as necessidades da sua empresa e faça com que você não opte pelo concorrente.

No caso de possíveis dívidas, possuir fornecedores que ofereçam boas condições de renegociação e prazos de vencimento, é absolutamente essencial para restabelecer o equilíbrio financeiro de sua empresa e arcar as dívidas sem comprometer o seu orçamento futuramente.  

2- Elabore um plano de negócios realista

Um plano de negócios é absolutamente essencial para a estabilidade e crescimento de micro e pequenas empresas no mercado. Mas para que ele seja elaborado de uma forma eficiente, é necessário realizar um aprofundado estudo de mercado, que vai definir a capacidade de pagamento da empresa aos funcionários e viabilidade de investimentos nas mais variadas ações estratégicas.

O problema é que muitos empresários elaboram o plano de negócios de uma forma totalmente descuidada e assim, acabam estipulando valores de investimento muito acima das reais possibilidades orçamentárias da empresa, o que acaba comprometendo significativamente as finanças do negócio.

3- Mantenha o seu estoque equilibrado

Muitos micro e pequenos empresários, por se encontrarem em um período inicial a frente de seus negócios e não possuírem grande experiência nos processos gerenciais, acabam adquirindo produtos em demasia para compor o estoque, com receio de não conseguir atender as necessidades da clientela.

Entretanto, possuir produtos em excesso no estoque representa dinheiro parado, pois sua empresa levará muito tempo até recuperar o capital investido na aquisição destes produtos. Sendo assim, em um estágio inicial do seu negócio, evite fazer projeções de vendas tão elevadas em um primeiro momento e possua somente a quantidade necessária no estoque.

No caso de se perceber que há produtos com muito pouca saída, talvez seja o momento de realizar promoções de forma a não armazenar itens em excesso no estoque.

4- Faça um controle diário e organizado do seu fluxo de caixa

Um dos principais fatores que causam a mortalidade de micro e pequenas empresas logo nos anos iniciais de suas atividades, é sem dúvidas a falta de organização financeira. A falta de um acompanhamento contínuo de todas as receitas e despesas, faz com que as empresas entrem em situações de endividamento e não consigam identificar os fatores que ocasionaram essa situação.

Por isso, é de extrema importância manter um controle rigoroso de todos os valores que entram e saem de seu orçamento, de forma a identificar possíveis gastos excessivos que podem vir a ser cortados e assim gerar uma economia significativa para a sua empresa.

5- Busque parcerias de negócio

As parcerias empresariais são excelentes alternativas para ampliar a sua rede de contatos, trazer mais visibilidade a sua micro ou pequena empresa a um público mais abrangente e assim captar novos clientes. É essencial buscar parcerias com empresas que possam complementar o seu negócio e suprir alguma necessidade de sua empresa.

Também é de extrema importância que as empresas parceiras possuam um público com interesses semelhantes. Isto é, no caso de uma academia de musculação, por exemplo, formar parcerias com uma loja de suplementos alimentares pode ser uma boa opção.

Neste caso, os clientes de sua academia receberiam um desconto na compra dos produtos da loja em questão, trazendo um diferencial para que os clientes optem por esta academia em detrimento da concorrência. Sendo assim, formar parceria com outras empresas é uma excelente maneira para gerar novos recursos para o seu negócio e ampliar a visibilidade.

6- Invista em tecnologia de gestão

Apesar de representar custos adicionais para o seu orçamento, investir em um software de gestão empresarial para realizar o seu controle financeiro, controle de estoque, cadastrar seus produtos, clientes e fornecedores, é extremamente importante para otimizar ao máximo os seus processos gerenciais.

A partir das informações geradas por um software de gestão empresarial, você pode tomar decisões em sua empresa com muito mais segurança, a medida em que terá em mãos os mais variados indicadores financeiros como fluxo de caixa, DRE e muitos outros.

7- Aposte na fidelização de seus clientes

Principalmente em uma fase inicial do seu negócio, em que sua micro ou pequena empresa ainda não possui uma grande notoriedade no mercado, gerar a fidelização de seus clientes atuais é um fator tão ou mais importante do que captar uma nova clientela.

Clientes que são bem atendidos e possuem uma boa experiência de compra, tendem não só a voltar a fazer negócios com a sua empresa, como também podem expandir a sua marca positivamente diante de outras pessoas, aumentando assim a sua visibilidade no mercado.

Além de representar uma maior geração de caixa, a fidelização de clientes é uma ferramenta poderosíssima de divulgação para a sua empresa!

eGestor

O eGestor é o software de gestão empresarial totalmente fácil e online para auxiliar na gestão de sua micro ou pequena empresa.

Com ele, você poderá ter acesso a uma série de indicadores financeiros do seu negócio por meio de relatórios gerenciais automatizados, controlar o seu estoque, registrar suas compras e vendas, emitir notas fiscais eletrônicas e boletos bancários para os seus clientes e muito mais!

O sistema pode ser testado de uma forma totalmente gratuita durante o período de 15 dias. Acesse o site e comece agora mesmo!

eGestor - Software online de gestão empresarial para pequenas empresas
Início 9 Empreendedorismo 9 7 dicas de sobrevivência para sua micro ou pequena empresa!
Escrito em: 15/05/18
<a href="https://blog.egestor.com.br/author/pedro-henrique-escobar/" target="_self">Pedro Henrique Escobar</a>

Pedro Henrique Escobar

Pedro Henrique Escobar é formado em Administração e gerente de marketing no eGestor. O eGestor é uma ferramenta online para gestão de micro e pequenas empresas. Teste gratuitamente em: eGestor.

Comentários:

Compartilhe seu comentário, dúvida ou sugestão!

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Você também pode gostar…

Faturamento: O que é, como calcular e aumentar o seu

Porque o faturamento é tão importante para a empresa? Porque ele é o dinheiro que a empresa recebeu em um período, que mostra se ele foi bom ou não. Acompanhar o faturamento se sabe quanto a empresa pode gerar de capital. Ele também é...

Fluxo de Caixa: Guia de como fazer o da sua empresa

O que é o fluxo de caixa?O fluxo de caixa é o controle de todos os valores que entram e saem do financeiro da empresa. Qual o objetivo do fluxo de caixa?O objetivo do fluxo de caixa é garantir a saúde financeira do negócio, assegurando...

Nota fiscal eletrônica: tudo o que você deve saber [ATUALIZADO]

A Nota Fiscal Eletrônica (NF-e) é um documento cuja função é atestar a venda de um produto ou a prestação de um serviço. Ela foi desenvolvida com o objetivo de substituir alguns sistemas de impressão de documentos fiscais em papel. Assim...

Nota Fiscal de Serviço Eletrônica (NFS-e): o que é e quem emite

A NFS-e, ou Nota Fiscal de Serviço Eletrônica, é um dos tipos de notas fiscais que existe juntamente com a nota fiscal, a nota fiscal do consumidor e o conhecimento de transporte. Elas são úteis para empresas que tem como uma das funções...

Controle de Estoque: Como fazer um controle profissional

Porque o controle de estoque é tão importante para a empresa? O estoque é o principal ativo de uma empresa, sendo a forma mais importante de fazer dinheiro. Por isso, ter total atenção a gestão do estoque é de extrema importância. Se a...

Guia do MEI: Tudo sobre o MEI – Blog do eGestor

O MEI (Microempreendedor Individual) é um tipo de empresa voltado para formalização de profissionais autônomos. O custo para abrir um MEI é zero. Os impostos pagos pelo MEI são o ICMS, pela venda de mercadorias, o ISS, por prestação de...

ERP: O que é e vantagens [GUIA COMPLETO]

Teste Grátis A administração de uma empresa acontece diariamente, com processos e controle que devem ser feitos a todo momento. Esses processos são o que mantém a empresa funcionando, e esse controle é o que mantém as contas em dia e os...

NFC-e (Nota fiscal de consumidor eletrônica) [Atualizado]

Emitir NFC-e Todo produto ou serviço vendido, deve ter sua comprovação fiscal e um dos meios de atestar essa transação é a nota fiscal. Afinal, ela dá segurança tanto à empresa que vende o produto, quanto ao consumidor que o compra....

Gestão empresarial: guia definitivo para o sucesso do seu negócio

Toda empresa precisa ter um objetivo, uma missão maior que guie todas as suas atividades. Independente de qual for esse objetivo, ele tem tudo a ver com a gestão empresarial. Isso porque é através de uma gestão empresarial competente e...

Controle financeiro empresarial: Como fazer passo a passo

Passo a passo para fazer o controle financeiro da sua empresa Faça o controle do fluxo de caixa Separe custos e receitas Planejamento de recebimentos e pagamentos Registre todas as operações financeiras Tenha um orçamento bem estruturado...